domingo, agosto 05, 2007

Almada com Tratamento Abaixo de Cão

Em...Almada, as obras a decorrer para que seja levada à prática a vontade da Presidente da Câmara, de fazer desta cidade um modelo negativo a evitar quando qualquer cidade optar por um moderno e eficiente meio de transporte alternativo ao transporte individual, vão custar os "olhos da cara" a Almada e à sua população, depois desta "passar as passas do Algarve" com um projecto que já tem mais tempo de atraso do que o necessário à sua construção.
Tudo isto sem que responsabilidades sejam atribuídas a alguém, pelos danos causados à população e ao país.
A cidade sem que muitos de nós se aperceba já não vai sendo atractiva durante o dia.
A partir das 19h e 30 minutos, o vazio instala-se e torna-se mais perigoso andar na ruas e avenidas à noite. Tudo isto devido a uma maníaca ideia de modernismo sem senso, muito grave, da Presidente da Câmara, levada às últimas consequências sem ouvir, de facto, os almadenses.
A expressão não é nossa, ouvimos num Fórum MST, mas os cidadãos em Almada estão mesmo “a ser tratados abaixo de cão” por esta autarquia.
A factura do desvario vai ser paga pela segunda vez, daqui a uns anos, pela população do concelho quando começarem as obras de desmontagem das vias férreas instaladas no centro do principal eixo viário de Almada e se chegar à conclusão que para repovoar a cidade, é necessário retirar o comboio e as passagens de nível Só que os responsáveis pelo desastre ambiental já voaram, levando no papo o "sangue fresco da manada" e alguns deles, estarão certamente a gozar reconfortantes e democráticas reformas, em mansões ou apartamentos, algures por aí ou além fronteiras. O Zé Povinho paga tudo...até quando?

6 comentários:

Anónimo disse...

Faz falta em Almada uma Associação Cívica independente dos partidos políticos para denúncia das agressões à vida na urbe.

cobrador de impostos disse...

A presidente não ouve os almadenses?
Mas se ela nem os seus homens de confiança (vereadores) ouve...
A senhora dá ordens e mainada.

Que a factura já é grande e será maior daqui a uns tempos não temos dúvida.

André Forte disse...

Trabalho no Jornal Tal&Qual e gostaria de o convidar, em nome da redacção, a participar numa iniciativa nossa.
Gostaríamos de citar o seu blog e utilizar o texto "Mobilidades e Acessibilidades" numa rúbrica do jornal, algo que não poderíamos fazer sem a sua autorização.

O e-mail da redacção é talequal@talequal.com.pt
Por favor, entre em contacto connosco rapidamente para nos dar a sua resposta.

Agradecido,
André Forte do jornal Tal&Qual

Visittante Ocasional disse...

A foto do cão é identica ao proprietário do blog.
Abaixo os cães...

EMALMADA disse...

Sabemos que este blog incomoda algumas pessoas e como já por várias vezes aqui o dissemos,tenham lá paciência,não reagimos a provocações.

José disse...

Efectivamente a factura a pagar só virá daqui a algum tempo. Por agora é só um arremedo.
Quando as pessoas confundem modernidade com "isto" já não há nada a fazer, já estão noutro mundo, quiçá noutra galáxia.