segunda-feira, novembro 02, 2009

Brincar às Ciclovias, que não existem!

Em...Almada, a Câmara Municipal na mentalização popular com o negócio do comboio Metro Sul do Tejo (MST) brincou às ciclovias com a população.
Prometia com o MST tirar não sei quantos milhares de automóveis do centro da cidade para a esquerda, que diminuía a poluição ambiental (CO2 e CO) para a direita, que os cidadãos tinham era que andar a pé para a esquerda e para a direita, que o que era bom era andar de bicicleta, para a direita e para a esquerda, que iria construir 220Km de ciclovias para todos, da direita à esquerda e que Almada seria uma maravilha sem carros, mas com bicicletas e pessoas.
Só retórica, palrador blábláblá. prepotência, demagogia e destruição final do centro da cidade.
Sabemos como está Almada. Mais poluída, ruas sem pessoas, sem ciclovias, mas com um caminho de ferro. Desqualificada e arruinada. Com o comércio local em agonia.
Wiesbaden, na Alemanha, uma cidade próxima de Frankfurt, tem ruas e avenidas largas, não tem comboios a circular no meio das avenidas e ruas, mas tem automóveis, autocarros, ciclovias e pessoas.
Wiesbaden dispensou o comboio no centro da cidade, onde tem uma boa rede de autocarros e até tem paragens com abrigos condignos para os passageiros, uma coisa que a Câmara Municipal de Almada não permite por cá. É a inovação e consequência do progresso "made pela CMA" onde as pessoas são o que menos importância tem.
Para a CMA é mais importante viabilizar o negócio do metro/comboio com sacrifício dos cidadãos.
paragem de autocarros junto à estação dos comboios (verdadeiros)
Em Wiesbaden as avenidas largas não foram sacrificadas para introduzir vias férreas perturbadoras da mobilidade e acessibilidades...
os automóveis continuam a circular e a cidade não foi desqualificada para implantar carris ou inumeráveis bancos (de jardim) públicos, canteiros de vegetação (os espaços verdes da CMA), nem candeeiros de iluminação a imitar(?) árvores, como em Almada.
Há muitas cidades, onde os autarcas respeitam a sua história, o seu passado, as suas tradições e a população.
Há muitas cidades onde os negócios de ferro, cimento e outras obras, não se sobrepõem aos interesses colectivos, ao interesse público, às pessoas que as habitam.
Em Almada, cidade terceiro mundista, isso não acontece porque a falta de senso, o autismo, a arrogância e o "quero posso e mando" próprio de regimes tiranos, tem sobrevivido, devido ao amorfismo dos munícipes e à sua falta de participação cívica na defesa dos interesses de Almada, deixando que "os senhores mandadores" façam o que entendem.
A Almada que vai passando de ano para ano já é outra, feita à feição e vontade de regimes petrificados e surdos e, de uma "elite" aparatchik.
Queimaram Almada. Almada é terra queimada.
Almada está a ser abandonada por suas gentes, o que é muito mau para o futuro de Almada, mas tem sido bom para algumas pessoas de fora.
Seus habitantes estão a bater em retirada para fugir ao despotismo reinante de 35+4 anos, quase a ultrapassar "o mandato" do Dr. Oliveira Salazar que tanto criticam, embora sem racionalidade e coerência política.

47 comentários:

Anónimo disse...

Salazar nao foi eleito. Esta Camara foi democraticamente eleita. Representa os Almadenses. O unico almadense que me lembro que bateu retirada, foi o Paulo Pedroso, para Lisboa. E ainda bem. Poluíção a mais, já cá temos.

Ponto Verde disse...

Ah ... pois é !

Anónimo disse...

Só pergunto se, nas primeiras frases do anónimo de há pouco fizermos pequenas alterações, ainda as subscreve. Por exemplo:

«Este Governo Regional da Madeira foi democraticamente eleito. Representa os madeirenses.»

«Esta Câmara Municipal de Gondomar foi democraticamente eleita. Representa os gondomarenses.»

ex-comunista disse...

o´anónimo nº 1
Você nasceu de parto retardado da Revolução 25 de Abril.
Não sabia que a União nacional também ía a votos?
Os comunas de Almada são eleitos pela abstenção, sabia?.
Em Cuba, na Coreia do Norte e na China é que não há democracia nem eleições.
Explique aqui à malta porque os países do leste acabaram com o regime comunista (capitalismo de estado) e passaram a regimes de economia de mercado?
Cá na terra os autarcas da Câmara fazem de conta que são comunistas? É?
Se é andam a enganar os pobrezinhos, os explorados, os excluídos do capitalismo e dos governos de direita PS e PSD.
Não será assim sr. Jerónimo da Sousa?

Anónimo disse...

Mas não salta à vista que Wiesbaden é uma cidade terceiro mundista?

Anónimo disse...

E não salta à vista que o 1º anónimo é um básico?

Anónimo disse...

Qualquer novo-rico que compra por muuuito dinheiro um qualquer "mamarracho", coloca-o no centro da sua casita para que os outros possam ver o seu "bom-gosto".

Foi assim com a czarina, que "adquiriu" com o nosso dinheiro, um obsoleto trem para nos amargurar...

Mas tinha que o pôr no centro da cidade, sem cuidar de escolher um traçado que não amargurasse os nossos dias.

Claro que nas cidades onde o governo local não é "pimba", nem "demodé", nem demagogico, nem prepotente, nem desqualificado, as coisas são pensadas com gosto pelo bem-estar dos seus habitantes.

Sorte deles... nós vamos ter que viver com este mau-gosto e péssima (di)gestão, porque afinal há muita gente que continua a preferir a bimbalhice.

E gostos não se discutem?

Anónimo disse...

Pena que a atenção dos almadenses, mesmo os que votaram CDU, não se vire nestes próximos quatro anos para o incrível enriqueCIMENTO que esta camara vai ter; o projecto de Almada nascente vai render milhões, a reconversão da zona do Ginjal vai render milhões, a construção da nova sede municipal vai comer milhões. O saldo da receita que deverá ser monstruosamente positivo deverá ser investido em Almada e nos Almadenses. A vigilancia na circulação de tanto dinheiro é uma responsabilidade de cidadãos sensatos, a exigencia da tranparencia na sua aplicação terá de ser respeitada. A cerca de dois anos da retirada da czarina,( que irá de vez a meio do mandato), é preciso ter atenção, se a receita irá para tapar alguns buracos desconhecidos que nunca foram ventilados por não existir nenhuma inspeção pelo Tribunal de Contas, ou, em caso de contas certas, o retorno que a cidadania merece.
Oliveira

Al-Ma'dan disse...

Já agora gostaria de acrescentar que Adolfo Hitler também foi democraticamente eleito, e que foi o que todos sabemos.
Por isso, é que o Churchill dizia que a democracia é um péssimo regime com excepção de todos os outros.
Por isso, em Almada, uma minoria muito minorca, governa uma imensa maioria por culpa desta última.
São os novelos que a democracia tece, sobretudo quando os cidadãos não sabem muito bem como ela funciona.
Vai daí e uns espertalhões que a sabem toda é que ficam a ganhar; enfim, o costume, o mundo é dos espertalhões!
Quanto a Wiesbaden, não conheço mas conheço algumas outras cidades alemãs como Frankfurt, Colónia, Dusseldorf, Hamburgo, Munique e algumas outras mais pequenas.
Sinceramente, as cidades alemãs não me enchem as medidas, mas são isso sim, exemplo da velha austeridade e displina germânicas.
Por isso, não são nada comparáveis com as cidades portuguesas e muito menos com ALMADA que, a bem dizer, não é comparável, com nada.
35 anos de CDU, tornaram Almada um arrazoado de não se sabe muito bem o quê.
É que nem 3.º mundo se pode dizer que seja: conheço algumas cidades de 3.º mundo que pedem meças a Almada.
Enfim, Almada é antes de mais, o fruto de 35 anos de grande incompetência, de gente que nem para gerir Alguidares de Baixo serve.
Almada saiu-lhes na rifa nem eles sabem muito bem porquê e porque são quem são, têm feito o pior possível.
Enfim, palavras para quê, é uma artista portuguesa concerteza!

Marcelo caetano disse...

A Câmara Municipal de Almada, gerida por uns pseudocomunistas serve para enriquecer tipos como os Mendes,osvaldo, Maia, O Operário??Carreiras, alguns chefes de divisão etc.

Anónimo disse...

Informo o autor do 1º comentário que, atendendo aos resultados obtidos, Paulo Pedroso, por sua vontade, foi escrutinado e o voto secreto do órgão máximo do PS de Almada confirmou-o, por unanimidade como vereador.
Portanto, engana-se quando atira o barro à parede e diz que se foi embora.
Os seus dejejos não se confirmam.Paulo Pedroso que se propunha ser presidente da câmara durante 8 anos, se a maioria dos eleitores desejasse fica como vereador na oposição. Repare bem com voto secreto e unânime de toda a Comissão Política do PS Almada.

Não foi de braço no ar.
É obra!
Não o surpreende esta unânimidade livre e democrática alcançada no órgão político máximo do PS?

Nem um voto em branco, nem uma absrenção. Que tal?
Quando é que o meu caro conseguiu ter uma unanimidade livre da parte dos seus votantes, se é que alguma vez foi escrutinado.
Não tome os seus desejos por realidades e convença-se que o PS em Almada nunca esteve tão unido e continua com o seu candidato.

Anónimo disse...

Para que serviu essa unanimidade interna se o eleitorado o rejeitou?
Serviu para vosso banquete interno e se coçarem?
Deixem as vossas ilusões internas. Olhem para a rua.

Anónimo disse...

Desisto de lhe dar conversa. O senhor (a) é unm caso perdido e aprendeu esta forma de estar na política e contra isso não há nada a fazer. Fique na sua, afirme ou insinue as suas inverdades. TERÁ SEMPRE RAZÂO... Fique com ela. EU não vou por aí.

Anónimo disse...

Ciclovias? Bicicletas?
Onde é que estão?
Hoje a entrar e a sair de Almada só vi carros, algumas motas e muitos engarrafamentos.
Tirem os carros a todos os que não pagam do seu ordenado o combustível e as reparações, na ida e vinda para o trabalho e distribuam-se-lhe passes sociais e teremos pontes e vias mais que suficientes para poderem circular aqueles a quem doe a despesa que fazem em engarrafamentos.

Havendo uma boa rede de transportes em Lisboa porque é que há tanta gente com direito a carro?
Quando é que vemos, sem ser no show da semana da mobilidade os nossos vereadores a deslocarem-se a pé ou de bicicleta dentro da cidade de Almada?

As promessas de ciclovias foram muito maiores do que a concretização e menos é o uso das mesmas.
Se calhar estamos pobres e muitos de nós continuam a fazer vida de ricos. Até quando?
Se hoje houve muitos engarrafamentos o que será depois do dia 19 de Novembro quando começarem o pagamento (recorrendo ao endividamento do país) do 13º mês?
Então não vamos ter que pagar o que foi investido no falido BPN?

Estaremos a caminho da bicicleta generalizada e forçada, por força da nossa má cabeça e dos dinheiros colocados em offshores por dirigentes que melhor fora que nunca o tivessem sido?

Anónimo disse...

A propósito, quantas viaturas tem a CMA?
Tem alguma bicicleta?
Com um bocado de jeito tem uma frota que dá para deslocar todos os colaboradores de pó-pó...
Bem prega Frei Tomás...

Anónimo disse...

Como está o negócio das sucatas em Almada?
Quais são as partes intervenientes?

Anónimo disse...

Tanta unanimidade no PS até parece mentira, dado o partido ser um saco de gatos assanhados. Pena terem os almadenses pensado o contrário, e o PS ter descido nas autarquicas.
Podem continuar com o moço, que para almada não serve. O moço tinha prometido abandonar a politica se perdesse a camara, afinal, não abandonou. Já estamos habituados às chamadas promessas eleitorais do PS.
Pode ser que concorra a presidente da delegação de Almada da Associação de Comerciantes, já que anda por aí um abaixo assinado, para convocar eleições antecipadas. Assim disputa o lugar com uma certa senhora, casada com um certo senhor que tem um loja de haute Couture para homem, o tal do palhaço à porta.
Ia ser divertido....

Anónimo disse...

Bicicletas a CMA não tem por não estar de acordo com o distinto estatuto de empregado num organismo público. Com ironia: isso de bicicletas não é mais para os pobres e desempregados?

Quem seria uma boa dirigente dos comerciantes seria a esposa do Veríssimo: inteligente, serena, determinada, creio que de seu nome Ana. Boa sorte, o tempo é de mudança e de afirmação, senhores comerciantes. O velho da calçada não dá uma para a caixa e é uma marionete do poder instituído.

Comentador anterior, onde é que ouviu o Paulo Pedroso dizer que abandonava a política perante um resultado menos favorável?
O que acontece é que pelas suas capacidades não estará sujeito a cair no desemprego perante um desaire eleitoral e não sendo querido pela maioria dos eleitores vá trabalhar noutro local, já que trabalho não lhe faltará, ao contrário de muitos de nós. Mérito seu.
Os seus desejos de o ver fora do combate político em Almada não se confirmam. Dava jeito que saísse de cena?
As coisas nem sempre são como queremos.
Diga lá, também dava jeito uma maioria absoluta e ela está difícil de alcançar na secretaria com acordo com um dos vereadores da oposição?
Se o Pedroso de Almeida ou outro vereador se coligar com a maioria relativa da CDU para assim alcançarem uma maioria estável dê notícias em primeira mão neste blog.
Até lá sejamos prudentes a tomar por verdades os nossos desejos.
A coisa está difícil e o parto de prolongado pode dar uma maioria absoluta morta por a parteira não conseguir sacar o último gémeo de que precisa para governar como sempre tem governado Almada.

Fernando Sousa da Pena disse...

A presença do CDS na Assembleia Municipal está a incomodar os interesses instalados. Que começam a comentar versões ficcionadas do que sucedeu na alteração da ordem das listas. Em http://almadaxxi.blogspot.com/2009/11/representantes-do-cds-na-assembleia.html procuramos repor o sucedido. Ter-nos-ão na oposição. Tenham paciência...

ex-comunista disse...

O senhor incomoda muita gente porque tem um rumo definido e sabe defendê-lo com dignidade.
Dignidade é qualidade que muitos ditos comunistas - os da Câmara - não têm, nunca tiveram.

Salvo Seja disse...

Caro Fernando Pena
Agora que está por dentro de forma efectiva, porque eleito, vai ter a oportunidade de se ver confrontado com um ninho de víboras.
Não duvido minimamente que você e o seu colega de "bancada" estejam preparados.
Desejo-vos os maiores êxitos na defesa do concelho de Almada.

Fora de contexto mas semi a propósito: já se conhece a distribuição dos pelouros pelos vereadores eleitos?

Obrigado

Anónimo disse...

A rubrica "Cirandando", integrada, uma vez mais na Agenda-pasquim do regime, ilustra competentemente a interpretação da política local pelos agentes camarários: sucessão de asneiras e inexactidões históricas a que somos mensal e largamente sujeitos. Literatura artificial para quem, erradamente, encara a população como ma massa de mentes simples. Impossível não sentir arrepios de vergonha quando se lê... triste desperdício de tempo.

Anónimo disse...

PENSAMENTO DO DIA

"A maioria dos autarcas portugueses é católica praticante.

Nunca assinam nada sem terem um terço na mão."

Anónimo disse...

A propósito da assinatura com um terço na mão.
Quem eram os contemplados com prendas dadas pelo BPN e que prendas eram distribuídas.
Será que havia funcionários do Banco de Portugal contemplados?
Enquanto não soubermos o que foi distribuído e a quem ficamos a inventar.
Acabo de ouvir Vitor Constâncio cheio de coragem agora que Armando Vara suspendeu as suas funções no BCP e agora que fomos roubados pelo BPN é que ele vem querer dar a entender que está atento.
É pena que tenha sido tão tarde e com o adormecimento do qual o Banco de Portugal é o maior responsável lá voaram 3 milhões e meio que nós e os nossos filhos terão de pagar.

Aos contribuintes em Almada poder-se-á perguntar se concordam com a enorme quantidade de lanches que são servidos a pretexto das centenas de inaugurações pagos pela Câmara Municipal. Quanto gastou em 2009 em dádivas, lanches, condecorações e outras despesas de representação?

Anónimo disse...

Gostei dessa do Paulo Pedroso, bater-se por Almada. Onde? Quando? Se for como os seus ilustres antecessores, Rubem e Alberto, que não se lhes conhece nenhuma actividade a não ser a respiratória.
Quanto ao acordo, não esteja preocuado/a... há muito que Nuno Matias está preparado para assumir uma vereação executiva. Falta só acertar detalhes de qual será. Mas pode dormir descansado/a. Almada está em boas mãos e para a semana terá novidades.

Anónimo disse...

O autor do blog promoveu Almada dizendo que é cidade de 3º mundo.
É pior que isso. Há cidades de países de 3º mundo melhores do que Almada.

Anónimo disse...

O Nuno Matias?
Se não tiver vergonha, podemos acreditar.

Al-Ma'dan disse...

A propósito do último post do EMALMADA sobre o Parque Urbano da Costa leiam a seguinte notícia do SETÚBAL NA REDE.

http://www.setubalnarede.pt/content/index.php?action=articlesDetailFo&rec=11519

Parece que um cidadão caparicano de seu nome José Gonçalves (presumo que não o vereador) se está a mexer ao exigir da CMAlmada que faça o que deve, cuidar do Parque.

E se todos nós lhe déssemos uma ajuda fazendo pressão sobre a câmara: é que a união faz a força.

Anónimo disse...

De www.setubalnarede.pt :

"Câmara de Almada acusada de não tratar de jardim público

José Gonçalves, morador da Costa da Caparica, salienta que é uma “vergonha” o estado do jardim urbano, esclarecendo que “não faz qualquer sentido” as instalações sanitárias do local se encontrarem “fechadas” e abrindo “em ocasiões especiais e a alguns domingos”. José Gonçalves, que garante que se vai continuar a manifestar sobre esta situação, acusa a Câmara Municipal de Almada de “teimosia”, culpabilizando-a pelo facto de a “situação do jardim se manter nestas condições”.

O Jardim Urbano da Costa da Caparica foi o primeiro projecto concluído no âmbito do Programa Polis, tendo sido resultado de um investimento de cerca de quatro milhões de euros. “Quando o local passou para gestão da autarquia, deixando de ser gerido pela Costa Polis, deixou de ter seguranças para tratar de tudo”, assegura. Esta terá sido a razão “fundamental” para o encerramento das instalações sanitárias em causa.



Na sua opinião, é “bastante importante” que esta situação seja alterada, pois “afasta as pessoas dos jardins”. O morador considera que podia ser pedida “uma taxa a pagar” para, dessa forma, “rentabilizar o espaço” e viabilizar assim a presença de um encarregado no local. “Está tudo nas mãos da câmara”, garante José Gonçalves, criticando também a “utilização das luzes dos restaurantes, apesar de estes se encontrarem fechados”. Além disso, lamenta ainda que o jardim Arco-íris esteja transformado num “local degradado” e “subvalorizado”, uma consequência do “vandalismo sistemático a que é sujeito”.



Confrontado com um hipotético dialogo entre a Junta de Freguesia da Costa de Caparica e a câmara sobre este assunto, José Gonçalves explica que essa seria uma “conversa de mudos”, das quais não se extrairia “decisões conclusivas”. “Cada um tenta atirar os problemas para cima do outro”, realça. A Junta de Freguesia da Costa da Caparica, contactada pelo “Setúbal na Rede” para comentar o assunto, remeteu explicações para a Câmara Municipal de Almada, que, igualmente contactada, não prestou declarações até ao momento.

Miguel Alexandre Pereira - 02-11-2009 10:19"


Pagar taxa para utilizar o Jardim Urbano? NÃO

A Maria Emília e a Câmara Municipal de Almada andam a estoirar nosso dinheiro na promoção da czarina e séquito.

Mais roubalheira NÃO!

Fernando Sousa da Pena disse...

Agradeço, reconhecido, as palavras de apoio. Espero ser digno delas no cumprimento do meu mandato.

Anónimo disse...

Os do PCP e autarcas eleitos do mesmo estão preocupados com a presença de Fernando Pena na Assembleia Municipal.

É sintomático que estejam porque o Fernando Pena não faz fretes ao PCP - CDU que os partidos da oposição fazem, votando situações duvidosas ou criticas para o concelho com a CDU-PCP por conveniência ou seus elementos isolados votam com a CDU-PCP quando a bancada respectiva vota contra ou se abstém.

Anónimo disse...

Nuno Matias, antes de aceitar qualquer lugar executivo recomendo-lhe que fale com o Cortês que também uma vez aceitou lugar executivo como vereador oferecido pela mesma senhora. Em dada altura foi-lhe retirada, pela Presidente, a confiança e o pelouro em circunstâncias que nunca foram claramente esclarecidas.

Miguel Duarte,do PS, hoje na Assembleia Municipal consegiu manter-se como vereador até ao fim do mandato.
A CDU também recorreu uma vez ao PSD tendo entregue um insignificante pelouro de turismo ao PSD e ao actual presidente da Junta de Freguesia da Costa, António Neves.

Governando na maior parte do tempo com maioria absoluta,a Srª.Presidente quando precisa de garantir a maioria absoluta facilmente tem encontrado alguém que terá poucos meios para se destacar na gestão e de seguida conquista nova maioria absoluta.

É certo que as circunstâncias são outras e a Srª. como 2/3 dos actuais presidentes já não serão candidatos nas autárquicas de 2013...Acredita que vai ter visibilidade para daqui a 4 anos conquistar a Câmara?
Talvez tenha razão se sair pelo seu pé antes do fim do mandato e conseguir sair prestigiado.
Olhe que não será difícil por a circular um qualquer boato de que toda a gente saberá menos o próprio.
À partida qualquer que seja a opção dos vereadores desejo um bom mandato para Almada.

Anónimo disse...

Esperemos que o seu vaticinio seja correcto, que em 2013 a CDU recupere a maioria absoluta.

Nuno disse...

Ao Amigo Anónimo gostaria de deixar a informação que o PSD nunca pediu ou desejou fazer parte da solução governativa depois de verificada uma situação de maioria relativa da CDU no executivo da câmara municipal de Almada.

Aquilo que sempre dissemos é que o facto de termos um programa autárquico muito diferente daquele que era apresentado pela CDU, tornava muito difícil que pudéssemos aceder a uma, eventual, solicitação de governação de quem ganhou as eleições do passado dia 11.

Mais, sempre afirmámos, que apesar do carácter único destas eleições , o facto da não recandidatura da actual presidente, e da necessidade de existirem condições de governabilidade, não nos levava a estar automaticamente disponíveis para alguma coisa, pois essa não é a nossa forma de estar na política. Só o aceitaríamos se com isso tivéssemos condições de defender melhor os interesses dos Almadenses e se as nossas ideias e compromissos essenciais fossem tidos em conta, algo que sabíamos seria muito complicado de se verificar.

Nenhum dos eleitos do PSD em Almada faz vida da política, todos temos formação e profissão o que nos dá a liberdade de dizer tudo aquilo que realmente entendemos ser o melhor.

Por isso nunca fomos entusiastas de um acordo de governação na câmara de Almada. Fomos sim um partido responsável que se dispôs a ouvir quem ganhou e saber como desejava governar.

Para que fique claro, o PSD nunca foi confrontado com nenhuma proposta de coligação de governação, nunca a aceitou à partida (ou à chegada), e sente-se muito confortável no papel de partido da oposição.

Até porque como os Almadenses poderão continuar a sentir, a nossa verdadeira Coligação é com os Almadenses, aos quais estaremos desde já disponíveis para ouvir, respeitar e representar.

Com seriedade, serenidade, coragem, determinação e uma grande paixão por Almada!

E cumprindo os nossos compromissos e a nossa Visão de Desenvolvimento para a Nossa Terra.

Com estima,

Nuno Matias
Presidente do PSD Almada

Anónimo disse...

A indecisão reina nas mentes governativas da CDU.
Que vereadores para que pelouros?
Ontem, em sessão de Câmara, a proposta estava incompleta. Não estavam contemplados todos os pelouros.
Certezas: António Matos no DASC;
Rui Martins nos Recursos Humanos;
José Gonçalves nos SMAS.
Incertezas: várias.
Imaginem aquelas cabecinhas. Às voltas com a dificuldade que se esperava.

EMALMADA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
EMALMADA disse...

EMALMADA agradece os comentários neste forum do Dr. Fernando Pena, Vice-Presidente da Comissão Política Distrital do CDS, Deputado Municipal e do Dr. Nuno Matias, Presidente do PSD Almada, Vereador, esclarecendo situações aqui trazidas por outros participantes.

Anónimo disse...

ATÃO E AS NEGOCIATAS DOS GESTORES DO PÉÉXE , O ARMANDO VARA E OS OUTROS A METEREM AO BOLSO? O PEEÉXE DEVIA IR MAS É PARA O CONCURSO GASTRONOMICO DAS CALDEIRADAS DA COSTA , É COM CADA UMA . E DEPOIS OS COMUNAS E QUE METEM AO BOLSO , E´SO GATUNAGEM

Anónimo disse...

Aí estão eles, os comunas, a fazer fumaça e divergir para tentarem lavar a imagem.

Que se faça justiça com todos os aldrabões e oportunistas políticos, sem excluir os comunas, não são nenhuns santos, embora a MES se tenha colado ultimamente à Santa Madre Igreja...dizem, mas, provavelmente foi só para inglês ver por conveniência.

Anónimo disse...

ATÃO O PEEXDE NÃO FAZ COLIGAÇÕES C'A XEDEÚ?
COMÉ QUÉ EM CAXILHAS?
E NA COSTA?

Anónimo disse...

E os do PS que quiseram colar-se à Santa Madre Igreja,em tantas missinhas e procissões, para inglês ver? Não contam? Se quiserem podem-se enumerar vários e várias. Mas é só para inglês ver, porque os tugas andam de olhos abertos.

Anónimo disse...

Parabéns ao EMALMADA. Afinal já são muitos a participar e credibilizar este blog.
Depois de Fernando Pena assumir a sua identidade e posições é com agrado que o mesmo vejo fazer a Nuno Matias que mais uma vez não desilude e vem esclarecer-nos.

O importante e notável é que EMALMADA não tenha desistido.

Anónimo disse...

Pôr em causa a fé de quem não tem dever de obediência revela desconfiança e falta de misericórdia.
É pena que não haja mais pessoas a identificarem as suas posições como o fazem Fernando Pena e Nuno Matias.
Ou muito me engano ou o "Bórgia" anda outra vez por aqui. Um dia destes vai ter que se assumir.

Hermínio

Anónimo disse...

Amélia Pardal ficou com o Urbanismo, Fiscalização Municipal e Centro de Arte Contemporânea.

O trabalhador disse...

Informação: Hoje no Urbanismo na palestra de apresentação da MES e dos vereadores, esta informou que os partidos da oposição não aceitaram pelouros e deste modo renunciaram à responsabilidade que lhes foi conferida, mas a CDU mesmo assim vai assumir esta grande responsabilidade!!!!!
É assim que a CDU trata a oposição.

Anónimo disse...

Com oposição que a traz nas palminhas, que não reage aos insultos da MES, que se pode esperar?

Anónimo disse...

julgo que poderia dar outro nome ao blog(a direita unida jamais será fod... ...),AHAHAHAH... ... ...