sexta-feira, março 07, 2008

Almada Abandonada e Degradada

Em...Almada, a Almada Velha está abandonada e desprezada pela Câmara Municipal que não tratou de recuperar e dignificar a zona. Por isso Almada está perecendo... em agonia lenta sob esta gestão municipal. Os comerciantes estão a sentir directamente na sua actividade o abandono e o desprezo a que a CMA votou Almada e, a perseguição exercida pela ECALMA sobre os almadenses e seus clientes, afectando-os muito negativamente.. Por isso, comerciantes juntaram-se e realizaram, no passado dia 5 de Março de 2008 na Incrível Almadense, uma reunião de onde saíu um documento reivindicativo a apresentar à Presidente da CMA.
Imagens reais de Almada Velha adandonada
Divulgamos a carta de um comerciante
"Caros Amigos
Todo o comércio da cidade enfrenta a mesma agonia, uma agonia profunda com consequências nefastas, desde penhoras, falências e tudo quanto é mau.
O Concelho, a cidade com um potencial turístico fantástico, o Criste-Rei e zonas ribeirinhas, o potencial que qualquer cidade do País gostaria de ter para aproveitar.
Os turistas que por cá passam, cerca de 800 mil por ano, sem visitarem a cidade, o Cristo-Rei a ver, com o testemunho dos cacilheiros a sentirem a realidade que os mesmos turistas vão e voltam sem visitarem a cidade, pondo em causa o comércio tradicional, as suas gentes (gerentes, trabalhadores), a vida na cidade.
A restauração e todos os sectores da cidade sentem que o poder local não deu resposta adequada em devido tempo face às grandes superfícies instaladas. Essas até foram favorecidas em todos os campos, para funcionarem em pleno, acompanhadas de um sistema de marketing poderoso com estacionamentos gratuitos.
Essa é a verdade! Com a aprovação pela C.M. Almada dessas grandes superfícies.
Como contrapartida temos uma cidade degradada - exemplo: Almada Velha e toda a periferia está velha, feia, e suja, acompanhada de grafitis a decorar montras, carros, paredes e vidros riscados sem intervenção do poder local. Aqui também chamamos a atenção da PSP.
Por fim os caixotes do lixo armazenados na via pública (Largo José Alaiz e Rua Capitão Leitão entre outros locais).
Por tudo isto o slogan da CMA "Almada turismo e muito mais" não se adequa com a realidade!
Será que algum turista que apareça em Almada velha terá vontade de voltar?
Até os próprios habitantes estão a fugir para locais novos e bem tratados, esquecendo a cidade e o hábito de voltar.
Os serviços também foram desviados para outras zonas menos comerciais.Sentimos o desleixo, aos olhos de todos, de Almada Velha.
Uma cidade que poderia há muito ser uma referência, contando os 30 anos de poder local sem interferências de outros governos intercalares de forças opostas.
Que dizer....?
Quanto à ECALMA, outro factor de instabilidade para os visitantes que preferem o comércio tradicional, numa altura de tanta instabilidade e também de tanta falta de dinheiro, as multas são constantes, sem dó nem piedade.
Se efectivamente houvesse as condições necessárias de estacionamento, os ditos SILOS, este serviço seria de facto uma mais valia. Assim, apenas será mais uma receita criando o descontentamento geral.
Ainda por cima, a ECALMA tem como presidente um vereador.
Se esse é o poder do povo que mais ordena, Sr Presidente, enquanto as obras existirem era de bom tom terem apenas uma acção fiscalizadora.
Um comerciante

6 comentários:

severino disse...

Só agora deram por isso?

Anónimo disse...

Volto a dizer que Almada vai acabar por se tornar numa cidade fantasma. E hoje aquilo a que chamamos o Centro de Almada vai, na minha opinião, perdendo a sua centralidade para se fundir com Almada Velha. Os prédios degradados, lixo na rua e o comércio a ver passar os comboios...

Há muitas perguntas que ficam no ar. Como é que se explica que em várias artérias da cidade, principalmente em Almada Velha, ainda não existam contentores para colocar os diversos tipos de lixo: o plástico, o papel e o vidro. Na minha rua, por exemplo, existem apenas dois contentores para onde é depositado todo o lixo. Há campanhas na televisão, há sensiblização das crianças nas escolas mas depois não há resposta da autarquia. Se eu quiser fazer a separação de lixo não tenho onde o despejar. Em Almada Velha o exemplos que encontramos são flagrantes. Lixo amontoado em pequenos contentores junto aos restaurantes... moscas e um cheiro fétido...é a Almada que temos. No entanto, se olharmos à volta é ver parquimetros por todo o lado. Ok. Não há sitio para despezar lixo, mas para pagar o estacionamento ao pé do lixo já existe. ah pois é!! é que o lixo não dá dinheiro, mas o estacionamento a pagar, esse sim, é uma receita fantástica.

Expresso aqui o meu desejo de ver em Almada, um movimento de cidadãos (partidos à parte) que se interessasse pela cidade para discutir estes assuntos e os pudesse discutir com à Autarquia.
No fundo, seria ir mais além do que trocar ideias num blog como este (saúdo o emalmada) e passar à acção no terreno.

Lis

Ponto Verde disse...

Tem toda a razão, de tal forma que as obras do metro acabam por ser mais um adereço.

O estado de degradação a que se chegou e o renegar da conservação do património construído nesta margem , não tem paralelo na Europa e só demostra a ignorância reinante.

Anónimo disse...

Mais uma situação em que a administração camarária aposta no autismo,na teimosia e na arrogância.

Estes senhores já estão a mais.
Esperamos o quê?

Pedro Lopes, o outro

Anónimo disse...

O poder retira a quem o exerce durante muito tempo, diria mesmo demasiado tempo, toda a sensibilidade e capacidade de percepção da realidade envolvente. Ou seja, à la longue o poder torna quem o exerce em autista. É o que acontece em Almada. MESousa (porque ela e a câmara, são uma e a mesma coisa) é, todos o sabemos, uma mulher autoritária e prepotente. Para além disso, os quase 20 anos de poder consecutivo, tornaram-na autista. Ela não consegue entender nada do que a rodeia. Para ela a realidade é o que sua cabeça entende que é.
Por isso, quando a LIS fala em diálogo com a câmara, estamos a falar numa utopia porque esta câmara nunca irá dialogar. O que ela faz frequentemente é manobrar.
Quanto à criação de um movimento de cidadãos para salvar Almada, e obrigar a câmara a mudar de rumo, já há muito tempo que sou defensor de uma solução desse tipo. Acredito na cidadania e creio que nesta terra se não formos nós os cidadãos (partidos à parte) a tomar o futuro nas nossas mãos, o aquele irá ser muito negro.

Sotnas

Anónimo disse...

En cualquier ciudad de Europa, la zona velha es la parte mas cuidada de la ciudad. Aquí es al contrario, está abandonada, muerta y rematada.

Cómo es posible que el edificio mas emblemático, la Cámara, esté rodeado de mierda por todos los sitios?

Cómo es posible que se haya llegado a esta degradación sin que los ciudadanos hayan hecho nada?

En cualquier otro lugar esta panda de ineptos que gobiernan Almada estarían en la calle hace ya muchos años. Viven encerrados en su mundo de colorín. Es terrible.

Desde mi punto de vista, los males que acontecen en este país y más en esta ciudad no solo son responsabilidad de los políticos, también es culpable el pueblo que está muerto, no hace nada. Tiene miedo? a qué?

Ya vieron como en su día fueron colocados los fios de la Tv cabo. Es una vergonha, todos colgando por las paredes, parece el Senegal.

Mientras tanto la arquitecta de la CMA, cuando queremos hacer alguna reforma en nuestra casa, exige todo y más. No tienen vergonha.

A ver si entre todos conseguimos poner a esta gentuza en su sitio, LA RUA.

Ya vieron su propaganda realizada en el papel mas caro, contaminante y de mas dificil reciclado en la cidad del ambiete? Una persona cuando lee ese panfleto parece que se ha metido un chute de cocaina.

Que pena no tener una revisa de contrainformación.

Tenemos que hacer algo urgentemente, vamos a unirnos conta estos caraduras.

Un abrazo.