quarta-feira, novembro 14, 2007

Os 50 Anos do Externato Frei Luís de Sousa

Em...Almada teve conhecimento que o Externato Frei Luís de Sousa comemorou em 2006, os seus 50 Anos de existência, com uma série de realizações entre elas uma publicação cuja capa inserimos.
Surpreendeu-nos ao ler esta publicação a ausência de referências a antigos professores da sua fundação e ainda entre nós, uns já com mais de 80 anos outros bem próximo, que os antigos alunos não esquecem, embora a actual Direcção os tenha esquecido ou omitido, porque não são referidos na publicação, nem aparecem em fotos, quando a presidente da Câmara, bem menos importante na vida do colégio ao longo dos 50 Anos, teve direito a quatro.
Seria agradável, mesmo muito agradável para quem passou longos anos como professor ou aluno no Frei ver e recordar aqueles mestres que ajudaram a consolidar conhecimentos e transmitiram o seu saber e suas experiências aos alunos durante a sua aprendizagem e formação, assim como ver uma referência especial aos funcionários(trabalhadores) mais antigos que ajudaram a formar a imagem do Externato Frei Luís de Sousa.
Optou a actual Direcção por dar prioridade na publicação de fotografias - quatro (4) - com a actual presidente da Câmara Municipal de Almada, o que não se compreende face à importância dos antigos professores na "construção" do Frei como estabelecimento de ensino de referência no concelho.
Nas palavras de um Director perante Encarregados de Educação, a presidente da CMA recusou-se em tempo a libertar de viaturas automóveis área em frente à entrada do Externato e na entrada da Primária de maneira a facilitar o acesso às instalações em situação normal e em caso de emergência.
Eis as quatro destacadas fotos da presidente nesta publicação:
Terá sido pelo contributo monetário da CMA para os custos da impressão e papel?
Se assim foi então temos de pensar que foi campanha paga e publicação enganosa.

Esta última, página com foto, até é ao estilo do Boletim Municipal!

clique no doc. para aumentar e ler

Sabemos que ao Externato Frei Luís de Sousa foram disponibilizadas por antigos alunos muitas fotografias antigas da vida e actividades do Frei, entretanto esquecidas.
Parece que quiseram esquecer o passado e dar mais relevo a quem está e não é do Frei.
Quem foram os actores principais nestes 50 Anos de Vida do Externato Frei Luís de Sousa?
Professores, Empregados e Alunos ou a presidente da Câmara?
De entre os professores com muitos anos de serviço no Frei destacamos estes, ainda residentes em Almada: Drª Maria Alice, Prof. de Português e Francês; Drª Maria Leonor, Prof. de Fisico-Química; Drª Maria da Graça, Prof. de Matemática; Dr. Manuel Formiga, Prof. de Matemática, que bem poderiam figurar entre outros de então, no livro dos 50 Anos.
IMPERDOÁVEL e LAMENTÁVEL!

84 comentários:

Anónimo disse...

felizmente que Em Almada (a cidade) se passa muito mais que Em Almada (o blog)...

Aliás o nome deste blog, que por vezes fala de assuntos realmente importantes na vida da nossa cidade, deveria ser "O Anti-Emilinha", seria muito mais adequado.

cá espero por novos assuntos, mas dos que são realmente ligados com Almada

almadense desiludido disse...

Bem ... se o aniversário do Frei Luís de Sousa não é um assunto ligado a Almada, então o que será?

Tenho a impressão de que o senhor anónimo será mais um anti-anti-Emilinha.

Mas isso agora não interessa nada.

O que interessa, isso sim, é que não foi feita, e devia ter sido, a libertação de viaturas do referido espaço.
Se um dia o Frei fôr atacado por uma emergência, vamos ver como é.

Anónimo disse...

Realmente tudo serve para atacar, sem o mínimo de pejo possível, a Maria Emília, chegando mesmo às raias do ridículo e do muito, mas muito lamentável.
Agora, o Externato Frei Luís de Sousa. Que se seguirá?
Enfim, esta deverá ser a única estratégia para a visibilidade do blogue: a sucessão de disparetes, de argumentos infundados, de pura malcriadice.
Isto de quem se diz, muitas vezes, falar em nome dos «almadenses».
Os almadenses merecem mais e não necessitam deste seu triste pseudo-embaixador.

aviador disse...

O namoro entre Maria Emlia e a Igreja Católica é um espanto de oportunismo.
Pensa ela que assim terá mais votos.
Não é por esses namoros que os católicos vão votar na ME.

PS . dispenso os comentários do anónimo. Se quiser comentar, comente. Nunca responderei.

Anónimo disse...

Onde isto já chegou! Até ao insuspeitíssimo Frei Luís de Sousa (Extrenato de Almada)!

Já estou como o outro anónimo. De facto, felizmente que em Almada (Concelho) se passa muito mais do que no Emalmada blog! Felizmente, safa!

Será desespero?

santos disse...

Não consegui ver onde o Externato esteja sob suspeita. Li o post e nada nesse sentido é apontado.
Alguém quer dizer onde está a suspeita sobre o Frei Luís de Sousa?

Ponto Verde disse...

A Emilinha esqueceu-se de referir, e o Frei também que a filhinha da dita cuja,passou pela instituição , tendo saído depois em época de PREC para o ensino público...

Até compreendo a graxa á senhora presidente pela escassez de recursos com que a instituição se debate, essencialmente as mensalidades pagas pelos alunos, mas há esquecimentos ensurdecedores...

encarregado de educação disse...

A dona Emília de Sousa também não esteve interessada em enviar alguém a represntá-la num debate sobre Segurança nas Escolas, realizado no Externato Frei Luís de Sousa, organizado pela Associação de Pais.

Anónimo disse...

Com a devida vénia a Almada Negreiros, e a liberdade da adaptação de uma palavra do texto original - Dantas por Ponto Verde (PV) -, dedico este comment ao inacreditável comentário que o inqualificável ponto verde aqui deixou:

Basta pum basta!!!

Uma geração que consente deixar-se representar por um Ponto Verde (PV) é uma geração que nunca o foi. É um coio d'indigentes, d'indignos e de cegos! É uma resma de charlatães e de vendidos, e só pode parir abaixo de zero!

Abaixo a geração!

Morra o PV, morra! Pim!

Uma geração com um PV a cavalo é um burro impotente!

Uma geração com um PV ao leme é uma canoa em seco!

O PV é um cigano!

O PV é meio cigano!

O PV saberá gramática, saberá sintaxe, saberá medicina, saberá fazer ceias pra cardeais, saberá tudo menos escrever que é a única coisa que ele faz!

O PV pesca tanto de poesia que até faz sonetos com ligas de duquesas!

O PV é um habilidoso!

O PV veste-se mal!

O PV usa ceroulas de malha!

O PV especula e inocula os concubinos!

O PV é PV!

O PV é Júlio!

Morra o PV, morra! Pim!

O PV fez uma soror Mariana que tanto o podia ser como a soror Inês ou a Inês de Castro, ou a Leonor Teles, ou o Mestre d'Avis, ou a Dona Constança, ou a Nau Catrineta, ou a Maria Rapaz!

E o PV teve claque! E o PV teve palmas! E o PV agradeceu!

O PV é um ciganão!

Não é preciso ir pró Rossio pra se ser pantomineiro, basta ser-se pantomineiro!

Não é preciso disfarçar-se pra se ser salteador, basta escrever como o PV! Basta não ter escrúpulos nem morais, nem artísticos, nem humanos! Basta andar com as modas, com as políticas e com as opiniões! Basta usar o tal sorrisinho, basta ser muito delicado, e usar coco e olhos meigos! Basta ser Judas! Basta ser PV!

Morra o PV, morra! Pim!

O PV nasceu para provar que nem todos os que escrevem sabem escrever!

O PV é um autómato que deita pra fora o que a gente já sabe o que vai sair... Mas é preciso deitar dinheiro!

O PV é um soneto dele-próprio!

O PV em génio nem chega a pólvora seca e em talento é pim-pam-pum.

O PV nu é horroroso!

O PV cheira mal da boca!

Morra o PV, morra! Pim!

O PV é o escárnio da consciência!

Se o PV é português eu quero ser espanhol!

O PV é a vergonha da intelectualidade portuguesa!

O PV é a meta da decadência mental!

E ainda há quem não core quando diz admirar o PV!

E ainda há quem lhe estenda a mão!

E quem lhe lave a roupa!

E quem tenha dó do PV!

E ainda há quem duvide que o PV não vale nada, e que não sabe nada, e que nem é inteligente, nem decente, nem zero!

Vocês não sabem quem é a soror Mariana do PV? Eu vou-lhes contar:

A princípio, por cartazes, entrevistas e outras preparações com as quais nada temos que ver, pensei tratar-se de soror Mariana Alcoforado a pseudo autora daquelas cartas francesas que dois ilustres senhores desta terra não descansaram enquanto não estragaram pra português, quando subiu o pano também não fui capaz de distinguir porque era noite muito escura e só depois de meio acto é que descobri que era de madrugada porque o bispo de Beja disse que tinha estado à espera do nascer do Sol!

A Mariana vem descendo uma escada estreitíssima mas não vem só, traz também o Chamilly que eu não cheguei a ver, ouvindo apenas uma voz muito conhecida aqui na Brasileira do Chiado. Pouco depois o bispo de Beja é que me disse que ele trazia calções vermelhos.

A Mariana e o Chamilly estão sozinhos em cena, e às escuras, dando a entender perfeitamente que fizeram indecências no quarto. Depois o Chamilly, completamente satisfeito, despede-se e salta pela janela com grande mágoa da freira lacrimosa. E ainda hoje os turistas têm ocasião de observar as grades arrombadas da janela do quinto andar do Convento da Conceição de Beja na Rua do Touro, por onde se diz que fugiu o célebre capitão de cavalos em Paris e dentista em Lisboa.

A Mariana que é histérica começa a chorar desatinadamente nos braços da sua confidente e excelente pau de cabeleira soror Inês.

Vêm descendo pla dita estreitíssima escada, várias Marianas, todas iguais e de candeias acesas, menos uma que usa óculos e bengala e ainda toda curvada prá frente o que quer dizer que é abadessa.

E seria até uma excelente personificação das bruxas de Goya se quando falasse não tivesse aquela voz tão fresca e maviosa da Tia Felicidade da vizinha do lado. E reparando nos dois vultos interroga espaçadamente com cadência, austeridade e imensa falta de corda... Quem está aí?... E de candeias apagadas?

- Foi o vento, dizem as pobres inocentes varadas de terror... E a abadessa que só é velha nos óculos, na bengala e em andar curvada prá frente manda tocar a sineta que é um dó d'alma o ouvi-la assim tão debilitada. Vão todas pró coro, mas eis que, de repente, batem no portão sem se anunciar nem limpar-se da poeira, sobe a escada e entra plo salão um bispo de Beja que quando era novo fez brejeirices com a menina do chocolate.

Agora completamente emendado revela à abadessa que sabe por cartas que há homens que vão às mulheres do convento e que ainda há pouco vira um de cavalos a saltar pla janela. A abadessa diz que efectivamente já há tempos que vinha dando pela falta de galinhas e tão inocentinha, coitada, que naqueles oitenta anos ainda não teve tempo pra descobrir a razão da humanidade estar dividida em homens e mulheres. Depois de sérios embaraços do bispo é que ela deu com o atrevimento e mandou chamar as duas freiras de há pouco com as candeias apagadas. Nesta altura esta peça policial toma uma pedaço d'interesse porque o bispo ora parece um polícia de investigação disfarçado em bispo, ora um bispo com a falta de delicadeza de um polícia d'investigação, e tão perspicaz que descobre em menos de meio minuto o que o público já está farto de saber - que a Mariana dormiu com o Noel. O pior é que a Mariana foi à serra com as indiscrições do bispo e desata a berrar, a berrar como quem se estava marimbando pra tudo aquilo. Esteve mesmo muito perto de se estrear com um par de murros na coroa do bispo no que se mostrou de um atrevimento, de uma insolência e de uma decisão refilona que excedeu todas as expectativas.

Ouve-se uma corneta tocar uma marcha de clarins e Mariana sentindo nas patas dos cavalos toda a alma do seu preferido foi qual pardalito engaiolado a correr até às grades da janela gritar desalmadamente plo seu Noel. Grita, assobia e rodopia e pia e rasga-se e magoa-se e cai de costas com um acidente, do que já previamente tinha avisado o público e o pano cai e o espectador também cai da paciência abaixo e desata numa destas pateadas tão enormes e tão monumentais que todos os jornais de Lisboa no dia seguinte foram unânimes naquele êxito teatral do Dantas.

A única consolação que os espectadores decentes tiveram foi a certeza de que aquilo não era a soror Mariana Alcoforado mas sim uma merdariana-aldantascufurado que tinha cheliques e exageros sexuais.

Continue o senhor PV a escrever assim que há-de ganhar muito com o Alcufurado e há-de ver que ainda apanha uma estátua de prata por um ourives do Porto, e uma exposição das maquetes pró seu monumento erecto por subscrição nacional do "Século" a favor dos feridos da guerra, e a Praça de Camões mudada em Praça Dr. Júlio PV, e com festas da cidade plos aniversários, e sabonetes em conta "Júlio PV" e pasta PV prós dentes, e graxa V prás botas e Niveína PV, e comprimidos PV, e autoclismos PV e PV, PV, PV, PV... E limonadas PV- Magnésia.

E fique sabendo o PV que se um dia houver justiça em Portugal todo o mundo saberá que o autor de Os Lusíadas é o PV que num rasgo memorável de modéstia só consentiu a glória do seu pseudónimo Camões.

E fique sabendo o PV que se todos fossem como eu, haveria tais munições de manguitos que levariam dois séculos a gastar.

Mas julgais que nisto se resume literatura portuguesa? Não Mil vezes não!

Temos, além disto o Chianca que já fez rimas prá Aljubarrota que deixou de ser a derrota dos Castelhanos pra ser a derrota do Chianca.

E as pinoquices de Vasco Mendonça Alves passadas no tempo da avózinha! E as infelicidades de Ramada Curto! E o talento insólito de Urbano Rodrigues! E as gaitadas do Brun! E as traduções só pra homem do ilustríssimos excelentíssimo senhor Mello Barreto! E o frei Matta Nunes Moxo! E a Inês Sifilítica do Faustino! E as imbecelidades do Sousa Costa! E mais pedantices do PV! E Alberto Sousa, o PV do desenho! E os jornalistas do Século e da Capital e do Notícias e do Paiz e do Dia e da Nação e da República e da Lucta e de todos, todos os jornais! E os actores de todos os teatros! E todos os pintores das Belas-Artes e todos os artistas de Portugal que eu não gosto. E os da Águia do Porto e os palermas de Coimbra! E a estupidez do Oldemiro César e o Dr. José de Figueiredo Amante do Museu e ah oh os Sousa Pinto hu hi e os burros de cacilhas e os menos do Alfredo Guisado! E (o) raquítico Albino Forjaz de Sampaio, crítico da Lucta a quem Fialho com imensa piada intrujou de que tinha talento! E todos os que são políticos e artistas! E as exposições anuais das Belas-Arte(s)! E todas as maquetas do Marquês de Pombal! E as de Camões em Paris; e os Vaz, os Estrela, os Lacerda, os Lucena, os Rosa, os Costa, os Almeida, os Camacho, os Cunha, os Carneiro, os Barros, os Silva, os Gomes, os velhos, os idiotas, os arranjistas, os impotentes, os celerados, os vendidos, os imbecis, os párias, os ascetas, os Lopes, os Peixotos, os Motta, os Godinho, os Teixeira, os Câmara, os diabo que os leve, os Constantino, os Tertuliano, os Grave, os Mântua, os Bahia, os Mendonça, os Brazão, os Matos, os Alves, os Albuquerques, os Sousas e todos os PV que houver por aí!!!!!!!!!

E as convicções urgentes do homem Cristo Pai e as convicções catitas do homem Cristo Filho!...

E os concertos do Blanch! E as estátuas ao leme, ao Eça e ao despertar e a tudo! E tudo o que seja arte em Portugal! E tudo! Tudo por causa do PV!

Morra o PV, morra! Pim!

Portugal que com todos estes senhores conseguiu a classificação do país mas atrasado da Europa e de todo o Mundo! O país mais selvagem de todas as Áfricas! O exílio dos degredados e dos indiferentes! A África reclusa dos europeus! O entulho das desvantagens e dos sobejos! Portugal inteiro há-de abrir os olhos um dia - se é que a sua cegueira não é incurável e então gritará comigo, a meu lado, a necessidade que Portugal tem de ser qualquer coisa de asseado!

Morra o PV, morra! Pim!

Tenho dito!

Anónimo disse...

Oh Santos, não seja "santinho"! O externato sob suspeita? Não, quem está sob suspeita é este blog! E de que maneira!

Anónimo disse...

Encarregado de Educação, essa já tem barbas! Brancas! Em 1998, não foi? Ou em 1996?

EMALMADA disse...

Vejo que alguns que diziam defender as amplas liberdades o faziam porque sempre pensaram um dia querer condicionarem-nas à restante massa.

Anónimo disse...

Emalmada,

O texto (adaptado) de Almada Negreiros, que aqui deixei uns comments atrás para o Ponto Verde, também se aplica a si - é só mudar o PV para Emalmada!

Nunca ouviu dizer que a minha liberdade acaba no preciso ponto onde começa a sua liberdade? Se nunca ouviu, e se não entende isso, então falta-lhe uma condição essencial para invocar qualquer tipo de legitimidade para escrever o comentário que escreveu. É que quando se entra no insulto, que é mais do que insulto, é difamação e calúnia, seja directo seja velado, às pessoas e à família das pessoas, não se está a exercer qualquer tipo de liberdade.

Por isso, dedico-lhe a si também o texto de Almada Negreiros. Sem mais!

almadense desiludido disse...

Se Almada Negreiros soubesse que estava a ser utilizado o seu trabalho em prol da estupidez, morria outra vez.

Não faço mais comentários a quem os não merece. Minimamente.

Silva disse...

O mais fantástico deste blogue é, sem dúvida, a "altivez" do seu autor, que se apraz insultar à vontade, mas que se recusa a responder a certos post, por considerar que os seus autores não o merecem, como se beliscassem a "seriedade" do conteúdo aqui visualizado.
Enfim...

Anónimo disse...

E este Almadense Desiludido que "aparece" de cada vez que o Emalmada ou o Ponto Verde são postos "na linha", hein?

Mas mesmo assim está enganado. O texto de Almada Negreiros está aqui a ser utilizado não em prol da estupidez mas, tal e qual como quando foi originalmente escrito e publicado, CONTRA a estupidez.

Aliás, se Almada Negreiros lesse as barbaridades que alguns - Almadense Desiludido, Ponto Verde, Emalmada e alguns anónimos - por aqui vão escrevendo, não morria, não. Ria-se, com aquele seu ar sarcástico que tinha, e voltava a escrever manifestos. Anti-Ponto Verde, Anti-Emalmada, Anti-Almadense Desiludido.

Não tenham dúvidas, mesmo todos aqueles que do alto da sua "altivez" se arrogam o direito de insultar a torto e a direito e depois consideram os outros indignos de resposta. Ou talvez não ... Almada Negreiros era demasiado grande para se preocupar com esta gentalha ...

Anónimo disse...

Aliás, o texto de Almada Negreiros (adaptado) que aqui já dediquei a dois (?) dos participantes no blog, bem pode estender-se ao terceiro: é só uma questão de trocar (de novo) PV ou Emalmada por Almadense Desiludido.

Aqui lho dedico, então, também a si, Almadense Desiludido!

Ponto Verde disse...

O que têm em comum estrelas de Hollywood e os vereadores da margem sul ? Ver no a-sul a resposta ;)

EMALMADA disse...

Este post não é anti Emília. Quis dizer que não há justificação para tal relevo dado à cidadã Maria Emília Neto de Sousa, presidente da CMA, no livrinho, enquanto antigos e importantes docentes e os empregados, afinal os proletários, não aparecem.
Isso não foi visto por quem elaborou o livro ou há que agradar ao poder instalado em Almada que só "morre" de amores pela Igreja Católica quando lhe interessa?
Acaba por ser rídiculo e exagerado o estrelato presidencial.
A cidadã Maria Emília Neto de Sousa devia ter sido salvaguardada de tal.

Anónimo disse...

Emalmada,

Vá pastar caracóis, vai?

Porquê a sua necessidade deste recuo? Pesa-lhe alguma coisa na consciência? Não concorda com o abuso do ponto verde? O que o move afinal?

Mas o ponto verde abusa porque você (serão diferentes?) lhe abre as portas. Agora vem com esta demagogia para quê? Quer atirar areia para os olhos de quem? Acha que, excluindo-o naturalmente a si, as pessoas são todas parvas?

Você é mesmo um demagogo sem vergonha. Nada mais adequado que o texto de Almada Negreiros para si!

EMALMADA disse...

Não, não me excluo.
Se me excluisse estaria calado. Aliás acho que cidadão deve intervir na sociedade. Seu papel na sociedade não termina no papel do voto, como desejam alguns falsos representantes eleitos.
Não recuei em nada . O post está aí e é bom que haja interpretações diferentes.
Agradecemos sempre as participações desde que não usem palavras menos adequadas para este local.
Ninguém abusou a não ser aqueles que partem para a ofensa pessoal.
Não atiro areia para os olhos. Vivo em Almada como tal e assumindo-me cidadão não gosto de ficar indiferente a tudo, muito menos aquilo que julgo estar mal, porque Almada não é a cidade que poderia e devia ser.
Tem muitas caracteristicas de subúrbio.
Já vi muita demagogia em Forae do MST, Quinta do Almaraz, Almada Nacente e por aí adiante.
Agora até com um teleférico de Cacilhas ou Cova da Piedade(?) para Porto Brandão.
E porque não até à Costa de Caparica? ou até ao Bugio? e mais um pouco faziam o arco do estuário do Tejo até Cascais e Estoril e depois até à ex-Expo.

jorge disse...

Se alguma coisa neste post é efectivamente relevante, para lá das exaltadas respostas (próprias de quem enfia a carapuça) é a evidência do modo como estes senhores se perpetuam no poder. Propaganda, dependências, cumplicidades, influências, com muito dinheirinho dos contribuintes a pagar o circo.

Anónimo disse...

Só que para si, Emalmada, em Almada está tudo mal! Até uma publicação de uma instituição privada serve para dizer mal ... da Câmara Municipal! Melhor, da Presidente da Câmara Municipal.

Almada Negreiros, claro, para si, homem. É que para o seu peditório já dei, e já cheira mal!

E por mais que você tente desfazer o que está feito, a verdade é que da minha parte você jamais viu qualquer tentativa que fosse de cercear a sua liberdade de pensar como entender. Jamais! O que acontece é que como você tem essa liberdade, eu também tenho para dizer o que penso, mesmo que discordando de si.

Olhe para trás, olhe para o seu próprio blog, e veja quem é que é insultado por não afinar com as posições que você aqui tem defendido. De vez em quando (um homem não é de ferro, não é?) respondo no mesmo tom.

Agora, meu caro, o que o Ponto Verde aqui escreveu relativamente à família da Presidente da Câmara é reles! É uma insinuação que não tem qualquer qualificação possível. Isso não é debater ideias. O que ele fez, e você sancionou com o comentário que me levou a dedicar-lhe Almada Negreiros a si também, foi caluniar e difamar. Nem mais!

Diga-me lá que relevância tem para o debate de hoje uma decisão tomada por uma famílias há 30 ou 31 anos atrás? Sim, qual é a relevância desse facto? O que é que isso interessa, objectivamente, para esta discussão? Nada! Portanto o argumento só pode ser o de achincalhar, caluniar, deturpar, ofender gratuitamente.

Já uma vez aqui escrevi (se não foi aqui, foi num blog ao lado) que sempre que sinta que é este o caminho que alguém pretende seguir, ter-me-ão a reagir. Disso não abdico. Essa é a minha liberdade de pensar como entendo que devo pensar. Ao contrário e vocês, cuja liberdade de pensamento dos outros começa e acaba exactamente naquilo que pensam.

Por isso, talvez por começar a entender isso, é que você, de facto, tenta recuar.

E sim, caro Emalmada, continuarei cáustico sempre que entender que o traço que delimita a vossa liberdade da liberdade dos outros é ultrapassado. Sempre!

EMALMADA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
EMALMADA disse...

Caro último anónimo agradecemos todas as participações e comentários desde que não sejam insultuosos e classificadores no mau sentido para quem os produz.
Não somos reactores.

Anónimo disse...

Desculpe Emalmada, mas o comentário do Ponto Verde é insultuoso. E mais do que insultuoso para as pessoas directamente envolvidas, é insultuoso para a inteligência em geral.

Quanto a comentários que não sejam "classificadores" (no mau ou no bom sentido), sinceramente não entendo o que quer dizer. Assim como também não entendo o que significa "não ser reactor". Reactores são os aparelhos que fazem voar os aviões a jacto e os foguetões (entre outras coisas), tanto quanto sei.

Anónimo disse...

Já agora, acho lamentável (embora até possa compreender) que haja nestes espaços comentários eliminados pelo autor. É mau sintoma, muito mau sintoma mesmo!

Ponto Verde disse...

Volto a citar:

"A Emilinha esqueceu-se de referir, e o Frei também que a filhinha da dita cuja,passou pela instituição , tendo saído depois em época de PREC para o ensino público...

Até compreendo a graxa á senhora presidente pela escassez de recursos com que a instituição se debate, essencialmente as mensalidades pagas pelos alunos, mas há esquecimentos ensurdecedores..."

Mas o que é aqui "insultuoso" ?

Que a menina A____ filha de Emilia, Presidente da CMA andou no "Conservador e Católico" Exter nato Frei Luís de Sousa?

Que a menina A____ filha de Emilia saíu doFrei durante os tempos quentes do Revolucionário PREC (correspondente à 3ª/4ª classe ? Tendo ingressado no "proletário" ensino Publico?

Que compreendo e não critico a posição institucional do Frei incluindo a Presidente da CMA no livro do cinquentenário?

Que a haver várias fotos de Emilia Presidente e faltar de alguns professores importantes e considerar isso uma lacuna grave e uma "sabujice" á edil?

Mas onde está o insulto se tudo isto existe, se tudo isto é triste...se tudo isto é Fado?

Anónimo disse...

Ponto Verde,

O insulto é você próprio! A sua existência é, em si mesma, um insulto. Às pessoas, pelas palavras que usa e abusa, e à inteligência por tudo!

Você escreveu isto:

"A Emilinha esqueceu-se de referir, e o Frei também que a filhinha da dita cuja,passou pela instituição , tendo saído depois em época de PREC para o ensino público..."!!!!!!!!!!!!

Isto é um insulto! Isto é uma insinuação reles! Isto é exactamente o que Almada Negreiros denuncia em Dantas!

Esqueceu-se? Esqueceu-se onde? E a propósito de quê? E porque razão haveria de referir, sabe-se lá onde e quando e porquê, uma coisa dessas?

Mais, então não é você que defende as liberdades todas? Não é você o primeiro a reagir quando eu (e outros) o criticam, afirmando falsamente e injuriosamente que eu pretendo calá-lo? Não é você que acha (e ainda bem que acha, só não sei se é sincero!) que todos são livres de dizer o que pensam? Só que você não diz o que pensa, porque pura e simplesmente não pensa! Só sabe vomitar ódio ...

Pois bem, então não seremos todos livres de ter os nossos filhos a estudar onde bem entendemos? E de os mudar de estabelecimento de ensino se entendermos que essa é a melhor solução? Que legitimidade lhe assiste a si para equacionar, sequer, essa realidade?

Você entra num território inadmissível. Volto a dizer que é o território da calúnia, da difamação, da agressão puramente gratuita.

Você é um verdadeiro insulto! Você próprio, não apenas aquilo que escreve! Não presta, como diria Almada Negreiros. Cheira mal, tal e qual como o Dantas!

s. pedro disse...

Então o autor de um comentário não poderá eliminá-lo?

Ponto Verde disse...

A Sra D.Emilia teve a filha a estudar no Frei, retirou de lá a criança por altura do 25 de Abril PONTO e não é verde!

Calúnia, difamação, não me parece, o que acho inadmissível é a omissão da Sra presidente. É segredo de Estado?

Que complexos é que isso vos traz , talvez se resolvam no segredo sagrado da confissão.

Anónimo disse...

S. Pedro,

Não, o autor (eu, você, outro qualquer) de um comentário não pode apagá-lo depois de publicado. Só o autor do blog tem essa capacidade.

Portanto, quando aqui aparecem, como há uns comments atrás, comentários apagados, é porque o autor (do blog) entendeu que o seu conteúdo era ofensivo ou qualquer coisa desse género.

Mas como disse antes, é mau sintoma, muito mau sintoma!

EMALMADA disse...

Oh anonimo preocupado com a eliminação de comentário, para si informo:
O eliminado só o foi porque estava em duplicado. Era igual ao que está a seguir do "emalmada".
Agora já adormece mais despreocupado?

EMALMADA disse...

olhe que não...olhe que não.
Não é assim, caro anónimo que responde a s.pedro.

Anónimo disse...

Ponto Verde,

Se a sua consciência não lhe pesasse, deixava-se de vãs tentativas de se explicar. Já todos percebemos. Espalhou-se ao comprido mas não quer admitir.

Agora fala em "omissão da Srª Presidente"! Imagine-se só! Mas que omissão, homem? Onde é que você quer chegar afinal?

Mas tudo isto não tem a mínima importância. As pessoas que você tenta atingir com a sua calúnia e a sua ofensa, são-lhe muitíssimo superiores. Portanto fique lá com a sua consciência tranquila, não perca o sono por causa da sua arrogância e do seu mal-dizer. Mas que cheira mal como o Dantas, ah isso cheira!

Anónimo disse...

derreewsseedx

Anónimo disse...

Ah não, Emalmada? Não é assim? Olhe, veja lá se eu descubro como se faz, ponho-me para aqui a apagar os comentários de que não gosto ...

Claro que é assim, Emalmada. Só você pode apagar comentários aqui publicados por terceiros. E o facto de ter vindo com esta agora faz-me cá desconfiar que não falou verdade anteriormente. Que não terá sido por mera repetição que aquele comentário foi eliminado ... Aliás, que mais fazia o comentário estar repetido, hein?

Mas fique descansado, que não estou nada preocupado com o facto de ter apagado um comentário. Nem perco o sono por esse facto. Afinal o blog é seu ...

almadense desiludido disse...

Quando a inteligência e o bom senso foram ensinadas, o anónimo faltou à aula.
Que raio de coisa faz com que o seu verniz esteja sempre a estalar?
Contenha-se, homem.
Diga algo que seja realmente útil. Não se limite às baboseiras.
Não é o que você escreve que me faz sentir dorido. É você próprio. Não presta.
Ainda não deu por isso?
Se, por uma vez, a razão lhe assistisse, manteria o bom senso e até podia, de vez em quando, "alarvar" porque ninguém desconfiava.
Mas você, tudo o que de si provém, é um cheiro nauseabundo.

Se me permite, aconselho-o a acalmar-se.
Respire fundo antes de escrever.
Se não tem capacidade para tal, então a coisa já tem contornos de gravidade.
Aconselho-o vivamente a experimentar a arte da medicina.

Trate-se! E vá para longe. Combinado?

Ponto Verde disse...

Como a polémica aqui instalada tem sido também reproduzida no blogue a-sul (www.a-sul.blogspot.com)passo a transcrever o comentário lá deixado em relação aos comentários anteriores:

Mestre na arte de ludibriar é o que o actual poder CDU é.

Ludibriar motivos , ambientais, como este dos dispendiosos híbridos (ao qual não vi nenhuma resposta) , Ludibriar as relações com os Grandes Grupos Económicos e a Banca, que criticam, mas com os quais têm excelentes relações e... excelentes e certamente lucrativos (..para o Povo é claro!) negócios.

Depois vêm estas falsas virgens ofendidas aparecer "caluniadas" pela verdade e pelos factos, afinal não vejo a prova de que a Drª A____ , filha de Emilia não tenha andado no Frei Luis de Sousa , nem que por alturas do PREC tenha de lá saído...

Como muito bem refere o anónimo que tão diligentemente aqui tem reproduzido os comentários deixados no Blogue "EM ALMADA" ,cito : "As pessoas que você tenta atingir com a sua calúnia e a sua ofensa, são-lhe muitíssimo superiores." com um pequeno reparo, as pessoas que no seu entendimento "pretendo atingir" são-me de facto muito superiores...nas responsabilidades do desenvolvimento que impuseram a esta margem, nos tiques mafiosos que impuseram à governação ou aos auto privilégios (como literalmente, no caso dos Híbridos).

São de facto muito superiores , quer a mim, quer a qualquer cidadão, só que essa superioridade tem tiques ditatoriais e Soviéticos, numa Sociedade Democrática, essa gente não é "superior" , mas os maiores SERVIDORES da sociedade, por isso são eleitos, como servidores e não como quem se serve de nós e do bem público.

O caro anónimo como vê, saindo das adaptações e do copy-paste espalhou-se ao comprido, e trouxe para este forum o erro máximo dos pseudo-Comunistas:

O sentimento de superioridade dos autarcas em relação aos demais cidadãos. Quanto ao resto , os Comunistas sempre tentaram reescrever a História á sua maneira, porque havia de ser diferente e como lhe fica mal no retrato (no seu!) que a filha da Comunista Presidente de Câmara tenha frequentado o Diocesano Frei Luis de Sousa.

Anónimo disse...

Fica-se surpreendido pelos pruridos que está a provocar em algumas dermes provavelmente esquerdistas retroactivas a revelação da filha de Maria Emilia de Sousa ter frequentado o Frei Luís de Sousa.
Porquê tanto coceira?

almadense desiludido disse...

Esse facto concreto em nada me afecta. Desde que a rapariga tivesse aprendido alguma coisa e não houvesse, no gesto, uma, mais uma dose, e pesada, de cinismo.
Para além do oportunismo do faz de conta que sempre me causou, isso sim, um nojo indescritível.

Anónimo disse...

Em suma vocês todos e incluindo o ELALMADA, são uma merda...
Acabo por aqui, vocês não passam dos gays .

Anónimo disse...

A Emilia de Sousa reconverteu-se estão ao proletariado retirando de lá a filha. Fez bem apanhar o bote a tempo.

Anónimo disse...

hum... estes monólogos que li com atenção fazem lembrar uma canção de Caetano Veloso em que se diz "para o americano branco é branco e preto é preto" que adaptado aos monólogos quer dizer que um comunista não pode ser católico nem pode haver católicos comunistas...

perdão ninguém falou em cores partidárias, apenas em orientações de rumo, resumindo um gajo de esquerda não pode ser crente logo todos os gajos de direita são católicos praticantes.

outras conclusões destes monólogos... os comunistas têm que ser pobres e os seus filhos não podem frequentar escolas privadas

o "frei" (como é conhecido o extrenato entre a minha geração) foi a melhor escola de sempre da cidade de Almada mas está onde está porque?

Calculo que pela escola Técnica Emídio Navarro tenham passado mais alunos, e não me lembro de ver tanta polémica aqui sobre o seu cinquentenário, que interesse terá "Emalmada" escondido?

Pelo pouco que sei, a ligação entre a CMA e a Igreja não vem de agora, será isso de se considerar oportunismo ou trabalho com as organizações da cidade?

E se a CMA não trabalhasse com a Igreja seriam acusados de quê? Comunistas?

manuel p. maia disse...

Quem disse que a religião era o ópio do povo? Foi a designada direita? Um democrata? Quem foi?
Porque querem agora integrarem-se e governarem-se na democracia burguesa mandando, só aparentemente pro lixo a ideologia cultivada?

Anónimo disse...

Reconheçam que são, oportunistas, virem as casacas do preto para o vermelho, amancebam-se com construtores e banqueiros, mas não critiquem os seus lucros.
Borrifem-se para o Povo, mas assumam-no.
Destruam a cidade, mas não promovam que é ao contrário.
Ponham obstáculos ao Metro, mas não culpem outros.
Plantem o Betão, acabem com o verde, mas não se alardem como defensores do ambiente.
Comunistas "Graças a Deus" ?

FÓNIX!!! "Valha-nos DEUS"

almadense desiludido disse...

Tanto disparate junto!!!

Mas a ordinarice é muito pior.
A canalhice, nem se comenta.

Para mim chega!
Voltarei quando no ar pairar o respeito (mútuo) e o bem senso.

Gladiem-se.

ALMEIDA SOUSA disse...

Por conselho de um amigo visitei o v/blog. Acho que após uma primeira visita devo ser convosco sincero.
Não sei quem é responsável de ELALMADA, mas pelo que aquilatei deve ser alguem que se preocupa mais com a má lingua do que informar o povo de Almada, sobre os problemas reais que afectam este concelho. Assim, sendo eu morador no concelho de Almada, só poderei dar os meus parabens a todos os que discordam da conduta deste blog, pois a quantidade de ordinarice e canalhice é tanta, por parte de quem publica e de quem comenta, que só me resta apelar no sentido responsável de deixarem de continuarem a prestar um mau serviço à blogesfera.
Quando tiver com o meu amigo, direi que ele tem toda a razão para dizer que o blog EMALMADA é de facto o que de mais existe de repugnante, de absurdo em termos de responsabilidade cívica e moral e acima de tudo representa o que de mais baixo e réles se pode ler. Dai, eu aconselhar todos os almadenses a não perderem tempo com este blog e dizer duma forma sincera a quem é responsável por EMALMADA, que deveria deixar de se esconder no anonimato e dar-se a conhecer, pois a sua conduta é reveladora de uma cobardia que prova a sua falta de caracter em colocar a todos os alamdensese a sua identidade, muito embora se saiba que não de um mero fala barato, que até tem medo da sua própria carapaça.
Como defendo que todos devem assumir aquilo que dizem e que escrevem deixo aqui expresso o meu mail para quem quiser do blog EMALMADA responder: Almeida.Sousa@sapo.pt
Sinceramente, gostaria de receber resposta.

Ao v/dispor
ALMEIDA SOUSA,Sobreda,ALMADA

um almadenxe disse...

Excelênxia consciênxia xívica de todos os almadenses que dá pelo nome almeida sousa, vossa excelênxia quer que todos xe conduxjam por xi e por xeus conxelhos.
Diga-nos qual a xua escola para nos matricularmos e já agora não espere por xe encontrar com xeu amigo, telefone-lhe ou mande-lhe um email.
Esquexeu ainda de dar o email do xeu amigo para lhe agradecermos o conxelho.
Não havia tanta nexexidaaaaade....dr remédios!

Deixe-se de conselhos ridículos.
Se não gosta siga seu caminho.

Anónimo disse...

Tanta gente preocupada com um simples livro de um colégo de Almada pertence da Igreja Católica.
De pasmar com os incómodos quando afinal o resultado parece ser Emília de Sousa "4 fotos", professores antigos do Externato"0" (zero)!
É isto que incomoda?
A culpa deve ter sido do árbitro, porque os professores fizeram melhor jogo que a Emilia de Sousa.

Pedro Sebastião disse...

Sr ALMEIDA SOUSA

Concordo plenamente consigo. Desafio o Sr Emalmada a dar dignidade ao seu blog, identificando-se e assumindo a sua posição com rectidão e edoneidade. Ao agir desta forma, quem redige este blog acastela-se numa muralha de escárnio e mal dizer.

O que esta pessoa consegue, na melhor das hipóteses, é apenas despejar factos, que deixam de ser factos para se tornarem em distorções mescladas de hipérbole e muito ressabio pessoal.

Também vim a este blog por recomendação de um amigo. Tudo o que encontrei foi canalhice, cobardia e pouca credibilidade.

Bem haja a quem tem noção e decência.

Ponto Verde disse...

Os Almeidas e Sousa desta Margem vão tentando a mesma táctica "para patetas" em todos os blogues, as mesmas pseudo conversas , as mesmas frases:

- « foi por acaso que aqui vim...vim aqui por conselho de amigo...mas nunca mais volto...aconselho todos a também não voltarem, a não lerem...» depois caem na real e não no personagem que momentaneamente incorporam e partem o verniz: « camalhas...covardes...dêem a cara...»

Continue Em Almada, é a prova que está a abanar consciências, e como dizia hoje Marcelo R. Sousa, "acomodar é o contrário de democracia" ou mesmo V.Pulido Valente "Vivemos numa sociedade apolitica, que obedece à autoridade, sofre calada e aceita com resignação o seu destino"

Quem contraria esse estado cómodo para alguns, já sabe que conta com as consciências Almeida e Sousa & Cª

Obrigado também pelo estímulo.

EMALMADA disse...

Disse John Kennedy:
" A conformidade é o carcereiro da liberdade e o inimigo do crescimento"

Alex disse...

Comentários por encomenda, não!
E se tanto vos repugna o que diz o EMALMADA porque não acrescentam algo de valor acrescentado?
Não, porque dá muito trabalho e não serve a palermice.
O senhor almeida sousa é como o algodão: não engana.
Essa de dar o endereço electrónico com letra maiúscula é para rir.
Mais. Já lhe enviei um mail. Recebeu?
Talvez venha agora dizer que não. Pois.

O senhor pedro sebastião concorda com o senhor sousa ou é a mesma pessoa?

Oh estes ID's...

Anónimo disse...

tanto se fala em crise energética neste país, e energias alternativas e este blog ainda não tomou posição sobre as luzes de natal em Almada...

assim não dá!!

Alex disse...

Luzes de natal em Almada.
Do que este anónimo se havia de lembrar.
Sabe por acaso como foi feita a adjudicação à firma Castros, da cidade de Gaia?

Abriu o livro, agora, quero ouvi-lo. Ou melhor, lê-lo.

Anónimo disse...

Andam aì uns fulanos que não gostam de ler nada de mal sobre a CMA.
Mas o que é que a gente há-de fazer? ler a revista da dita CMA, onde tudo está bem, a CMA é um poço de virtudes, vão todos à missa, etc, etc...
Não há pachorra!
Aquilo é mesmo para entreter o pagode, porque eles também sabem que o pagode gosta é de festas e fogos de artificio...e de fotografias bonitinhas.
Ao menos temos uma "segunda opinião", ou os referidos senhores só querem uma opinião?

aviador disse...

Estes coment�rios s�o um perfeito nojo.

Tudo isto cheira a pouca politica e muita partidarite.

O que � certo � que professores marcantes da vida do Frei n�o s�o referidos.

Esse � que � o erro notado no livro.

Quanto ao poder politico aut�rquico, j� sabemos que t�m sempre que aparecer na foto.
Seja qual for o partido!

Pedro Sebastião disse...

Ponto Verde , EmAlmada e afins com estes argumentos só salientam o seu desespero de inércia. Como não têm outra forma de expressar, retaliam a torto e a direito com factos, ilusões, alucinações e muito muito muito ressabio.

É deixá-los. Como se costuma dizer.. "os cães ladram mas a caravana passa".

jorge disse...

Claro que passa! Essa caravana já vai passando há muitos anos. Distribui propaganda e subsídios, constrói dependências, cria cumplicidades, alimenta relações promíscuas de poder e perpetua vitórias eleitorais muito democráticas. Não é este caso particularmente relevante. Apenas um sinal secundado estranhamente por uma parte, embora quase residual, de algum confuso clero almadense.

Alex disse...

Senhor pedro sebastiao
Qual é a caravana a que se refere?
Quem são os cães que pretende atingir?
Se me vai responder que se trata de um provérbio, oh homem, arranje lá outra coisa com mais substância.

Quem é que está em desespero?
Onde estão os retaliadores?

Você tem piada.
Mas só isso. O que é manifestamente insuficiente.

Pedro Sebastião disse...

os cães ladram mas a caravana passa, volto a dizer. É rebéubéu atrás de rebéubéu mas a caravanita faz sempre o seu desfile.

É com esta atitude que se muda alguma coisa? Toca a apresentar melhores opções e especialmente uma bela campanha que consiga convencer a população que existem alternativas.

Não é com este rebéubéu sem substracto que se consegue grande coisa..."the dogs bark loudly but the caravan always manages to parade."

Alex disse...

Nem o seu pseudo british me convence.
Não é usando a linguagem da terra de "sua majestade" que demonstra como (não) vão bem as coisas em terras almadenses.

Talvez pudesse sugerir-lhe que fosse, ou seja você a apresentar melhores opções. Apresentar uma campanha que como diz constitua convencer a população.

A propósito. O rebéubéu já não se usa.
Porque os passarinhos já foram trucidados pelas aves de rapina.

Almeida Sousa disse...

Sr Pedro Sebastião

A falta de arguementos deste Blog está provada, desde o dia 14 que já não têm assunto.
Deixe os cachorros ganir.
No fundo ladram muito, mas não mordem. São uns cobardes e uns tristes cães abandonados. Não merecem a nossa atenção. Portanto só temos é que chamar o tão ilustre guardar-mor do canil EMALMADA.
Almeida.Sousa@sapo.pt

Anónimo disse...

Pedro Sebastião e Almeida Sousa são casal, ou a mesma alma gémea ? Pelo menios têm idênticas preferências canídeas, resta saber se de raça se de posição.

Outro encarregado de educação disse...

O meu filho deixou o Frei Luis de Sousa à 5 ou 6 anos, apos 12 anos de frequencia.
Não me recordo de a Camara ter participado de alguma forma na vida do Externato durante esse largo periodo. Nem mesmo quando era chamada a participar...

almada disse...

O problema não são as fotos inexistentes dos professores, são as fotos da Presidente.
Ai se esta gente pudesse eliminar de uma vez por todas a presidente, calá-la, apaga-la da memória da população, não hesitariam um instante.

jorge disse...

O culto de personalidade da Presidente não é novidade, nem o seu carácter intocável defendido de forma aguerrida pelos seus seguidores. Afinal está bem ao estilo dos Chavez e Castros deste mundo. Quanto a eliminar pessoas das fotos isso é mais aos modos estalinistas, não acha que se enganou? Mas é curiosa a indignação da massa vermelha. E acham normal que a presidente da Câmara seja a principal figura das fotos de uma publicação de uma escola privada, como acham ainda melhor as dezenas de vezes em que a senhora aparece no boletim municipal. Não surpreende, de facto, face ao conceito peculiar de democracia que estes senhores têm.

Anónimo disse...

Vim aqui parar por mero acaso. Li, com atenção, alguns dos "posts" (são já muitos e alguns bastante densos em termos do seu contúdo, a precisar de uma reflexão séria... por isso muitos ficam à espera de melhor oportunidade).

Apesar de não concordar com a forma por vezes utilizada (demasiado agressiva, na minha opinião) na expressão verbal escrita do sentimento de revolta do autor, tenho a dizer que, em termos de conteúdo, analisando apenas os factos descritos, concordo com muitas das opiniões do EmAlmada... porque sou almadense, cidadão atento, e vejo como o poder autárquico se comporta neste concelho.

Muito me espantou, contudo, a forma como os visitantes deste blog - nem todos há que reconhecer (que parece incomodar muita gente... antes isso do que passarem por ele indiferentes!) se comportam: francamente, transformarem este fórum num local de... bem, é melhor nem dizer, acho que todos perceberão!).

Hoje, estou com pressa e não vou comentar conteúdos. Por cá virei mais tarde para o fazer.

Todavia, não posso deixar de informar alguns "iluminados" acerca da questão da suposta censura do EmAlmada quando aqui aparece a frase:
«Comentário excluído. Esta postagem foi removida pelo autor».
É que, ao contrário daquilo que por aqui se afirma, além do "dono" do blog, todos aqueles que fazem um comentário PODEM eliminá-lo... mas, obviamente, que só podem eliminar aquele que é de sua autoria. E, mais, ainda, podem fazê-lo no momento ou mais tarde (desde que acedam ao blog com o mesmo registo para que o sistema - leia-se, o Blogger - os identifique)... agora se a maioria desconhece este facto, se não sabe que isso é possível, se ignora que o IP dos respectivos computadores fica "anotado" na base de dados do Blogger... paciência! agora não afirmem aquilo que não sabem...

Fiquem bem.

Aníbal Pereira, Feijó

Alex disse...

Venho destacar a ordinarice do senhor almeida sousa.
Mostra, assim, o que (não) vale.
Não quero alimentar polémicas mas não posso deixar de dizer que este senhor tem a boca suja
Muito suja. Indigna de marcar presença em qualquer blogue.

Anónimo disse...

Ao anónimo que veio aqui por acaso, e que até assina Aníbal Pereira, do Feijó

Para quem veio por acaso, o "recado" não está mal dado, não senhor. O que me faz pensar que não foi tão "por acaso" que aqui veio. Agora, quem colocou a questão dos comentários apagados fui eu. Mas não falei, nunca, em censura. Achei mau sintoma, mas não falei em censura. Porque será que este "anónimo de ocasião" (Aníbal Pereira, do Feijó), que até aqui veio "por acaso", com tanta matéria para tratar (como ele próprio reconhece ...) escolheu precisamente um pequeníssimo episódio sem qualquer significado para ... comentar? Estranho, não será?

Já agora, porque me sinto visado, os visitantes deste blog transformam-no num local de quê exactamente? É que ao contrário do que este anónimo de circunstância (Aníbal Pereira, do Feijó) diz, nem todos percebem onde quer chegar ...

Paulo Teles disse...

Continuo sem perceber a relevância deste post. Qual o problema de o livro apresentar fotografias da presidente? É apanágio da CMA colocar a foto da sua presidente em publicações do concelho?Não me parece.

Este fait-divert, que nem substracto tem para ser um fait-divert, não passa de uma notória, se bem que superflua, tentativa para atingir a Câmara e o seu executivo.

Alguém num dos posts em cima falou que não será assim que se muda alguma coisa, e falou muito bem. Não é de facto com este linguajar, com esta temática, com esta agressividade e esta gritante inoperabilidade de argumentos e discurso, que se conseguirá mudar alguma coisa.

jorge disse...

Respondendo ao anterior interveniente:

«É apanágio da CMA colocar a foto da sua presidente em publicações do concelho?»

Claro que é! De forma ostensiva, exagerada,em culto de personalidade que por um lado é frequentemente conseguido com recurso a dinheiro público (e.g. o inaceitável boletim municipal) e por outro denuncia uma rede de controlo, dependências e influências que assegura a perpetuação no poder.

Mas digo mais uma vez que isto não surpreende. Basta ver os exemplos democráticos que estes senhores apreciam, os Chavez, Castros e Jongs.

Alex disse...

Senhor Paulo Teles
Ao contrário do que diz, é apanágio da Câmara colocar, em excesso, fotos da sua presidente em publicações do Concelho.
Veja o boletim municipal, publicação mensal, e entretenha-se a contar as fotografias em que a senhora faz questão de aparecer.

Permita-me uma correcção. Não se diz fai divert mas sim fait divers.

Cumprimentos

Ponto Verde disse...

O senhor Paulo Teles "não entende a relevãncia do post" mas dá-se ao trabalho de o ler e deixar comentário.

Não considera ter "substrato" mas infere logo que "atinge a câmara e o seu executivo".

Acha que "este linguajar nada muda" mas pergunto, o que faz o ilustre senhor para mudar seja o que fôr?

Ou o que pretende mesmo é que nada mude?

Anónimo disse...

Já chega de tanta roupa suja. Parem Sr Almeida, Pedro, Sebastião,Alex, Anónimos e Ponto Verde.
Agora seroa bom que ELALMADA, fizesse outro post.
Não acham

Anónimo disse...

De acordo com este último anónimo, ainda que na certeza de que novo post do Emalmada irá dar no mesmo. Basta "olhar" um pouco para trás (digo eu, para os posts anteriores) para perceber que será sempre a mesma coisa ...

jacinto branco disse...

Esta senhora nada fez de normal nem especial pelo Externato Frei Luís de Sousa para lhe darem este relevo e importância na publicação dos 50 Anos do Frei.
Cheira-me a oportunismo político, interesses vários para agradar e ficar nas graças da senhora.

EMALMADA disse...

Este POST “Os 50 Anos do Externato Frei Luís de Sousa” perturbou muita gente que navega e mergulha nas águas da oligarquia que tomou conta de Almada, devido à elevada abstenção aos actos eleitorais autárquicos pelos munícipes que sentem não haver trabalho das oposições a justificar o sua presença nas urnas para votar.
Por via disso, Almada sofre as consequências negativas e efeitos demolidores na vida da cidade, resultantes do alheamento dos munícipes e da sua relutância em ter uma intervenção activa na discussão dos assuntos que interessam à comunidade e ao local de residência.
Na verdade estes “democratas” que governam Almada também não deixam ficar por mãos alheias a tarefa de desmobilizar os munícipes que ensaiam participar activamente na vida do concelho, já que o esquema está bem montado em todos os “forae de participação” apresentados como uma "abertura democrática" à participação dos cidadãos, onde quem emite opiniões contrárias às do regime dominante ou é levado a pensar que será um ser diminuído mentalmente por não conseguir compreender a transcendência das propostas dos oligarcas ou se não se deixa dominar, poderá acontecer ver-se insultado e agredido verbalmente por servidores ou beneficiados do regime, que querem proteger e salvaguardar a sua situação de conforto.
Nunca pensámos que este post tivesse tanto sucesso, fosse motivo para acalorado debate e até para insultos despropositados vindos de quem não gostou que divulgássemos a hegemonia dada no citado livro a uma pessoa que ao longo dos 50 anos do Frei, ou melhor dos últimos 20 anos, nada fez pelo Frei e no Frei, para merecer tal relevo.
Os insultos definem com muito rigor e precisão o tipo de pessoas que os emitiu. Caracterizam bem a personalidade, a educação, a formação e a cultura de alguns apoiantes da oligarquia instalada. Deixam transparecer o seu conceito de democracia e o amor que têm por regimes totalitários.
Usam a liberdade e a democracia como vias para ascenderem ao poder e depois controlarem os cidadãos, em defesa da uma dita democracia, vigiada, em prejuízo da cidadania. Para eles a participação e intervenção do povo deixa de fazer sentido, porque “os melhores”, passam a ser os que foram eleitos, eles, os que estão no mando.
Aqueles que não gostaram, que não entendem a vivência democrática e que de maneira descabida e algo grosseira como se expressaram, revelaram o seu incómodo, mas não o souberam expressar sem recorrer ao insulto.
Nós também ficámos incomodados, como almadenses, mas por outras razões:
VERDADEIROS OBREIROS DO FREI LUÍS DE SOUSA FICARAM ESQUECIDOS QUANDO DEVERIAM SER LEMBRADOS COM A DIGNIDADE E RELEVÂNCIA QUE MERECIAM E A QUE TÊM DIREITO, PELO SEU CONTRIBUTO EM PROL DA FORMAÇÃO DE MUITOS CIDADÃOS.

Nota: almadenses e antigos alunos do Frei, que tiveram conhecimento, não gostaram do que viram naquele Livro. Este Post foi uma expressão desse desagrado colectivo sentido e captado.

Farto de Palhaços disse...

Você está muito preocupado com os obreiros.. está, está! Vá-se catar.

EMALMADA disse...

Catar?
Só se cata quem sente pruridos. Não foi a nós que o "post" provocou forte comichão.

Anónimo disse...

Do corpo docente recordamos aqui alguns elementos que leccionaram no “Frei”:
Pe Albino Cleto, actual Bispo de Coimbra (Latim), Dr. António Lobo (História), Profª. Bibiana (Ensino Primário), Dr. Calado (Inglês), Dr. Caldeira Pais (História e Filosofia), Monsieur Etienne Pourtallés (Francês), Prof. Francisco D´Orey (Música), Dr. Francisco Santana (História), Dr. Francisco Taborda (Geografia), Prof. João Afonso (Música), Dr. João Moita (Grego e Latim), Ten. Jonet (Educação Física), Pe Louro (Música e Religião e Moral), Dr. Manuel Formiga (Matemática), Dr. Marcelino Horta (Ciências Naturais e Biologia), Drª Maria Alice ( Português e Francês), Drª Maria da Graça (Matemática), Drª Maria Leonor (Físico-Quimica), Dr. Mário Fernandes (História), Prof. Oleiro (Ensino Primário) Prof. Sequeira (Educação Física), Prof. Silva Marques (Educação Física), Pe Sobral (Religião e Moral), Drª Teresa Dingle (Desenho), Diácono Dr. Viana da Costa (Filosofia).

Dos funcionários temos presente:
Srª Carminda (Contínua), Sr. Caldeira (Porteiro), Sr. David (Porteiro), Sr. João António (Contínuo, posteriormente funcionário da Secretaria), Srª Margarida (Contínua)
Sr. Mário Filipe (Contínuo, posteriormente Chefe da Secretaria), Sr. Muller ( O primeiro Porteiro do “Frei”), Sr. Possidónio José (Contínuo, posteriormente Chefe da Secretaria), Sr. Teixeira (Contínuo), Sr. Vitorino (O primeiro Chefe da Secretaria).

Santinho dos Santos disse...

Graças a um anónimo apraeceram aqui os nomes de alguns antigoa professores e funcionários com muito mais valor que a Srª Presidente convertida á Santa e Madre Igreja Católica Romana e Apostólica para caçar votos.

Anónimo disse...

Para quem não sabe das ligações entre o Externato Frei Luis de Sousa e a presidente Maria Emília (CDU) vejam este link: http://wazzup-no-frei.blogspot.com/2010/05/comunas.html

isto explica muita coisa