quinta-feira, abril 17, 2008

Vale tudo em Almada

Em...Almada, para impor o MST à população vale tudo. As pessoas, como cidadãos nada valem para o executivo camarário vendido ao capital e promotor de um transporte monopolista - o Metro Sul do Tejo. Será que alguma vez existiu qualquer plano/projecto sensato para o Metro Sul do Tejo? Para lá de uma cidade urbanisticamente empobrecida, com muito lixo, muita sujidade, sem atractivos para fixar população jovem e muitas áreas degradadas, em Almada já tinhamos passeios e rotundas galgáveis...
passeios em péssimo estado e descuidados em zona de obras do MST, como o da imagem na Av. Bento Gonçalves, onde os peões se vêem obrigados a ir para a estrada para evitar uma entorse ou queda, mas sujeitando-se a um atropelamento.... ....agora temos mais uma originalidade. Um improvisado triângulo galgável, na Cova da Piedade... sobreposto a passadeira para peões....e mais à frente como se vê na imagem, um separador de trânsito galgável:
É um futuro doido imposto aos almadenses e aos automobilistas por uma edilidade sem norte para gerir uma cidade e sem oposição válida como alternativa.
Almada caminha a passos largos para conquistar um lugar honroso entre os municípios mais criativos em casos insólitos de improvisado caos urbano.
Nota: agradecemos a mão amiga as duas últimas fotos

9 comentários:

Ponto Verde disse...

Vai estar tudo um brinquinho para as eleições, nem que esteja tudo cimentado com cuspo e tudo estale logo a seguir à caça ao voto!

Até lá , é fartar vilanagem, o desrespeito total pelos munícipes, sobretudo os de menor mobilidade, os deficientes e os idosos.

Anónimo disse...

Alguém ainda se admira da (in)capacidade desta administração autárquica?
Obras? Tudo à pressa (excepção feita à Av. D. Nuno Alvares Pereira).
As fotos mostram o que muitos teimam, ainda, em negar.
Rotundas? Passadeiras para peões? Locais galgáveis?
Tudo a bem da pressa, já aqui citada, e do desleixo, da incúria.
Soube, um dia destes, que não há já fiscalização por parte da Câmara, na rua.
Esta, a fiscalização, é feita nos gabinetes.
Almada, século XXI.

Deixo uma pergunta. Onde vão ser feitas este ano as comemorações do 25 de Abril?
Ouvi dizer que se preparava outro disparate. Uma espécie de terraplanagem na Praça do MFA...
Um trabalho caríssimo. Mas como sai dos bolsos do povo, que se lixe.

Anónimo disse...

Ainda esta manhã passei no local, vindo da rotunda do Centro Sul e deparei-me com o separador central galgável, sem saber se podia ou não voltar à esquerda para a Rua Alberto de Araújo, porque todas as indicações deixam muitas dúvidas.
Reparei, também, que muitas das árvores existentes no local estão secas (por exemplo, das seis árvores existentes na rotunda da Rua Conceição Sameiro Antunes, apenas uma parece estar viva).
A relva, não o é, é erva.
Enfim, por Almada continuamos no 3.º mundo.
E nada que tire o sono a estes autarcas.

Sotnas

Anónimo disse...

Olhe que o sono dessa gente não é o mesmo.
Algumas insónias e até irritabilidade social estão patentes.
Caro Sotnas, vá por mim que sei o que digo.

Anónimo disse...

Último anónimo,
Espero, sinceramente, que tenha razão.

Sotnas

almadense adoptado disse...

Trãnsito em Almada. O que é isso? Já se esqueceram da tragédia do Chiado em Lisboa quando do incêndio que o destruiu?
Como vão chegar os carros de Bombeiros e socorros em caso de catástrofe ao longo do canal do mst?
Acordem almadenses.
Denúnciem a incompetência dos incompetentes que estão à frente do executivo autárquico.
Despertem do sono tranquilo oposicionistas.

Defendam Almada do vanadalismo a que assistimos diariamente com obras intermináveis de um metro eléctrico arrasador de Almada centro e cidade no futuro.
Almada merece dignidade, merece melhor porque o que existe é muito mau.
Sejamos dignos. Lutemos contra a incompetência.
Não sou de Almada mas estou disposto a colaborar para honrar a terra que escolhi para residir.

Tiago disse...

Sr almadense adoptado
Mas o espaço canal no centro de Almada não é calcetado?!?
Então os veículos prioritários não terão problema em utilizar o mesmo para circular nas avenidas em que ele se insere... Alias como já presenciei algumas vezes ali no Laranjeiro..

Anónimo disse...

Caro Tiago
Não é bem assim. Melhor, não vai ser assim.
O espaço canal não prevê, em largos espaços, a possibilidade de ser utilizado pelas viaturas de socorro.

A comparação que faz com o Laranjeiro, não se aplica a determinadas zonas em Almada.

É pena e é preocupante.

Anónimo disse...

Calcetado?...bem ok...
Eu, e a maioria, não andamos no espaço canal mas atravessa-mo-lo inumeras vezes e aquilo mais parece a maquineta do IPV quando nos testa a suspensão do carro. Uma vergonha é o que é.
Quanto ao resto, as rotundas, os passeios, o estacionamento, a regulação do transito etc.. nem é preciso falar.

(parabens aos autores do blog)