sábado, novembro 21, 2009

Sintonize-se com a Arte Municipal

Em...Almada para viver e evitar despesas desnecessárias, o melhor é alinhar com o jeito e a cultura da Câmara Municipal de Almada.
Sempre fica mais barato do que pintar o prédio, evitam-se as chatices de contrariar aquilo que a Câmara de Almada promove - os concursos de "graffities" - e colabora-se na promoção da verdadeira imagem de Almada...

(adaptação de anúncio da CMA)

...porque esta é a paisagem predominante nos prédios do concelho:

Agora percebe-se o que é "Almada do lado certo" para a Câmara... evidentemente.
Só os proprietários dos prédios não percebiam!

25 comentários:

Anónimo disse...

Odeio os grafittes e quem os faz. É horrivel os gatafonhos feitos por tudo o que é lado. Uma poluição visual um abandalhamento total não é fácil ver em qualquer outro lado em comparacção com Almada o deboche dos grafittes. Temos que viver com isto, muito por culpa destas forças CMA e policia nestra área parecem que estão de perfeita sintonia, QUANTO PIOR MELHOR.

Salvo Seja disse...

Deveriam existir locais próprios para os graffities.
Há grandes executantes que poderiam até ser convidados para embelezar alguns locais.

Deixar que as coisas cheguem ao estado que as fotos mostram é desleixo municipal e mau exercício de cidadania da parte de quem apenas quer destruir.

Al-Ma'dan disse...

Este assunto é vasto.
Primeiro há que distinguir graffiti de tags (as vulgares assinaturas).
Este problema das inscrições é internacional e não apenas português ou almadense.
O graffiti, quando bem feito e realizado em espaços próprios, é uma forma de arte como outra qualquer e pode mesmo valorizar a cidade.
O pior são as tags feitas de qualquer forma e em qualquer lugar.
Pessoalmente, o concurso realizado pela CMAlmada não me parece mal, antes pelo contrário.
O que me parece mal é o desleixo da câmara no que respeita às tags que existem em todo e qualquer lugar deste concelho.
E o desleixo da CMAlmada não é só nas tags, é em tudo.
A CMAlmada tem no desleixo a sua principal característica.
Mas, quem elegeu os mesmos do costume, que os ponham a trabalhar melhor.
Também neste aspecto, Almada é do pior que se pode encontrar em Portugal.

Mena disse...

Uma vergonha! Vive se numa cidade,tipo sul america, sitiada de gangs, onde o graffiti,e sinal de ''posse'' de zona.

Esta consporcacao geral da cidade,so desvaloriza a propriedade individual, como da um aspecto horrivel de Almada .

Nao havera policiamento!?

Anda, a sonsa da presidenta a
patrocinar eventos graffiti para jovens, e por outro lado a notificar os donos dos edificios
,para procederem a pinturas. E preciso ter lata!

Anónimo disse...

Almada está cheia de tags, e nada se faz para punir ou apanhar os responsáveis e
o meu prédio à menos de um ano foi todo repintado de alto abaixo , mas bastou uma semana para uns imbecis fazerem a sua assinatura nas paredes..
E que dizer das paredes do forum romeu correia?
ou do novo parque, jardim da costa da caparica, esta semana passei por lá , já está tudo destruido , cheio de tags, mesmo os indicadorers das marés e de informação do mar tudo vandalizado..
enquanto não se apanhar alguns responsáveis e puni-los exemplarmente almada continua nesta terra de ninguem.
ainda ha graffitis que podem ser considerados arte , quando em locais proprios para tal. agora tag's , são o que mais existem e não respeitam nada , nem monumentos nem obras nem transportes, nem o muro do beira mar. ha que apanhar essa canalhada e leva-los á praça publica.
é a consciencia colectiva que tem de mudar , mudar em casa , mudar o habito da destruiçao para a preservação , não tem a ver se são comunas ou socialistas ou o raio q os partam , tem a ver com a ignorancia , com a bestialidade , com o querer ser notado porque em tal area tem a 'sua' assinatura indepentende de tudo e todos. temos de batalhar esta especie que lentamente se infiltra em almada.

Anónimo disse...

Meu Caro sem dúvidas que partilho altamente com o que diz. Ezstes vandalos só o são porque não são repreendidos exemplarmente. O PSP dorme a CÃmara consente o que é isto?...
O povo é quem mais ordena só se fôr no papel. O povo com esse abandalhamento está muito mal representado com estes panorama todo alguem têm dúvidas?!

charneca disse...

Para resolver a situação degradante do espaço público creio só haver uma solução no momento que é tolerancia zero.
A CMA quer ser simpática para com estes vandalos permitindo-lhe s tais desvarios e agressão à propriedade privada. Quer votos e nisso tem conseguido a colaboração de irresponsáveis vários desde polícia a políticos e outros falsos artistas edemocratas, porque não é só a CMA e a Emília a permitir isto.
OS vereadores da oposição que agora estão em maioria na Câmara poderiam e deveriam ter a iniciativa de alguma coisa fazerem para mudarem radicalmente este espectáculo de sujeira no panorama do concelho.

Anónimo disse...

La inmigración perjudica el empleo de los españoles menos cualificados
Redacción | Publicado el 22 Enero, 2009 | Esta noticia tiene 42 Comentarios
Según el monográfico Inmigrantes en España: Participación y convivencia de la Fundación de las Cajas de Ahorro (FUNCAS), presentado este miércoles, los inmigrantes han ocupado el 60% de los nuevos empleos de baja cualificación entre 1996 y 2007. Los expertos responsables del estudio monográfico señalan que la presencia de un número importante de inmigrantes podría acentuar los ajustes vía precios (salarios) durante la recesión, provocando que las relaciones entre inmigrantes y nacionales en el mercado de trabajo puedan cambiar en el futuro inmediato y la competencia hacerse más intensa.
Es decir, los españoles menos preparados, aquellos por tanto que tienen un estatus económico y social más humilde, lo tendrán más difícil para encontrar trabajo durante la crisis debido a la competencia de los inmigrantes y además deberán trabajar por menos salario. Los tres sectores que habitualmente han servido para cobijar a los trabajadores españoles con una baja cualificación -construcción, hostelería y servicio doméstico- son precisamente los que ocupaban al 50% de los extranjeros en 2007.
Según la OCDE los trabajadores españoles presentan la peor calificación de la Unión Europea, incluso por detrás de Portugal, al registrar que seis de cada diez carecen de cualificación profesional. Teniendo en cuenta que hay 13 millones de trabajadores en las categorías inferiores de los diversos sectores económicos, al menos 7 millones se verán afectados negativamente en su vida laboral por culpa de la inmigración, enfrentándose a mayores dificultades para encontrar un puesto de trabajo, perjuicios salariales o jornadas mayores.
Queda desmentida la necesidad de la inmigración masiva
Los datos de FUNCAS apuntan a que España es el país de la UE con mayor saldo migratorio, a 1 de enero de 2007 por encima de los 700.000 inmigrantes netos, seguida a distancia por Italia, con 494.000, y Reino Unido, con 174.000. Dejando aparte los efectos económicos de la inmigración, con evidentes luces y sombras, también se había propagado la especie de que, atendiendo al envejecimiento de la población española, España necesitaría (según Naciones Unidas) 12 millones de inmigrantes (unos 240.000 al año) de aquí a 2050 para equilibrar su situación demográfica. Eso requeriría la incorporación, a partir de 2025, de un millón de inmigrantes al año, que se irían incrementando hasta alcanzar 1.400.000 inmigrantes anuales en 2040 y estabilizarse en torno a 600.000 efectivos al año en 2050.
El estudio de FUNCAS desmiente ahora tal tesis. Las “cifras que dejan entrever que, si bien la inmigración es positiva para el crecimiento de la población, (conclusión de Perogrullo) no es la solución, dado que estas cifras son inalcanzables y difícilmente sostenibles en cualquier país económicamente avanzado”, apunta el estudio. También advierte de que el efecto dinamizador de la inmigración en la demografía española es temporal, porque con el paso del tiempo la población extranjera también irá envejeciendo y acabará adaptando sus patrones reproductivos a los nacionales.


http://www.minutodigital.com/actualidad2/2009/01/22/la-inmigracion-perjudica-el-empleo-de-los-espanoles-menos-cualificados/

Anónimo disse...

Eu penso que além de punir os responsáveis pelos grafitos e pelos tag's exemplarmente , a própria camara como medida de prevenção poderia começar a pintar zonas sensiveis a esses actos de vandalismo com tintas anti grafitti , que se encontram já á venda no mercado , custa muito menos a sair do que voltar a pintar tudo de raiz.
Assim almada voltaria a dar uma imagem de modernidade tal como a camara apregoa , e já agora porque não no magazine municipal um suplemento de educação civica a preservar os monumentos , as paredes , de educar pela positiva.
nunca se irá extinguir na totalidade , mas prevenir e educar aliados a novos meios de pintura dos edificios com soluções para tal já é meia solução e com o empenho de todos os quadrantes politicos e com a população a ajudar por certo que vamos lá.


uma das tintas que falo.

http://www.dyrup.pt/Sobre%20a%20Dyrup/News%20and%20press/News/DYRUP%20lanca%20tinta%20de%20proteccao%20anti-graffiti.aspx

algumas soluções nos eua.

http://www.graffitihurts.org/community_resources/prevention.cfm

e na austrália em zonas para o efeito com a campanha fazer grafitos em zonas para tal e não tag's

http://www.melbourne.vic.gov.au/info.cfm?top=145&pg=3971

Al-Ma'dan disse...

Caro anónimo de Terça-feira, Novembro 24, 2009 11:47:00 AM,
Bem visto.
Sugiro que faça essas sugestões à CMAlmada. Como sabemos, a câmara não presta muita atenção às sugestões dos cidadãos, mas mesmo assim, sugiro que o faça .
Eu, pela minha parte, vou fazer qualquer coisa para ajudar.

Anónimo disse...

Cada povo tem a merda que se merece e Portugal tem muita, já de Almada nem falamos, está de merda até a cabeça.

Fernando Sousa da Pena disse...

Não há a mínima vontade política da Câmara e seus acólitos para solucionar este problema. Cheios de complexos de esquerda, comunistas e seus parceiros até reconhecem o problema, mas quando se trata de propor soluções falam vagamente em educação para o civismo e rejeitam medidas concretas.

Diga-se, a esse respeito, que o CDS foi o único partido que até hoje apresentou uma proposta estruturada com MEDIDAS CONCRETAS para combater o vandalismo no espaço público. É fácil imaginar o sentido da votação na Assembleia Municipal da esquerda marxista, trotskista, socialista e social-democrata...

Fernando Sousa da Pena disse...

Aproveito para saudar o 25 de Novembro, verdadeiro Dia da Liberdade para um país que esteve à beira de uma ditadura comunista.

Mena disse...

SAUDO IGUALMENTE O 25 DE NOVEMBRO!

Anónimo disse...

O 25 de Novembro ficou incompleto. Hoje em Almada e desde há 35 anos estamos a levar diariamente com uma gestão incompetente na cabeça.
Obrigado PS e PSD pela colaboração interesseira que dão aos comunistas ou cdus.
Se continuarem tal como hoje, não é daqui a 4 anos que serão alternativa aos comunistas.
A abstenção manter-se-á porque vocês mostram-se incompetentes para se unirem e derrotarem os comunistas no nosso concelho.
A vocês muito naturalmente interessam as negociatas do imobiliário e outras.
Saibam ser oposição e deixem-se de palavrinhas mansas como fazer oposição construtiva ou saber ser oposição consciente e responsável.

Fazer oposição tem de ser oposição e com responsabilidade dos eleitos.
Voces o que fazem é brincar nas costas dos eleitores colaborando e entregando-se nos braços da CDU e dos comunistas.


Saibam ser e fazer ioposição. Não há outra alternativa. Deixem de ser compadres dos comunistas uns por ativismo ideológico outros por interesses nas negociatas imobiliárias.
Um dia ser-vos-ão pedidas responsabilidades pela destruição da mata dos Medos.
Dirão depois outros iguais a vós: Não fomos nós, foram os anteriores.

Com oposição como a vossa, Almada está na mão de uma perigosa bicharada que come o fruto por dentro.

Anónimo disse...

Só o CDS/PP não tem vergonha de ser oposição em Almada.

Anónimo disse...

Almada afinal começa a aparecer na televisão pelos piores motivos.
Visitem o blogue cujo link vos deixo:

http://www.a-sul.blogspot.com/

Uma vergonha o que se passa na nossa terra.

Anónimo disse...

Ao Bórgia gostaria de recomendar a leitura do bancorrido blogspot.com de Paulo Pedroso.
Leiam também as palavras transcritas de António Matos, vereador de Almada, na inauguração de um busto ou coisa parecedida do Cardeal Cerejeira no Cristo Rei.

Recomendo a todos a leitura do blog do Paulo Pedroso porque da sua leitura sairão mais esclarecidos e capazes de melhor ajuizar da bondade da escolha feita por muitos eleitores que acreditam nele.

Anónimo disse...

Bórgia?... mas esse cromo ainda mexe?
Não o tenho visto por aqui, embora, de vez em quando apareçam enormidades que poderiam muito bem ser dele.
Mas, segundo sei, o patrão dele deu-lhe umas tarefas novas que o desviam daqui (é pena não ser para sempre!)talvez para lhe gastar o "speed"...
Isto parece muita maldade, mas a verdade é que o negócio dele andava ou anda a ficar fraco de clientelas.
Uma grande quantidade de "ouvintes" mudou-se para outras sintonias e outros não se mudaram, porque as acessibilidades tambem contam!
Esta linguagem cifrada pode fazer pouco sentido para alguns visitantes deste blog, mas para muitos outros e para o próprio Bórgia, é bem clara.
Agora, meu caro Bórgia, dilecto defensor da czarina, imagine que a oposição na Cãmara começa a fazer o que as oposições no Parlamento nacional, fazem às propostas do Governo!... como poderá ela, a czarina dar-lhe os "subsílios" que voce tanto ambiciona??
Veja lá se os seus esforços ficam gorados... era uma pena, não era?

Anónimo disse...

Ver post http://hojeeuacho.blogspot.com/2009/11/os-carolas-em-almada-voltam-atacar.html

Al-Ma'dan disse...

Por favor, vejam o seguinte link sobre o IPC (Índice de Poder de Compra) em Portugal em 2007, por concelho.

http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Nacional/Interior.aspx?content_id=1432867

Almada continua a figurar nos primeiros lugares, mas ... há sempre um mas, deixou-se ultrapassar na Península de Setúbal por Alcochete e Montijo.
A nível nacional o n.º 2 a seguir a Lisboa, é Oeiras que nos últimos anos tem galgado posições, devido ao investimento privado que tem privilegiado aquele concelho.
Em Almada, a perda de posições também se deve à falta de investimento privado qua a autarquia não tem incintivado porque, como todos bem sabemos MES só quer o investimento privado que lhe oferece benesses todo o outro é rejeitado.
Veja-se que só recentemente a CMAlmada criou uma agência de apoio ao investimento quando outras câmara já fizeram o mesmo há mais de uma década.
Penso que só isto fala por si

Anónimo disse...

Almada, o que é Almada?
Um "bluff".
Porra! deixem de falar nessa MES.
A mulher não vale nada.
Junta-se a fome com a vontade de comer, isto é o PCP ou CDU com o vazio da oposição PS, BE E PSD.
ALMADA É CIDADE MORTA, TRISTE. O CONCELHO UM VAZIO TOTAL, A REPRESENTAR E A ENGANAR EM DESENVOLVIMENTO SOCIO-ECONÓMICO.
vAMOS DEIXAR DE BRINCAR E LEVAR AS COISAS A SÉRIO?
bASTA QUE TODOS, OS DESCONTENTES COM O ESTADO ACTUAL DIGAM NÃO, REPUDIEM A Mentira, a farsante e desmascarem a oposição.
Mas o que é oposição em Almada?

Anónimo disse...

É verdade que o Bloco de Esquerda votou ao lado da CDU no Orçamento CMA?
Ei-los.
Com os agradecimentos dos mamíferos no poder.

Anónimo disse...

Foi assim?
A barriguinha começa a dar horas e aí junta-se a fome com a vontade de comer, porque há milhentas maneiras de matar pulgas, sempre democraticamente e sentido de responsabilidade até à concórdia total para "a grande obra Almada".
Amigos amigos negócios à parte.
Pataca a ti, Pataca a mim...and so on.
A convergência das forças democráticas tem sempre um ponto de encontro.
Viva a Almada de esquerda do proletariado capitalista (com vergonhado de se assumir)!

Anónimo disse...

eu cá acho que era apanhar um gajoa grafitar darlhe um belo ensaio de porrada , levar com a tinta nos cornos , pinta-lo todo de alto a baixo e depois que se fosse queixar pa policia e pra maezinha , ficava logo remedio santo, isto nao vai la com paezinhos é preciso sacudir