quarta-feira, fevereiro 27, 2008

Malefícios em Almada ou de Onde Vem o Dinheiro?

Em...Almada reproduz aqui a notícia (porque vale a pena) que foi objecto de 1ª página do semanário "Sol" em 16 de Fevereiro de 2008 e que talvez não seja caso único neste concelho, pelo que se ouve à boca calada em conversas de tertúlia.
Polvo manhoso e de tentáculos suavezinhos de peluche neste concelho, com uma Câmara que se diz defensora dos mais fracos ou ávida pelo capital assim....?
Divulgamos a notícia...porque Almada talvez não seja só aquele apregoado e falso "concelho de Abril" tão bonitinho dos Boletins Municipais e, para que mais cidadãos conheçam esta Almada de outros, que a ocuparam e a exploram de qualquer jeito, à custa de uma maioria absoluta minoritária (20% dos votos dos eleitores inscritos).
clique na imagem para aumentar
clique sobre as imagens para aumentar e ler
Esta não é a Almada dos Almadenses!

20 comentários:

Anónimo disse...

Almada tem sido uma frondoosa árvore da construção civil e de obras, que tem produzido abundantes frutos a estes autarcas "operários" de um partido dos trabalhadores.

Anónimo disse...

Os índices de corrupção não se ficam por aqui, ao que tudo indica.
Pergunto porque razão a senhora MES afastou do cargo da chefia de divisão o técnico cujo nome é apontado por João Macedo.
Para limpar as mãos? Foi tarde. O que não deveria ter acontecido era que não se tivessem dado oportunidade aos menos escrupulosos de sujarem as mãos.
Com esta atitude, o senhor visado na queixa deixa mal vistos colegas, a autarquia e as questões processuais.

Haja decoro.

Pedro Lopes, o outro.

Anónimo disse...

Os eleitos da CDU sempre se consideraram diferentes de todos os outros, designadamente no que que à corrupção diz respeito; sempre se consideraram incorruptíveis e acima de qualquer suspeita. E digo sempre se consideraram e não sempre os considerámos, porque basta ver o que aconteceu no passado recente na CMSetúbal. Agora, parece que pelas bandas de Almada também nada do que parecia, é. É bom que se esclareça bem todo este caso e outros semelhantes de que se fala à boca cheia mas que ainda não passaram disso. Falta saber quem são os prevaricadores: se apenas o engenheiro em causa, se os eleitos da câmara. E mais importante é perceber-se qual o destino das quantias exigidas, se para financiamento do próprio, da câmara ou político.

A ver vamos, se mais uma vez, como já é hábito nesta república das bananas à beira mar plantada, a culpa morre xolteira !

Sotnas

santana disse...

Por aqui se vê as boas contas do município de Almada!

Anónimo disse...

O Em Almada continua a ser um caso de polícia e de psiquiatria em último grau. E os outros, que aqui se arvoram em "juízes" como o Em Almada irresponsavelmente faz, são o mesmo. Escória! Pura escória!

Anónimo disse...

Tem piada. A "manchete" do semanário Sol aqui reproduzida pelo Em Almada reza assim: "Autarca e deputado do PSD constituído arguido".

Logo abaixo está, de facto, a calúnia: "Construtor de Almada denuncia pressões da Câmara".

Fico sem prceber, afinal, a quem se refere o Em Almada. Certamente ao segundo título (calunioso) do jornal. E o primeiro? Constituído arguido? Não será mais forte do que qualquer construtor (sabe-se lá quem seja ...) que denuncia (sabe-se lá o quê e a mando de quem ou de quê) algo que não comprova? Será? Ou não?

De acrodo: Em Almada é mesmo um caso de polícia. E de demência, em último grau!

Anónimo disse...

Ah..ah..ah
Como são divertidos estes comunas.
"Atão" o tema deste blog não é ... em Almada.
Não brinquem com o fogo que vos está a atingir. Vejam o ridículo e deixem de atirar tiros para o ar porque o chumbo cai-lhes na cabeça.

Anónimo disse...

Para o anónimo (último),

Fogo? Qual fogo? E quem é que está a brincar? E a atirar tiros para o ar, ainda por cima no escuro?

A verdade (será que isso lhe custou?) é que a manchete do Sol é aquela que eu digo, não outra. Mas a verdade, também, é que quem tem sido processado, constituído arguido, até condenado são outros que não os comunistas. Nenhum comunista, entende bem anónimo! Nenhum! Por muito que isso vos doa, a verdade é essa! E é precisamente por essa razão que o Em Almada (e os outros todos que a coberto do anonimato, ainda que invocando a liberdade de expressão, por aqui vão aparecendo ...) tanto procuram caluniar, difamar, ofender.

É que não somos todos iguais, de facto! E o que vocês gostariam, para se justificarem a vocês próprios, é que todos fôssemos iguais. Por isso se agarram desesperadamente a atoardas como a publicada pelo semanário Sol. Porque é uma atoarda. Que a seu tempo será esclarecida, e aí vou gostar muito de vos ouvir cantar de galo.

Atirar tiros para o ar? Cuidado, anónimo, pense lá bem quem é que anda a atirar tiros para o ar e onde é que o chumbo irá cair. Pense lá bem ...

Anónimo disse...

É isso mesmo, os comunistas pensam que são diferentes de todos os outros, são os melhores do mundo, são impolutos, etc, etc. quase só falta dizer que não são humanos como todos os outros. Mas, enfim, para os desmentir existem os crimes cometidos por muitos dos regimes ditos comunistas, que foram pouca coisa, só e apenas umas dezenas de milhões de mortos. Foi pouco. O tal Homem novo que queriam criar, não só não foi um Homem novo como foi mesmo um Homo criminosus. E apesar de todas as evidências o PCP insiste em não fazer o luto pelo descalabro do comunismo. Como ideologia, era e é bondosa. Mas a praxis foi um verdadeira barbárie. E pelos mais diversos motivos, que não é aqui o lugar para os enumerar.
É isto que os comunistas têm de entender. Mas, é difícil. Eu sei que é difícil.
Portanto, os senhores não venham armar-se em perfeitos e impolutos porque só vos fica mal.

Sotnas

Anónimo disse...

Este anónimo que diz sempre o mesmo (caso de polícia e tal) é um caso para a ala perigosa do Miguel Bombarda). Definitivamente não tem a noção do que diz. Por raiva? Por falta de argumentos? Por estupidez?

O nome deste blogue, alguém já aqui o referiu é "EmAlmada". É por isso perfeitamente natural que se refira e que destaque aos assuntos/problemas respeitantes ao concelho.

Você, anónimo descabido, veja atentamente o que lê, pense e depois escreva, se fôr capaz.
Por uma vez que seja mostre o seu lado positivo. Tem?
Não acredito. Mas sempre lhe lanço um desafio.

No concelho de Almada, o que interessa à maioria válida dos almadenses talvez não interesse a si.
Mas esse é um problema que será você a tentar resolver.

Em relação ao blogue "EmAlmada", continue.
Em liberdade e com o dedo bem apontado ao que de menoridade acontecer.
Sem receio dos anónimos frustrados.

(atenção que esta último barrete é dirigido ao anónimo a que me tenho vindo a referir).

Cumprimentos do Pedro Lopes, o outro.

Anónimo disse...

Oh Sotnas (ou Santos?), deixe-se de discursos moralistas e falsamente democráticos. Você é um anti-comunista primário (sim, conheço-o de outras andanças, daí o Santos ...), mas envergonhado. Então como ideologia é bondoso, o comunismo? Se assim pensa, porque é então tão anti-comunista? Os regimes ditos comunistas foram o que você diz? E se não tiverem sido regimes "comunistas"? Se tiverem sido um desvio em nome de qualquer coisa com esse nome? Mas você diz que como ideologia é bondoso apenas porque é anti-comunista envergonhado. Sabe porquê? Porque lá no fundo, no fundo, sabe que o caminho para o bem estar e desenvolvimento de toda a humanidade está nesses valores, não está nos seus. Por isso é envergonhado.

Já agora, só precisava ter respondido à minha pergunta de quem atira tiros para o ar. Não precisava deste arrazoado todo anti-comunista. Mas você é incapaz de se conter, não é? À minha pergunta só foi capaz de vir com regimes de outros países e outros tempos. Paciência.

E não, está enganado. Os comunistas não pensam que são os melhores do mundo, são impolutos, essas coisas todas que você diz. Não, os comunistas não pensam em termos absolutos desse jaez. Mas sabem uma coisa: a ideologia que professam ajuda-os a procurar ser sempre melhores seres humanos, consigo próprios e relativamente aos seus iguas. Erram, é evidente. Tropeçam no caminho, é evidente. Mas a postura que assumem é já uma grande ajuda, não tenha a mínima dúvida, para ser melhor que outros, cujas ideologias apenas os empurram para tentar ser melhor que o parceiro do lado, nem que para tal tenha que lhe passar por cima.

pinto de sousa disse...

Assim é que se fala e bem este anónimo doutrinário.
Pergunto-lhe:
Então os comunistas não passam por cima de ninguém?
Não se arme numa de cordeirinho porque essa já está demasiado gasta e vista.
Se não quer ser sincero, cale-se.

Anónimo disse...

Quem afirma que os comunistas são impolutos que ajudam e tal, deve ter muita areia nos olhos.
Ou então algum "tacho" prometido.

Se a administração autárquica almadense é impoluta, então o defeito é meu por não saber o significado do termo.

Não lhe levo a mal que defenda "a sua dama" mas não exagere.

Quem defende quem?

Pedro LOpes, o outro

Anónimo disse...

Caro anónimo comunista,
É claro que lá tinha de vir o fantasma anti-comunista, esse é um complexo de que os senhores não são capazes de se livrar.
Acho que vou perder o meu tempo, mas ainda assim gostaria de lhe dizer meia-dúzia de coisas:

Não sou comunista, é óbvio, mas também não sou anti-comunista ! Aliás, não tenho, nunca tive, nem penso algum dia vir a ter qualquer filiação partidária. Todavia, penso, vejo e ouço e por isso tenho as minhas opiniões e convicções. Entre elas, conta-se a de que que julgo que a CMAlmada trabalha mal. Mas, não é por ser CDU! Trabalha mal, ponto final.
Sabe, é que a minha formação intelectual não me deixa dividir as pessoas dessa forma: para mim há bons comunistas, tal como há maus comunistas. Do mesmo modo, sou incapaz de dividir as pessoas por raças: porque se há maus negros, também os há excelentes. Por isso mesmo, também não divido as pessoas pela religião que professam ou pela sua ausência: conheço excelentes católicos, tal como também os conheço execráveis, conheço bons ateus tal como também os conheço péssimos. Está a entender o que eu quero dizer? Para mim, o que há é pessoas: boas, assim-assim ou más. Por isso, não é por se ser comunista que um indivíduo é automaticamente melhor que um que não o é.

Sobretudo, gostei muita das partes em que diz, e passo a citar: “Os regimes ditos comunistas foram o que você diz? E se não tiverem sido regimes "comunistas"? Se tiverem sido um desvio em nome de qualquer coisa com esse nome?” e ainda “À minha pergunta só foi capaz de vir com regimes de outros países e outros tempos”.

Que me merecem os seguintes comentários:
Fica implícito nas suas palavras que os comunistas portugueses são diferentes (para melhor, entenda-se) dos outros e que os comunistas destes tempos são melhores que os do passado. Além disso, já põe em dúvida que os regimes ditos comunistas o tivessem sido de facto. Já é uma evolução, uma auto-crítica. Porém, creio que se estivéssemos a ter esta conversa há 20 anos, nunca o senhor teria dito tal coisa. Na altura, aqueles regimes eram vistos pelos senhores como próximos da perfeição.

Quero também afirmar a minha convicção de que as preocupações sociais e humanas que os senhores reivindicam, não são vosso monopólio: se fosse religioso, diria que os senhores cometem o pecado do orgulho. Muitos outros há por todo este mundo com as mesmas preocupações.


Caro anónimo comunista, sobretudo não se esqueça que da discussão nasce a luz.

Sotnas

Anónimo disse...

Soy español y hace un año que vivo en esta, ciudad? por eso disculpen que escriba en mi idioma.

Que pena que las personas que aquí viven no quieran ver en el estado tan lamentable y el desleixo en que los poderes de esta cámara mantienen a esta población.

En mi país también se hicieron grandes centros comerciales, pero para minimizar el daño que estos iban a causar al resto del comercio y para que el centro no perdiese su caracter aglutinador de la población, se arreglaron las calles, los paseos, se crearon infraestructuras para que los coches pudiesen estacionar, se dieron subvenciones a coste cero para arreglar edificios, los servicios municipalizados y otros nunca salieron del centro, los mercados municipales se cuidaron y ampliaron, se potenciaron los mercados al aire libre y en las plazas, cuando el clima lo permite, siempre hay actuaciones y lo que es mas importante, se ayudó económicamente a la juventud para ocupar las casas.

Por todo ello el centro de las ciudades está lleno de vida.

Todas estas mejoras las relizaron las cámaras y desde luego los comerciantes vistas la inversión y el esfuerzo por inercia también inviertieron y se renovaron, en muchos casos con subvenciones o exenciones fiscales que tambien concedieron las cámaras.

Ah! Otra cosa muy curiosa es que se ve a los presidentes-as y vereadores de las cámaras en comercios, en mercados o simplemente paseando por la ciudad.

Es muy triste invitar a venir a amigos a pasar unos días a esta ciudad? y comentarte que no volverán, ya que aquí, si no es Lisboa no hay nada que hacer.

No hablamos del lixo en la calle, allí las calles se limpian y riegan todos los días del año, aqui en la que yo vivo llevan tres semanas sin limpiar.

Las calles se alquitranan todos los años, no todas, pero cada cuatro años han arreglado toda la ciudad.

Aquí una persona llega a calcilhas y no hay un punto de información para el turista, ni indicaciones de dónde están los museos de la ciudad, no hay pensiones ni hoteles, si quieres coger un autobús en las paradas no están indicados los itinerarios, etc

Señores, perdonen, la cámara de Almada les tiene abandonados hace muchos años y es el partido el que lleva desde el 25 de abril en el poder, por tanto es el único responsable. El problema es que ahora también me tiene abandonado a mi, pagando mas impuestos y mas caros que en España sin a cambio tener servicios.

Y... lo peor de todo es que el pueblo tiene miedo a hablar y la señora presidenta a salir a la calle, muy triste.

Con lo bonito que es el comunismo bien entendido!

Acorden!!!!

Anónimo disse...

Caro amigo español,
Eu entendo bem o que quer dizer. Conheço muito bem Espanha (e gosto muito) e sei bem do que fala: lá, desde a maior cidade até ao mais pequeno povoado, nota-se que tem havido um grande esforço de desenvolvimento e de tornar as cidades locais agradáveis para viver. Aqui em Portugal, e mais concretamente em Almada, a câmara tem feito tropelias umas atrás das outras e continua a tratar os cidadãos como meros vassalos, pois é assim que a senhora presidente entende o exercer do poder. De uma coisa estou 100% de acordo consigo, os almadenses precisam acordar, pois em última instância são todos os almadenses sobretudo os que votam em MES os principais culpados da triste situação em que Almada se encontra. Apareça mais vezes neste blog para nos transmitir a experiência da sua cidade de origem.

Sotnas

Anónimo disse...

A este propósito convirá recordar que o poder central espanhol chamou a si a responsabilidade pelos empreendimentos na orla marítima (antiga competência dos respectivos municípios)...
Com esta medida acabou com a veleidade de qualquer autarca menos escrupuloso poder não resistir ao "namoro" dos investidores como acontece aqui em Portugal...
Com o construir tão à beirinha do mar, qualquer dia vamos todos ao fundo...
Já não falta muito e em Almada temos "bons exemplos" de empreendimentos construídos mesmo na linha de água, tapando tudo o que era antigo e com alguma qualidade relativa...
A título de exemplo veja-se a "muralha" de altos edifícios construída na Costa de Caparica, alguns ainda em acabamentos.
Palavras para quê? Estamos em Almada onde temos o exemplo típico do autarca português...
Os construtores, por regra, nem são "ingratos", e com frequência ligam os seus nomes a pequenas obras de carácter filântropico, estilo amigos disto, amigos daquilo... Diremos nós, amigos do seu dinheiro e dos autarcas que os ajudaram a conseguirem os seus tão "nobres" objectivos...
Tem autarca que é cego (a troco de quê)...

Anónimo disse...

O tema em discussão não é o comunismo, é o de simplesmente um homem que construiu um prédio com o seu dinheiro, que cumpriu todas as regras de segurança, impostos, etc, e no fim foi-lhe exigido um pagamento indevido por parte da Câmara de Almada. Isto é injustiça, é corrupção, é um abuso. Enquanto a nossa sociedade não fôr capaz de punir este tipo de acções, não chegamos a lado nenhum. Eu acredito no Sr. Eng. João Macedo e faço votos para que ele consigo levar a justiça a bom porto. Existem outras situações de corrupção que envolvem a Sra. MES, ou a Câmara de Almada, que não vieram a público. Espero que investiguem e encontrem a verdade. Quem está no poder há muito tempo habitua-se e cria esquemas que funcionam muito bem quando lá estão há muitos anos.

Concordo com as palavras do espanhol, com o "Acordem", mas quem tem que acordar é também o povo!

ASS: NB

Anónimo disse...

Caso não saibam, o eng.º da câmara visado na peça jornalistica é militante do partido comunista

Anónimo disse...

Pois saibam todos que este é apenas um entre dezenas de casos e estas cobranças duram desde os anos 80 e continuam ainda hoje. A presidente não demitiu o eng. Vitor Martins por causa disto, ele agiu em nome da Câmara e para a Câmara.

Foram substituidos todos os chefes de divisão do urbanismo e entram outros, com cunha da presidente e dos seus amigos comunistas. Até vieram destacados do Seixal, Loures e Amadora.

Enfim, fazem a mesma coisa que criticam nos outros, são os "jobs for the boys" comunistas.