terça-feira, outubro 14, 2008

Capela da Ramalha: Quem te Viu e Quem te Vê!

Em...Almada, a Câmara Municipal vende ilusões aos almadenses e descarta airosamente responsabilidades, desfazendo-se de património histórico-cultural do povo de Almada, do qual nunca cuidou.
Em 14 de Setembro de 2006 apresentou no Clube Recreativo da Ramalha aquilo que dizia ir realizar-se, nas palavras da mestre de cerimónias, a presidente da Câmara, "salvaguardar-se o património, pensando nas pessoas".
Verdade? Será que pensa mesmo nas pessoas?
Surpreendente!
Na cerimónia, rigorosa e religiosamente preparada, até com a presença de habituais caciques, apesar da presidente se dizer comunista, "a mestre de cerimónias" na sua demagogia frequente, estava acolitada com a presença do Pároco da Cova da Piedade para certificação do acto. A presidente fez a festa que lhe convinha.
No final da cerimónia, a presidente deve ter dito : "anda bóbi, já enganámos mais uns quantos"!
Em Junho de 2006, o aspecto exterior do edifício já era o da foto seguinte com os dois pendentes laterais a promover a imagem de salvadora do património, de sua excelência a presidente da CMA, que apreceria posteriormente.
clique nas imagens para aumentar
Para que os cidadãos não duvidassem, os pendentes exaltavam o grande feito da decisão da senhora em doar o que não é seu ( grande coração tem ), a Capela, edifício contíguo e terreno envolvente, à Paróquia da Cova da Piedade e lavar dali as mãos de nunca ter feito quaisquer obras de restauro do edifício.
Em Setembro de 2008 o estado do edifício é este. Sua excelência lavou dali as mãos e a Capela está mais para lá do que para cá.
Designa-se isto "não ter vergonha nem respeito pelo povo de Almada".
Já não há pendentes abençoados (há um farrapo) pelo colaborante Pároco da Cova da Piedade, na santa aliança PCP/CMA-Paróquia da Cova da Piedade , mas há um edifício mais degradado, em maior perigo de cair... ....e um muito maior buraco no telhado abaulado
A CMA, sempre fiel depositária da verdade, com a lata que tem, é capaz de apresentar uma série de justificações e desculpas para a situação degradante do edifício e muito provavelmente dizer que a culpa é do Governo que ainda não deu os subsídios que já deveria ter dado para a obra social do Pároco da Cova da Piedade.

27 comentários:

Anónimo disse...

São João é o padroeiro de Almada...
Os autarcas só se lembram dele no feriado municipal...
Quanto ao resto, nomeadamente as responsabilidades de cuidarem do património centenário, a capela de São João da Ramalha, é o que se vê nestas fotografias...
Com a mesma facilidade com que Pilatos lavava as mãos, a CMA aliena o património municipal...
Assim é facil fazer caridade!
COM O PATRIMÓNIO DE TODOS...
Comparando:
Quando um pedinte se abeirar de mim, eu abro o porta-moedas da MES...
Que "caridoso" que eu sou...
Vão mas é trabalhar...

Anónimo disse...

Camada de sinvergonha, arruinaram a Almada e a suas pessoas.

Anónimo disse...

Faça obras no seu prédio de oito em oito anos, aproveite agora e beneficie de vantagens fiscais.Contribua para uma Almada mais limpa. A cidade tambem é sua. Camara Municipal de Almada.
Não é mais ou menos isto que se pode ler nos cartazes afixados pela CMA?
Oliveira

Al-Ma'dan disse...

São imagens revoltantes e degradantes as apresentadas pela Capela de São João da Ramalha. Mais um sinal de que a actual CMAlmada não está cá para servir Almada e os almadenses.
É uma vergonha que deveria ser denunciada em órgãos de comunicação social de âmbito nacional.

Anónimo disse...

Porque é que os contribuintes que não são religiosos têm de contribuir com os seus impostos para o arranjos de espaços relgiosos??
A Santa Madre Hipócrita e Nojenta Igreja que arrange, € não lhe falta..

Anónimo disse...

O finérrimo Complexo que aqui se apresenta vai ter uma solução dentro de pouco tempo.
Primeiro porque o Padre Ricardo já colocou a boca no trombone e disse que tudo faria para que aquela capela fosse restaurada.
Disse-o publicamente e deixou a batata quente nas mãos de MES.
Esta, por sua vez, vai em 2009 abrir os cordões à bolsa para disponibilizar mais uns euritos, coisa pouca, verba que segundo se consta já fará parte do orçamento para o ano de todas as benesses.
Valha-nos os fiéis que assim terão mais um motivo para votar CDU, não sem que antes tenham que ouvir alguns sermões do inenarrável padre Ricardo Gameiro Lopes.

Fernando Sousa da Pena disse...

«Porque é que os contribuintes que não são religiosos têm de contribuir com os seus impostos para o arranjos de espaços religiosos?» Esta pergunta é muito boa.

Mas, já agora, por que razão os contribuintes crentes têm de contribuir com os seus impostos para actos oficiais contrários à sua fé, para abortos livres, para apoios públicos a festas de sodomitas ou para campanhas contra a família, para a promoção da irresponsabilidade?

Balanço feito (nem que seja só em euros, se quiser), acho que ficamos a perder.

Para não falar das vezes em que na história o património da Igreja (essa mesmo, Santa e Madre, Católica e Romana) foi saqueado pelo Estado.

A sua pergunta foi muito descuidada. Os termos que usou ofensivos e infelizes. Que Deus o ajude.

Al-Ma'dan disse...

Oh meus amigos,
Não nos devemos deixar dividir e muito menos por questões religiosas que devem ser, na minha óptica, de natureza estritamente privada.
Posso dizer-vos que, no meu caso pessoal, sou crente em Deus mas não professo qualquer religião, sou portanto deísta, mas que apesar disso, respeito todas as confissões religiosas desde que as mesmas também me respeitem a mim e aos meus valores.
E o assunto que nos traz aqui é Almada e o seus problemas e não devemos trazer para aqui assuntos que não têm aqui cabimento.
Mas, no respeitante a este assunto concreto gostaria de dar a minha opinião: há em Almada, por várias razões,uma aliança tácita entre a igreja católica, ou uma parte dela, e a câmara municipal, disso não há dúvidas. Aliança essa que, como qualquer outra, é feita no intuito de trazer benefícios para ambas as partes. Neste caso concreto, a igreja beneficia nas suas obras assistenciais e a câmara beneficia nos votos, para mim nada mais claro e perdoe-me o Fernando Sousa da Pena, mas é assim que eu penso.
Já agora só mais uma farpa para o Fernando: se o património da igreja tem sido saqueado pelo Estado, como refere e penso estar-se a referir aos períodos do liberalismo no século XIX e da 1.ª república no século XX, é preciso dizer, para não faltarmos à verdade, que muito desse património foi acumulado à custa de doações do Estado e portanto dos contribuintes (católicos ou não), por isso...
Mas, caro Fernando, podemos discutir isso noutras instâncias, aqui o que nos interessa é Almada e não podemos deixar que outras questões nos dividam quando vemos a nossa terra tão maltratada.

Saudações

Fernando Sousa da Pena disse...

Estarei com toda a certeza disponível para essa discussão noutros locais. Também preferia não ter de argumentar neste espaço, mas, como Católico, não deixarei insultar a Igreja, em bom sentido minha Mãe, sem sair em sua defesa.

Em notas breves:

1) Quando fala em património acumulado à custa de doações do estado, é bom que esclareça de que está a falar. De séculos de história em que essa doação era natural e desejada por todo um povo? Ou de tempos recentes, em que tais contribuições (curtas!) apenas reconhecem e apoiam a intervenção social da Igreja na assistência a tanta gente?

2) Quanto à aliança tácita que alega, não posso subscrevê-la. Ainda que algum clero possa andar demasiado próximo do poder político (do que não gosto), não deve confundir os erros de pessoas (sempre os haverá) com toda a Vigararia de Almada e muito menos com aquela que é a doutrina clara da Igreja Católica, já expressa por Cristo (a César o que é de César).

3) De resto, nas muitas homilias que já ouvi ao Pe. Ricardo (pois dele se falava por aí com demasiada ligeireza), nunca sobressaiu qualquer sombra, sequer, de apoio político a quem quer que seja.

4) Mais, gostaria que tivesse feito o reconhecimento de que se se acha que impostos de não crentes para recuperar edifícios religiosos é atentatório, então o contrário (impostos de crentes para financiar políticas e actos públicos gravemente contrários à sua Fé) é, pela acentuada assimetria, muito mais chocante.

Por fim, lamento que uma inexplicável sanha anti-católica que atravessa alguma sociedade portuguesa leve a achar que a tolerância é um valor fundamental na vida em sociedade, mas apenas desde que não se seja católico.

Anónimo disse...

Caros Amigos,
Tenho colocado alguns comentários neste blog, mas realmente (e especialmente como almadense preocupado com a destruição da minha terra) pouco mais vejo do que alguma esgrima verbal entre uns e outros.
Assim, isto vai-me parecendo uma conversa de velhotas nas termas.
A situação é desastrosa!
O que urge é encontrar formas de luta, e essas ainda não as ouvi!
Lembrando-me do jogo de ontem da selecão, acho que é tempo de os "artistas" pararem de jogar para si e colectivamente fazermos algo.
É dito que a CDU só tem 20% dos recenceados, vamos então encher as ruas de Almada em protesto?
Vem aí a inauguração do "eléctrico"... vamos para a rua nesse dia manifestar a nossa indignação?
Vamos mas é parar de falar e AGIR!

Al-Ma'dan disse...

Caro Fernando Sousa da Pena,
Vou tentar responder aos seus comentários, ponto por ponto, mas gostaria primeiro de lhe dizer que não partilho muitas das suas opiniões sobre a Igreja Católica, Apostólica e Romana. Mas, mais uma vez reafirmo, este não é o local indicado para discutirmos estas matérias.
Mas, vamos aos comentários:
1) Estou a falar de doações feitas desde o início da nacionalidade, por quase todos os monarcas e, obviamente, num tempo em que Igreja e Estado eram praticamente uma e a mesma coisa e em que todos os portugueses eram católicos, quanto mais não fosse porque, nessas épocas nem se podia ser outra coisa, pois tal opção podia-se pagar com a própria vida. O primeiro saque, se assim lhe quisermos chamar ocorreu, se a memória não me falha, durante o consulado de Pombal com a extinção da Ordem dos Jesuítas. Depois disso, voltaram a suceder situações desse tipo durante o liberalismo novecentista e durante a 1.º república. Mas, durante o Estado Novo a Igreja voltou a recuperar muito do seu património e da sua influência.

2) Quanto à aliança tácita ela existe; se é com a Igreja oficial se é com alguns dos seus membros, isso eu não sei, mas que existe, pelo menos com a paróquia da Cova da Piedade ou com quem dela está à frente, disso não tenho dúvidas.

4) Quanto aos impostos dos contribuintes, gostaria de dizer que olhemos sob que ângulo olharmos, os nossos impostos são gastos muitas vezes de forma muito pouco útil e em desacordo com a nossa consciência. Mas, também devemos referir que o Estado não pode perguntar a cada cidadão como quer ele que o Estado gaste os impostos. Isto levar-nos-ia muito longe e portanto está completamente fora do nosso âmbito.

Quanto à sanha anti-católica de que fala, não me parece que ela exista na sociedade portuguesa. O que existe, isso sim, é uma sociedade aberta e laica em que todos os cidadãos, sejam eles religiosos, deístas, agnósticos ou ateus têm direito quer a expressar as suas opiniões quer ao contraditório. E com isso a Igreja não sabe conviver bem. É pena, mas é a pura realidade.

Caro Fernando, parece que em matéria religiosa não estamos de acordo. Mas, quanto ao que se passa em Almada, que é o que interessa neste fórum, temos a mesma opinião: Almada está a precisar de sangue novo!

José Mendonça disse...

Concordo com o anónimo da 1:59:00 PM.
Resta acentar o local da concentração.
Alguém quer organizar?
Manifestem-se.

Anónimo disse...

Tambem concordo com os anónimos das 1.59 e 8.29 melhor que mil palavras é a acção lá estarei. Nesta terra que criticavam os outros agora tambem temos que olhar para o lado está gente é ditadora e muito atenta como a pide. Que fazer eles teem tudo dominado. VOTA e manifesta-te a arma que está ao nosso alcanse. A Oposião não existe se calhar tambem tem medo. Venha de lá arregacem as mangas o povo está fartissimo dessa gente dessa bricadeira de mau gosto. JF

Anónimo disse...

Um dia ainda vamos ver todos esses ratos do porão do poder em Almada a saltarem borda fora e dizerem que sempre foram contra...

Mas por agora, são todos camaradas, para manterem as directorias, as chefias, os subsídios, as mordomias, as encomendas e outras regalias.

Hoje, vai tudo ao beija-mão da Czarina Vermelha, mas logo serão os primeiros a espetar-lhe nas costas e a preparem a língua para lamberem o senhor que se segue...

É assim a nossa vil tristeza, é assim a espinha dobrada, é assim o medo e a cobardia.

Mas um dia virá em que Almada se LIBERTARÁ e o MURO DA MENTIRA CAIRÁ.

E eu, que estou todos os dias com eles, vou vê-los corar e divertir-me à grande, com os ratos do porão a virarem a casaca do passado.

Porque eles já são o passado, embora ainda não saibam.

Anónimo disse...

Alguem sabe onde se vende essas buzinas de ar comprimido para o di da inauguração seria giro o escandalo que se montava.

Anónimo disse...

Vamos todos à rua o dia da inaguración do metro. Já vai sendo hora de manifestar nosso descontentamento ante esta máfia inutil, vamos acabar com eles. O povo unido jamais será vencido!!!

Ponto Verde disse...

Não acredito que seja por acaso que se permite degradar o património, quando são conduzidas verbas para actividades panfletárias e propagandisticas como a promoção do graffiti.
A Câmara das "boas contas" deixa muito a desejar.

Anónimo disse...

Estes inúteis, por mas que escrevam o escrivães do partido (só é bla, bla, bla) vão p´ra rua imediatamente. Em Almada velha há uma verdadeira indignação e revolução contra estes canalhas.

Anónimo disse...

Então já sabem!
Só votando em qualquer partido, seja ele qual for, se conseguirá correr com estes destruidores da nossa cidade.
Não cruzem os braços porque ninguém faz nada por vós.
Só vocês que têm sido maltratados por esta gente da câmara, podem resolver o problema.
Passem a mensagem para todos.
É preciso consciência política.

jorge disse...

É uma boa ideia a das buzinas para o dia 27 Novembro.
Vamos todos!
Cuidado, é preciso comprar as buzinas com antecedência porque a MES pode mandar esgotar o stocK com os 9 milhões das boas contas.

Anónimo disse...

Da mesma forma que pusemos as bandeira Portuguesa nas janelas e varandas quando jogava a nossa equipa,agora tambem podemos por bandeiras pretas para mostrar o nosso desagrado da forma que as obras foram feitas e de como ficou a avenida e esta cidade depois de tudo isto terminado.

Anónimo disse...

Digam dia e hora da inaguración do trem, alí estarei e passem a voz para que sejamos muitos mas. Vamos ver se é verdade que passa algo. Se não é assim, fica uma coisa... EMIGRAR.

Curioso ... disse...

A propósito de "destruir" a cidade:

1. Frota Municipal com quatro novas viaturas eléctricas;

2. Qualidade do ar em Almada está a ser monitorizada (protocolo com FCT, para quem não sabre, Faculdade de Ciências e Tecnologia);

3. Mercado Municipal é sinónimo de qualidade (Charneca de Caparica);

4. Charneca e Caparica têm artérias com melhor piso;

5. Praia da Trafaria reforça oferta balnear;

6. A Costa está a mudar (intervenção do Polis na frente urbana);

7. Novas salas para creche e berçário (Centro Social Paroquial de Vale Figueira);

8. FCT (para quem não sabe, Faculdade de Ciências e Tecnologia) assina protocolo com Agência Espacial Chinesa;

9. Encontro de empresários em Almada (hotelaria, restauração e bebidas);

10. Melhorar a segurança na circulação da cidade (pergunta/resposta);

11. Desfile promove comércio tradicional (Almada Fashion - já agora, atentem no número de lojas participantes - 20);

12. Laranjeiro ganha nova Praça da Portela (MST);

13. Festividades do Mês do Idoso enaltecem cidadania activa;

14. Universidade Sénior inicia novo ano lectivo;

15. 5º Concurso de Música Moderna de Almada;

16. Autarquia garante a gestão de 37 refeitórios escolares;

17. Inauguradas novas salas em Vila Nova (Escola Básica e Jardim de Infância);

18. Almada ganha novas bibliotecas escolares (quatro);

19. Almada assinala Mês da Música;

20. 16ª Quinzena da Dança de Almada;

21. Núicleo Desportivo Juvenil do Laranjeiro completa 30 anos;

22. Pista Municipal de Atletismo privilegia praticantes regulares (entre eles Naide Gomes, Arnaldo Abrantes e Nelson Évora, todos desconhecidos ...);

23. ISA World Surfing Games'008 realizam-se na Costa da Caparica;

24. Naide Gomes vence medalhadas nos Jogos Olímpicos;

25. White Sharks vencem 2º Torneio dos Alpes em Beisebol;

26. Novo sítio municipal dedicado à Juventude.

E há mais. É que recebi ontem em casa o Boletim Municipal e não resisti a revelar também aqui como se "destrói" a cidade! É obra!

Anónimo disse...

Tudo isto é conversa do Boletim Municipal, mais se assemelhando a um qualquer PASQUIM propagandístico.
A União Nacional também tinha vários. O jornal NOVIDADES, entre vários, por exemplo.
Estão lembrados?
Pois é! O processo é o mesmo...

Anónimo disse...

Ó Curioso...
Veja bem o que escreveu e atente na "cegueira" do seu comentário...
Realmente só um comunista de Almada era capaz de tamanha imbecilidade...

Anónimo disse...

Bolas! O Curioso (Sábado, Outubro 18, 2008 12:02:00 PM) esteve de castigo a ler a bíblia autárquica.

Já lhe passaram o cheque para pagar esse seu fantástico trabalho?
Já lhe sugeriram um trabalhito como vigilante demagogo do que se anuncia que Almada faz?

Esqueceu-se o Curioso das coisas que Almada não faz. E são muitas.
Ninguém é perfeito. Uns morrem, outros ficam assim.

Permita-me, Curioso, que lhe pergunte o que se passa com a falta de limpeza do concelho.
O que se passa com os buracos em muitas vias e passeios do concelho.
O que se passa com essa dita monitorização da qualidade do ar.

E esta, Curioso, e esta:
"22. Pista Municipal de Atletismo privilegia praticantes regulares (entre eles Naide Gomes, Arnaldo Abrantes e Nelson Évora, todos desconhecidos ...)"
Esta é mesmo triste.
Conseguiu-se um privilégio para praticantes regulares (gosto do termo) em detrimento dos utentes a quem poderemos chamar irregulares.
Porque os regulares não pagam e os irregulares pagam.
Grande benefício para os irregulares almadenses...

Curioso, você é mesmo curioso.

Gostei de o ler. Sugiro que pergunte à sua patroa se o aceita como redactor do Boletim municipal.

Anónimo disse...

^Presidente e Câmara Municipal sem vergonha e sem dignidade.
Vamos todos apupar o metro dia 27 de Novembro.
Urge passar a palavra.