segunda-feira, junho 01, 2009

Almada Desertificada - O Camelódromo

Em...Almada, FINALMENTE a desértica "Zona Pedonal", criada pela Câmara Municipal, começa a ter movimento e frequentadores.
Zona Pedonal de Almada - O camelódromo da Margem Sul
Foram criadas "condições ideais" para atrair visitantes.
É visível o resultado do investimento de muitos milhares de euros da Câmara Municipal de Almada, na promoção do comércio local e no fomento turístico do concelho para concorrer com o Norte de África e arrasar as suas cidades.

24 comentários:

Anónimo disse...

Câmara de Almada é alvo de investigação


A Câmara Municipal de Almada está a ser objecto de um inquérito ordinário que envolve questões relativas ao pessoal. Em causa estão eventuais irregularidades nos processos de concurso para cargos dirigentes, como directores de departamento e chefes de divisão, assim como a alegada nomeação sem concurso de outros dirigentes. O “Setúbal na Rede” sabe que a ordem de inspecção ordinária sectorial às áreas de urbanismo e pessoal data de Dezembro de 2005 e já estava prevista no plano de actividades de 2006.




Alberto Antunes, vereador eleito pelo Partido Socialista, defende que a investigação “deve ser levada até às últimas consequências” e diz ter “muitas dúvidas” relativamente às decisões tomadas pela autarquia, afirmando que existem “coisas muito pouco claras” na Câmara Municipal de Almada e que “as inspecções podem comprovar”.



De acordo com Alberto Antunes, a informação que é fornecida aos vereadores da oposição, em sessão de câmara, é “muito escassa” para a tomada de decisões. Existe na autarquia uma oposição “a quem não é facultada uma análise profunda” e que “parece incomodar” os dirigentes da CDU quando exigem informação, uma vez que estes “entendem que os serviços são esclarecedores”. Para o vereador, “todas as decisões” devem ser tomadas com “muito cuidado”, havendo suspeitas, no seu entender, de que “nem tudo vai ao encontro do interesse geral da população”.



Pedro Roque Oliveira, eleito pelo Partido Social Democrata, prefere “aguardar com serenidade” que a investigação “siga o seu curso normal”, não querendo pronunciar-se, “pelo menos nesta fase”. O vereador do PSD considera que, para além de ser “precoce”, uma eventual declaração poderia vir a “condicionar o inquérito”.



Nuno Vitorino, o mais recente vereador da Câmara Municipal de Almada, que substituiu Henrique Carreiras, afirma que a autarquia “pugna pela honestidade e transparência”, e por isso diz depositar “confiança absoluta” nos seus “camaradas”. O vereador da maioria CDU afirma não ter “um conhecimento concreto” do caso, mas desvaloriza a situação, visto que esta “não seria a primeira vez” que a câmara municipal era “alvo de investigação e nunca ficou nada provado” em situações anteriores. Nuno Vitorino realça ainda o facto da autarquia de Almada ter “a maior solidez financeira do país”.


Setubal na Rede, Vânia Mendes (19/07/2007)

ESTAMOS EM 2009, JÁ LÁ VÃO 2 ANOS SOBRE A ENTRADA DO PROCESSO EM TRIBUNAL.

PARA QUANDO UMA SENTENÇA?

Anónimo disse...

E a IGAL não actua porquê?
Constataram graves ilegalidades num processo iniciado em 2006 e que terminou em 2006.
Resultados práticos?
Quem tem medo de quem?

Anónimo disse...

Queria dizer que se iniciou em 2005

Anónimo disse...

A IGAL comunicou ao Ministério Público que fez seguir a acção para Tribunal. Até hoje!

Estará o Tribunal com medo da MES?

José S. Pereira disse...

Ora..Ora... o problema são os rabos de palha... e sempre há muita gente envolvida dos outros partidos a comer igualmente à conta do orçamento com os mesmos métodos e tráfico de influências.

Porca política esta que é a política daqueles que andam a encher os bolsos a conta do povinho ordeiro, disciplinado, que se baixa muito e saltam-lhe para as costas, super explorado pelos democratas honestos.
A democracia continua a ser um grande impermeável para os oportunistas.
Grande roubalheira vai por este PAÍS.

Cometi pecado contra alguns democratas dizendo que andam a roubar o povo.
É mentira?
Não roubam o nosso povo?

Anónimo disse...

Até parece que os tribunais costumam ser conclusivos e eficazes neste cantinho à beira mar plantado. Parece-me cada vez mais incrível, como se depositam ainda esperanças de resolução deste tipo de casos e se entrega essa esperança aos tribunais portugueses. Ora não é verdade que em casos que envolvem autarcas, politicos, financeiros, ex autarcas, ex politicos, ex financeiros, os tribunais não servem para depositar qualquer tipo de esperança? A minha conclusão nestes casos é que somos prejudicados pelos arguidos, somos prejudicados depois pelas despesas das investigações que, claro, todos nós pagamos, voltamos a ser prejudicados pelas conclusões judiciais; somos assim prejudicados multlipas vezes e ainda nos damos ao luxo de depositar a nossa confiança nos tribunais? Mai vale ser prejudicado uma vez só, não fazer queixa e deixar seguir a carruagem, perdemos muito menos.
Oliveira

Anónimo disse...

A ausência de pessoas e a aridez local fazem um ecoambiente muito especial.
Talvez um loja que venda rações para camelos tenha futuro na zona pedonal.

Anónimo disse...

Ah, grande Lino!
Homens com a previsão dele é que fazem falta...
Ele até mudou do PCP para o PS... já foi com visão de futuro...

e os humanóides que vão ao centro de Almada, ficam também assim?
Aquilo pega-se?

Anónimo disse...

Nesta última semana nas ruas Capitão Leitão e Bernardo da Costa fecharam mais quatro lojas.

Viva a CMA e seu peadonalizacion e a ECALMA que em tempo de crise ajudam ao comércio e aos que neste trabalham, alem de criar uma cidade atrativa, viva e cosmopolita.

O problema é que é cansativo ver a tantos turistas passear e fazer compras por esta "maravilhosa cidade"n.

Anónimo disse...

Então e os comerciantes em que é que votam?
Serão masoquistas e vão continuar a votar na DEMOCRATA?
Vão, vão - vão na conversa dela, nas suas promessas de subsídio e depois queixem-se.
Abram os olhos enquanto é tempo.

Não se abstenham, pois cada abstenção é mais um voto para ela.

Vamos votar noutro partido - não importa qual - temos a oportunidade de nos vermos livres dela.
Eu por mim vou escolher um qualquer dos outros.

Anónimo disse...

Eu também.

Anónimo disse...

Ora aqui está um meio de transporte muito mais ecológico que o comboio...

De entre a cáfila que as fotogafias mostram, por concurso a realizar pelo pelouro dos recursos humanos da CMA, vão ser seleccionados os animais mais capazes para integrarem a nova "frota" de transportes dos autarcas eleitos...

O primeiro classificado, como é óbvio, destinar-se-á ao transporte público de Sua Excelência a Mui Ilustre Presidente da Câmara Municipal de Almada, que, assim, poderá "arrumar" o BMW, isto depois do motorista ser reconvertido em condutor de camelos (cocheiro ou outra coisa que o valha...)...

O animal disporá de um lugar de estacionamento cativo no Camelódromo Municipal, sito na Avenida D. Nuno Álvares Pereira, podendo abastecer-se na cascata de água existente entre aquela avenida e a Rua de São Salvador da Baía...

Venham agora dizer que Almada não é uma terra pensada...

Só mesmo por manifesta má vontade...

BIBA A MES!
BIBÓ PROGRESSO!

Anónimo disse...

A ideia nem é pioneira...

O ministro das obras públicas, Mário Lino, para iniciar um dia de trabalho, acaba de pegar o seu camelo (que veio e Lisboa a Almada para visitar uns "primos" colocados na CMA...).

A Presidente da CMA não pode ficar atrás nesta inovação, pois é muito mais "prafrentex" e amigo do ambiente que qualquer carro híbrido japonês...

Liberdade disse...

EM OUTUBRO NÃO SEJAS CAMELO!

VOTA BE!

VOTA PS!

Vota para acabar com os camelos que desgovernam Almada.

Comunas de Almada=chulos disse...

Esse Pedro Roque do PSD é um lambe botas da Emilia, o fulano é da oposição aonde, só se for na barraca dele. Com o discurso que deu sobre este caso, até mete nojo. Quanto ao Vitorino é outro que de comunista só se for no tibete. Este senhor comunista AH! deixa-me rir . Consegue emitar bem a madrinha, ao dizer da saúde financeira da Câmara blá blá blá. vai mas é trabalhar. Pois pois este menino já deve ter uns largos milhares de euros no banco. À ganda comuna do faz de conta.

Anónimo disse...

Estou farto de berrar. A Emilia tem gente do PS (Socrates e outros ministros do ps do lado dela), se não já os processos tinham vindo a público e nos jornais.Ja o PS tinha apresentado outro candidato, Já repararam que foram logo apresentar este menininho do Pedrosinho. Esta senhora tem o governo na mão ela nunca foi comunista mas sim uma criatura de direita.Ela odeia o ovo. Eu considero-a uma capitalista pois deve ter milhares e milhares de contos no banco. Só anda na rua durante a campanha eleitoral sempre com os capangas. Alguém a vê sózinha na rua. Comunas da porcaria digam-me lá se a vêm-na no pingo doce, na farmácia, ctt etc.

Francisco disse...

Contudo, vou votar PS.

Anónimo disse...

Os camelos somos nós, que placidamente, de acto eleitoral em acto eleitoral, temos permitido a destruição e esvaziamento da Cidade de Almada. MES proibiu intervenções de fundo e a construção de novos edifícios em Almada, e com isso empurrou a juventude e a burguesia com poder de compra para as novas urbanizações na Charneca e Sobreda, para longe do coração da cidade, o comércio morre porque não há reconversão, renovação e regeneração do tecido arquitectónico da cidade. Sem casas novas ou edifícios adaptados às actuais exigências de conforto, não há gente com dinheiro para gastar no comércio, lazer e cultura, não há filhos e novas gerações no centro da cidade. Sem intervenções profundas nos edifícios da cidade não há empresas de serviços e de ID, não se descobrem novas vocações para os locais, não há uma cidade viva. Também não é o PS que vai resolver o assunto, nem o BE, nem o PSD - são os cidadãos, que de uma vez por todas se devem reunir em torno de um projecto de cidadania, de devolver a cidade aos cidadãos e dizer basta à ditadura dos partidos.

Moderator disse...

http://www.sgtpeppersc5.com/

Anónimo disse...

Obrigado pelo comentário anterior, esse é o grande problema de Almada. A não renovação do centro, não se construíram casas atualizadas aos tempos, não há predios de escritorios aos que as pessoas tenham que vir a trabalhar, os serviços saíram do centro, não é uma cidade atrativa para o turismo já que não tem nenhuma beleza nem em ruas, nem em monumentos, nem em edifícios, se a isto lhe somamos o metro e as multas de ECALMA, aqui temos a desertificação de Almada.

Culpado de matar a cidade ? Unicamente o poder "comunista" que leva desde 25 de Abril no poder e que não tem tido a sabiduria nem a visão de criar uma cidade atrativa nem para o povo e menos para a juventude.

Por todos estes motivos este poder local está ultrapasado e não é válido para continuar dirigindo Almada.

Anónimo disse...

E ainda vai ser pior, senhores comerciantes do actual centro de Almada...
Esta semana, discretamente, um dos jornais semanais, gratuitos trazia a notícia de que foi aprovada a "nova urbanização" de escritórios e hotel nos antigos terrenos do Pão d'açucar. Depois, vai ser a nova câmara e depois do edifício de 12 andares que vai concentrar todos os serviços camarários, entre o Parque da Paz e o Campo de futebol, Almada vai mesmo ficar deserta...
Senhores comerciantes, as meninas da Câmara que vos compram os trapinhos, os sapatinhos e outras coisitas, mudam-se todas para o centro-sul!
Ou mudam voces tambem ou ficam a contar... lá vem um...
Pensem bem ... o PS votou contra(!!!) este desvario de esvaziamento da cidade, diz o jornalito!

Anónimo disse...

Essa na nova câmara é que eu não percebo.
Ou quer dizer o novo edifício dos Paços do Concelho?
Irrelevante não é?
E é mesmo.
Essa obra vai demorar. Repare-se que se trata dos Paços do Concelho, hotel, e o tal edifício que vai concentrar PARTE dos serviços camarários.
Para além de outros apoios.
De qualquer forma e tocando no cerne da questão, os comerciantes, eles próprios nunca cuidaram de si.
Sabemos que é verdade.
Houve a desculpa do Almada Fórum que depressa passou. Agora o Plano de Acessibilidades por causa do MST.
O português tem o péssimo hábito de utilizar a viatura de porta a porta. Sugeria que os comerciantes estabelecessem um acordo com a autarquia no sentido de permitir que os cidadãos utilizadores dos parques de estacionamento não pagassem o mesmo, desde que fosse apresentado uma prova de que estiveram no estabelecimento x ou y.

Não defendo a forma como a autarquia fez as coisas. Bem pelo contrário.
Conhecemos a forma de ser e de estar da senhora MES e nem que fosse trucidada pelo seu MST mudava de opinião.
Há formas de tentar ou resolver certas coisas.

Firmeza faz falta.

Liberdade disse...

A questão da renovação da cidade de Almada foi muito bem colocada aqui nos comentários.

Convém contudo dizer um pouco mais sobre isso, porque não nenhuma razão transcendente nem natural para o envelhecimento na cidade. A cidade de Almada está a ficar velha e despovoada por causa da política de crescimento dos subúrbios da maioria CDU.

Convém lembrar que no ano de 1996 a CDU aprovou em Reunião de Câmara a tristemente célebre deliberação que congelou quase totalmente o licenciamento dos processos de renovação urbana, levando os proprietários que têm construções velhas a pararem os seus processos na Câmara.

Argumentava-se com a falta de infra-estruturas urbanas, como se a cidade de Almada não fosse a área do concelho melhor servida pelas redes de saneamento, água, electricidade, gás, comunicações, transportes, etc, etc...

É claro que alguns "promotores amigos" vão vendo os projectos aprovados, basta estarem disponíveis para as "contrapartidas" do costume.

Para agravar mais a situação e empurrar os investidores para fora da cidade o regulamento de taxas penaliza os processos de renovação urbana multiplicando por 3 o valor da taxa de urbanização. Assim, uma habitação com 100 m2 contruída no subúrbio paga 5.400€ de taxa de urbanização (já de si a mais cara do país!), mas se for na renovação urbana da cidade de Almada, da Trafaria ou da Costa, para 16.200€!!!

E se não for possível estacionamento, paga por cada lugar em falta mais 34.000€!!!

E se quiser mudar de uso de habitação para comércio, fora do espaço canal do MST, ainda é castigado com uma taxa agravada 14 VEZES, isto é paga 760€/m2.

Esta a política de morte da cidade praticada pela CDU, é com isto que temos de acabar.

Vota BE!

Vota PS!

Anónimo disse...

Como se aprendia, quando se ensinava nas escolas, "duas coisas iguais a uma terceira, são iguais entre si".

Se a MES é católica, se nossa Senhora é católica, então a MES é igual a nossa Senhora...

Vamos promover já a beatificação da MES...

ALMADA, TERRA DE MILAGRES!