terça-feira, maio 01, 2007

Requalificação Urbana e Usufruto da Cidade

Em..Almada, estamos em presença de mais um excelente caso da exemplar Requalificação Urbana, levada a cabo pela Câmara Municipal de Almada no âmbito do Plano Acessibilidades/Dificuldades 21, integrado no "projecto " do comboio designado MST
(clique na foto para aumentar)
Repare-se neste aprazível local - um buraco - com meia dúzia de bancos públicos, com um canteiro cada um nas traseiras, onde ficará uma árvore - um chapéu natural. Quem se dignar a sentar nestes bancos fica com uma paisagem excelente no seu horizonte visual, protegido de ruídos naturais , de lixo e poeiras e outras coisa sobre a sua cabeça. Como a afluência aos bancos vai ser grande há seis (6), seis bancos! Espera-se devido a ser um local aprazível, lotação esgotada diariamente. Assim se fomenta a higiene pública e a limpeza urbana, porque possivelmente aqui vai surgir naturalmente um urinol público com ventilação natural.
É Almada sem barreiras ou a CMA no seu melhor! Localização: Traseiras da R. Conceição Sameiro Antunes, na Cova da Piedade Este belo exemplar da Requalificação Urbana do município de Almada pode ser visto diáriamente no local, 24/24 horas. Espera-se para bom nome dos arquitectos portugueses que este exemplar enquadramento não seja da autoria de um arquitecto.

3 comentários:

Minda disse...

Este é, de facto, um belo exemplo de "requalificação urbana"... mais cedo ou mais tarde transformar-se-á num urinol bem arejado, como dizes.
Por falta de civismo, é bem verdade mas, principalmente, por incúria daqueles a quem compete implementar soluções urbanísticas coerentes.
Lamentável é que este não seja o único exemplo no nosso concelho.

piedade disse...

Vemos aqui uma grande palhaçada urbanistica. Para a CMA não há critérios, há só decisões mesmo que sejam incorrectas. O que a foto revela não é mais que uma grande afronta aos moradores locais.
Já agora, a senhora Emília poderá criar mais uma empresa municipal, dirigida por outro vereador e mais alguém a ganharem 5.000 euros/mês para gerir os urinóis publicos municipais ao ar livre.

sousa disse...

Seria um rendimento acrescido.
E muito.
Obras de fachada!