quinta-feira, setembro 11, 2008

"Almada Que Futuro ?"

Em...Almada, a vida da nossa cidade degrada-se, atrofia-se dia após dia. O centro de Almada está desconfigurado. Os almadenses deixam a cidade para a periferia , não fazem vida em Almada, as ruas estão sujas, árvores não são cuidadas, espaços verdes não são tratados, o lixo prolifera pela cidade, os atentados à propriedade privada são constantes com paredes de edifícios e muros graffitados.
A Costa de Caparica é uma vergonha, um símbolo vivo e triste da incompetência em gestão autárquica, onde o desperdício das potencialidades naturais foi o mote durante 34 anos.
Em Almada não se vive liberdade, nem se respeitam alguns direitos do cidadão. O autoritarismo autárquico fere frequentemente os munícipes.
O direito a ter direitos e exercer esse direito é negado ao munícipe quando critica ou discorda de decisões autoritárias dos "soberanos" municipais.
Em Almada o desenvolvimento parou no tempo, há muito tempo.
Em Almada a propaganda municipal vai enrolando os menos atentos ao que deve ser uma cidade para os cidadãos e o que é ter uma autarquia para servir os munícipes.
Almada é isto também, devido a uma oposição amorfa, parecendo por vezes mais colaborante que oposição e, "controlada" pela agressividade verbal do status municipal .
Deixamos um "retrato" de Almada colhido no YouTube. URL : http://www.youtube.com/watch?v=0ShIGmYLE2k
Almada precisa de encontrar o caminho da liberdade, do desenvolvimento económico, social e urbano numa lógica de usufruto para seus habitantes, e também o caminho do envolvimento participativo dos seus munícipes na vida política do concelho.
Libertemo-nos das algemas.
Para isso é preciso que o cidadão não se abstenha nas próximas eleições autárquicas, que VOTE SEMPRE, porque os que dominam Almada, por sufrágio democrático, só têm 20% dos votos dos eleitores inscritos.
Participemos todos para tirar Almada do fosso, para dar nova vida ao concelho e à cidade.
É preciso viver Almada sem demagogia e sem utopias.

23 comentários:

Anónimo disse...

Estamos a viver os malefícios dos poderosos, dos que encarnam o espírito da revolução democrática.

Anónimo disse...

Se Almada já estava moribunda, com a mudança de sentido das ruas a zona antiga já está morrida do tudo. O que não tem explicação é como a um povo lhe tiram o pão da boca e este permanece calado e inmovil, isto é a culpa não é sozinho dos autarcas, também a tem o povo que é como os cordeiros não tem o valor suficiente para sair à rua e se manifestar uma vez por trás de outra para conseguir revindicar seus direitos sem medo e sem vergonha como em todos os paises civilizados e que estas pessoas que não têm nem ideia de reger uma cidade s e vejam contra a parede e não possam se alçar em pequenos ditadores que é o que aqui ocorre.

Anónimo disse...

Gostaria de saber em que programa eleitoral esta senhora propunha retirar o transito do centro da cidade,porque se não é baixo um programa eleitoral nenhum politico têm poder para alterar toda a vida de uma cidade, a não ser que estejamos baixo uma dictadura.

José Mendonça disse...

Realmente Câmara ou MES fazem tudo ao contrário.
Vejam bem, que no Sábado passado precisei de ir a uma farmácia e a que estava de serviço situava-se na R. Bernardo Francisco da Costa,que vai desembocar na Praça Gil Vicente.
Moro no Pragal, e logo imaginei o caminho mais curto. Seguiria pela R. Capitão Leitão até ao edifício antiga da Câmara, voltava à direita, logo à esquerda e era só seguir em frente.
Isto era o que eu imaginava!...
Junto à Academia Almadense apareceu-me trânsito em sentido contrário. Fui obrigado a voltar à esquerda, logo à direita até à casa da Cerca onde tive que seguir por umas ruas estreitas até encontrar de novo a Capitão Leitão.
Mas aí já não pude voltar à esquerda como e pensava. Tive que continuar no sentido agora obrigatório e teria que fazer o mesmo trajecto se não tivesse reparado que à esquerda havia a R. dos Bombeiros Voluntários.
Pensei: Vou até à Av. D. João I, volto à direita e sigo para a rua da farmácia.
Qual quê?... A partir do mercado Municipal a tal rua tinha trânsito proibido. Voltei à direita para a R. de Olivença que daria seguimento para a Pr. do MFA mas também essa estava cortada. Dei a volta ao Mercado e voltei para trás e de novo na Av. D. João I e junto ao Largo Gabriel Pedro pensei voltar à esquerda para na R.Fernão Lopes entrar na Pr. do MFA. Mas essa também estava cortada e penso que para sempre.
Voltei de novo para a D. João I onde segui pela R. Mendo Gomes até à Av. D. Nuno Álvares Pereira e regressei a casa já com a paciência perdida e sem ter conseguido comprar o medicamento.
Lembrei-me de ir ao Forum de Almada e aí sim, resolvi o problema.

Concluindo: O centro da cidade não me serve para nada.
Sempre que precisar de qualquer coisa, não exito: Vou ao Forum onde encontro tudo, e sem me "chatear" e até tenho estacionamento garantido.

O comércio da cidade pode ficar agradecido à MES pelo bonito trabalho que lhes tem feito e pelos prejuízos que lhes tem causado.

Esta "cavalheira" bem pode limpar as mãos à parede pelo trabalho de destruição que tem feito à cidade.
Numa época em que se apela à poupança de combustível, ela, MES obriga-nos a fazer um autêntico Rali pelas ruas da cidade.
Esta é a prova de uma grande incompetência, não só dela, mas também dos engenheiros que a secundam e do seu enorme sadismo...

Desejo-lhe que tenha a paga das suas maldades, para não lhe desejar outra coisa...

Anónimo disse...

E anda um manhoso qualquer a fazer há anos um plano de acessibilidades a que se chamou Plano de Acessibilidades 21.

Esse senhor que não faz parte dos quadros da Câmara mas usufrui de uma principesca retribuição monetária, mal conhece Almada.
Mas conheceu o processo mais complicado de dotar Almada de um Plano de Acessibilidades como nunca se viu em parte nenhuma.

O centro da cidade está transformado num labirinto diabólico.
E perigoso.
Veja-se o exemplo do comentador das 5:19:00 PM

Isto tudo foi desenhado à boa maneira da incompetência. O tal senhor responsável pelo projecto é um irresponsável. Mas no fim do trabalho arrecadou uma maquia considerável e vai à vida.
Mas o que dizer de quem devia perceber e demonstra não perceber?
Falo dos (ir)responsáveis trabalhadores (?) da Divisão de Trânsito da autarquia.
0 chamado engenheiro Aleixo, a chamada engenheira Georgina.
Será que não perceberam que a empresa contratada para planear o Plano de Acessibilidades não percebia nada do que estava a fazer?
Aqui para nós a chamada engenheira Georgina é uma yeswoman da senhora chamada presidente.
E como o lugar que ela ocupa é de nomeação - directora de serviços !?!? - Ah pois é. Convém não contrariar a madamme.

E depois não queremos que a cidade esteja às moscas com os comerciantes a dizerem mal da sua vida.

Todos para o Almada Fórum. Já!
Há espaço e estacionamento grátis. Por enquanto.

Anónimo disse...

Increible mudam os sentidos de circulação e não põem novos sinais indicativas para orientar às pessoas. Os fornecedores de lojas andam perdidos, os cidadãos andam perdidos... a frase mas oida é : já não volto mas a Almada, e depois temos que ler neste blogg opiniões do maravilhosa que é esta autarquia, que pouca vergonha !!!

Será que os autarcas e sobretudo a prefeita são cegos, autistas ou que não têm vergonha e são incompetentes para dirigir esta cidade? O grande problema é a prefeita não conduz nem passeia pelas ruas como qualquer cidadão, não compra nas lojas de sua cidade, não faz vida nesta, não ama à cidade, vive numa gaiola de ouro (que triste)
e a grande desfachatez e cara de pau é que exige ao povo que deixe o carro quando ela que vive a 500mts da prefeitura vai trabalhar em carro de alta gama. que panda de sem vergonha. Alguém viu a esta Sra. ou os concejale passear pela cidade, comprar em suas lojas? Desejo que algum dia se há justiça se afundem no inferno.

Anónimo disse...

Vejam a incompetência dos urbanistas desta cidade na praça S joão Batista plantaram quatro palmeiras quatro delas teêm uma distancia correta as outras quatro estão tão juntas que quando tirem as proteção das palmas vão ficar todas encima umas das outras,bom trabalho si senhor merecem um premio e uma medalha pela criatividade

Anónimo disse...

Sres. comerciantes da rua Capitão Leitão e outras, lhe vão dar as graças à Presidente da Câmara e suas acólitos, porque por fim e graças ao plano 21 (aposentação de por vida) vão poder desfrutar de umas férias definitivas já que vão fechar seus negócios.

Anónimo disse...

Quando se é "governado" por gente como a que está na CMA é isto que se tem!...
Vejam lá os CV's da Presidenta e dos Vereadores no site da Câmara. É estranho mas todos os CV's começam na "política"...
Por exemplo a Presidenta não diz que antes de "política" era empregada bancária. Porque será?... E os outros é o mesmo...
Para quem como eu estou em Almada há 50 anos, isto é um desastre.
Assino como anónimo, porque no regime instalado por estes senhores nunca se sabe...
Bem haja este Blog!

Anónimo disse...

Infelizmente cada vez gosto menos de dormir em Almada. Sim porque sempre que posso fujo de Almada. Moro perto da rotunda(se continuar a ser) dos bancos e passam semanas sem ir mais abaixo da avenida do que ao Pascoa para comprar pão. E quando vou ao Pingo Doce e levo as minhas filhas chego a casa mais enervado do que sai. Passeios em mau estado ou por acabar, aquela praça vergonhosa com os bancos todos sujos, num dia estava diluente no chão para fazerem densenhos era um cheiro horrivel, a malta nova de skate a saltar dum lado para o outro, quase a atropelar as pessoas. E os espaços infantis. Nós que gostamos de estar com os filhos nos parques, há algum tempo fui ao parque perto da Repsol e assim q cheguei dei meia volta. Cheio de lixo no chão, a casinha para elas brincarem queimada, enfim reflexo da cidade. Abandonada e muito mal tratada. Em contrapartida já levei com uns 3 ou 4 avisos da ecalma porque tinha o carro mal estacionado, estava em espinha em vez de estar paralelo com a estrada!!! Irrisório. Obviamente se não há espaço para estacionar os carros nos devidos lugar, passa a valer tudo, curvas, passadeiras, passeios, ruas. Quando chegar o tempo de chuva quero ver como isto vai ficar. Que cidade tão desagradável para viver(dormir). Ainda há dias estive em Góis, Vila Nova de Santo André entre outras localidades e que diferença, passadeiras desniveladas, tudo arranjadinho.Infelizmente o que nos leva a pensar mesmo que a CMA mude de cara a porcaria continua a mesma. Tal como o Obama disse mesmo que se pinte os lábios a um porco, não deixa de ser um porco.
Abram os olhos

Anónimo disse...

Pois é minha Senhora MES, agora já acabou com o resto sim senhor a senhora está de parabens conseguiu acabar com o resto mesmo, atigiu o seu objectivo. Parabens.... terá alguma contrapartida com o forum?... Minha Senhora vá embora os Almadense estao fartissimos da Senhora sobretudo do seu sorriso cínico parecendo que tudo vai ficar bem. Os Almadense estão a sofrer na pele as suas faltas de sensibilidade desfarçado com o seu sorriso , o tal!

aviador disse...

Sobre a sovietização da Costa vejam no meu alma-da-nada.bolgspot.com

Anónimo disse...

Esta administração continua a caminho da destruição total.
É o salve-se quem puder - eles estão salvos pelos vencimentos chorudos - e quem vier atrás que feche a porta.

MES não regressará a S. Bartolomeu de Messines - lá ninguém a quer - além de que aquela terra não fez mal a ninguém.

Negócios com o Almada Fórum?
Poderíamos transformar as dúvidas em certezas mas não queremos.
Por enquanto.

Uma coisa é certa. Quando MES abandonar o tacho vai ser mais uma munícipe. Nunca mas nunca lhe vão sobrar amizades para a saudar.
Com excepção dos que presentemente se vergam. E mesmo esses...

Anónimo disse...

Os comerciantes de Almada só teêm o que se merecem basta ver a representação que teêm no seu presidente da asociação o sr. Luis entre o Almada Fashion um sorteio de um carro e o concurso das montras de Almada,tudo isto financiado por camara claro,assim estão todos os problemas resolvidos em vez de unir forças o que faz este senhor é dividir os comerciantes assim dessa forma não tem que entrar em conflito com quem o financia.

Anónimo disse...

O comentário do Sr. josé Mendonça, é precisamente o que se estar a passar em Almada. Ninguém sabe bem por onde ir. E como é tão complicado ir para qualquer lado, não se vai ao Centro de Almada, é justo. Não é justo é o que esta Câmara fez e continua a fazer com os comerciantes, finge que os ausculta para NUNCA fazer nada do que é sugerido. O plano já está traçado e a "Almada participada" não é nada menos do que uma informação do vai acontecer. Os comerciantes pediram para não se avançarem com as obras do MTS antes da conclusão dos parques de estacionamento, mas esta solução foi bem melhor, começar já, não pensar nos carros dos visitantes e habitantes.
A obra está mal pensada e acima de tudo, muito mal coordenada.
Preocupada com os comerciantes MES não deve estar, porque segundo sei só frequenta um estabelecimento no centro de Almada.

Anónimo disse...

Quando uma casa está suja, feia e deixada se diz que os donos são uns porcos, pois isso, se aplique a Almada

Anónimo disse...

\\\"Nada é tão perigoso como deixar permanecer longo tempo num mesmo cidadão o poder\\\". Simón Bolívar

Anónimo disse...

Epá temos gente iluminada que "sabe para onde ir", que "sabe o que quer", curioso, parece a mesma estúpida ladainha que os sucessivos Governos depois do 25 de Abril dizem, dai o estado vergonhoso em que está o pais..
Vocês são os iluminados, os escolhidos, os que tudo dabem e tudo resolvem..
Digam qual é o vosso programa ó supremos seres divinos e iluminados da "sabedoria" bacoca e vazia???

Roldão disse...

Iluminados são só os que seguem cegamente a Maria Emília. É ela que lhes ilumina o caminho.
Quem pensa não segue a Maria Emília.

Anónimo disse...

Que podemos na realidade fazer para alterar este estado de coisas?Como se pode chamar a atenção dos autarcas para os problemas que estão a causar à cidade de Almada? Será que eles estão inconscientes em relação a estes problemas? Se encontrarmos a MESousa aí na rua e tivermos opurtunidade de falar com ela, será que ela ouve alguem? Se pretendermos marcar uma hora para sermos recebidos, ela recebe-nos? E se ela nos receber, irá algum dia levar em conta as nossas censuras? Haverá a possibilidade de recuar nalgumas das medidas que foram tomadas e que causam os problemas? A todas estas perguntas a resposta será com toda a certeza, NÃO; Haverão eleições aproximadamente daqui a um ano, mesmo que o elenco mude, o mal está feito e não creio que exista sequer a possibilidade de reposição de tudo o que de errado foi até aqui feito. Termino como comecei: Que podemos nós fazer?
Oliveira

Anónimo disse...

Sr Oliveira
Parece-me que pouco podemos fazer sem os partidos da oposição.
Estes também se estão nas tintas para Almada já que quem os controla está mais interessado em garantir tachos e proventos ou consegui-los, do que ser alternativa à desgraça.
Preferem comer sem se queimarem.
Lixe-se a população.

fernando sousa da pena disse...

A profunda desorientação em que está a Câmara Municipal - por ínvias razões que só alguns conhecerão - é verdadeiramente inquietante.

Vendo o tempo que ainda falta até às eleições, que volume de estragos ainda poderá permitir este excutivo? Que futuro teremos na cidade depois deste mandato catastrófico?

Almada cada vez mais me lembra uma cidade sul-americana decadente. Assustadoramente desorganizada, imunda, confusa, insegura, em autogestão com elevada entropia.

Já não é só uma estratégia errada e obsoleta. É a incapacidade de gerir os mais elementares problemas do dia-a-dia.

O último episódio é constituído pelas inenarráveis alterações do sentido do trânsito. Uma noite de trabalho de um bêbado não produziria pior resultado. Tudo sem sentido, insólito, desmiolado, absurdo.

E, efectivamente, a tentativa de ir de carro do mercado de Almada até Cacilhas é uma aventura desesperante.

Até onde conseguiremos resistir?

Anónimo disse...

O Plano de Acessibilidades 21 foi concebido por uma empresa privada que a CMA contratou exclusivamente para o efeito.

Resultado: todas as asneiras que se constatam.

É isto saber gerir?