segunda-feira, janeiro 26, 2009

Câmara Municipal de Almada deixa cair Capela da Ramalha

Em...Almada, a Câmara Municipal de Almada, está a deixar cair património histórico do concelho e da população.
A situação só é compreensível porque à frente da Câmara está um executivo que não é do concelho, não tem laços afectivos a esta terra, não trabalha para engrandecer e desenvolver o concelho de Almada, nem respeita a população.
A Capela de S. João Baptista ( Capela da Ramalha) chegou a este estado por desleixo e incúria da Câmara Municipal de Almada:
Janeiro 2009
Em Maio de 2004 a presidente da CMA disse numa sessão na Cova da Piedade (publicado no pasquim municipal, designado por Boletim Municipal):
clique sobre os doc. para aumentar e ler
Em Agosto de 2005, em campanha eleitoral, o mesmo pasquim municipal afecto ao elenco da Câmara, publicava :
Em Outubro de 2006, depois de uma sessão pública na Ramalha, o tal pasquim municipal voltava a falar da Capela da Ramalha nestes termos:
Depois de uma campanha da Câmara junto dos munícipes para conservação do património edificado, o edifício da Capela da Ramalha e edifícios anexos chegaram a este estado de derrocada provocado pelas últimas chuvas, após mais de 20 anos destas edificações serem propriedade da CMA, sem que tenha feito quaisquer obras para conservação ou recuperação deste património histórico.
Janeiro 2009
O estado de conservação a que chegaram estas edificações demonstra bem o natural desinteresse destes autarcas por Almada e pelo seu património.
A Capela da Ramalha foi várias vezes tema neste blog. Veja aqui:
EMALMADA agradece a colaboração de cidadão

11 comentários:

Anónimo disse...

Al Sr. Caro anónimo,

En primer lugar, aclarar que cuando hablo de metro, hablo de metro y para nosotros el metro es subterráneo y el resto, los que van en la superficie, son tranvias. Las fotografías que usted muestra no son del metro, son del tranvia, en Sevilla como en otras ciudades además del tranvia y como el Sr. tan experto "Español" sabrá también se está construyendo el metro y por supuesto es subterráneo.

No hay que ser demasiado inteligente para imaginar que en las calles que son peatonales y por este hecho están llenas de tiendas, tiene que haber cargas y descargas, pero usted que parece que cononoce mi país mejor que yo, ha reparado cual es el horario en que se realizan las cargas y descargas? Pues le ruego que en su próximo viaje al "país hermano" se fije, estas son: por las mañanas antes de las 08:30 y por las tardes a partir de las 20:00, durante el día es prohibido.

No se si el Sr. reparó que en mi comentario dije que hay calles exclusivamente peatonales (exceptuando como he comentado anteriormente las cargas y descargas (pero con esos horarios) y otras que son semi-peatonales donde coexiste el peatón y el transporte público.

Si el Sr. quiere ver la página web del proyecto del tranvía en Zaragoza, ciudad en la que he vivido mis últimos 13 años, podrá comprobar que la catenaria no va estar suspendida en postes, si no que va a ser subterránea, cuestión del avance de los tiempos y de estética.

Me gustaría que el Sr. me respondiese con el corazón en la mano a una pregunta: que le parece mas bonito después de la implantación del tranvia, Almada o cualquier ciudad de las usted cita de España? como están arregladas y con gusto unas y lo feas (piedra y cemento) que es Almada.

No, NO Sr. no hace mucho que no voy a España, es mas, en cuanto tengo ocasión y es muy a menudo, salgo de este agujero y me largo "hechando leches". Si me quedo por aquí también salgo para viajar por este país que conozco de cabo a rabo y le puedo asegurar que de las peores ciudades y mas sin sentido y aberrante que conozco en Portugal es Almada (la quinta ciudad, parece mentira) para que me voy a quedar aquí si es un aburrido desierto muerto y no me gusta pasar las tardes en el Forum.

Saludos.

que escribió en el anterior blog, 2ª Feira 26 de Janeiro 11:20.

Joao disse...

Se Almada é a Cidade do Futuro (já o vimos em comparação com outras cidades por essa Europa fora, bem mais atrasadas), para quê recuperar o que pertence ao passado...quantos mais exemplos temos nós, para esta câmara a história de Almada morreu na data em que chegaram ao poleiro, o que interessa é o FUTURO!
JSNM

Anónimo disse...

Quem é que ainda acredita na dona Emília?
Essa senhora já mostrou que mentir é uma das suas especialidades.
Prometeu. É verdade. Mas não passou daí. Nunca a recuperação da capela da Ramalha fez parte de qualquer estudo. Nunca a referida zona esteve na mira positiva de sua excelência a Ti Mila.
Fez crer que avançava para a suposta recuperação, numa altura em que lhe convinha agradar ao oportuno e oportunista Padre Ricardo.
Cheirava-lhe a votos dos fiéis.
Mas na realidade foram tão só palavras que saíram boca fora sem que o coração tivesse alguma interferência.
Obviamente que o Padre Ricardo aquele não se vai fazer ouvir. Porque entretanto com outras benesses foi funcionando o sistema.
Digam adeus à capela da Ramalha.
Um dia a casa vem abaixo.

Anónimo disse...

Comentário retirado do blog http://almadensestristes.blogs.sapo.pt


QUARTA-FEIRA, 17 DE DEZEMBRO DE 2008
Enrolados com o metro

Almadenses, faço aqui um apelo para a criação de uma associação de moradores, que tal como eu, se sintam bastante prejudicados devido ao total desrespeito e menosprezo por parte da Câmara M. A. aos habitantes desta cidade. Desta forma será possível um abaixo-assinado, exigindo uma tomada de consciência, para não destruir ainda mais, as nossas condições de vida. A nossa situação é grave, mas na zona denominada “pedonal”, nem podemos chamar um táxi por não ser permitido, trabalhadores para obras na nossa casa, só se pagarmos nós a multa, porque também não podem estacionar. Os residentes mesmo com o cartão no pára-brisas para a área pedonal, estão proibidos de ter acesso ás habitações, isto representa uma forte desvalorização do preço do imóvel, da qual deveriamos ser indemnizados. Os dirigentes desta Câmara também não tiveram consciência que muitos moradores não têm,nem podem, possuir garagem, obrigando a estacionar bastante longe da residência, e, em certos casos a pagar valores elevados em parques subterraneos, impede-nos assim de transportar as nossas crianças à escola, os nossos familiares doentes, deficiente motores, o tranporte de compras a casa, atrasa-nos na deslocação para o trabalho etc.Por este motivo os moradores que tiveram a pouca sorte,de ver a sua Avenida promovida a “pedonal” (completamente fora do contexto da nossa urbanização, pois não vivemos na belgica, onde estes governantes se inspiraram.),deveriam organizar-se e agradeço que algum meu vizinho, de preferência advogado, colabore nesta nossa causa, orientando a melhor forma de nos defendermos, com o intuito, que seja possivel os residentes serem autorizados a estacionar, e puderem usar a sua viatura, sem ter como inimigo permanente os funcionários da Ecalma que não fazem distinção entre residentes e não residentes .Gostaria de dizer ainda,que, se o Metro S. T. não tivesse um trajecto tão mal escolhido, era possivel que Almada não estivesse num caos de circulação rodoviaria.
J Gomes

Anónimo disse...

Este último comentário não pode ser acrescentado em mais nada. Está lá tudo, o desprezo pelo habitante,o desprezo pelo cidadão,o desprezo pelas condições de parqueamento,o desprezo pela saúde,o desprezo pela educação, o desprezo pela segurança,e em contrapartida a arrogancia ditaturial daqueles que se julgam donos e senhores de Almada, da sua economia, e da sua cidadania.
Não há por aí alguem que tenha uma horta e que empreste uns vegetais?
Oliveira

Jorge Rodrigues disse...

Nem vou perder tempo com tanto disparate.

Só não entendo o que o espanhol que tanto odeia Almada, por aqui anda (ainda) a fazer! Será mazoquista? Ou parvo?

Anónimo disse...

Parvo é quem defende e se conforma
com a miséria de gestão da CMA, pensando que o bom senso é exclusivo seu.
A miséria existe em Almada.
A miséria urbana também existe em Almada.
O subdesenvolvimento existe em Almada.
O subdesenvolvimento urbano também existe em Almada.
O caciquismo existe em Almada.
O caciquismo de esquerda também existe em Almada.

A dependência política de elementos da oposição e o medo de fazer críticas à CMA pelos partidos da oposição também existem
em Almada.

A oposição tem interesse em ajudar a mudar e dignificar Almada,apresentando-se ao eleitorado com candidatos credíveis?

Anónimo disse...

A presidente da Câmara não tem vergonha.
O Boletim Municipal serve somente para enganar a população.

Anónimo disse...

Não é de estranhar tudo o que se passa na nossa cidade. Só os Almadenses podem contrariar esta tendência para o abismo.
O presidente da autarquia de Sines teve discernimento ao abandonar o partido a que pertencia.
E ficámos a saber que a razão que o levou a tal, foi o de estar constantemente a levar na cabeça do controlador, por aparecer em actos oficiais com o Primeiro Ministro e o Presidente da República.
Mas não são todos a levar na cabeça, porque nós conhecemos quem se pele por um minuto de televisão, nem que para isso tenha que andar com o poder central.
Ah, esta gente não tem mesmo tino.

Anónimo disse...

Al "Sr" Jorge Rodrigues,

Aunque usted no se merece ni la mas mínima contestación ni consideración por parte de una persona educada, le comentaré que invertí una importante cantidad de dinero en Almada, ganado honradamente y con muchos años de trabajo en España.

Fue un error muy grande ya que si hubiese sabido que esta tierra continuaba a ser gobernada por el comunismo Ruso de hace 60 años ni había puesto los pies aquí

Fue después de ya haber cometido el error cuando me informaron en la CÁMARA DE COMERCIO HISPANO - LUSA de que Almada es una de las PRIMERAS PEORES ciudades de Portugal para realizar cualquier tipo de inversión a no ser que se haga por medio de la CMA.

Imagínese la opinión y fama que se tiene de esta ciudad para los inversores.

Todos sabemos que el Forum es otra cosa, es ahí donde ustedes "grandes capitalistas de tapadillo" quieren llevar a la gente y Almada ciudad que se lixe.

Pero no se preocupe en cuanto tenga ocasión me llevo la inversión a otra parte que es lo que ustedes consiguen con sus políticas y que mucha gente está haciendo.

No me voy por usted ni los que como ustedes piensan, pués en mi país no me esnseñaron a tener miedo ni a taparme la boca al contrario de lo que ustedes han hecho con los ciudadanos de Almada.

Yo se que al "Sr" le gustaría poder DEPORTAR a los ciudadanos que no concuerdan con su visión de las cosas, ya lo ha expresado hoy el Presidente de la Cámara de Sines.

Solo le ruego una cosa, es que cuando se dirija a mí, lo haga con educación y ni se moleste en contestarme, ya que de mi parte nunca tendrá el placer de ser contestado.

Hasta siempre.

Cumprimentos.

Anónimo disse...

É a primeira vez que visito este blog, mas já deu para perceber que a maioria dos intervenientes são zarolhos ou ignorantes ou são como o outro que conhecia bem Almada quando passava de avião, meus senhores não sou advogado de ninguém mas o 25 de Abril deu ao povo Português a liberdade de podermos discordar, e até de manifestação, contudo também a responsabilidade faz parte desta tão nobre direito. Se os Srs, comentaristas de vez em quando lessem os materiais de divulgação do município provavelmente teriam outra opinião mesmo sendo critica, de acordo com as actas das sessões publicas da CMA e da Assembleias Municipal, Almada é concelho onde a rede de águas e esgotos esta concluída 100%, tem uma frota de 22 carros de recolha de lixos domésticos, equipamento de limpeza de praias ao nível da Europa, todas as Freguesias independentemente da força politica que a governa foi entregue pela CMA uma viatura com 3 funcionários para recolha de monos e aparas de jardins, tem mais que uma centena de funcionários que diariamente varrem as ruas do concelho, Alem do Complexo Municipal dos Desportos todas as freguesias tem pavilhões municipais de desporto, pista de atletismo, piscinas municipais em praticamente todas as freguesias, poio a alunos carenciados, apoio a construção de equipamentos de infância a idosos, uma rede de escolas desde o básico até ao secundário, universidades publicas e privadas, centros comerciais, polidesportivos, u m estádio municipal. Vou terminar pois ainda falta enumerar centenas de coisas boas que o 25 de Abril trouxe para Almada .