terça-feira, setembro 30, 2008

Cidadão "não é gente" !

Em...Almada as obras para o MST têm vindo a provocar prejuízos avultados a muitos cidadãos sem que os donos das obras assumam as devidas responsabilidades.
Em véspera do passado fim de semana o trânsito foi fechado no sentido ascendente na Av. Bento Gonçalves a partir da Travessa da Ramalhinha. Todos os veículos que se dirigiam para Almada, teriam de voltar à direita na referida travessa para a Rua Ramiro Ferrão.
Formou-se uma extensa e lenta fila de viaturas ao longo da faixa ascendente da avenida, com o pandemónio habitual nestas situações durante uma hora.
Automobilista obteve localmente estas imagens, referindo que um veículo automóvel caiu na vala aberta, tendo sido o condutor ajudado por outros para retirar a viatura do buraco. 1. Foto tirado do lado do prédio onde está actualmente a EDP. Nesta foto, vê-se à esquerda dos condutores uma vala sem protecção:
2. Foto tirada da Bento Gonçalves
3. As duas fotos seguintes mostram-nos a referida vala-ratoeira sem protecção lateral para condutores e cidadãos.
No domingo à noite um condutor, na mesma avenida em sentido descendente foi com a viatura para cima dos carris a descoberto no canal junto ao Centro Sul.
No último sábado a Rua Luís de Queiroz em Almada ficou transformada em piscina municipal com uma monumental inundação.
São muitos os acidentes e malefícios, para os cidadãos, resultantes da obra, sobretudo para pessoas idosas e de consequências graves: hospitalizações, imobilizações em casa, de cidadãos vitimados e, morte de idosos dias posteriores a quedas na via pública em local de obra. A segurança, a fiscalização e respeito pelas pessoas, não existem nesta obra. Por cima de tudo e todos, para acabar de qualquer maneira a obra e iniciar a exploração dos cidadãos, parece ser o lema Assumir responsabilidades por danos, não consta no código genético dos (i)responsáveis e de quem pediu o metro para Almada. Cidadão é cilindrado. Tem de pagar as asneiras que eles fazem. Somos todos vítimas de obras insensatas. Muitas só compreendidas por cabeças excepcionais. Há um tempo atrás quando decorriam obras no início da Rua Lourenço Pires de Távora, um jovem com mochila escolar às costas caiu dentro de um buraco com água, por cedência do terreno que pisava, devido a rotura de um cano. Almada já passou o meio caminho da destruição. Destruiram-na.

26 comentários:

Anónimo disse...

Como já aqui referi antes no EMALMADA, aconselho vivamente a todos os que tiverem razões de queixa devido a problemas pessoais e patrimoniais decorrentes das obras do MST, a enviar as suas queixas/reclamações (sempre que possível com fotografias esclarecedoras da situação) não só para as entidades relacionadas directamente com o Projecto (CMA, MST e MOP) mas também para associações como a DECO (http://www.deco.proteste.pt/), e para entidades como o Provedor de Justiça (http://www.provedor-jus.pt/index.php) e o Provedor de Justiça Europeu (http://ombudsman.europa.eu/home/pt/default.htm).
Existem responsabilidades sociais que têm de ser acauteladas.
Quem vos avisa,...

Anónimo disse...

Não Estamos a assistir só à destruição de Almada.
ESTÁ A PASSAR-SE ALGO MAIS GRAVE. AS PESSOAS ESTÃO A ABANDONAR A CIDADE. OU DEIXAM DE FAZER COMPRAS EM ALMADA CENTRO OU ABANDONAM MESMO A CIDADE PARA RESIDIREM FORA DA ÁREA DESTRUÍDA.
O homem que disse que a margem sul era um deserto esqueceu-se de ser objectivo de indicar o local da margem sul.

Anónimo disse...

Comentários de clientes em um comércio de Almada Velha quando estava comprando:

- não vale a pena vir a comprar a Almada, é uma desgraça o feia, suja, complicada e destroçada que está!

Viva a CMA e obrigado por matar esta cidade !!!

Anónimo disse...

Ainda ninguem pensou que tudo isto seja de propósito? Repare-se que na filosofia estalinista a propriedade privada não existe, teóricamente, a propriedade é da comunidade mas não é de ninguem. Perante uma situação económica em que várias pessoas têm independencia financeira e daí liberdade de pensamento e expressão critica, o estalinismo tende a responder destruindo essa independencia tornando essas pessoas permeáves a pressões. Ora, o que se passa em Almada, desde a dependencia total de todas as associações em relação à CMA até á ainda resistente independencia dos empresários que não precisam da CMA,tudo deverá estar metido no mesmo saco o mais depressa possível, toda a gente tem forçosamente que pensar da mesma maneira.O passo seguinte é o assalto a postos de poder que servirão para perpetuar a gestão de tudo o que até aqui lhes não pertencia; foi assim na URSS, é assim na Coreia do Norte, é assim em Cuba, vamos verificar os próximos detentores da coisa pública desde a Camara, MST, Colectividades,associações de trabalhadores, veja,"http://mitcma.blogspot.com/",dentro em pouco Almada será uma nova Tiananmen.
Oliveira

joão rasquilho disse...

São incompetentes que estão à frente dos destinos do concelho de Almada, por isso Almada não pode ser outra coisa senão subdesenvolvimento urbano, sócio-económico, insegurança, sujidade,abandono da zona antiga, falta de ideias consistente e válidas para dinamizar a cidade, degradação, destruição.Álmada é governada por gente intelectualmente medíocre encostada a um partido dito de trabalhadores, para explorar a população pobre, excluída, mais carente que é a sua base de apoio eleitoral juntamente com aqueles a quem dão emprego na Cãmara e outros remediados a viver à conta dos favores municipais.

Al-Ma'dan disse...

Caro anónimo de Terça-feira, Setembro 30, 2008 12:30:00 PM,
Gostaria de saudar o aparecimento do Movimento Independente dos Trabalhadores da CMAlmada.
Para que Almada possa evoluir, é fundamental e urgente a sua democratização, e esta tem de começar inevitavelmente no interior da câmara, onde é fácil adivinhar a existência de pressões se não mesmo de perseguições a quem se atrever a ir contra os senhores de serviço e contra o seu pensamento único.

cientista político disse...

A Maria Emília foi visitar uma dessas espécie de feiras como a da Costa da Caparica e o Mercado de Levante.
Os feirantes aclamaram-na e ofereceram-lhe um espelho.
Chegada a casa desembrulhou a oferta e mirou-se ao espelho, mas não gostou da imagem que viu.
Disse para si: "De um espelho oferecido por pobres, que poderia esperar".

Furiosa foi buscar um exemplar do Boletim Municipal, recortou a foto daquela jovem que assina o editorial, colou-a na superfície do espelho mirou, sorriu e disse:

"Diz-me espelho meu, quem é que é mais bonita do que eu?

Anónimo disse...

Preocupado com a situação de insegurança crescente no concelho de Almada, o PSD apresentou um conjunto de propostas, nomeadamente, a necessidade da Câmara de Almada fazer da fixação da Divisão de Trânsito da PSP em Almada, como uma prioridade. A maioria CDU chumbou!

Moção/Deliberação
EM NOME DA SEGURANÇA DE ALMADA E DOS ALMADENSES

A vaga mediática de criminalidade organizada, muitas vezes com um nível de violência a que o nosso país não estava habituado, tem originado um sentimento de insegurança que importa combater para que o nosso dia-a-dia enquanto sociedade não seja posto em causa.

A forma como se organizam as forças de segurança é vital numa eficaz política de fiscalização, diagnóstico, prevenção, levando a que a ser necessária uma intervenção ela seja pronta, adequada e eficaz.

Tendo consciência que as Grandes Áreas Metropolitanas têm tido um acréscimo dos níveis de criminalidade, importa que no concelho de Almada sejam dados, por todos os responsáveis políticos, os passos adequados para dotar as forças policiais de todas as condições materiais e humanas para dar seguimento ainda mais capaz.

Porque na Segurança dos Portugueses começa também a Harmonia civilizacional de Portugal.

Assim, a Assembleia Municipal de Almada, reunida em sessão ordinária no dia 25 de Setembro de 2008, delibera:

Apelar ao Governo avance com as infra-estruturas fundamentais que estão em falta no concelho de Almada. O novo posto para a GNR na Costa da Caparica, o novo posto no Plano Integrado de Almada, o Quartel da GNR na Charneca da Caparica, bem como a remodelação do posto da GNR na Trafaria.

Apelar ao Governo que adeqúe o número de efectivos às necessidades do concelho de Almada, tendo em atenção uma política de proximidade, prevenção e capacidade rápida de intervenção.

Apelar à Câmara Municipal de Almada para que concretize urgentemente a cedência do espaço necessário (Cave e R/C do Edifício) das instalações junto aos actuais Paços do Concelho, para que a Divisão de Trânsito da PSP de Almada ali se fixe, ajudando também no controlo da zona de Almada Velha.

Almada, 25 de Setembro de 2008

Anónimo disse...

Eu ouvi dizer que o condutor ESTACIONOU nos carris do metro, foi embora e tiveram que chamar a policia.
Mesmo que não tenha estacionado, é preciso ser azelha para ir com o carro para cima dos carris..
Era giro era o metro levar o carro de arrasto pela Ramalha fora hahahaha...

Anónimo disse...

Preocupado com a situação de crise que existe no comércio local de Almada, bem como a situação de completo caos que se instalou na cidade, o PSD apresentou uma proposta para a concretização de apoios ao Comércio e de aumento das verbas gastas pela Câmara Municipal na requalificação do espaço público. A CDU chumbou!

Moção/Deliberação
COMÉRCIO LOCAL- UM PLANO AMBICIOSO QUE O FAÇA RENASCER!

Quem percorre as ruas da cidade de Almada percebe o drama que vive o Comércio Local. A quantidade de lojas encerradas é confrangedor, a quebra de receitas dos lojistas que ainda resistem é significativa, a vitalidade de vida no centro do nosso concelho definha a cada dia que passa.

Esta é uma realidade que resulta de uma intervenção profunda de requalificação do espaço público como é a do Metro Sul do Tejo, mas vai muito mais além desta realidade. O problema arrasta-se há muitos anos, e resulta da falta de coordenação de esforços no planeamento e execução de um plano que vise dinamizar toda uma actividade que, caso esteja pujante, ajuda a dar vida e harmonia ao nosso território.

É uma realidade indesmentível que a circulação na cidade de Almada é caótica (e que as recentes alterações fruto do Plano Acessibilidades 21, vieram ainda agravar mais), que o estacionamento escasseia, que a qualidade do espaço público não é a melhor, mas a esta situação tem que se aliar o facto de durante muitos anos a visão estratégica para o Comércio de Almada ter sido desarticulada das exigências dos novos tempos e dos novos padrões de consumo.

E se a primeira responsabilidade para que a situação se inverta cabe, como é óbvio, para cada um dos agentes económicos que faz do Comércio a sua actividade, a saúde do nosso comércio local é também responsabilidade de todos os agentes políticos autárquicos e governamentais, pois é na soma da força de cidadão que se multiplica a vitalidade de uma nação.

É por isso imperioso que as Autarquias digam presente, e em articulação com o Governo, concretizem medidas para projectar actividades económicas requalificadas, competitivas, de qualidade superior, que atraiam novos consumidores e que com isso projectem uma nova vida nas nossas cidades.

Assim, a Assembleia Municipal de Almada, reunida em sessão ordinária no dia 25 de Setembro de 2008, delibera:

Propor à Câmara Municipal de Almada, que concretize um Plano de Apoio e Incentivo ao Comércio Local, que possa passar pelo apoio à requalificação dos espaços, pelo incentivo ao aparecimento de lojas «âncora» que tragam novos consumidores ao centro da cidade, pela redução nas taxas municipais adjacentes a estes processos de reconversão.

Apelar à Câmara Municipal para que reforce o investimento financeiro na requalificação do espaço público de forma a garantir maior capacidade de circulação, de estacionamento, e de usufruto do espaço da cidade

Almada, 25 de Setembro de 2008

Anónimo disse...

Uma jovem partiu um pé num dos muitos buracos da obra MST.
Queixou-se à autoridade que julgava competente para o efeito.
Disseram-lhe que teria que falar com a Câmara.
Da Câmara remeteram-na para o dono da obra.
O dono da obra empurrou-a para uma seguradora fantasma.

Hoje anda de "canadianas", pagou tudo da sua escassa mesada e ficou a pensar em que raio de país vive.

Anónimo disse...

As obras não são feitas por gente com rosto normal. Têm máscaras.São fantasmas e como tal a seguradora também é fantasma.
Perfeição até à conclusão final.

Anónimo disse...

Quanto "facturou" o especilista suisso da IMOBILIDADE XXI?

Para inverter o sentido de trânsito na Rua Bernardo Francisco da Costa (Sentido ascendente para os transportes públicos), bastaria recuarmos aos idos anos setenta e poucos do século passado, no tempo da TRANSUL na carreira Cacilhas - Cristo Rei...
Quem não se recorda?
Só os actuais autarcas que, defendendo os transportes públicos (como nós), NUNCA OS USARAM...
Efectivamente um qualquer carro híbrido está muitos furos acima de qualquer comboio regional...

Anónimo disse...

Ao ler o anónimo de Setembro 30, 2008 6:24:00 PM, lembrei-me daquele slogan:
Assim se vê a força do PC!
GRANDE ALARVE!

Anónimo disse...

Alarve é você por não ver que o PCP vai voltar a vencer em Almada.
Podem contar com o meu voto.
É limpinho, por mais que vocês iluminados de pacotilha não queiram o povo não é parvo e votará PCP.

Anónimo disse...

Então não se vê que votam Ó PALERMA!

Anónimo disse...

Vejamos que se ri por último sr. anónimo palerma das 3:52 ;)
Ainda o vou ver a comprar o passe do metro :)

Anónimo disse...

Isso mesmo.. fora com essa ressabiada toda! Almada CDU já em 2009! Vamos ver em 2009 quem se fica a rir.. é vê-los a comprar o bilhetinho do metro e de bico calado... querem apostar?

Mário Emílio disse...

Cá estão eles com a sua douta linguagem: "ressabiada", "bico calado"...
Até parece que estou em 1973...
Eles querem é ver a malta andar no eléctrico...
De carro não! agora de eléctrico, de bicicleta, de skate, a pé...isso tudo bem.
É QUE ASSIM SOMOS TODOS IGUAIS...(pensam eles)
Coitadinhos...
Tenho pena deles...
Como se diz na terra da MES: são pequeninos!
Mas é assim que a MES os quer - cachorros que ladram mas não mordem.
Eu só queria era que esta gente fosse a Moscovo (p. ex.) e visse a cidade e falasse com as pessoas sobre o antigo regime...!
Eu já lá fui...
Obrigado Moscovo que me vacinaste!

Anónimo disse...

Ainda bem que ficou a conhecer Moscovo.
é importante que as pessoas queiram abrir mentalidades, viajar, conhecer, falar com outros povos e não apenas falar do que lhe disseram e engravidar pelos ouvidos como é costume aqui em Almada.
Ninguém em Almada é pequenino, muito pelo contrário, é um povo acolhedor, humano, batalhador.
Só se se considerarem pequeninos os "ressabiados" que envenenam as pessoas contra a actual gestão autarquica só porque não é da cor deles ou porque não simpatizam com a autarca.
Porque não se candidatam às eleições autárquicas como lista independente, já que têm tantos projectos (de boca, mas para eles já são válidos claro)???

Mário Emílio disse...

Que o povo de Almada é humano e acolhedor sei eu!...
Aqui nasci e vivo, e já passei os 50 anos!
"Pequeninos" são vocês que estão a destruir a minha terra.
Por isso vos digo vão a Moscovo... e já agora fiquem por lá.
Vocês cá só sabem é destruir...
Rebentaram com a Fonte Luminosa, mas deixam de pé "monumentos" de ferro - mãos cruzadas, burros com escorregas, etc - que até metem dó!
Acabaram com os cinemas do centro de Almada... Que é feito da Incrível Almadense?, e da Academia Almadense?... não venderam-se aos cinemas "new fashion" pequeninos, com Coca-Cola americana e pipocas, e bem longe do centro da cidade!
E das nossas praias, o que dizer?
UM DESASTRE!...
Do MST não vale a pena falar porque "cada buraco uma minhoca"...
Mas a grande culpa não é vossa, a grande culpa é nossa que permitimos que um bando de incompetentes como vocês (uma minoria de recenceados) pegassem na nossa terra e fizessem dela uma coutada comunista.
Sim porque vocês só são contra a propriedade privada, quando ela é dos outros.
Mas pode ser que os tempos estejam a mudar... eu hoje até já ouvi o "camarada" Jerónimo na AR dizer que está aberto a entendimentos com o Bloco de Esquerda... "Sai mais um sapo vivo para a mesa do canto!!!"

Anónimo disse...

Fonte Luminosa?? Aquela porcaria forrada a azulejo que servia para os caloiros da faculdade irem lá encher aquilo de lixo??
Estava sempre cheia de mosquitos com as águas paradas..
Que falta faz??
Realmente Almada está cheia de velhos mas é do Restelo..
Já agora Cacilhas estava bem como estava não?
Tenham mas é juizo pá..
Imagino como estaria Almada se fosse PS ou PSD..
Deveria estar melhor não??
AHAHAHA!!

Cacilhense disse...

Caloiros da faculdade na Fonte Luminosa?...
Mas quais caloiros? e de que faculdade?...
Águas paradas na Fonte? e porquê?... quem é que não abria a água?...
Cacilhas está bem?... onde? nas tascas? no edifício em ruínas dos BVC? na caca dos pombos?...
E das praias, e da Incrível e da Academia não tem nada a dizer?
E o PS e o PSD, porquê?
Com o PSD não tenho nada a ver e o PS é o vosso maior amigo na destruição de Almada - veja-se o MST!
Este é outro que já deveria estar internado na Av. do Brasil...

Anónimo disse...

Anónimos como o 4 Outubro 11:48 PM integram ou defendem os carcereiros e carrascos do concelho de concelho.
Oportunistas da democracia vivem da ignorância daqueles que conseguem enganar, dos que não pensam nem querem pensar.
Fogemm de debater os problemas e carências do concelho. Pensam que Almada está reduzida à sua, deles, mente circunscrita.
São esponjas absorventes das directivas do partido e dos seus instrutores.
Estes, após os fazerem absorver espremem-nos até à última gota, até ficarem secos e sem agilidade para pensar.
Não sabem reconhecer que o homem nasceu para ser livre, que não nasceu para ser escravos dos que montam o cavalo do partido comunista ou de qualquer outro e pisado por eles.

Anónimo disse...

Quem defende aquela aberração que felizmente já mandaram abaixo da "fonte luminosa" já disse tudo..
Tanta gente parada antes do 25 de Abril..Deêm corda ao cérebro e acordem pá..

Anónimo disse...

Aberração é o que está esta Câmara a fazer de Almada.
Só gente esclerosada faz disto.