segunda-feira, março 02, 2009

A Triste e Miserável Almada ( II )

Em...Almada apresenta mais imagens desta Almada destruída por autarcas ditos comunistas, mas que na realidade andam a aproveitar-se do capitalismo selvagem que explora os cidadãos.
É lamentável como gente sem senso, sem competência técnica e intelectual, através de seus actos e decisões e da construção de um ambiente intimidatória, domina e explora a população e consegue controlar e maniatar a oposição para fazer o que pretende no concelho de Almada, arrastando nessa onda a aquiescência de hostes intimidadas da mesma oposição e de elementos das associações, clubes e colectividades "comprados" com os subsídios camarários distribuídos (dinheiro sacado aos munícipes através dos mais diversos estratagemas, porque quem paga é sempre o munícipe).
Imagens desta Almada destruída e feia, erigida ao longo de 30 anos de poder autárquico dito em nome do nosso povo. BASTA!
reintervenções em locais recentemente intervencionados
novas zonas verdes e jardinadas
cascata e escada na bi-avenida D. Nuno Álvares Pereira, espelho da incompetência municipal, ratoeira para idosos e deficientes físicos decoração municipal promovida pela autarquia ao longo de 30 anos. Uma agressão à paisagem, ao ambiente: mais um caso dos muitos exemplos degradantes que decoram a paisagem do concelho
um ex-libris num parque subterrâneo da cidade duas das muitas "pinturas públicas" decorativas do concelho... ....aqui com danos na propriedade privada
É uma degradação e miséria urbana constantes e permanentes.
Não se respeita o espaço público, nem a propriedade privada. Não se respeitam os cidadãos. Abusa-se da passividade e indiferença do cidadão, que acredita que os eleitos têm o dever de trabalhar para a comunidade.
A filosofia dos eleitos é outra. Obedecer cegamente às ordens dos superiores partidários e trabalhar para outros fins, como a manutenção de lugar na cadeira do poder e alimentar o partido subvertendo todos os princípios democráticos.
Até espaços com obras intervencionados há pouco tempo, já são objecto de novas intervenções.
Os almadenses não podem, não devem ficar indiferentes a esta calamidade autárquica que se abateu e instalou em Almada, com beneplácito de outras forças políticas, que por vezes têm rasgos de oposição.
Temos de nos erguer para banir esta gente ou igual, da gestão do concelho.
EMALMADA agradece a colaboração de cidadão

16 comentários:

Anónimo disse...

São imagens do espelho e desleixo municipal da gestão de 23 anos da czarina.

Anónimo disse...

Demonstração absoluta da falta de respeito que MES tem para com o Concelho e para com os munícipes.

Anónimo disse...

Sim, Almada é triste no desenvolvimento sócio-económico (subdesenvolvimento) protagonizado pelo seu elenco autárquico e miserável no contexto das cidades que souberam dar um salto em frente na requalificação e limpeza urbana, numa busca de qualidade de vida para os munícipes.

Anónimo disse...

Cada buraco nos passeios, no alcatrão, cada saco de plástico a volta de um contentor durante dias y dias, cada jardim mal arranjado, cada escada o rampa não preparada para minusválidos, etc, etc, demonstra o desrespeito que têm estes autarcas pelo cidadão que paga seus impostos e que nesta "cidade" são dos mais altos do pais.

O triste desta história é que o cidadão não reclama os seus direitos ou por que não sabe quais são ou por que acha que não vale a pena, nada mas longe da realidade.

Vamos ver se pelo menos vamos votar nas próximas eleições para por a cada um no seu lugar.

Anónimo disse...

Nesta conversa, senhor blogger, falta referir as forças que apoiam a czarina e menosprezam o trabalho das oposições.
Não se esqueça que a igreja, representada pelo padre Ricardo e agora mais recentemente pelo padre de cacilhas(segundo vai constando), são dos maiores suportes da dita!
Os clubes e associações vivem à conta da Câmara porque precisam de espaços de convívio e de interacção para os seus sócios e ela aproveita-se da pobreza dessas instituições para manipular, colocando nas direcções os seus peões de brega, com honrosas excepções...
Mas a igreja não precisa dela para nada, porque tem riqueza quanto baste e sabe bem esmifrar os dinheiros do orçamento de estado (embora, sempre a queixar-se de que não lhe dão nada!), e mesmo assim não consegue ter independência e distanciamento como lhe competia!
Esquecem-se das perseguições que sofreram noutros tempos e noutros lugares...
E assim vamos vendo Almada a esboroar-se pela acção de uns e pela cumplicidade de outros.
É mesmo uma triteza!

Anónimo disse...

O PCP sofreu uma importante derrota ontem na Assembleia Municipal. A D. Emília foi obrigada a retirar a proposta de alteração do PDM. Era uma proposta ilegal e que pretendia branquear a inércia da Câmara PCP ao longo dos últimos anos. Temos de continuar vigilantes.

Anónimo disse...

Que alteração era essa e onde é que a madama pretendia fazer o seu joguinho?

Anónimo disse...

veja o blog do psalmada e ficará a saber!

http://psalmada.blogs.sapo.pt/

Anónimo disse...

Ali devia haver uma grande negociata entre vários compadres e madrinha.
Questionável e de desconfiar a cãmara querer dispensar o Plano de Pormenor do PDM para a área junto à Universidade.
Kultura de nomenklatura em parceria com betão?

Anónimo disse...

Expliquem essa do PDM. Passou ou não na Assembleia Municipal? Não vejo nada no site do PS Almada.

Anónimo disse...

É curioso que o site da Assembleia Municipal indica, como deve ser, a ordem de trabalhos da última reunião mas não há nada, posterior, que diga o resultado da votação.
Logo, se queremos confirmar essa situação do Plano de Pormenor do PDM, teremos que ir por outros caminhos.
Mas vamos lá. Garanto.

Anónimo disse...

Futuro de Almada:

Quinta-feira 5 de Março de 2009,loja em Almada de artigos de primeira necessidade aberta há duas horas, neste tempo não tem entrado ninguém.

Graças Câmara de Almada.

Miguel disse...

Já ficou mais que comprovada a pouca importância que a senhora Presidente da Câmara tem demonstrado pela cidade e pelos seus habitantes, mas algumas das imagens aqui apresentadas deixam-me preocupado pela educação (ou falta) de muitos dos nossos cidadãos, que insistem em vandalizar tudo à sua frente, sobretudo algumas das novas obras, sejam estas promovidas por nós quer pela câmara. Não pode esta fazer o jogo deste tipo de pessoas, limpando a sua porcaria para que estes voltem a deixar a sua marca. É necessária uma atitude mais forte de quem manda contra algumas pessoas que tão frequentemente perturbam a ordem pública, sonora e visual dos almadenses. Ouvi falar em medidas mais duras mas parece-me que elas nao saíram do papel, tal a inércia ou falta de poder das nossas forças da ordem.

João Henriques disse...

Concrodo consigo Miguel. O actual estado da situação mostra claramente a falta de educação, civismo e cidadania que muita gente tem para com a sua própria cidade. Mas é uma situação delicada. Se esses meninos e meninas levassem umas palmadas no rabo para não voltarem a vandalizar, ouviam-se gritos que tinhamos voltado ao antigo regime.

Mas era isso que precisavam. De uns açoites valentes em praça pública, ou uma responsabilização pelos estragos. Se tivessem que pagar e fossem praticadas sanções severas asseguradas por um policiamneto duro, isto acabava em 3 tempos.. mas isso, ó isso.. chuvia logo um post que tinhamos coltado à ditadura.

um abraço

João Henriques disse...

Onde se lê "chuvia" é chovia.

Zé disse...

"açoites valentes em praça pública" à boa maneira fundamentalista e estalinista, né joão henriques?

Estavamos entregues à bicharada totalitária comunista e oportunista em vez de estarmos num Estado de direito onde a propriedade pública e privada e os cidadãos têm de ser respeitados.

Que o SENHOR nos livre de comunistas "democratas"!
São piores que os outros,os só comunistas.