sábado, julho 26, 2008

Deposite o Lixo no Lixo

Em...Almada, a Câmara Municipal não deixa só em mãos alheias a promoção turística do concelho.
Gasta milhares de euros em protocolos e estudos de promoção turística com entidades privadas, sempre para "dignificar a nossa terra" como diz, mas também dá o seu contributo com boas imagens por si cultivadas, reveladoras do seu honesto trabalho nesta área.
Não se faz rogada a Câmara e mostra também o seu trabalho, produto de um enorme esforço dos competentes autarcas.
Na Freguesia de Cacilhas, porta de entrada de Almada para alguns turistas que atravessam o Tejo, a Câmara Municipal de Almada, exibe a todos estes lindos postais turísticos, 3 em 1, Lixo+Vegetação Indígena+Grafitis.
clique nas fotos para aumentar
"DEPOSITE O LIXO NO LIXO" o Município agradece!
Não nos venha a Câmara ou seus autarcas, (lembram-se do tal vereador?) dizer que é falta de civismo dos cidadãos, que mandam lixo para o chão.
O cidadão que aí deposita lixo, cumpre o que lhe dizem "Deposite o lixo no lixo".
A Câmara é que não cumpre. Não limpa, e o cidadão vendo lixo, deposita o lixo no lixo. Está certo!
É assim, um cidadão cumpridor.
A Câmara Municipal de Almada não limpa, deixa o lixo acumular-se. Fomenta a degradação da cidade, contribui para a exibição destes lamentáveis e tristes quadros de falta de higiene e limpeza urbana.
São bilhetes postais destes que infelizmente se vêem por todo o concelho
Isto acontece porque esta Câmara não cuida de Almada, não trabalha para Almada. Não tem competência nem capacidade para gerir e dignificar Almada.
É urgente livrar Almada dos incompetentes e oportunistas.

9 comentários:

Anónimo disse...

Almada é um caso especial no panorama português em gestão autarquica.
Anuncia o município aos quatro ventos que tem boas contas e que é caso exemplar de desenvolvimento sustentável mas a realidade é outra como se pode observar por estas e outras imagens ou percorrendo o concelho.
O caos urbnanistico, o abandono de algumas zonas e agora as dificuldades de aceder ao centro contradizem as bonitas imagens dos anúncios televisivos.

Anónimo disse...

E como explicar a concessão a uma empresa privada, em certas zonas que cada vez são mais, da área de espaços verdes e também da de limpeza urbana?
Quem paga isso? E resultados, há?
Tenho respostas para as duas perguntas.
Quem paga, NÓS, munícipes.
Resultados? NÃO.

E assim vamos, cantando e rindo pouco, levados levados sim...

alfacinha disse...

O lixo é o lado certo de Almada fomentado pela autarquia.
Não há respeito pelos habitantes de Almada, não há vergonha pela exibição de imagens evidentes de subdesenvolvimento num concelho ao lado da capital.Muitas aldeias e vilas de Portugal dão lições a Almada em limpeza e conservação de espaços públicos.
Oa almadenses livres estarão envergonhados com a imagem pobre da cidade.

Anónimo disse...

Almada está ao lado da capital e do capital.
Mas não é do capital apregoado por Marx.
A senhora dona do concelho há muito que evoluiu e pertence à geração do capital ocidental.
Almada está à venda. Pela melhor oferta.

Fernando Sousa da Pena disse...

Infortunadamente, as imagens que mostra não deverão ter sido difíceis de obter. São inúmeros os exemplos de degradação acentuada do espaço público, entregue à incúria da gestão municipal e ao vandalismo dos que sabem contar com o seu beneplácito.

É um infeliz desígnio o de Almada. O betão como estratégia em sede de PDM, desordem urbanística profunda, a população empurrada para os centros comerciais, fruto de ruas, praças e jardins feios, estragados, descuidados, imundos, atravancados.

E um executivo que assobia para o lado e vive num mundo de ilusão, seguro que está de que os seus boletins ilustrados, os anúncios na televisão, as festas com artistas da moda, os subsídios distribuídos, os planos megalómanos para um futuro longínquo e uma oposição envergonhada e cúmplice lhe permitirão renovar o mandato.

Anónimo disse...

Passei no domingo de manhã por essa zona e o peor não e lixo que encomtra ai depositado,porque isso e o postal turistico que temos da nossa cidade o peor são os comtemtores do lixo o cheiro e insuportavel isso sim que e uma boa imagem para o turismo que queremos ter num futuro

Al-Ma'dan disse...

O problema do lixo em Almada, é velho, muito velho. Apesar de o português médio não ser muito asseado, não consta que os almadenses sejam menos asseados que os demais portugueses. Ora se Almada é mais suja que a média das cidades portuguesas, a diferença está na câmara. O que acontece é que para CMAlmada a limpeza urbana não é nem nunca foi uma prioridade. É que a senhora que está à frente da câmara, limitada como é, pensa que é possível construir um bom concelho e um bom destino turístico sem limpeza. Todos nós sabemos que não é possível, mas a senhora acha que sim, porque no fundo é uma pessoa básica e cheia de limitações e sem competência para fazer de Almada um concelho de 1.º mundo e com um turismo de qualidade.
No tocante à limpeza, dizem os técnicos que para se ter um concelho limpo é necessário ter um orçamento para essa área que represente no mínimo 10% do orçamento total do município. Ora pergunte-se à CMAlmada quanto é que gasta com a limpeza. A resposta é nada. Eu já fiz a experiência. E a mim não me choca que as câmaras recorram a empresas privadas para fazerem esse serviço.
Mas em Almada nem com privados nem sem eles.
A senhora só aprenderá quando os almadenses a puserem na rua, de outra forma não mudará. O poder, sobretudo se absoluto e execrcido continuamente durante demasiado tempo torna as pessoas autistas e MESousa é uma caso de autismo sem solução.

Fernando Sousa da Pena disse...

A proposta de atribuição de 10% do orçamento para limpeza foi feita em Assembleia Municipal. Naturalmente, foi recebida com o habitual desprezo de quem não conhece nem quer conhecer.

Al-Ma'dan disse...

Caro Fernando Sousa da Pena,
Desconhecia que essa proposta já tinha sido feita em sede de assembleia municipal.
Mas, se já foi e foi rejeitada, não me surpreende. É que para MESousa é preferível apresentar superávites orçamentais ou gastar dinheiro em propaganda, que gastar na limpeza de Almada. Por isso, já se vê que a senhora está a mentir quando diz que "ama" Almada. Quem ama Almada quer vê-la um brinquinho e não como esta senhora a tem deixado: suja e ostracizada.