quinta-feira, março 06, 2008

A Vida é um Tormento em Almada

Em...Almada, as obras "ad-hoc" para meter o comboio da srª Emília na cidade e dividi-la a meio, estão a traumatizar Almada e os seus habitantes.Almada está um caos.
A desorganização é total.
O descalabro está instalado desde Cacilhas à Ramalha.
Os buracos e obstáculos são uma constante ao longo daquilo que ainda designam por passeios.
As passagens para peões são uma prova de obstáculos para pessoas sem deficiências e uma impossibilidade para deficientes e idosos com dificuldades de locomoção.
Não se respeitam moradores, peões, deficientes físicos, crianças, idosos, mães transportando bebés em carrinhos.
O pó faz parte do dia a dia da vivência destes pobres munícipes, entrando-lhes pelas casas, sujando tudo e obrigando a perdas de tempo e despesas em limpezas, agravando-lhes ainda a saúde devido às complicações respiratórias que lhes causam e ao desencadeamento de alergias e sujando as viaturas e edifícios.
As normas de segurança não são cumpridas, nem há regas das terras, nem lavagem de ruas para evitar as poeiras.
A falta de iluminação nocturna é uma evidência ao longo da intervenção para obras, com ruas às escuras, agravando mais a mobilidade e acessibilidades das pessoas.
A falta ocasional de água é frequente causando natural transtorno às famílias, sobretudo a quem tem crianças.
Esta é a Almada com que a presidente da Câmara e seu elenco presentearam os habitantes.
Temos o caos instalado em todo e qualquer lugar em Almada, com um trânsito e estacionamento desordenados devido a estas obras inúteis, já que Almada não precisava de um metro/comboio no seu centro.
Na Av. Bento Gonçalves e Centro Sul em hora de ponta - manhã e tarde - assiste-se a longas e compactas filas de viaturas ocasionadas pelo atravessamento daquela avenida pelos comboios e deficiente semaforização, com o consequente aumento da poluição e consumo de combustivel a ver passar o comboio vazio, por não servir os habitantes.
Onde estão os parques de estacionamento que a presidente dizia que seriam construidos antes de colocar as linhas do comboio?
Almada deixa de ser uma cidade com avenidas centrais para dar lugar a uma cidade com um canal ferroviário, um "corredor do metro", como diz o boletim municipal de Fevereiro.
Perante a desorganização total, desrespeito por normas básicas de segurança e pelos munícipes, admitimos que o único projecto que existia era o PDA(r)- Projecto para Destruir Almada (rapidamente).
Esta é uma Almada sacrificada por gente que não vive Almada.

19 comentários:

Anónimo disse...

Talvez se não levassem o carrinho para o trabalho (hábito estúpido esse que é bem mais antigo que o metro em construção), não houvese tanto trânsito não acha??
O metro é mau, carrinho leva-se sempre para o trabalho para piorar a qualidade de vida de todos e entupir Lisboa..
O que importa é o carrinho à porta de casa ou do trabalho e os outros que se que se lixem..
A culpa é sempre do Metro não é???!!!
Pense antes de falar..

Anónimo disse...

Habito em Almada e não vou deixar de andar no meu carro só porque Almada passa a ter um comboio eléctrico. E Porquê? porque tenho de levar o meu filho à escola, todos os dias de manhã e o percurso do mst, nem por sombras, me ajuda nesta tarefa, muito pelo contrário, congestiona o trânsito uma vez que só existe uma via para se circular de automóvel. Que pena!. Como eu há muita gente que não pode estar dependente deste meio de transporte fabuloso!. Depois de entregar o meu filho na escola ainda tenho de regressar a Almada, onde trabalho, e deixar o carro estacionado à porta de casa porque não encontro lugar, graças à magnifica politica de estacionamento imposta pela ECALMA. Ordenamento sim , mas nem tanto.

Não quero ser obrigada a andar de metro para justificar uma obra que em Almada não faz sentido existir, pelo menos com este traçado.

Tenho saudades de Almada de Antigamente...

Moradora Almada

Anónimo disse...

Há uns anos atrás fui uma de muitas pessoas que assinaram uma petição para a construção do MST. Estou bem arrenpendida de o ter feito. Desconhecia de todo qual o rumo dos acontecimentos e do impacto que uma obra deste tipo teria na vida da população.

Por vezes tenho a imagem de que Almada se irá transformar numa cidade fantasma com um comboio fantasma, sem ninguém. Pobre comércio!. É caso para dizer que os comerciantes da Av. vão apenas ver "passar comboios".

Lis

EMALMADA disse...

EMALMADA dispensa responder ao primeiro comentário.
As duas intervenções que se seguiram são esclarecedoras.
Mais palavras para quê?

Anónimo disse...

Eu ia responder ao primeiro anónimo mas cedo percebi que se deve tratar de alguém com problemas.
De afirmação ou outros.

Pedro Lopes, o outro

Anónimo disse...

Almada está cheia de problemas, e esses não se resumem só ao MST. Há tantos outros à espera de resolução !
Como é que os almadenses podem acreditar nos imensos projectos que a CMAlmada elabora a metro, se em mais de 20 anos não conseguiram solucionar a preceito problemas tão prementes como a limpeza urbana e os espaços verdes. Aliás, o Parque da Paz está há imensos anos para ser terminado, havendo algumas zonas que não são parque mas sim capim. Aliás proponho a mudança do seu nome de Parque da Paz para Parque de Santa Engrácia. É fácil apregoar aos sete ventos que temos o maior parque urbano do país, mas isso não basta. É necessário investir nisso, e dar-lhe além de quantidade também qualidade.

Sotnas

Anónimo disse...

Propaganda com muita parra e pouca uva.

Hermínio disse...

De quem serão os dois hasquis que ontem vagueavam junto do restaurante Atira-te ao Rio, às 13 horas? Um deles defecou junto das mesas da esplanada mas ninguém os acompanhava. No quintal situado por cima do restaurante dois cães de raça perigosa ladravam furiosamente. Gostaria que o Sr. Vereador mandasse verificar o cumprimento das normas aplicáveis a canídeos junto da propritária do restaurante e restantes moradores do local, estando mais atento a estes animais que existem no Ginjal.
As escadinhas que do miradouro descem para o rio foram rebilitadas há 8 anos mas o receio de que os cães se soltem desincentiva quem quer que seja de as descer.
Que pensarão as duas cidadãs de lingua alemã que deambulavam por ali?

Anónimo disse...

Ainda sobre o 1º anónimo.
Ou é quadro do partido , sendo que tem carro do dito cujo e portanto o carrinho para o trabalho já não conta para as estatisticas .
Ou pior ainda, não é de cá, está em comissão do partido, como alguns dos que andam por aí e são já conhecidos dos Almadenses.

Vidigal disse...

Eles andam nos carros do munícipio porque estão a trabalhar para nós. Nós temos de andar de metro para trabalhar para eles.
E esta é boa não é?

Anónimo disse...

Para o sotnas (ou Santos),

Há quanto tempo é que você não vai ao Parque da Paz? O que eu penso memso é que nunca lá foi ... santa ignorância, ou não. Maldade, sei que é isso, maldade mesmo ...

Para o último anónimo,

Ou você é um demagogo, ou você é um ressabiado, ou ... você não é de Almada. Desculpe, mas não consigo encontrar outra hipótese ...

Para o Em Almada (o tal que é caso de polícia e psiquiatria em último grau),

O que é bom é mesmo andar de carrinho, não é? Então os meninos não podem ir para a escola de metro? E quem trabalha em Almada tem que ter lugar à porta do emprego e não pode usar o Metro? Porquê? Não é você (se calhar estou enganado ...) que tem aqui defendido posições "ambientalistas"? Ou isso é só para quando lhe serve os interesses próprios? Se for para dizer mal da CM Almada, lá vem a veia "ambientalista", não é? Mas para a "moradora de Almada" que só pensa no carrinho, tá quieto!

Vá, escreva lá que a mim não me responde. Vá lá, escreva. Até o posso ajudar: penso exactamente o mesmo que o primeiro anónimo. Você devia pensar (será que é capaz?) nem que fosse um bocadinho só, antes de falar! Mas como já disse, hoje e muitas vezes antes, você é um caso perdido de polícia e de psiquiatria ...

Ponto Verde disse...

Este projecto não serve , nem tão cedo vai servir a população, foi concebido como um bibelot propagandistico para passar nos melhores enquadramentos para a fotografia e não nos locais onde mais falta faz.

Depois há troços que foi escolhida a pior opção, mais uma vez se optou por mostrar o brinquedo em vez de o fazer passar em túnel como seria lógico!

Anónimo disse...

Para o penúltimo anónimo, o tal que deve ter cota num consultório psiquiátrico.
Você é um caso mesmo sem recuperação possível.
Digo isto com tanta a certeza porque sei com você é e é assim em tudo o que não está de acordo com a sua mania conservadora (entenda-se comunista no seu pior).
Sim, porque há comunistas que são gente boa.
Ao contrário de si.

Pedro Lopes, o outro

Anónimo disse...

Para o anónimo que diz que os meninos não podem ir para a escola de metro.

O Sr. , a avaliar pelas suas opiniões deve ser uma pessoa difícil de aturar. Sabe o que é ser tolerante com os outros? não, não sabe.

Os meninos podem ir para a escola de metro sim Sr., mas é preciso que o metro chegue perto da escola e este não é o caso. Não ando kilometros com a criança ao colo...

As pessoas querem dar a sua opinião, não percebe? e não levar com outras que a única forma que encontraram para se expressar é atacar os que gostam de trocar ideias.

Já agora, em que medida é que o mst lhe vai servir a si?

Caro anónimo a sua auto-estima deve ter tido melhores dias...

as melhoras Sr. irritadinho... e tenha mais calma...


Moradora em Almada

Anónimo disse...

Antes que me corrija, Sr. anónimo do contra, vou já corrigir o meu erro ortográfico: em vez de kilometros, deve ler-se Quilómetros.

Desculpem qualquer coisinha!

Obrigada
Moradora em Almada

Anónimo disse...

Bando de acomodados, biltres, "ambientalistas" da treta..
É só falar para o ar ,vocês andam de metro às escondidas e depois dizem que são contra!!!
Querem é o carrinho à porta de casa seus comodistas!!
aplaudo o metro e seu desnvovimento quea a pouco e pocuo vai calando estes pretensos "defensores de Almada"!!
Não passam de um grupo que fala contra sem fundamentos nem ideias.

Anónimo disse...

Meu Caro Anónimo (último), este blog sem o Sr. perdia muito da sua dinâmica. Essa de andar de metro às escondidas faz rir...tá giro sim Sr.

Pago os meus impostos e tenho todo o direito a andar no meu carro e a estacioná-lo à porta de casa, como convém pois claro!!

Quem fala sem fundamentos e ideias é o Sr. Neste blog há comentários pertinentes que interessam ler, o seu pelo contrário não interessa nada porque não vem acrescentar nada de novo. Dá é vontade de rir.

Irritado, mas divertido...

Moradora Almada

Anónimo disse...

Cara Moradora Almada
Cedo reparará que "falar" com esse anónimo é pura perca de tempo.

Cumprimentos

Pedro, o outro

Anónimo disse...

Desculpem a intromissão, recusando-me já a entrar neste tipo de "discussão" vulgar que entra pela baixaria, sejamos pacíficos e educados acima de tudo.

Sim, o carro faz falta, principalmente a quem tem filhos pequenos, a quem não tem o metro ali à porta ou outro transporte e tem que andar uns valentes metros até à primeira paragem. Mas não, não sou uma pessoa egoísta e tenho consciência de que o metro até nem é assim tão mau, pelo menos quando estiver pronto, e que vai servir muita gente (conheço um caso verdadeiro de quem terá a vida completamente resolvida quando mudar para uma casa que tem o metro à porta e quem tem filhos pequenos e muitas dificuldades e não tem carro)! No entanto, todos sabemos que passar pelo processo de obras e requalificação, seja do que for (até das nossas casas) é incomodativo, é chato e irrita! Ok, eu sei que estas obras podiam estar melhor organizadas, e também sei que gostava que o metro passasse mais perto da minha porta, mas também sei que não me apetecia nada ter as obras aqui em frente da minha casa, buracos, etc. Era melhor que por um toque de magia ele simplesmente começasse a passar e pronto! Mas sim, é verdade que podia ser melhor organizado e as tampas de esgoto podiam ser "ligeiramente" mais baixas!! Mas sou optimista por natureza e ainda acredito que um dia destes isso tudo ficará resolvido.

Também queria dizer que ainda acredito na nossa Presidente e na sua boa fé, apesar de tudo o que dizem! Temos que ter em conta que a nossa Presidente não está sozinha na frente desta máquina e nem tudo é culpa dela. Temos por aí muito boa gente da oposição com vontade de lhe morder os calcanhares, e a essas pessoas eu digo: Inveja é muito feia, dizem até que é pecado!

Mas sim, a ECALMA é uma empresa municipal arraçada de pitbull, marcha tudo o que vêem pela frente. Não tendo estacionamentos decentes nem indicações claras devido às obras, meus senhores, era desnecessário andarem a multar feitos sanguessugas a tudo o que tem rodas, qualquer dia vê-se passar uma cedeira de rodas com uma notificação.

Acredito também nas "boas contas" apregoadas pela CMA. Para quem não sabe, a fiscalização tem andado em cima, é do conhecimento público, e até agora não se viu quaisquer irregularidades! Quando as há, são as primeiras a serem denunciadas. Alguém sabe de alguma? Serei tolerante para "ouvir" acerca desse assunto.

Última nota, sem ofensas e com respeito por todas as cores, Sr. Pedro Lopes, o outro, é verdade que há comunistas da pior espécie, mas é de facto um facto que há comunistas de grande carácter e valores morais e éticos de justiça e reconhecimento da verdade, sem ironias e sem ilusões.

Vamos lá pessoal, há que ver a coisa pelos dois lados, critica-se o que há a criticar, mas de forma construtiva, sem más criações e faltas de respeito. E salienta-se o que de bom tem sido feito, há de certeza algo decente e de inovador. Quem lá está faz o que sabe, quem for a seguir, o que sabe fará!