sábado, junho 23, 2007

A Almada de Outro Mundo

Em...Almada, mercado/venda (?) de rua algures, de uma cidade de terceiro mundo. Não! é ALMADA, separada de Lisboa pelo Rio Tejo, cidade de Abril, progressista e miserabilista.
(clique na foto para aumentar)
Este mercado funciona diariamente de 2ª a sábado das 9h às 13 horas . É uma "reposição" ao bom estilo do município de Almada das tradicionais feiras e mercados medievias, em cidades modernas ditas de progresso...progressistas.
Conhecemos cidades da Europa onde se fazem Mercados de Rua devidamente organizados e controlados pelas autoridades locais, os quais são mais um atractivo a juntar a tantos outros que essas cidades da Europa têm, constituindo até factor de aumento do movimento dos estabelecimentos comerciais nas redondezas.
Porém aí, o cenário é outro. Há higiene urbana, As paredes dos edifícios estão limpas. Há organização e ordenamento. As pessoas apreciam esses mercados e movimentam as cidades.
Em Almada o que vemos é desleixo, ocupação desorganizada do espaço dos transeuntes, dos comerciantes, dos residentes que em alguns casos chegam a ter a saída de seus prédios bloqueados com os produtos da venda.
Em Almada, neste mercado há muita coisa mal. Quem por ali passa e observa, não compreende nem pode aceitar certos facilitismos e conivências.
Fiscalização, policiamento nem vê-los.
Que se passa?
Almada tão mal tratada....É isto a Almada de Abril, a Almada que os almadenses querem?
Almada, talvez a cidade mais suja e desorganizada de Portugal... infelizmente.

9 comentários:

Anónimo disse...

Isto é o MERCADO MUNICIPAL DE RUA de ALMADA.

Ponto Verde disse...

É impressão minha ou é junto ao Dragão Vermelho?

Conseguiram dar cabo do comércio tradicional naquela zona transformada agora em lojas de 300 , Chinezas e afins...

Viva os maravilhosos Almada Foruns e afins , mate-se a cidade humana!

EMALMADA disse...

ponto verde, é de facto aí, uma das "ruas da amargura" de Almada.
Não só deram cabo do comércio local como também de Almada e da vida em Almada.

أمل disse...

Hello ..
Thanks for passing by my blog.
I do not understand your language but I think you have a good blog.

Take care

observador disse...

Vergonhoso.
Mas convém dizer que essa situação concreta já se verifica há muito tempo, com a permissividade da autarquia e das autoridades.
Mesmo junto ao Dragão Vermelho e a dois passos do Central. Ao lado da Farmácia Central. Na via pública onde eu pensava que só os ratos andariam fugidos.
Almada está realmente a recuar no tempo.

Anónimo disse...

Acabem com esta merda e para além de serem honestos, o que não, não sejam mentirosos e não tentem envenenar o povo de Almada.
Vocês não passam de uns vermes e o v/blog um ninho de cobras...

EMALMADA disse...

Caro anónimo agradecemos a sua prticipação mas a imagem e o conhecimento que os cidadãos têm da realidade são quanto baste para falarem por si e verem quanto torpe e insensato é seu comentário.
Se seguissemos o seu conselho Almada seria cada vez mais subdesenvolvida. Estariamos a pactuar com este e outros degradantes estado de coisas negativas para a cidade e a população.
A CMA e a sua Presidente não nos controla, tal como o faz com certa imprensa e algumas pessoas.
Nós não estamos à venda!

observador disse...

Quando os argumentos faltam, ataca-se com a falta de civismo e a palermice verbal.
Sabe o senhor anónimo que é verdade o que se diz.
Se quer ter opinião, e tem direito a ela, seja bem educado. Mas já vi que apenas sabe seguir e mal a voz do dono.

Minda disse...

Este curto artigo trás à colação diversos temas, qual deles o mais importante, dos quais vou destacar apenas três:

Higiene urbana que, efectivamente, não há (embora o senhor vereador Rui Martins considere que mostrar este facto é, imagine-se, “apontar o dedo”, de forma aviltante, às centenas de trabalhadores da CMA que executam um trabalho mal pago e que muitos recusariam ... a autarquia até nem tem qualquer responsabilidade na matéria, pois claro!! – veja aqui o documento completo: http://be-cacilhas.blogspot.com/2007/05/resposta-do-vereador-rui-martins.html e a reacção à mesma: http://be-cacilhas.blogspot.com/2007/05/carta-ao-vereador-rui-martins.html);

Venda ambulante não licenciada (e este caso nem sequer é o mais grave, pelo menos em termos de saúde pública – em Cacilhas, à saída do cais da TT, vende-se fruta e outros produtos alimentares sem que sejam asseguradas quaisquer condições mínimas de higiene... e o que faz a autarquia? Nada!!);

Fiscalização municipal (a abusiva ocupação da via pública e o problema do ordenamento do trânsito, são duas áreas em que assistimos, permanentemente, a atitudes discriminatórias da CMA – dêem um vista de olhos pelos seguintes documentos: http://metoscano.blogspot.com/search/label/ECALMA).

Não tenho a pretensão de conhecer todas as cidades de Portugal, mas das que conheço Almada é, de facto, uma das mais sujas. Lamentavelmente...

E respondendo à sua pergunta: não, esta não é, de facto, a Almada que eu quero. Por isso tento ser uma cidadã atenta e empenhada. Não podemos cruzar os braços. Os contributos de todos são fundamentais.

Um bom início de semana.