quinta-feira, outubro 02, 2008

Um Despertador Para a Democracia

Em...Almada, teve conhecimento que um Grupo de Cidadãos (desconheço o endereço) residentes no concelho há vários anos, alguns há mais de 34 anos, outros naturais do concelho, de seis freguesias: Almada, Cova da Piedade, Cacilhas, Laranjeiro, Costa de Caparica e Charneca de Caparica, formaram uma comissão de angariação de fundos para comprar uma série de despertadores muito sonoros, tipo modelo da foto.
A finalidade da aquisição dos despertadores é oferecê-los aos militantes (sobretudo dirigentes) dos partidos da oposição no concelho de Almada com o objectivo de os acordar da letargia e sonolência em que têm permanecido nos últimos anos, abrirem os olhos, verem o estado lastimável em que Almada se encontra e fazerem um pequeno esforço pessoal sem egoísmos pessoais ou partidários, apresentando-se como alternativa credível ao autoritarismo e caciquismo da CDU/PCP que tem destruído Almada e o concelho e, salvarem o que ainda poderá ser salvo para bem da população desta terra.
O EMALMADA e o Grupo de Cidadãos não têm qualquer interesse na promoção de venda deste despertador, razão porque foi ocultada a marca.
O Grupo de Cidadãos apela também aos 80% do eleitorado que não vota nos conservadores da CDU/PCP que ocupam a Câmara Municipal de Almada, para que nas próximas eleições não se abstenham.
Votem sempre num partido que não CDU/PCP ou outro em que os actuais "autistas" se venham a esconder, pois só assim será possível varrer a incompetência que nos vem massacrando há mais de 30 anos.

40 comentários:

Anónimo disse...

Ah, ah, ah, ah, ah, ah, ah, ah, ah, ah, ah!!!!!

Faltava cá o sentido (???) de humor do Em Almada. G'anda gargalhada que eu dei agora, ainda estou a rir a rodos!

***

Agora que já acalmei, só uma pergunta: então o Em Almada começa por desfazer a "oposição" chamando-lhe, no mínimo, calona e preguiçosa, e depois vem apelar a que se vote ... nessa oposição? Será um problema de despertadores? Ou é simplesmente disparate?

Hummm! Ou é o tal "gato escondido com o rabo de fora"? Hummmm, quere-me parecer que é isso mesmo ...

zé gato de caparica disse...

oh anónimo das sete e 41 vocé ficou atrapalhado com a hipótese dos abstencionistas irem votaaaaaaaaaaaaaaaar.
seus ah, ah, ah é só para disfarçaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaar.
Cá ganda nóia que vocês saiiiiiiiiiiiiiiram.

Al-Ma'dan disse...

A CDU tem pavor de que os almadenses passem a abster-se menos. Porque sabe que, se a abstenção diminuir sensivelmente, a CDU perderá a câmara. O número de votos que a CDU teve em 2005 (cerca de 27.000) é o máximo que a CDU consegue obter, pois, por exemplo nas legislativas do mesmo ano obteve apenas 21.000 votos. Isto é, a CDU representa no máximo digamos 27 a 28.000 votos. Num universo de 130.000 eleitores, mesmo com uma taxa de abstenção de 50% (i.e. 65.000 votantes), e retirando os 28.000 potenciais votos CDU, restarão para as oposições 37.000 votos que serão suficientes para retirar a maioria absoluta à CDU e dependendo da distribuição dos votos (método de Hondt), poderá mesmo retirar-lhe a maioria relativa, isto é, a câmara. Com uma taxa de abstenção ainda menor, as perspectivas para a CDU serão sempre piores, sempre com a perda da câmara. Portanto, reduzir substancialmente a taxa de abstenção terá se ser um desígnio das oposições nas suas campanhas eleitorais. E é disso que a CDU tem medo.
Relativamente ao comportamento da oposição, também eu o critico fortemente. Não se vê empenho, nem uma oposição determinada, mesmo sendo os erros e as asneiras da CMA permanentes, e intoleráveis. Mas, se queremos melhorar Almada teremos de tentar encontrar uma alternativa melhor para Almada.
Porque tudo o que vier no futuro não poderá ser pior do que o que temos no presente.
Por isso, daqui apelo à oposição para se mostrar aos almadenses e para lhes apresentar propostas credíveis para resolver os graves problemas que a CDU não resolveu em 34 anos, e aqueles que ela própria criou.

Anónimo disse...

O anónimo das 7:41, controleiro de serviço, está mesmo a ficar assustado...
Porque não comenta agora os dois últimos últimos post do TRIANGULODARAMALHA?
Será que está incluído no grupo daqueles que não respondeu às questões colocadas pelo Tribunal Administrativo e Fiscal de Almada?
Cuidado!
Quando se sai do "poder" pode-se cair em desgraça...

Anónimo disse...

Se metesse um despertador em cada orelha, fazia melhor figura! Fica-lhe a matar!

Vamos ver se em 2009 ainda fala em despertadores... Vai andar de Metro Sul do tejo e dizer "Q'ué muit'a bom!" Lol

cientista político disse...

Os que estão agarrados ao poder, que nem lapas, têm como primeira prioridade garantir a continuidade e conservação na poltona.
Só depois da barriga cheia, se tiverem tempo, fazem qualquer coisita pelo "pueblo".

Quando começam a ver as calças a arder desatinam, dizem disparates e voltam-se para os trechos da cassete.

Anónimo disse...

Aqui nem à marretada despertam.

Anónimo disse...

Merda, merda e mas merda é o que fez a porca da CMA. Toda essa merda a deveríamos de tirar na porta da CMA.

Fernando Sousa da Pena disse...

Depois de tantos anos de omissões e cumplicidades, tenho bastantes dúvidas se esta oposição partidária será capaz de oferecer alternativas.

Na verdade, tem apresentado algumas críticas avulsas e propostas desgarradas, mas não lhe conheço uma ideia de cidade capaz de mobilizar os almadenses. Aliás, é notória a incapacidade de oferecer uma estratégia diferente daquela que o PCP escolheu para o nosso futuro.

A não ser que muito mude na visão e na preparação política e nos interesses que tolhem os responsáveis concelhios de PS e PSD, um eleitor preocupado com Almada sentir-se-á órfão nas próximas eleições

Al-Ma'dan disse...

Fernando Sousa da Pena,
Em conclusão da sua tese, que é também minha, que caminho resta aos almadenses nas próximas eleições ?

Anónimo disse...

Afinal o sentido de transito na rua dos Bombeiros de Almada vai ser invertido na próxima segunda feira, creio que seria de bom tom pedir à empresa suiça que fez o estudo a devolução de parte do dinheiro, de fonte segura soube tambem que na Bernardo Francisco da Costa o passeio do lado direito de quem desce vai ser parcialmente destruido de modo a permitir a circulação nos dois sentidos, que mais nos irá acontecer?
Oliveira

Anónimo disse...

A unica coisa que podemos fazer sera vudu para ver se resulta

Fernando Antolin disse...

E que tal pensarmos numa candidatura de cidadãos independentes?A lei permite-o e penso ser uma iniciativa tão válida como outra qualquer.

Fernando Sousa da Pena disse...

Caro Al-ma'dan, efectivamente creio que a organização dos cidadãos poderá criar uma alternativa muito mais credível e muito menos dependente dos interesses instalados.

Anónimo disse...

Caro Fernando Sousa da Pena,

Então crê que a organização dos cidadãos (que presumo "independente") pode ser uma alternativa, hein?

Pergunto eu: então que é feito do seu CDS-PP? Já não existe? Zangou-se com ele?

Cidadãos independentes, é???

Quere cá parecer-me é que é mais um sintoma de "gato escondido com o rabo de fora", hmmmmmm, hmmmmmm!

Anónimo disse...

Até aqui era o outro ou ele próprio da "psiquiatria e caso de polícia", este agora anda com a tara do "gato escondido com rabo de fora".
Que mais vamos ler dos escrevinhadores municipais?

Anónimo disse...

Dos escrevinhadores municipais só uma coisa, são tarados mentais e cobardes.

Anónimo disse...

Cobarde por cobarde, ninguém fica a dever nada a ninguém. Principalmente ao(s) anónimos que a única coisa que sabem fazer é insultar.

Quanto ao "escrivinhador oficial" posso até ser assim considerado, mas aí também nada fico a dever aos anónimos dos insultos, e de outros, que são os escrivinhadores "oficiais" do bota-abaixo.

Portanto, caros anónimos, estamos todos quites nesta matéria. Somos todos "escrivinhadores" e somos todos "oficiais".

Agora, a sério, o que eu acho mesmo é que já basta de tentar condicionar consciências. Digam o que pensam, não insultem os outros. Seria muito, mas muito mais inteligente. Sabem que mais? Façam como o Fernando Sousa da Pena. Diz o que pensa, mas não precisa de insultar ninguém.

Al-Ma'dan disse...

Caro Fernando Sousa da Pena,
Também para mim essa é a melhor opção, mas..
Temos de ser muito realistas.
A democracia portuguesa é, no essencial, uma partidocracia, i.e. temos uma sociedade civil muito débil e fora dos partidos políticos é muito difícil fazer qualquer coisa, sobretudo quando se trata de concorrer a eleições. Mais cedo ou mais tarde, as associações cívicas concorrentes a eleições acabam por ser cilindradas pelo sistema.
Assim, em Almada, pugno por uma associação cívica de munícipes mas, pelo menos nesta fase, não uma associação com fins eleitorais mas antes como parceira e influenciadora da actividade municipal, quer junto do poder, quer junto da oposição.

zeca dos camarões disse...

Vamos deixar-nos de tretas,"os escrevinhadores municipais" são para desprezar. Andam aqui a cumprir a encomenda, a fazer de papel de embrulho para distrair o pessoal.
Têm funções semelhantes aos banais programas de televisão vazios de conteúdo e sem nível cultural em horário nobre. Servem unicamente para que os cidadãos não se apercebam que estão a ser explorados.
O melhor é deixá-los falar sozinhos.

José Mendonça disse...

Gostaria de dizer ao "escrevinhador oficial" que anda sempre por aqui a reparar nos erros dos outros comentadores, como por exemplo, o voçê(com cedilha) de que tantas vezes fez eco, na tentativa de diminuir a pessoa que escreveu, de que deve reparar nos seus próprios erros.

ESCREVINHADOR escreve-se com "E" e não com "I" como por três vezes o fez no mesmo comentário.
Três vezes não é "gralha" não é distração.
É IGNORÂNCIA.
É que escrevinhador deriva de "escrever".
Qualquer dicionário ensina isso.
Confira e aprenda, e sobretudo não aponte falhas nos outros e olhe mais para si próprio.
ISSO É MUITO FEIO.

Limite-se a comentar e não tente ensinar gramática às outras pessoas.

NÃO ATIRE PEDRAS, PORQUE VOCÊ TEM TELHADOS DE VIDRO...

E não vá agora dizer que foi ofendido só porque foi corrigido...

Anónimo disse...

Ouvi ontem dois matacões na Antena UM a falar de transito em Almada. Espere lá SR. Vereador o Sr defende o que? Aquela porcaria que existe hoje que deixa toda a gente atarantada possivelmente todo aquele projecto foi feito num momento de inspirãção vossa. Como sempre o que vem de vós são coisas dessas e depois ficam todos felizes e defendem aquilo que não defensavel. Quanto ao outro matacão o Sr.Presidente da Assoc. Comerciantes a linguagem é identica belo foi ouvir aquela sinfonia um canta o outro toca em sitonia perfeita. Até faz chorar de encanto. Esperá lá ?... Isto foi realidade ou vertigem. Ouvi mesmo não estou enganado.

Anónimo disse...

Tem razão o josé mendonça, escrevinhador escreve-se com e, não com i. Paciência, é um erro que reconheço. Sem problemas. E que corrijo, também sem problemas.

Nunca é tarde para se aprender, e quanto à ignorância, apenas é ignorante aquele que não está disponível para, reconhecendo os seus erros, se corrigir. Esses sim, são os ignorantes. E não preciso, sobre esta matéria, de relembrar o diálogo sobre as cedilhas que o mendonça aqui traz.

Foi uma boa oportunidade de "vingança" para o mendonça. Só que para mim, parafraseando Bento de Jesus Caraça (desconfio que o mendonça não sabe quem foi, sequer ...), não me preocupam os erros, porque estou sempre pronto a corrigi-los.

Aqui fica a correcção. Escrevinhador!

Registo, também, que quanto a matéria de facto o mendonça nada diga. Mas isso já estou (estamos) todos habituados ...

Anónimo disse...

Acho queo que resta ao povo de Almada é votar em qualquer partido, excepto no do poder.
Como dizia alguém aqui atrás, pior do que "isto" não há.

Anónimo disse...

Apesra de estar já um novo "post", não quero deixar de dar o meu contributo neste que tem um assunto que me interessa: a questão de candidaturas independentes!
Ó meus amigoszzzzz, então não sabem que qualquer candidatura independente só vai ajudar a czarina ou os seus "muchachos"?
Quanto mais dispersarmos os votos fora da CDU, mais confortável ela fica!
O senhor Pena, que até traz ideias interessantes para este debate e com quem por vezes concordo, desta vez não está a ver bem o problema.
Deixemos que os partidos da oposição apresentem as suas candidaturas, analisemos cada uma delas e então sim, demos a nossa concordância àquela que melhor se posicionar para correr com os herdeiros do social-fascismo moscovita...
Parece-me mais sensato e seguramente mais garantido para os objectivos que a maioria dos frequentadores deste blog, tem vindo a expressar.
A PONTA DO VÉU

José Mendonça disse...

Para o "escrevinhador oficial".
Designo-o assim porque é a forma como é possível identificá-lo.
Anónimos há muitos.

Sei muito bem quem foi Bento de Jesus Caraça.
E não é preciso ser comunista para o saber.
Aliás a maior parte dos comunistas que votam em vocês, não sabem.
Só sabem que a bandeira é vermelha e isso basta para colocar o seu voto.
Não é preciso mais nada.
Só é preciso ser sectário, sinónimo de ignorante.
E você sabe bem que é conveniente para vós ser-se ignorante.
Assim não se contesta.
Já Salazar quando instituiu no ensino a antiga 3.ª classe obrigatória, dizia que os portugueses só precisavam de saber ler e contar.
Confirma isto?
Mesmo que não confirme, esta é uma realidade indesmentível.
Qualquer pessoa minimamente culta sabe que isto é verdade.
É ler as informações da época onde tudo está escrito.

Em relação a Bento de Jesus Caraça, você não me "apanhou".
Julgava isso?

Não é preciso ser comunista para saber quem foi Bento de Jesus Caraça.
Talvêz você só saiba isso, porque faz parte da vossa cartilha.

É bom você ler outras coisas. Ler, ler muito; só assim se sabe mais.

Já na minha juventude eu lia livros que meu pai comprava da extinta Biblioteca Cosmos.
Livros escritos pelo grande matemático e cientista que foi Bento Caraça.

O senhor sabia disso? Leu alguns?
Livros que foram escritos de forma simples para poder estar ao alcance do povo que vivia na ignorância, graças a Salazar.

Esse mesmo povo que saía para a rua em grandes multidões aplaudindo o ditador.
Esse mesmo povo que hoje sai nas manifestações gritando PCP.
Mas não sabem mais nada. Só sabem gritar.
Dizem-lhes para pegar em bandeiras vermelhas que é o suficiente...
E lá vão eles, sem pensar...não é preciso, para isso existem os mentores para os conduzir.

Estou com esta conversa toda porque o senhor me provocou.
Mas não tenciono alimentá-la.

Apesar de você aqui aparecer muito, convencido que vem falar de cátedra e para nos ensinar, pense que deste lado haverá gente que sabe tanto como o anónimo "escrevinhador" ou mais ainda.

Agora quero informá-lo, para seu conhecimento, de que não sou anti-comunista.
Tenho alguns amigos comunistas que considero. São pessoas que sabem pensar, sabem discernir, sabem ver o que é certo e o que é errado.
São pessoas inteligentes
Sei que no seu partido existem muitas pessoas bem intencionadas.
O mal está nos fanáticos, nos sectários que não pensam onde está a realidade.
Não é por acaso que muitos grandes comunistas abandonaram o partido.
Vejam-se os casos de José Magalhães, Carlos Brito, Vital Moreira, etc. etc..
Era bom para o partido cair na realidade e ver que já não pode actuar como antigamente.
Nessa época sim, era preciso lutar como o fizeram. Hoje não.
Hoje a realidade é outra, hoje vivemos em democracia. Temos que ajustar a novas formas de luta.
Isto se quisermos sobreviver.
Porque senão não chegamos lá...
E eu penso que não chegam mesmo...
Espero não o ter ofendido como por vezes o senhor se queixa dos demais.
Fique em Paz e pense nisto.

Cacilhense disse...

Ó "escrevinhador oficial", voÇê ficou mesmo com as minhas cedilhas encravadas na garganta...
20 valores para a resposta do José Mendonça (que não sei se voÇê percebeu?!?)...

Anónimo disse...

Para o mendonça,

Quer que eu escreva aqui que me chamo Joaquim Silvestre? Já não sou "escrevinhador oficial" se escrever aqui que me chamo Joaquim Silvestre? Ora ...

Quanto a lições, quando era pequeno, os meus pais e os meus professores deram-mas. As suficientes para não precisar das suas, e também para não perder mais tempo a responder-lhe à letra.

Mas há uma coisa no seu discurso que não posso deixar de comentar. Diz que não é anti-comunista. Então é o quê? Compara Salazar (mal, diga-se de passagem) aos comunistas. Isso é o quê? Não é ser anti-comunista? É só uma pergunta...

Quer que eu confirme o quê? Que Salazar dizia que bastava aos portugueses "vinho, futebol e fado"? É isso que quer que eu confirme? Ou é outra coisa?

Você diz que eu o provoquei. Não entendo, provoquei-o porquê? Mas independentemente disso, você vai em provocações? Olhe, eu não vou em provocações, e como acho que todo o seu discurso é uma provocação pura, não lhe digo mais nada. A não ser uma correcção: talvez não leva acento circunflexo ...

Anónimo disse...

Para o cacilhense, apenas isto: ao contrário do mendonça, nem Bento Jesus Caraça conhece. É um ignorante puro! Que eu respeito, não obstante ...

Anónimo disse...

Ao escrevinhador:
Salazar dizia isso, vocês dizem para acreditar em vós que sois honestos e competentes, mas só vemos subdesenvolvimento no concelho e a destruição de Almada.
Ora bolas para a vossa conversa da treta.
Para esse peditório já dei e não dou mais NADA.

Anónimo disse...

O pior cego é aquele que não quer ver!

E quem só vê subdesenvolvimento em Almada é pior, ainda, que o cego que não quer ver ...

Anónimo disse...

Subdesenvolvimento em Almada?
De certeza andam nas ruas com as mãos a tapar os olhos..
Ou adoram falar mal mas não sabem bem do quê..
Já vem sendo normal em Lamda velhos do Restelo..
Não se ponham a pau qualquer dia ao pregarem a desgraça e mais não sei que ainda acabam debaixo do metro com tanta cegueira..

Anónimo disse...

A última expressão pública de subdesenvolvimento em Almada está no Plano de Mobilidade Acessibilidades 21.
A penúltima está no traçado e inserção do metro sul do tejo que não serve os almadenses. É obra da Presidente da Câmara.
A antepenútima, a pior está no facto de Almada ter uma pessoa limitada, autoconvencida e arrogante à frente da Câmara Municipal.
E esta é a origem e causa de todos os males, anormalidades e subdesenvolvimento visivel no concelho.
Almada um subúrbio urbano às portas de Lisboa.

silva matos disse...

Sintético, o anónimo das 12,30 AM 5 Outubro acertou em cheio no alvo.
Fez Bingo.

Cacilhense disse...

Senhor "escrevinhador oficial",
Tem razão eu sou um ignorante e Bento Jesus Caraça é um nome que nada me diz...
Sei quem foi um dos fundadores do Núcleo de Matemática, Física e Química e mais tarde do Centro de Estudos de Matemáticas Aplicadas à Economia...
Sei quem criou a Gazeta de Matemática e mais tarde a Biblioteca Cosmos...
Sei quem foi presidente da Sociedade Portuguesa de Matemática e escreveu livros como: Conceitos Fundamentais da Matemática, Lições da Álgebra e Análise, Cálculo Vectorial (entre outros)...
Mas realmente Bento Jesus Caraça é um nome que nada me diz...
As coisas que eu aprendo quando voÇê escreve...

Anónimo disse...

Ah, Internet, que bom que és ...

Anónimo disse...

Para silva matos,

Acha mesmo que, sintético, aquele anónimo que refere fez bingo? Então óptimo, assim fico mesmo muito satisfeito. Porque se faz bingo sem argumentos, então não irá mais longe do que aquilo que diz. O que é óptimo, muito bom mesmo!

Imagine-se: um Plano de Mobilidade que está a ser "copiado" por outros municípios é um sintoma de subdesenvolvimento! Imagine-se!

Um traçado do Metro que não serve os almadenses, porquê? Porque os traz ao centro da cidade com conforto, rapidamente, sem "engarrafamentos" e, principalmente, reduzindo os impactos ambientais? Isto é não servir os almadenses? Então o que é servir os almadenses? Aumentar a circulação automóvel no centro da cidade? Seria isso servir os almadenses? Se calhar ...

Quanto à pessoa limitada, bom aí a coisa muda de figura. Aprendi, quando pequenino e com o meu pai, a não julgar os outros por estes factores. E mantenho comigo esse ensinamento sábio, que me dizia sempre para desconfiar daqueles que consideram os outros limitados. É, quase sempre, a expressão da sua limitação própria. Mas como disse, aprendi há muito tempo a não julgar ninguém desta forma.

Portanto, se fazer bingo é isto, então estamos todos descansados: não há "bingo" nenhum que possa travar o processo de desenvolvimento de Almada, e com ele a melhoria evidente da qualidade e das condições de vida dos almadenses. Por mais "bingos" que tentem aqui fazer.

Já agora, se tudo o que aquele anónimo sintético diz é acertar no bingo, então onde estão as propostas alternativas? Ah, não há propostas alternativas. Bem me parecia ...

alentejano do alto disse...

Você fala mas não diz nada anónimo das 12,05 pm.
Você desconhece todas as propostas e sugestões da população nos foruns do MST?
Você desconhece todas as propostas e sugestões dos comerciantes(não incluo o comerciante vosso aliado) para não destruir Almada?
Você desconhece a proposta dos moradores da Ramalha para o traçado local do MST que foi aprovada pelo governo e que sua patroa rejeitou para gastar mais dinheiro nosso?
Você desconhece que sua patroa e cumplices desvalorizaram todas as sugestões de quem não era da vossa tribo?

Home fique calado pra nã dizere ásneiiras.

Cacilhense disse...

Senhor "escrevinhador oficial",
Não é Internet... é Metrado em Matemáticas Aplicadas, pela Faculdade de Ciências!
Mas como sempre, não esperava outra coisa de si!
Eu diria que foi uma tirada digna daqueles animais que correram nas ruas de Cacilhas este fim de semana!

Fernando Sousa da Pena disse...

Lamento não ter podido ler alguns comentários mais cedo. Ainda assim, aqui fica a resposta.

Ao contrário de algum partido que, em tempos idos, liquidava os seus dissidentes, o CDS-PP é um partido democrático em que os vínculos dos seus militantes podem ser quebrados a qualquer momento.

Apesar de não ter de dar satisfações públicas, muito menos a anónimos, espero que a tese conspirativa que insinua vá beber inspiração a outras fontes.

De toda a maneira, não vejo por que razão a minha passagem por um partido me limitaria a intervenção cívica. Aliás, o que seria se seguisse o bom exemplo marxista de controlo das estruturas sociais...

Depois, por aquilo que vi e vejo dos maiores partidos da oposição em Almada, desde a pobreza das ideias às cumplicidades e compadrios com o poder instalado, não creio, neste momento, que possam oferecer alternativas credíveis. Têm sido maus demais. E não creio que um movimento de cidadãos dispersasse votos; antes, poderia servir para levar às urnas aqueles que hoje não se revêem na pobre oferta partidária.