segunda-feira, dezembro 26, 2011

CRISE? Qual crise? ROUBO!

Em...Almada, como no país, a crise tem responsáveis: aqueles que foram e são Governantes, aqueles que foram e são autarcas, aqueles que andaram e andam a brincar com o povo e os munícipes.
Agora, quem paga as favas são sempre os mesmos.
Por isso tentam esconder o roubo com a palavra CRISE!
Depois de Abril de 1974 o Povo Português foi assaltado por golpistas de colarinho branco, infiltrados no sistema democrático.
Quando uns dizem que os portugueses vivem ou andavam a viver acima das suas possibilidades, isto não é mais que uma manobra para camuflar o roubo e criar um sentimento de culpa no povo, enquanto os responsáveis pelo roubo passam ao lado da "CRISE" e regozijam-se com o produto do saque.

quinta-feira, dezembro 22, 2011

Quem é?

Em...Almada, quem é que  anda a dormir há muito tempo e tenha permitido que a gestão autárquica CDU-PCP afundasse ditatorialmente Almada  ?


imagem tirada de www.mundodanet.com
- Quem é que anda a dormir e não quer ver que a actual presidente da Câmara arrasou Almada, destruiu as principais avenidas da freguesia de Almada e escavacou a Rua Cândido dos Reis na freguesia de Cacilhas?

- Quem é que anda a dormir e se remete ao silêncio político perante o desespero de comerciantes  arruinados pela Câmara Municipal de Almada e a desertificação da cidade?

- Quem é que anda a dormir e perdeu a memória para não ser capaz de dizer com frontalidade e publicamente (para que os almadenses saibam) à presidente da Câmara que ela enganou a população quando disse que o MST ia trazer mais gente a Almada, que o MST era silencioso e que iria transportar 80.000 passageiros por dia?

- Quem é que anda a dormir em Almada,  não se preocupa  com os prejuízos para os contribuintes, resultantes de o MST não transportar nem metade dos 80.000 passageiros da mentira  e não constituir qualquer mais valia ou interesse para Almada e para a população?

Os eleitores elegem os políticos integrantes das listas partidárias, para estes terem trabalho. É para isso que os contribuintes/eleitores lhes pagam e eles devem  assumir que estar na política é para trabalhar para o colectivo.
.
Ser eleito, assumir a eleição, não trabalhar para benefício da população é desonestidade pura e política.
Ser eleito, assumir a eleição e rementer-se a um silêncio cúmplice, perante os desvarios de quem está no poder, é "entregar o ouro ao bandido".

segunda-feira, dezembro 19, 2011

A "Cereja" em cima do bolo

Em...Almada, a presidente da Câmara depois de vários anos e 365 dias por ano, excepto nos anos bissextos que são 366 dias, a dar  pirotecnia aos munícipes com a colaboração da inactiva e silenciosa oposição, no final do ano faz o remate final para aqueles que ainda vão na propaganda da vendedora de ilusões e olham para "o balão",  que ela manda para o ar na noite de Fim de Ano.
Toda esta propaganda do milagre da Câmara, disfarçada de comunista, é paga com dinheiro dos almadenses.
O cenário é fantástico, emociona os mais sensíveis e vulneráveis, os fiéis e ídolos destas lides panfletário-políticas.
Nessa noite, os restos mortais da agonizante "Fragata D. Fernando II e Glória" depositados em Cacilhas, têm breves minutos de glória, luz, cor e música..."UM ESPECTÁCULO dos melhores do mundo", como dirá alguém da cultura do centralismo democrático da Câmara.  

As duas  imagens nocturnas seguintes não enganam acerca do inusitado movimento de rua, diurno ou nocturno, a que os almadenses se habituaram, fruto do trabalho de requalificação de Almada levado a cabo pela Câmara Municipal.
Pelas duas imagens vê-se quanto os almadenses corresponderam ao esforço magnânimo que a edilidade e os autarcas têm desenvolvido para dinamizar o burgo.
Esta época natalícia "a dedicação" dos autarcas a Almada tem tido uma resposta muito grande dos almadenses, que  saindo de casa enchem praças e ruas, faça chuva ou faça sol, de dia ou de noite, como as imagens evidenciam:

 

Não há dúvida que o deserto, que tem contado com o beneplácito da oposição, ficou com um pouco mais de luz durante a noite!
Nota: imagens do Jornal da Região 13-19.12.11

quinta-feira, dezembro 15, 2011

Azinhaga Cândido dos Reis

Em...Almada, na freguesia de Cacilhas depois da pantomima (intrujice)  da peça teatral de colocação simbólica de várias pedras da obra no dia 12 de Abril 2011, perante elementos da nomenklatura ( Emília, Maia, Gonçalves, Leal, Azinheira, Pardais e idosos e criancinhas - pioneiros? - da praxe) mas sem público local, sem as massas tão ao gosto dos ideólogos do PCP e dos falsos camaradas do executivo municipal auto intitulados comunistas, de cooperantes e alinhados por conveniência...
boletim da Câmara Maio 2011
a Câmara e a presidente acabam por brindar  nesta data natalícia os moradores, o comércio local e restaurantes com uma azinhaga, a Azinhaga Cândido dos Reis.
Azinhaga, como todas as azinhagas, muito apelativa, dignificante e promotora, para atrair turismo de qualidade ( nacional e estrangeiro) e outros clientes aos restaurantes existentes nesta "passerelle" de terra, pó, lama, lixo e estaleiro de obra, ao gosto do tudo bem, destes  autarcas "proletários".
Mais uma obra furada - depois do MST e da destruição das avenidas de Almada - desta gestão municipal, que tem sido a ruína de Almada, da sua actividade económica e do seu desenvolvimento:

Da oposição, sobre a situação,  só deparamos com um silêncio cúmplice.
Se por acaso a autarquia fosse liderada pelo PS ou PSD certamente o PCP e o BE já estariam na rua a fazer alguma arruaça em defesa dos comerciantes locais.
Este silêncio da oposição só pode ser interpretado como medo e subjugação a outros interesses, que não os dos cacilhenses, do comércio local, nem do concelho, talvez os de outras pessoas ou grupos.

Provavelmente uma grande cumplicidade com a Câmara/Presidente/PCP e desprezo por Cacilhas, pelo comércio de restauração, pelo turismo  e pelo concelho.

Tudo a bem desta Câmara de muito boas contas e competente, (como alguns deputados municipais da oposição dizem) mas em prejuízo do concelho de Almada.

terça-feira, dezembro 13, 2011

A inutilidade de uma oposição maioritária

Em...Almada, a Emília continua a contar com a vaquinha da troika da oposição (PS, PSD e BE).
Fechando os olhos ao  contínuo afundamento de Almada, a oposição por actos e atitudes vai mostrando a inutilidade do voto dos eleitores que votaram naqueles três partidos.
A escala de serviço funciona mesmo numa cumplicidade tripartida.
clique na imagem para aumentar e ler
Jornal da Região 6-12 DEZ 2011
Por acaso já alguém notou que o PCP-CDU não tem maioria absoluta na vereação?
Com oposições destas a Emília nem precisa de maioria absoluta.
Os amigos estão perfeitamente conscientes do seu papel e fazem bom teatro para entreter e tentar enrolar os munícipes.

domingo, dezembro 11, 2011

Autarcas Dê erres arribaram a Almada

Em...Almada, já não é só a presidente que é "doutorada". Há mais autarcas do PCP que são "Dr." promovidos.
Ainda há gente que acredita e intelectuais (de esquerda) que vão na onda.
Desgraçada e vilependiada democracia.

"Dr. Maia, Presidente da Assembleia do Município de Almada, expõe o seu ponto de vista, que não é coincidente com o representante do governo, Dr. Ricardo Carvalho."
(foto e texto por baixo da foto no blog RouxinoldePomares)

Dizem-nos que há mais "Dê errrrrrrrrrrrrrrrrres" autarcas de arribação no concelho.
Isto num almoço do 82º aniversário da Casa da Comarca de Arganil em Lisboa.
Com Dê erres, up-grades destes, entende-se por que Almada está a bater no fundo.
EMALMADA agradece a colaboração de cidadão

quarta-feira, dezembro 07, 2011

É preciso não esquecer -. Insistimos porque é real

Em...Almada, nada ficou como estava, nem como a Presidente da Câmara dizia que Almada seria, depois da implantação do designado Metro Sul do Tejo (MST).
.
Muitos almadenses abandonaram a cidade, vendendo suas casas, muitas andares estão à venda e Almada perdeu vida  de rua, animação pública. Dezenas de lojas fecharam. O comércio em Almada está em falência. A zona centro de Almada-cidade à noite é um vazio de seres humanos, muito pior e mais grave do que durante o dia. Almada foi dotada de uma iluminação nocturna muito deficiente e insuficiente.
.
Almada virou desorganização urbana, perdeu as avenidas principais, proliferam calçadas e passeios esburacados, é uma lixeira pública e um quebra-cabeça para os moradores e almadenses que saem à rua.
A designada zona pedonal é uma coisa única no mundo. Nela circulam carros, comboios, autocarros e veículos de carga pesados que são ameaça permanente à integridade física e à vida das pessoas.
.
As zonas de passeio, que se supõe deverem ser espaço seguro para pessoas são parques de estacionamento e de piso irregular.
O dedo acusador desta desgraça só tem um sentido: Câmara Municipal de Almada, a presidente e a apelidada oposição política que pactuou com a destruição de Almada e continua em silêncio cúmplice, diante da agonia da cidade.


 

Foi criada uma empresa municipal para gerir os parques de estacionamento e o estacionamento, mas como os estacionamentos à superfície foram reduzidos por eliminação drástica de lugares, acaba por se gerarem conflitos entre os funcionários dessa empresa - que tem de viver da receita de multas, de preferência adicionada dos bloqueios e reboques das viaturas,  mais rentável porque é valor acrescentado à multa em si - e os  moradores proprietários de viaturas, que sentem e de que maneira, como a Câmara, por via dessa empresa lhes está a meter a mão no bolso.

A ECALMA, empresa municipal, tornou-se inútil por manifesta incompetência, porque a gestão que faz está limitada a passar multas para conseguir receitas para pagar vencimentos e isto nunca foi nem é gestão em qualquer parte do mundo. É assalto. É intimidação. É perseguição aos almadenses, aos cidadãos.
A ECALMA é mais uma empresa municipal, tal como outras  neste país, a viver à custa do trabalho dos cidadãos, a reduzir-lhes o orçamento familiar.

ALMADA afunda-se dia após dia, graças à Câmara Municipal e à silenciosa oposição política.
Enquanto a oposição se remete ao silêncio e só dorme em Almada, os almadenses vivem diariamente o concelho de Almada.

domingo, dezembro 04, 2011

O Negócio Polis - Costa da Caparica

Em...Almada, na Costa da Caparica é uma situação escandalosamente relevante a pavimentação da areia/duna com barrotes de madeira para a proteger... ???????????, de acordo com a justificação avançada pelos técnicos do negócio Polis.
O resultado da alta protecção concebida pelas sumidades teve consequências que comuns  mortais não sendo técnicos, previram.
E as palmeiras sobreviventes como estão?
Salvou-se o negócio que fez escorrer dinheiro para fora erário público e engordar alguém ou alguns.A madeira está deformada e ou enterrada debaixo da areia que o vento naturalmente arrastou.
As dunas são assim. Formam-se e desaparecem por acção dos elementos da natureza, contrariamente aos desejos de quem faz negócios, prejudicando  a Fazenda Nacional  e os contribuintes.


Responsabilidades do montante gasto inutilmente a quem atribuir?
Responsáveis?
Não há, porque a intenção de proteger a duna era boa e tinha sentido ecológico!
Agora a areia dunar protege a madeira e esconde a asneira.
Talvez surja alguém a atribuir as responsabilidades à crise mundial, à crise da Europa, ao aquecimento global ou a essa entidade omnipotente-misteriosa, sem rosto, venerada como ameaça sobre a humanidade, qual deus do neocapitalismo - os mercados - sob os quais se protege toda a malandragem capitalista e políticos associados que manobram o deus (os mercados), que explora os cidadãos e criam cada vez mais pobreza, aumentando e aprofundando a desigualdade e exclusão social, mas  nunca aos maus governantes e maus autarcas que o povo elege, os quais se vangloriam de obter, através do voto democrático, o inalienável estatuto de superioridade sobre os povos para os desrespeitarem  e, o "direito político" de os explorarem e roubarem democraticamente.

quinta-feira, dezembro 01, 2011

Propaganda oculta para embalar

Em...Almada, a Câmara Municipal esbanja dinheiro dos munícipes para propaganda política sua, embora mascarada, junto de um potencial eleitorado vulnerável ( os cidadãos na terceira idade ou próximo), que vai na cantiga dos autarcas, mais interessados na sua perpetuação no cadeira do poder do que realmente trabalharem, para o bem-estar da população, uma coisa que nunca fizeram, por incapacidade intrínseca  ou estarem obcecados e embriagados com o mando arbitrário, ditatorial e autoritário a raiar o totalitarismo com que têm conduzido a gestão do concelho, para servir somente fins político-partidários ou pessoais/familiares.
Este anúncio em painel pago, à "universidade sénior de Almada" é exploração social, demagogia e apelo a reacções emocionais susceptíveis de dar o seu proveito eleitoral.

 
É verdade que toda a pessoa deve "voltar aos bancos da escola" para  reaprender e actualizar conhecimentos, isto é, deve empenhar-se na sua formação permanente e contínua (mesmo fora da escola) para se inserir, estar na socidade e ser cidadão de plenos direitos, participando na vida política com intervenção activa, embora os eleitos não gostem desta "intromissão", porque, salvo as devidas excepções, os eleitos são pessoas mal formadas e muito interessadas mais no seu ego. 

.
Explorar esta necessidade pessoal e cultural, também política, de cada cidadão, para fins menos dignos servindo-se de alguns que se dispõem a trabalhar para o poder instituído, não é honesto (uns a troco de benesses ou visibilidade na praça pública).
.
A cultura deverá ser incentivada sem interesses político-partidários, para que cada cidadão se sinta livre e mantenha  sentido crítico, sem medos de "beliscar os benfeitores" ou serem considerados ingratos.
Um regime, o que vigora na Câmara Municipal de Almada, que não aceita críticas e sugestões dos munícipes nos Fóruns sobre a vida concelhia e se considera acima de todos  nós é um muito bom exemplo de antidemocracia, um exemplo negativo de convivência social, de quem não está interessado na livre formação e aquisição de conhecimentos pelos cidadãos para o exercício consciente e crítica da cidadania aos poderes encavalitados nas cadeiras desta democracia portuguesa.

Com o devido respeito por todos os que aspiram a melhores e mais  conhecimentos, a adquirem espírito e atitudes críticas, independentemente dos regimes políticos vigentes, esta propaganda da Câmara Municipal de Almada é insulto aos almadenses já que gasta dinheiros públicos e por pretender (falsamente) mostrar que respeita a democracia e os cidadãos.
Uma mentira tipo gato por lebre, tal como a prática tem revelado e muitos almadenses muito bem sabem.

terça-feira, novembro 29, 2011

Mais uma da Câmara, para a Desgraça do Concelho

Em...Almada, em Cacilhas, a Rua Cândido dos Reis e os comerciantes desta, são as actuais vítimas do Trabalho, Honestidade e Competência dos autarcas do executivo municipal.
Nove meses, desde Abril 2011 para "requalificar" - disseram - uns escassos 200 metros de rua, troço a troço tal como com as obras do aborto MST.
O resultado está em exposição no local. Obras paradas por várias vezes e a actividade comercial nas "ruas da amargura", ou melhor, em mais uma rua de vítimas desta Câmara PCP/CDU.
Tudo isto é claríssimo, sob o silêncio tácito e colaborante da oposição, como a presidente gosta.
Consta que a empresa que iniciou a obra faliu e as seguintes, duas, também estão em idêntica situação.



É o que está a dar:
Trabalho, Honestidade e Competência...com o apoio da oposição, porque os munícipes são material descartável!.
EMALMADA agradece a colaboração de cidadão 

domingo, novembro 27, 2011

Um Poder Local inútil e dispensável

Em...Almada, a presidente da Câmara empenha-se numa luta pela sua sobrevivência e dos camaradas do PCP no poleiro da política, que vem tramando os munícipes, Almada e os almadenses.
Vale tudo, desde mandar poeira para os olhos dos munícipes, até mentindo sobre a eficácia e eficiência do trabalho que estes autarcas têm feito, usando todos meios ao seu alcance como o Pasquim Municipal.
Para quem confunde o bem dos munícipes e do concelho com interesses e conveniências pessoais e partidários, para se manterem na cadeira do poder, o mau trabalho realizado até tem sido "rentável".

Clique na imagem para aumentar e ler
Imagem do Pasquim Municipal Out 2011

Só que a realidade é outra, como estas fotos documentam e que são exemplo do que se passa pelo concelho, sendo noutros locais ou freguesias bem pior como todos nós munícipes vemos e reconhecemos.
Só os da oposição é que não vêem.
São imagens da freguesia do Pragal, uma das freguesias que vai desaparecer conforme a proposta da Reforma da Administração Local.

1. Passeios sujos há muito e vegetação sobre o passeio a dificultar a mobilidade dos cidadãos:




2. Ausência de limpeza e cuidado no arranjo de zonas verdes e passeios, bem como a decoração da propriedade privada tão ao gosto da arte admirada, cultivada e incentivada pelos autarcas que se apoderaram de Almada em prejuízo da população:






3. Uma escadaria com uma cortina de luxuriante vegetação, resultado do esforço, trabalho e boa vontade dos autarcas, a facilitar o acesso aos cidadãos e a decorar  o local, para lhe dar  um aspecto naturalmente selvagem de floresta virgem tão ao gosto de um Poder Local, que defende solos agrícolas como os das Terras da  Costa da Caparica com a construçaõ de uma estrada e promove a plantação de oliveiras junto às instalações do Instituto de Cardiologia Preventiva, no Monte da Caparica:




Este é o bom trabalho que um Poder Local incipiente presta à população, um Poder Local que "resolve os problemas do dia-a-dia e melhora a qualidade de vida das populações...que dá à população respostas de proximidade muito rápidas", tal como consta nas palavras da presidente.

É sim um poder local que anda à caça de votos, com excursões e passeios para idosos e subsídios às células do partido e ao associativismo popular que lhe garante votos. Esse é o objectivo deste Poder Local em Almada. O resto são lérias e cantigas para distrair o pessoal.

Está aqui, um exemplo nestas fotos,  a Honestidade, Competência e Trabalho de gente que  degrada Almada, que não cuida do concelho.
Por isso esta gente quer manter-se nos lugares que ocupa, para continuar a brincar à democracia com os cidadãos e a dizer que defende os interesses e bem-estar da população.
É a luta mascarada pela sobrevivência que os leva a oporem-se  à redução no número de freguesias nesta margem sul do Tejo, uma coutada do PCP e de oportunistas sem vergonha, que se dizem alguns, ser comunistas.

EMALMADA agradece a colaboração de cidadão

quarta-feira, novembro 16, 2011

Omitindo a verdade para capitalizar e captar votos

Em...Almada, a Câmara Municipal e a sua presidente continuam a usar o pasquim municipal (misto de informação e panfleto de propaganda) a seu belo prazer perante  a passividade e o silêncio comprometedores do PS, PSD e BE.
O pasquim de Outubro 2011 noticia a construção do Museu da Música Filarmónica, de maneira a fazer passar uma mensagem para que os leitores pressuponham que é a Câmara Municipal de Almada (CMA)que paga a obra.
Diz o pasquim de Outubro 2011 na pág 14: "Esta obra, da responsabilidade da Câmara Municipal de Almada verdade), insere-se na estratégia de revitalização do seu centro histórico e está orçada em cerca de 220 mil euros. (não é mentira isto). O sublinhado é nosso.
Quem lê a notícia e nada leu para além do pasquim ou viu sobre a questão, não sabe, nem fica a saber que o Custo Total da Obra é 206.981,86 € e que a Comunidade Europeia comparticipou com 206.151,52 €, conforme no painel afixado no local, o qual reproduzimos mais abaixo.
Fazendo uma simples conta de subtrair verifica-se que o custo suportado pela CMA é somente 830.34 €!

Isto configura uma fuga manhosa à verdade e à informação correcta que deve ser prestada, para subliminarmente convencer  os leitores do pasquim e os municípes em particular que, como a responsabilidade da obra é da CMA também é desta o custo total da obra, quando realmente a CMA só paga 830,34 € do custo total (226.981,86 €)!
Oportunismo puro,  por omissão na correcta informação e provavelmente (?) intencionada e dirigida, sabem a quem e com que intenções .
Clique nas imagens para aumentar e ler
Página do Pasquim com a notícia:

Reprodução do sublinhado na página do Pasquim:

Painel afixado na fachada da obra:


Destaque do lado direito no painel com a inscrição da comparticipação e custo total da obra:



A oposição continua indiferente a Almada e às patranhas da CMA, permitindo a utilização e instrumentalização do Boletim Municipal, como pasquim para propaganda daqueles que "democraticamente" tomaram conta da Câmara, fazendo passar informação não correcta, que só beneficia aqueles que a oposição deixa parecer serem e passearem-se como donos do concelho de Almada.
A oposição continua a fazer fretes à presidente da Câmara, ao PCP/CDU e a todos aqueles que têm em mãos e prosseguem o maléfico trabalho de destruir Almada.
.
A oposição continua a dormir numa passividade preocupante para Almada e para os almadenses e, numa letargia grave, porque consegue bater os records dos répteis (seres de sangue frio), já que estes só hibernam com baixas temperaturas (parte do Outono e Inverno), enquanto a oposição hiberna e dorme 12 meses no ano, excepto de 4 em 4 anos, nos 4 meses anteriores às eleições autárquicas, quando acorda e esfrega os olhos, para voltar a coxilar, após estes breves meses de excitação política eleitoralista.

EMALMADA agradece a colaboração de cidadão

terça-feira, novembro 15, 2011

A " Drª " quererá um "up grade" académico?

Em...Almada, depois de ter destruído a cidade, retirando-lhe as avenidas, a presidente da Câmara, "alavancada" a " Drª " a propósito da comemoração dos 75 anos da Escola Naval nas traseiras de Almada, veio nesta cerimónia mostrar interesse em que a Marinha Portuguesa comemore em 2012 o Dia da Marinha em Almada.

Não lhe chega o falso epíteto de "Drª ".
Pretenderá com este manifesto interesse e lanço de rede, talvez o "up grade" do ensino superior - Professora - em alguma publicação a propósito.
Para quem se apresenta/apresentava, era ou é  Presidente do Conselho Técnico-Científico da Ageneal, onde estão Professores Universitários, um "up grade" em grau "académico doméstico" para a fotografia, provavelmente cairia que nem ginjas, junto de seus actuais e potenciais eleitores menos letrados para angariação de votos.
clique nas imagens para aumentar e ler




Jornal da Região 8-14Nov2011
Com a cedência de terreno público para espaço canal do MST à concessionária deste, no centro do principal eixo viário de Almada, a " Drª " destruiu não só o coração de Almada como a actividade económica e vida da cidade, bem como  postos de trabalho e atirou para o desemprego centenas de trabalhadores por fecho de muitas dezenas de lojas e ruína de outras.
.
Almada não tem actualmente uma Avenida digna  para um desfile militar à altura da comemoração do Dia Nacional de qualquer ramo das Forças Armadas.
Quem foi capaz de sacrificar  as principais avenidas e a vida da  cidade para aí colocar uma via férrea dupla do MST (que mata e mutila sem responsabilidade pessoas) e destruir um espaço público dos almadenses e de Almada onde se poderiam  realizar  eventos e comemorações que enaltecessem e dignificassem a  própria cidade, não tem moral para continuar a falar em nome de Almada.

Será que a  "Drª " quer meter também a Comemoração do Dia da Marinha  num exíguo espaço das traseiras de Almada ou na despida "Av. Povo-MFA", fora do coração da cidade, junto às ruínas da Lisnave, onde faz o desfile das suas marchas populares ou no espaço da Av. Rainha D. Leonor onde brinca ao Carnaval?

Já se ultrapassaram  limites de humilhação a Almada.
" Drª " não faz sentido, porque não tem habilitação. Já é um exagero despropositado.
A hipótese "Professora" seria um abuso!
É preciso moderação e respeito por Almada e sua população, que não é  inculta, nem  subdotada para saber o que quer para o concelho e Almada, como os falsos comunistas do executivo municipal pretendem dar a entender.

sábado, novembro 12, 2011

As terras e lama dos trabalhos da " Drª "

Em...Almada, na manhã da anterior quarta-feira, dia 9 de Novembro de 2011, os cidadãos que se dirigiam para Lisboa pela Ponte, tiveram a vida complicada por encontrarem a via de acesso pela ex-Av. Bento Gonçalves cortada ao trânsito devido a ter sido invadida por terras e lama arrastadas pela àgua das chuvas que cairam durante a noite.
A via esteve interrompida até ao princípio da tarde desse dia
Estas terras e lamas vieram do aterro do vale existente entre a A1 e o Pragal, que a "Drª" presidente da Câmara Municipal mandou aterrar e arrasar, destruindo uma situação orográfica natural e terrenos de cultura.
O extraordinário trabalho que a "Drª" presidente está fazendo pode ser visto nestes slides:
Tanta terra é Obra de destaque (honoris causa) para criar uma barreira de vegetação entre a A1 e o Business Hotel!









 

 

 

É mais uma obra notável desta "Drª" que renega as suas origens, proletárias e humildes como diz muitas vezes, para fazer de conta que está acima dos excluídos socialmente e se aproximar dos doutores e das doutoras da burguesia e dos donos do capital, que exploram os trabalhadores e assalariados.

Freud explicaria certamente esta aspiração, o pedantismo oco e as frustrações escondidas num comunismo falso, que pede o voto aos mais carenciados para lutar contra a burguesia e o capital e, pede dinheiros aos burgueses e capitalistas para manter os mais pobres sob controle e não chatearem muito os amigos mandantes e senhores do dinheiro.
Almada continua a ser  enterrada e arrasada pela "Drª" presidente. Será também "presidenta" honoris causa?
EMALMADA agradece a colaboração de cidadão

terça-feira, novembro 08, 2011

O Inimigo Público nº 1 das pessoas

Em...Almada, este meio de transporte para além de Inimigo Público nº 1 das pessoas, porque mutila e mata, sem que sejam assumidas responsabilidades, mesmo em acidentes ocorridos com passageiros no interior das composições em consequência de travagens  inesperadas e bruscas, ainda constitui um pesadíssimo encargo para os contribuintes.
Veja-se abaixo quem é o (a) responsável pela traçado e existência deste Inimigo Público nº1 das pessoas, no centro de Almada.

clique nas imagens para aumentar e ler
Diário da Região  4NOV2011

 Folhas do Estudo de Impacte Ambiental do Projecto do Metropolitano da Margem Sul do Tejo (Resumo Não Técnico)


 "Drª" Maria Emília Neto de Sousa


Havia uma razão  "honoris causa" de relevo  para  tal "doutoramento".

EMALMADA agradece a colaboração de cidadão

sábado, novembro 05, 2011

Onde já se chegou!

Em... Almada, e não só, onde já se chegou!
Maria Emília Neto de Sousa, ex-atendedora de balcão de um ex-estabelecimento bancário (Banco Borges & Irmão) alcandorada - por quê ? - a " Drª " por um ramo prestigioso e prestigiado ramo das Forças Armadas Portuguesas - a Marinha Portuguesa.
Maria Emilia Neto de Sousa, " Drª " ?, só se for pela "Universidade de Cacilhas", a freguesia onde está o Farol Vermelho.
Os almadenses sabem o que é a "Universidade de Cacilhas", seu simbolismo e significado e também sabem quem é, o que é e o que tem sido Maria Emília Neto de Sousa para o concelho de Almada.
Qual " Drª " qual treta!
Não se ofenda quem tem  curso superior, como os oficiais da Escola Naval, quem tem formação cívica e dignidade de cidadania, nem os legítimos trabalhadores, nem quem trabalha anonimamente e com humildade para servir as populações, Almada e Portugal.

Do site da Marinha Portuguesa:
"Comemorações dos 75 anos da Escola Naval em Almada
04-11-2011 10:50

No dia 05 de Novembro, pelas 11h20, realiza-se a cerimónia dos 75 anos da Escola Naval na cidade de Almada, no Largo S. João Baptista, e contará com a presença do Chefe do Estado-Maior da Armada, Almirante José Saldanha Lopes, e a Presidente da Câmara Municipal de Almada, Dra. Maria Emília Neto de Sousa."

Isto pode ser visto em:

Haja senso, no mínimo, (in)comum!

quinta-feira, novembro 03, 2011

Os almadenses tinham e têm razão

Em...Almada, está demonstrado que os munícipes críticos deste comboio MST para o traçado e inserção que foi escolhido e defendido pela presidente da Câmara, evidentemente com o apoio silencioso e tácito da oposição PS e PSD, tinham sobeja razão.
Só interesses pessoais, partidários e a mesquinhez humana foram capazes de levar por diante esta irracionalidade que destruiu Almada que gastou sem retorno e está a gastar milhões de euros que tanta falta fazem a Portugal.
Grave é que ainda a  presidente da Câmara e a oposição, PS e PSD, agora acrescida pela inconsciência militante do BE, continuem a dar credibilidade à irracionalidade e à continuidade da  espoliação do erário público para pagar devaneios e delírios demagógicos da presidente da Câmara, apoiantes e comparsas, que somente prejudicam o País e os portugueses. 
clique na imagem para aumentar e ler

"Correio da Manhã" 02NOV2011
Lamentável é que ainda há quem defenda  a chegada deste comboio à Costa da Caparica.
Isto, é defender o que está mal feito, foi mal concebido e projectado e, continuar a defender igualmente o despejo de mais dinheiro, para além do já gasto sem retorno, na Sarjeta da Insensatez, para o canalizar em direcção aos bolsos dos vampiros do dinheiro dos contribuintes portugueses.

Voltar atrás, arrancar os carris  e repor a normalidade da vida social e económica em Almada é o caminho mais acertado e racional, sem descurar de responsabilizar e penalizar políticamente quem tantos danos causou e  tem causado à cidade.

terça-feira, novembro 01, 2011

Para entreter a populaça

Em...Almada, que interessa  a Câmara dizer que vai ser aumentado o número de elementos da PSP e GNR destacados para o concelho, se a população não os vê no espaço público e a pé fazendo policiamento de proximidade como se observa nos países da Europa desenvolvida?
Aqui, Governo, autarquia e políticos, que políticos (?), continuam aspergindo fumaça para o rosto e olhos dos cidadãos para os adormecerem e darem uma de pessoas preocupadas com o colectivo.
Só retórica política falsa e puríssima demagogia! 

Jornal da Região 25-311011

Onde está o prometido policiamento de proximidade que a presidente da Câmara e o presidente da Assembleia Municipal, o tal Maia, de vez em quando falam e anunciam ao povinho?
Onde  está a reabertura, tantas vezes  prometida e anunciada pela demagoga presidente da Câmara, da antiga esquadra da PSP em Almada Velha?
Tudo tretas de pessoas (eleitas autarcas) que não dignificam os cargos, nem honram o facto de terem sido eleitas para servirem as populações e trabalharem para elas.

A semana passada mais dois apartamentos foram assaltados e roubados em pleno dia no Pragal, nas proximidades da Capela da Ramalha.
O badalado policiamento de proximidade e segurança dos cidadãos não existe nem existirá, enquanto prevalecer a cultura de cada um cuide de si, Deus de todos e que todos contribuam para o bem-estar e bem-bom dos políticos e autarcas eleitos e também, enquanto estes políticos (falsos) e autarcas (falsos) olharem mais para o seu umbigo do que para os interesses reais das populações.

sexta-feira, outubro 28, 2011

O Trauma do Muro de Berlin

Em...Almada, os neocomunistas da Câmara Municipal que vivem a expensas do capitalismo neoliberal, explorando-o em "joint-venture" com vestes de cordeirinhos democratas, saqueando-nos cidadãos/trabalhadores, sob o manto da mentira de, segundo dizem, defenderem os trabalhadores da exploração capitalista, ainda não se conformaram com o derrube do Muro de Berlin em 1989 e tratam de dar alento aos seus recalcamentos extremistas de totalitarismo falhado,  auto-intitulados senhores da verdade,  construindo muros em todo lado desta Almada sacrificada aos desmandos e arbitrariedades de ditadores em democracia, que não respeitam as populações, nem sabem respeitar-se reconhecendo e assumindo erros.

video

video da rotunda em construção junto ao SAP-Almada
"Com o dinheiro de todos nós, a Câmara está a fazer uma nova rotunda. Esta obra situa-se em frente ao edificio da SAP e poderia ter como fronteiras uma inclinação relvada mas, como para esta gente o espaço público tem que ter funções partidárias, o melhor foi construir um muro de betão.
Claro que vai ser estreado dentro de pouco tempo com os habituais grafitis com que a cdu alegra as paredes da cidade.
No Porto, a câmara processou a cdu no sentido de repôr ou pagar a despesa de pintura das paredes vandalizadas por este grupelho político, aqui, é a própria câmara que pinta os muros de branco para que seja mais destacável o futuro grafiti cdu.
Vamos esperar para ver, depois da obra concluída, quanto tempo vai passar até que esta profecia se cumpra."

EMALMADA agradece a colaboração de cidadão.

quinta-feira, outubro 27, 2011

A excelência de uma zona pedonal

Em...Almada, tudo é excelente quando tudo é decidido pela ditatorial Câmara Municipal de Almada.
Como fazia falta uma zona pedonal no principal eixo viário da cidade e na sua principal praça pública, a boa e excelente gestão municipal tratou do assunto e Almada, bem como os almadenses hoje "têm orgulho" na mais singular e exemplar zona pedonal do globo terrestre onde circulam comboios e viaturas auto, de que apresentamos mais uma foto captada  um dia da semana passada pela manhã.


Por trás destas viaturas e na zona central da praça junta-se à festa da área pedonal a circulação em dois sentidos de um comboio.
A ausência de pessoas na zona pedonal é colmatada pela presença de pombos, que embora sejam mais ligeiros que as pessoas a fugir dos automóveis e do comboio na dita zona, alguns já têm morrido atropelados.
As pessoas nesta zona dita pedonal estão sujeitas a quatro perigos municipais: o comboio, que tem sempre prioridade sobre tudo que mexe,  os automóveis, a falta de passadeiras para peões e o piso (qualidade, deficiências e estado de conservação)

EMALMADA agradece a colaboração de cidadão

terça-feira, outubro 25, 2011

A Boa Gestão Municipal

Em...Almada, também se gasta desaforadamente o dinheiro dos munícipes. É o contributo da Câmara para a construída "crise" económica do capitalismo neoliberal-democrata, tão bem aproveitada pelos "neo" comunistas.
A Câmara Municipal comunista, contrariamente ao que quer dar a parecer, contribui em muitos aspectos e é associada dos governos da nação em gastos inúteis, como este - situado na ex Av. Bento Gonçalves por exemplo - dos painéis que eram supostos dar informação correcta sobre os parques de estacionamento, mas que estão inoperativos desde o início.
Noutros locais da cidade, acontece o mesmo, a informação é estática e inalterável.
Será que estes painéis só servem ou serviram para transferência de dinheiro numa especial Parceria (municipal) Público Privado?

Gastar dinheiro público em equipamentos que não funcionam ou funcionam deficientemente é uma modalidade de roubo feito à Nação e ao Povo, mais ainda num município cuja presidente, dita comunista, se gaba publicamente, quando quer mandar fumaça para os olhos dos munícipes, elogiando-se a si e às suas boas contas, dizendo que tal só é possível com "uma gestão rigorosa ao tostão"... repetindo esta música para encher ouvidos numa intoxicação sonora, que leva os munícipes a desligar a recepção.

Estamos todos vendo, essa boa gestão aqui e nos gastos supérfluos em almoços, prendas, ofertas, festas, marchas, corsos carnavalescos, fogos de artifícios, apoios às suas células partidárias no apelidado associativismo popular, etc, etc... mas, depois diz que não tem dinheiro para a iluminação nocturna!
Boa, não é?
"Não diz a bota com a perdigota"!
ou
"Gato escondido com rabo de fora"?

EMALMADA agradece a colaboração de cidadão.

sábado, outubro 22, 2011

Defenda o quê?

Em...Almada, ardilosamente a presidente da Câmara quer é que os munícipes por via de agitação defendam a continuidade da hegemonia do PCP na Câmara Municipal e na Assembleia Municipal, e com isso também a ditadura comunista, que não respeita a democracia e vem arruinando este concelho há mais de três décadas.
É evidente que isto também só tem sido possível com a cumplicidade dos dois maiores partidos na oposição PS e PSD, a que se juntou ultimamente o BE.
clique no doc para aumentar e ler


Texto BM Out 2011
Tudo isto porque  a Reforma da Administração Local prevista no chamado Livro Verde, prevê a eliminação de 4 Freguesias no concelho , Cova da Piedade, Feijó, Pragal e Cacilhas, todas lideradas pelo PCP.
Com o seu desaparecimento e agregação a Almada, o PCP deixará de ter a maioria absoluta na Assembleia Municipal, (AM) que não consegue nas urnas pelo voto dos eleitores, mas sim pela presença automática dos seus presidentes de Junta de Freguesia (JF) na AM, actualmente em número de oito.
Ora desaparecendo aquelas JF, o PCP deixará de ter maioria na AM e com isso deixa de exercer a gestão catastrófica e ditatorial do concelho, a não ser que PS, PSD e BE lhe continuem a dar a mão.
Sendo isso um tiro certeiro na hegemonia antidemocrática do PCP em Almada, compreende-se por que a Presidente da Câmara estrebucha tanto com a diminuição do número de freguesias, misturando interesses dela, deles (comunistas ou pseudo comunistas) e do PCP, com interesses do concelho e das populações.
Desde quando é que os interesses das pessoas que actualmente estão na Câmara ou do PCP se podem misturar com  ou são coincidentes com os interesses dos munícipes e do concelho? 
Só cerca de 20% dos eleitores inscritos votam no PCP e mesmo assim o PCP consegue maioria absoluta para o executivo, não a conseguindo para a AM.
A tábua de salvação tem sido pois a presença dos 8 presidentes de Junta PCP na AM, onde têm direito a voto, desvirtuando o acto eleitoral para a Assembleia Municipal, onde têm sido mais representantes do PCP do que dos interesses dos seus fregueses.

Topam o que  Maria Emília de Sousa pretende veladamente quando apela aos munícipes "Defenda o que é seu"?
Talvez fosse mais correcto dizer "Defenda o que é meu e o PCP".

NÃO HÁ VERGONHA, NEM ÉTICA NA POLÍTICA.

quarta-feira, outubro 19, 2011

terça-feira, outubro 18, 2011

A Carnavalesca Zona Pedonal

Em...Almada, a Câmara Municipal e a sua presidente enchem o papinho de gozo com a população e a oposição, quando existe uma zona pedonal prometida como tal e injectada na cabeça da oposição pela presidente, mas que não é.
Ela deve sentir um enorme gozo interior quando reconhece que não há de facto qualquer zona pedonal e a oposição mantém-se inerte, como se nada tenha a ver com isso, nem se sente enganada, nem dá mostras de indignação ou se preste a defender os cidadãos. Antes, continua a defender o comboio MST, para prazer e satisfação da presidente. 
É caso para dizer, parafraseando o povo, que uma desgraça nunca vem só.
Com oposição assim, a presidente continua a governar a coutada e a explorar os almadenses.
Entretanto as vítimas do comboio MST, que mata dentro da cidade porque lhe foi atribuída (por algum extra-terrestre insensível à condição humana e ao direito à vida) prioridade sobre as pessoas, vão subindo nos registos.
Em duas semanas há a registar três acidentes muito graves.




Todas estas cenas nas barbas dos agentes beneficiários da "IPSS" municipal ECALMA!

EMALMADA agradece a colaboração de cidadão

sexta-feira, outubro 14, 2011

Mais uma achega para a desgraça

Em...Almada, depois das ruinosas obras do  Polis até ao momento e da desgraça em que estamos, só por interesse partidário local, querer ser amigo da presidente da Câmara/PCP/CDU, de empreiteiros e obreiros ou para aumentar a ruína do país, se entende o interesse dos laranjas em ver continuados e realizados projectos e obras desnecessárias.
No caso Polis, já se verificou que só serviu para enterrar dinheiro do povo e ninguém é responsabilizado pelas asneiras.
A Costa da Caparica não teve qualquer mais valia com as obras feitas até à data.


Jornal da Região 2709-031011
Insistir na continuidade das obras e início de outras inúteis, faz lembrar aqueles jogadores de casino, que estando a perder dinheiro continuam a jogar e enterrar dinheiro na vã esperança de lhes sair jackpot.
Só que aqui o dinheiro que estes senhores querem gastar e transferir para empreiteiros é dos contribuintes e são estes e não outros, que terão de pagar as dívidas que governantes e autarcas irresponsavelmente fazem.

Que país este, que tais políticos tem!

quinta-feira, outubro 13, 2011

Gentinha sem Vergonha

Em...Almada, desavergonhadamente continua-se a brincar com a população e a democracia.
A propósito das obras a decorrer em Cacilhas ditas de requalificação da Rua Cândido dos Reis, a competência municipal continua a fazer das suas.
Este cartaz está postado ao início desta Rua, no Largo Costa Pinto (Largo de Cacilhas) para que todos vejam que a obra é da Câmara:


 Este outro relativo a apoio da União Europeia está sem inscrições e escondido em recanto de estaleiro de obras (para não ser visto), só sendo visível por meia dúzia de pessoas (moradores) para informar o quê?
 
Aqui neste concelho parece ou circula a desonestidade interesseira na informação aos cidadãos pela Câmara Municipal comunista e seus caciques.
Que anda a fazer a fiscalização?
A oposição (PS, PSD e BE) anda de olhos tapadinhos(voluntariamente) a colaborar no jogo  da Presidente da Câmara?

Com gente honesta os dois cartazes estariam lado a lado e com informação correcta.

Como estamos numa coutada da presidente da Câmara e do PCP, com a devida colaboração da oposição, a mentira ou a omissão de verdade é possível. 

EMALMADA agradece a colaboração de cidadão