quinta-feira, março 12, 2009

Uma Zona Pedonal com Comboio

Em...Almada, também há caldeiradas. Não é só na Costa de Caparica.
Esta notícia, hoje saída no Jornal da Região, vem revelar aquilo que a Câmara Municipal é realmente e a sua incompetência para assumir responsabilidades.
Depois de a Câmara ter criado uma original zona pedonal, onde colocou um comboio a circular, o vereador Gonçalves, vem congratular-se com um abaixo assinado de um grupo de cidadãos, com o objectivo de defender a recém criada dita zona pedonal que a própria Câmara, não é capaz de defender e assumir sem hesitações.
Um comboio não é um veículo?
Uma Zona Pedonal com comboio é digna de figurar no "Guiness".
clique sobre o doc. para aumentar e ler
O vereador mete os pés pelas mãos dizendo: "Não estamos ainda em condições de cortar todo o movimento de circulação na zona pedonal"..." não seria justo impor restrições totais em tão curto espaço de tempo, quer para as instituições, comércio local e moradores desta zona de Almada".
Perfeitíssimo vereador Gonçalves!
Mas em tempo mais alargado já será justo?
Não é a Câmara que dá, via ECALMA, as autorizações a quem quer para circular de automóvel na zona dita pedonal?
Os bons e excelentes autarcas, não pensaram a sério no que queriam fazer naquela zona?
Partindo do princípio que as instituições, nomeadamente o Externato Frei Luís de Sousa não vão fechar ou sair de lá, que os moradores vão continuar a residir lá e que o comércio local também vai continuar lá, que está à espera o vereador ou a Câmara Municipal?
-"Nacionalizar" o Frei Luís de Sousa e ocupá-lo para funcionamento de serviços municipais?
-Que os moradores envelheçam, morram e a zona fique deserta para o município ocupar as casas devolutas?
-Que o comércio encerre definitivamente por falta de clientes e assim se facilite a vida aos autarcas?
Há muito tempo que a CMA anda a meter água, com esta falsa zona pedonal.
Outra curiosidade e grande contradição da CMA e do vereador segundo a notícia:
Então a coligação "CDU-CMA-PCP" rejeita o abaixo assinado, na Assembleia Municipal de 25 de Fevereiro do qual o vereador diz "concordar com os objectivos dos cidadãos, apesar de uma ponderação diferente relativamente ao tempo" e o PS e BE apresentam moções de apoio ao movimento dos cidadãos?
Interesses ocultos ?
Os almadenses estão a ficar fritos com as trapalhadas, trapaças e tropelias destes autarcas.

15 comentários:

Anónimo disse...

Aproveito este canal para indicar dois links interessantes sobre a àrea de pessoal(viculo laboral) na CMA, a AGENEAL e Novaalmadavelha:


http://www.assembleialmada.org/content/index.php?action=detailfo&rec=1309&t=requerimentos

http://setubal.bloco.org/index.php?option=com_content&task=view&id=723&Itemid=62

As respostas dadas pela CMA aos requerimentos, não creio que correspondam na totalidade à verdade...

Ponto Verde disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ponto Verde disse...

É surreal a posição do vereador! Num país de gente normal a demissão era a única saída.

Depois, quem promove o abaixo assuinado?

O MST que sendo veículo obtém assim o monopólio de circular numa zona pedonal?

O grupo GAIA ?

Onde estava isto escrito quando se avançou com este projecto MST e quais eram as propostas eleitorais da CDU sobre a zona pedonal? Estas que se preparam para implementar e a bostada que já fizeram

Por mim, é-me indiferente que o Frei feche, que as lojas se entaipem ou que os moradores percam mobilidade .
Deixo de lá ír pura e simplesmente, eu e muitos mais e quem ganha com isso ?

Uma cidade não é bara receber e alojar cidadãos? Parece que Almada não?

Anónimo disse...

Depois de tanto trabalho a nivel governamental e empresarial a tentar passar a ideia da mobilidade profissional,( os portugueses têm de se habituar a encontrar o posto de trabalho, por vezes mais longe da sua habitação),vem um municipio passar a ideia de que a mobilidade é um defeito e portanto só se for de transportes públicos; Não é possivel compreender as mensagens, se por um lado temos de compreender a necessidade de nos deslocar-mos cada vez para mais longe a fim de ganhar o pão, e se por outro nos limitam a possibilidade de aceder ao posto de trabalho por via da filosofia de uma cidade sem automóveis, atiram o problema para cima de quem não pode resolver e leva com as resoluções dos outros. Em que é que ficamos?, vamos trabalhar mais longe, mas vamos todos na forma como se fosse na sibéria, ou vamos trabalhar mais longe e podemos desenrascar-nos? E depois de tudo isto, ainda levamos com o pagamento do parque de estacionamento,(a sociedade capitalista é que inventou o estacionamento pago),ummmm...,estou a ver a camara de Almada como a raposa que olhava para as uvas lá em cima e, não lhes podendo chegar, afirmou, estão verdes, não prestam. Não é que agora a iniciativa de paises capitalistas já é boa para aplicar aos cidadãos da comunista almada?

Anónimo disse...

A MES deve querer correr com os moradores da zona central de Almada, para as casas ficarem à venda ao preço da uva mijona, serem compradas pelos camaradas, então povoar Almada com seus eleitores e a declarar definitivamente coutada comunista de proletários capitalistas.

Anónimo disse...

Hoje sexta-feira vou ir com os meus filhos de 7 e 4 anos à zona pedonal de Almada para que brinquen livremente a vontade e sem perigos enquanto eu me sento em uma esplanada a desfrutar com meus amigos de uma tarde de sol e sem ter de estar controlando o que fazem meus filhos.

Mesmo que eliminem todos os carros e autocarros, me pode assegurar o Sr. Gonçalves que meus filhos não correm perigo devido ao metro nesta zona terrivelmente e falsa mal chamada pedonal ???

A quem acha esta Câmara que está enganando ???

Anónimo disse...

O senhor Gonçalves já não sabe o que fazer nem o que dizer.
Manda a sua função que vá dizendo umas coisas.
Determina a chefe que vá dizendo outras.
E ele pouco ou nada se preocupa porque está de saída.

O que o senhor Gonçalves disse tem nexo? Rigorosamente nenhum.
O que a Câmara tem feito é admissível?
Jamais (desculpe lá Mário Lino)

Se me é permitido e em jeito de out of the topic mas sempre útil, e se a Câmara visse as desgraças imobiliárias que existem pelo concelho fora?
Porque motivo a Protecção Civil não actua?
Este é um exemplo apenas: no cruzamento da Rua Pedro Matos Filipe com a Av. Fundação, Cova da Piedade estão dois imóveis em risco de queda. É assim mesmo, em risco de queda.
A Câmara tem conhecimento do assunto.
Está à espera de quê?
Já enviei três mails para a Protecção Civil que não surtiram efeito.
O que andará o senhor Jorge Graça a fazer?

Anónimo disse...

Não sei quem é, mas se está nesse lugar (ele ou outro) e nada faz, deve andar a receber ordenado e ajudas de cuato ou mais uma pensão.

Anónimo disse...

Para pensão é muito novo.
Oportunista sim.
Este foi o tal senhor que entrou pela porta dos fundos.
Graças a S. Carreiras.

Ah! É o chamado coordenador da Protecção Civil Municipal.

trabalhador disse...

Protecç~~ao Civil em Almada??? Essa só se for para rir!!! A protecção Civil são 2 pessoas, sim 2 pessoas (O tal coordenador e um secretário!!!!!!). Depois vem a MES defender que a protecção civil somos todos, bombeiros etc. Nem corpo técnico têm. São os tecnicos do urbanismo que quando existe alguma desgraça têm que ir tapar buracos, a maior parte das vezes nem sabem ao que vão, sem condições e sem qualquer tipo de equipamento de segurança e ou análise. Esta é a protecção civil de Almada. è verdade esqueci-me foi de dizer que têm grandes carros/carrinhas novas e rádios e show-off.....

trabalhador disse...

Quanto aos prédios degradado: há vários anos que o urbanismo vem a pedir verbas para disponibilizar para os casos de derrocada iminente (como é o caso que um comentador disse na Av da Fundação) em que se desconhece o proprietário, ou que o mesmo não quer fazer obras. É necessário efectuar obras coercivamente, mas para isso é necessário que sejam disponibilizadas verbas, e MES não me parece mto interessado em resolver estas questões porque depois só reavia o dinheiro a médio prazo. Na minha opinião esta devia ser uma das responsabilidades da Camara (à semelhança de outras por esse país). Isto sim era prestar um serviço público.
Qunado aquilo cair em cima de alguém vem dizer que a culpa é do proprietário, o que não deixa de ser verdade em certos casos, mas e Camara, n tem responsabilidades??

Anónimo disse...

Almada é hoje uma passagem de nivel sem guarda.
Quem nos acode?

Anónimo disse...

Quando o Maria Emília acabar com a circulação de autocarros dos TST na actual sua zona pedonal estará a antecipar a morte anunciada do comércio local, a criar mais desemprego e a acabar com a vida no centro da cidade.
Almada será definitivamente local de passagem.

Anónimo disse...

Já que as organizações que deviam defender os invisuais não o fazem, é tempo de fazer uma pergunta: Como é que os invisuais passam para o outro lado da via férrea que divide Almada ao meio?
Como é que será?

Anónimo disse...

Já que a Nossa Senhora de Fátima cá vem (com o que eu concordo, pois dá movimento á cidade),esperemos que a MILITA nãe esqueça de pedir PERDÂO por ter ESTRANGULADO a ÙNICA AVENIDA que Almada tinha, só para ter um PRÈMIO na mão. Quem lho deu não sabe que os gazes nas outras pequenas ruas triplicaram e que para ELA ter esse PRÈMIO temos a classe dos COMERCIANTES DESTRUIDA, e consequentemente ALMADA MORTA.SR PRESIDENTE PEÇA PERDÃO PELO TEMPO QUE ESTÁ A LEVAR A RECONHECER QUE ESTA AVENIDA CORTADA ESTRANGULOU TODA A CIDADE.Peça tambem por ter criado a ECALMA que multa todos os visitantes a €60. Não tenha vergonha de mostrar que reconhece que errou, a Nossa Senhora PERDOA_LHE porque ELA sabe que não foi de PROPÒSITO. O Indignado