quinta-feira, novembro 29, 2007

Rotundas de Almada

Em...Almada, encontrou mais uma rotunda da "colecção almadense". Esta, na actual configuração, tem a particularidade de ser atravessada pela ferrovia do MST.
Rotunda Tipo IV. É um dos exemplares de rotundas almadenses atravessadas pelo futuro...para quem acredita que o MST é o futuro e a acreditar nos painéis publicitários espalhados por Almada. Está localizada antes do início da Rua de Alvalade e além de servir esta, recebe e canaliza trânsito para as Ruas Polónio Febrero Júnior e Clube Recreativo da Ramalha.
clique nas imagens para aumentar
Face à inserção desta rotunda e largura das faixas de rodagem, as viaturas pesadas de maiores dimensões têm alguma dificuldade em a contornar e fazer a acentuada curva à direita para nela entrarem, quando descem a Rua do Clube Recreativo da Ramalha.
Esta rotunda faz parte do famoso Plano Mobilidade Acessibilidades XXI, da Câmara Municipal de Almada, para acalmia do tráfego rodoviário em benefício do comboio e da concessionária que o explora.
Será "mais um" atractivo turístico para Almada, ver rotundas serem atravessadas pelo "futuro" em sessões contínuas todos os dias.
"Se quer ver o futuro venha a Almada. Futuro igual não encontra noutra cidade!"

3 comentários:

augusto disse...

Ir a Almada ver o quê?
Uma cidade suja,cinzenta e esburacada, dominada por autarcas arrogantes, sem vida, com comerciantes apáticos,sem iniciativas e colaborantes do executivo autárquico a quem estendem a mão à espera de apoios.
Obrigado. Fico onde estou.

Alex disse...

Almada. A um metro duma rotunda!!!

Caro EmAlmada.
Sugiro-lhe que se mantenha com a máquina fotográfica de prevenção.
Fique atento. Vêm aí mais patetices metrólicas.

Entretanto.
Alguém reparou, um dia destes, num aglomerado de trabalhadores da obra metrólica, junto da mesma, na Av. Bento Gonçalves?

Levanto a ponta do véu.
Tinha havido um problema grave com o esgoto. Inesperado.
Havia, portanto, necessidade de disfarçar a coisa.
Foi uma mobilização geral.

O que aconteceu? Uma das condutas ficou incompleta, esqueceram-se de a acabar e ... houve merda*. Até acima.

* Peço desculpa pela utilização deste termo mas era o mais adequado.

santos disse...

Almada para lá de estar a um metro do caos está a abrir mais um buraco no Orçamento de Estado a que os cidadãos não podem ficar indiferentes. Assim haverá sempre necessidade de aumentos de impostos para pagar asneiras de alguns incompentes eleitos por sufrágio democrático.