sábado, março 08, 2008

O Estaleiro "Almada Total"

Em...Almada, o caos está instalado para peões, residentes e automobilistas. De Cacilhas ao Centro Sul as acessibilidades e a mobilidade de pessoas e viaturas encontram dificuldades acrescidas não só pelas obras que estão a destruir Almada, como também pela desorganização das mesmas que assentou arraiais em todo eixo central da cidade.
clique sobre as fotos para aumentar
Av. D. Nuno Álvares Pereira
Av. D. Nuno Álvares Pereira Praça do MFA Praça do MFA Praça Gil Vicente Av. D. Nuno Álvares Pereira Av. Bento Gonçalves
Av. Bento Gonçalves
Para além da sujidade que lhes entra em casa, os moradores e os transeuntes estão a ser forçados a respirar e comer pó diariamente.
Quem lhes paga os prejuízos e os danos na saúde?
Será que os progressistas, pseudo-esquerdistas e aliados da CMA também dirão, que alguns cidadãos terão de ficar com a saúde agravada para "benefício" de... quê?
- Dos autarcas que introduziram este comboio em Almada?
Parece que já morreram cidadãos idosos em consequência de quedas, devido às deficientes condições de segurança na obra.
Não era preciso destruir Almada !
Não era preciso prejudicar a vida aos Almadenses.
Esta não é a Almada dos Almadenses.
Para ser autarca é preciso saber respeitar as pessoas e o património colectivo.

16 comentários:

Almada disse...

Autismo é um problema de que MESousa não sofre;então não tem esta senhora lugar marcado na direcção do MST? Repare-se que o protocolo financeiro entra a CMA e o MST prevê a transferência de mais de meio milhão de euros por ano até 2014 e a partir daí mais de um milhão por ano até 2028. Se é possível e legal a uma autarca legislar algo em proveito próprio é porque essa legalidade foi "legalizada", por quem pode e quem pode neste caso é a presidente da camara, legisla de maneira a proteger o seu futuro pessoal debaixo das barbas dos municipes. O Ferreira do Amaral não podería ter feito melhor.Mas no que diz respeito à proteção do futuro pessoal, podemos avançar um pouco mais; nos quadros da empresa ECALMA não existe já gente da familia mais chegada da nossa presidente? Se a empresa fosse privada, nada teríamos a ver com o assunto, agora, não se pode gerir uma empresa de capitais publicos como se fosse privada.Que aptidão especial tem este familiar para conquistar o cargo a não ser o grau de parentesco?

Anónimo disse...

MES no Metro?
Olhe que (ainda) não.
MES vai continuar à frente dos destinos camarários. Só o povo o pode impedir.
De acordo com fidedignas informações, MES vai continuar a ser a nº 1 nas listas CDU para as eleições autárquicas 2009.

Está, por isso, na hora do povo dar a estocada final nos apetites da senhora e mandá-la ... p'ró metro.

As famílias MES e HC estão muito bem instaladas. Na Câmara e nos SMAS.

Foi, e é, um fartai vilanagem.

Como muito bem escreveu o "Almada", não de pode gerir os dinheiros públicos, como se de privados se tratassem.

Isto não é a coutada MES e correlativos.

Almada é nossa!!!

Anónimo disse...

Último anónimo,
Desculpe a ignorância, mas por favor esclareça-me o que significa a sigla HC.


SOTNAS

Anónimo disse...

O que Almada escreve neste pasquim é crime! Crime de difamação e de injúria. Apenas o anonimato o salvaguarda, senão tinha que provar o que diz. E, além disso, é cobarde!

Além de absolutamente ignorante - aquela do "protocolo financeiro" do MST é de bradar aos céus. Só mesmo quem é absolutamente ignorante, ou então maldoso até à octagésima casa (serão as duas coisas, é claro ...) é que poderia sustentar a tese que o Almada sustenta.

O anónimo a seguir é igual: insulta, calunia e difama. Este pasquim está cada vez melhor. Se eu vos chamasse a todos f... havia de ser bonito, havia. Mas se calhar é mesmo o que vocês são ...

O Sotnas (ou Santos) anda aqui agora a fazer-se de ingénuo. E vai pelo mesmo caminho dos outros, com essa ingenuidade.

Quanto ao dono do blog-pasquim, esse como já tantas vezes disse é um caso perdido de polícia e psiquiatria em situação desesperada.

Anónimo disse...

Oh último anónimo,
O seu nível já baixou mesmo muito. Aliás, é frequente, quando não há outro tipo de argumentos recorre-se à ordinarice e ao palavrão.
Para mais, se este blog é um pasquim como refere, porque é que acede a ele ? Deixe-se ficar pelos pasquins do seu agrado, assim já não ficará com a sua sensibilidade ferida.


Sotnas

Anónimo disse...

Estas fotografias demonstram bem o tipo de "exigências" que os irresponsáveis municipais têm vindo a fazer ao longo do tempo...
Recordam-se os muitos visitantes deste blog que participaram nos muitos Foruns ditos de participação do MST quantas vezes e durante quanto tempo a MES e os seus correlegionários falaram do famoso TREM CONSTRUTIVO?
(construção faseada das linhas do MST em troços de trezentos metros...)
O primeiro em bruto, o segundo em obra e o terceiro em acabamentos).
Verdadeiras intervenções de artistas de circo, pois, a avaliar pelo que vemos agora no terreno e que as fotografias aqui divulgadas bem documentam, não passaram de verdadeiras palhaçadas...
Tiveram apenas uma diferença. Muitos almadenses participaram nestas foruns, roubando tempo ao seu tempo de descanso. Os autarcas não, terão sido sempre recompensados pela sua actuação em tais intervenções circences, quanto mais não fosse com senhas de presença. Assim, sim, cuidaram de tratar bem do presente sem descuidarem o futuro.
Quanto ao futuro de Almada é o que se vê. Comércio tradicional a fechar, andares e mais andares à venda, etc... é a debandada geral...
Mais palavras para quê?

Anónimo disse...

Sotnas (ou Santos),

Picou-se?

Ordinarice? Palavrão? Onde? Pasquim é mesmo, ainda que cá continue a vir para que vocês não fiquem a falar sozinhos. É uma questão de masoquismo, eu sei, mas custa-me que falem sozinhos, sabe?

O nível de quem aqui calunia e difama impunemente é que é muito baixo. Mas isso, você acha bem. Que se calunie e difame, desde que seja a Presidente da CM Almada, tudo bem. Quem reage e não aceita essa calúnia e essa difamação, é baixo nível.

Razão tinha eu, pois, ao dizer que você vai pelo mesmo caminho dos outros ... (o que para mim não é novidade nenhuma).

Aliás, os tiques que vocês aqui revelam são os mesmos tiques deste (des)governo que temos: arrogância, autoritarismo, inflexibilidade! Vocês dizem o que vos apetece; os outros comem e calam. Se não quiserem, vão para outros lados! Sim senhor, com democratas como o Sotnas (ou Santos) e os outros estamos mesmo bem servidos ...

Anónimo disse...

Para quem, nesta fase dos mandatos autárquicos, ainda possa ter uma qualquer dúvida das siglas utilizadas neste blog, aqui ficam os esclarecimentos:
MES - Maria Emília de Sousa, presidente da CMA;
HC - Henrique Carreiras, ex-presidente dos SMAS e ex- vereador municipal.

Anónimo disse...

Há por aqui três tipos de visitantes assíduos:
1 - Os Moradores;
2 - Os Agitadores;
3 - Todos os que querem conhecer as tropelias do PCP, Poder Cacique Partidário, dos autarcas de Almada.
No primeiro grupo temos todos os cidadãos defensores dos mais elementares direitos à participação, ao exercício da cidadania, em suma, a uma vida feliz em Almada.
No segundo grupo temos aqueles que, "mandatados por outros", só servem para lançar a confusão em todos os locais onde intervêm, aqui ou nos Foruns do MST onde têm sido um bom exemplo daquilo que não se deve fazer...
No terceiro grupo temos milhares e milhares de cidadãos dos cinco continentes do planeta que ficarão certamente perpelexos com a democracia que se vive nesta cidade dormitório de Lisboa, sim porque a este "estatuto" ela foi condenada pelos autarcas que tem no poder há mais de trinta anos...
É tempo de dizermos BASTA!

Anónimo disse...

Quando anteriormente escrevi "perpelexos", palavra que não está contemplada no acordo ortográfico agora assinado por Portugal, obviamente que pretendia escrever perplexos.
As minhas desculpas.

Anónimo disse...

Caro Sotnas

Já alguém teve o cuidado de o esclarecer quanto às siglas MES e HC.

No que diz respeito ao anónimo do costume e que até fala pelo nariz, o que ele precisa é de desprezo.
É mal educado, tem um cérebro muito pequeno e não dá para mais.
Depois diz mal educados são os outros.

"EmAlmada", continue como está.
Informe-nos. A liberdade dá-lhe esse direito.
Os comentários-resposta terão sempre cabimento, desde que feitos de uma forma correcta.

Bom domingo

Pedro Lopes, o outro

Anónimo disse...

Anónimo acólito de MES,
Os tiques do (des)governo que temos e que refere: inflexibilidade,arrogância, autoritarismo, são exactamente os mesmos tiques de MES e dos seus acólitos, você incluido.

E mais não digo porque você nem merece o trabalho de mais respostas.

Sotnas

Anónimo disse...

Permiti-me copiar parte do comentário utilizado por Anónimo "O que Almada escreve neste pasquim é crime! Crime de difamação e de injúria. Apenas o anonimato o salvaguarda, senão tinha que provar o que diz. E, além disso, é cobarde!", para sublinhar o verdadeiro sentido de cidadania do comentador.Não sei nem me interessa saber o que este senhor pretende defender nos seus comentários;será que é a qualidade de vida dos Almadenses?,será que é o direito à indignação?,será que pretende reforçar a dignidade de uma população que está a perder todos os dias mobilidade,segurança,qualidade de vida?.Não sei na verdade qual o objectivo concreto que o move; mas sei que não vou por aí!

caparicano disse...

Ora tretas para este cavalheiro de disserta sobre o éter o vazio mental que lhe assalta a cabeça.

caparicano disse...

O cavlheiro é o anónino anterior. Nada de confusões.

Anónimo disse...

A grande defesa dos que se dizem democratas começa logo pela ameaça de recorrer aos tribunais, a censura pela ameaça,a incapacidade de tolerar ideias diferentes.O desprezo nunca será demais para este tipo de gente.O tema fundamental e que não pode passar despercebido é o degradar constante da qualidade de vida da população Almadense; este fenómeno não pode ser da responsabilidade dos cidadãos mas sim de uma autarquia que ao longo destes anos tem tomado posse de todos os instrumentos que influenciam o quotidiano deixando completamente desarmados os cidadãos que poderiam ter algo a dizer e que assim o não podem fazer.O voto é sem dúvida a última arma que se pode utilizar no sentido de substituir estes por outros, no entanto será já demasiado tarde pois, de facto,o futuro destes autarcas está já bem assegurado.O cidadão não dispoe de meios capazes de responsabilizar de outra maneira o verdadeiro assalto que esta gente fez. Como se tem ouvido na comunicação social, principalmente pela voz de António Marinho, eles estão aí à vista de toda a gente, a questão é: que faz a procuradoria geral da républica?,que faz o ministério público?,que faz a policia judiciária?, infelizmente nada, limitam-se a olhar para o lado e fácilmente se chega à conclusão que gerir a coisa pública em beneficio privado vale de facto a pena.