sábado, dezembro 13, 2008

Música Eleitoralista

Em...Almada, o executivo camarário continua a "fazer" projectos e a apresentá-los como as maiores maravilhas, como se Almada nunca tivesse existido.
Estes autarcas "descobriram" agora Almada e querem rapidamente colocá-la no mapa-mundi e nas grandes rotas do turismo mundial.
Sem eles Almada não será nada no contexto global.
"Raras e super dotadas criaturas" que aterraram neste torrãozinho à beira Tejo!
No "SEMMAIS" de hoje aparece mais uma notícia recauchutada da CMA em pré campanha eleitoral. Não é a primeira vez que a Câmara tira esta viola do saco para nos dar música eleitoralista e lembrar aos almadenses que é muito competente e interessada no progresso do concelho.
Dizem querer fazer agora aquilo que nunca quiseram fazer ou não foram capazes, por incompetência inata dos seus elementos, em 30 anos de domínio e controle total do concelho em nome dos almadenses, dos trabalhadores e do povo.
Trabalho, Honestidade e Competência, "tal como anunciado nos cartazes".
clique sobre o doc.para aumentar e ler
O estado actual do concelho em limpeza urbana, mobilidade, acessibilidades, desenvolvimento económico e social, defesa do ambiente e requalificação territorial, em gastos supérfluos e muitos outros aspectos, não se compadece com a demagogia e a postura político-partidário destes autarcas-actores, de uma peça teatral já muito conhecida que vêm representando há longos anos: HIPOCRISIA & OPORTUNISMO POLÍTICO.

10 comentários:

Anónimo disse...

O costumeiro espectáculo da czarina para a plateia.

Anónimo disse...

10 hóteis?...
Não me façam rir...
Quanta imaginação......

Anónimo disse...

Trabalho, Honestidade e Competência, "tal como anunciado nos cartazes".

Só em jeito de publicidade.
Realmente o trabalho (sério), a honestidade (absoluta) e a competência (a que vale) nada quer com esta gente.

Oh escrevinhadorrrrrrrrr diz aí qualquer coisa pah!
Este trabalha (chiça!) é honesto (então não?) e competente (em quê?)

Ponto Verde disse...

Este tipo de propaganda é recorrente e serve para o que serve... note-se que falo de propaganda e não de notícia , notícia seria , Almada inaugurou este ano dez hotéis ... o que não é manifestamente o caso...Há que distinguir o mundo real do mundo virtual ou da ficção politica.
Nesse mundo de ficção , Almada tem duzentos e tal quilómetros de vias cicláveis...o metro anda cheio e serve as zonas com maior número de habitantes...o comércio tradicional está florescente graças aos novos arranjos...

Lisbonense disse...

Estes "comunas" da Margem Sul são pobres e mal agradecidos!
Foram assobiar o Sr. Sócrates no Barreiro e Seixal...
Mas quem é que eles julgam que lhes arranjou o dinheiro para o seu brinquedo novo (o tal de MST)?...
Que incongruência...

Anónimo disse...

Como cachoros mal educados...
Mordem a mão de quem lhes dá o pão.
Então não foi um governo do PS que "adjudicou" a ideia do MST?
Não é agora um governo do PS que tem de puxar os cordões à bolsa para pagar os desvarios da presidente da CMA e dos seus correlegionáros do partido, dos quais resultou um atraso na obra superior a três anos?
Isto custa por dia mais de 50.000 Euros, só para compensações por falta de passageiros...
"Assim se vê a força do PC...".
Força sim, mas da tacahez e da incompetência..

Anónimo disse...

O que a maioria população de Almada (80 %) sempre quiz dizer dos seus autarcas aos portugueses (que atravessam a Ponte 25 de Abril), foi agora milagrosamente conseguido através do "anúncio natalício" publicado no Monumento ao Cristo Rei:

S ão
A utarcas
M edíocres...
S ão
U nidos
N a
G estão (ruinosa do concelho)...

A maioria no poder autárquico (20 %), terá outra maneira de "interpretar" este anúncio?

Visitem Almada, os resultados desastrosos estão à vista de todos.

O comércio local está moribundo...

Anónimo disse...

Hoje fui a Almada ver com os meus próprios olhos, para tirar as minhas conclusões, sem me deixar influenciar pelos vosso comentários a favor ou contra a CMA.

Fui até ao Almada Centro e vi que tiraram os carros do centro da cidade, é verdade, mas também vi o MST a circular quase vazio, as ruas com pouquíssima gente, o pouco comércio aberto quase às moscas, mesmo com as promoções da época...

Vi pouco estacionamento ordenado e muito estacionamento anárquico em cima dos passeios e em segunda fila.

Vi obras acabadas de inaugurar, já a precisar de reparação e outras mal executadas, a formar poças de água nos buracos.

Vi fontes horrorosas... a pedir demolição imediata!

Vi arranjos exteriores e monumentos de gosto duvidosos... mas que devem ter custado os olhos da cara dos contribuintes.

Vejo a cidade de Almada cada vez mais transformada num reduto ideológico dos seus autarcas.

Depois, fui ao Almada Fórum e vi os corredores a abarrotar de gente e muitos a fazer compras de Natal. O parque de estacionamento estava cheio, claro.

A cidade de Almada até pode estar mais livre para o peão, mas a verdade é que está a perder dinamismo económico a favor do Almada Fórum.

Assim, a cidade vai acabar por perder mais habitantes e mais comerciantes e o seu eixo central correr o risco de se transformar num espaço canal de passagem para acesso aos barcos de Cacilhas.

A quem interessa a morte da cidade de Almada?

E os hotéis onde vão ser construídos?

Com vista para os clandestinos da Costa da Caparica?

Com vista para os clandestinos da Charneca da Caparica?

Alguém anda com a cabeça na Lua... ou melhor no lado obscuro da Lua.

Al-Ma'dan disse...

Como podemos acreditar nesta balela dos novos hotéis, vinda de quem vem, se durante mais de 30 anos a CMAlmada e a sua presidente estiveram de costas voltadas para o turismo, por considerarem esta actividade como burguesa.
Para além disso, bem sabemos que esta gente não tem nem visão nem competência para investir em Almada como um bom destino turístico.
Tinham, desde logo, de fazer algo que nunca souberam fazer ao longo destes 30 anos: limpar o concelho e qualificar os espaços públicos

Nota: afinal enganei-me quando há alguns dias escrevi que tinham apagado o anúncio da Samsung no Cristo-Rei. É que depois desse dia, ele lá continua aceso, sem haver alguém com poder decisor e com sensatez que mande apagá-lo de vez.

Anónimo disse...

A palavra SAMSUNG, é mais que uma mensagem...

Só é preciso interpretá-la...