quarta-feira, novembro 26, 2008

Isto É Que É "Almada" !

Em...Almada, a limpeza urbana e o cuidar dos espaços exteriores não estão na agenda municipal nem fazem parte das preocupações da senhora presidente da Câmara.
O que observamos nestas fotos captadas na Cova da Piedade (zona do Brejo) são imagens da Almada que vivemos e modelo daquilo que é possível observar em todas as freguesias do concelho.
clique nas fotos para aumentar
1. A Cultura e o Lazer que o actual executivo disponibiliza constantemente aos almadenses, anunciados a um metro. 2. A Cultura está ali exuberante, à direita na foto. É a legítima Cultura de esquerda que autarcas de esquerda nos proporcionam.
O metro está ali também, embora envergonhado e camuflado, atrás do painel publicitário.
3. A Cultura municipal anunciada da senhora Presidente, em natural exuberância. 4. Um pormenor da abundância da Cultura. 5. Outro caminho do itinerário Cultural e Lazer municipal. 6. Escadas facilitadoras de acesso ao campo de Cultura da senhora Presidente. 7. Panorâmica mais ampla do campo Cultural.
8. Canteiro Cultural ecologicamente verde, com adubo natural (pontos brancos) para alimentar as "raízes" da Cultural da Câmara Municipal.
9. Finalmente, um banco no Jardim Cultural, para Lazer dos cidadãos com papeleira próximo, que a presidente da Câmara com tanto carinho proporciona aos almadenses como resultado de seu extremoso "amor" por Almada.
Almada e os Almadenses merecem ser respeitados.
Os Almadenses sabem que estes autarcas estão impossibilitados de fazer melhor, porque não sabem o que é trabalhar para servir a população.
Estes autarcas não são verdadeiros autarcas, nem autarcas genuínos.
São genéricos, mas maus genéricos, daqueles que não são bons nem para a saúde de Almada, nem da população.
EMALMADA agradece a colaboração de cidadão

39 comentários:

Anónimo disse...

Então, então? Que é feito das faixas e bandeiras pretas, dos ovos e outras coisas? Que raio se passou, afinal, com estes "tantos" (??????) - tansos, é o que são de verdade! - que vêm aqui fazer tanto barulho mas que depois ... é só garganta (melhor, dedos ...)!

O autor do blog até já mudou de assunto. De mansinho (ainda publica uma foto relacionada com o metro) lá vai deslizando para a próxima tirada demagógica e mentirosa.

Cá por mim, discordo em absoluto (não é que não entenda a ironia, entendo perfeitamente) do anónimo que no post anterior "aconselha" a derrubar tudo quanto é prédio em Almada (excepto as lojas) para que estes tansos tenham estacionamento para os seus pópós à vontade. Discordo porque estes tansos não merecem sequer que nos preocupemos com eles! Só por isso. Fica demonstrado à saciedade que estes tansos - como já aqui defendi várias vezes - não existem. "Vivem" apenas das possibilidades que as tecnologias lhes oferecem, nada mais! Não representam nada. Nem sequer uma simples ... faixazita preta. Eh, eh, eh, eh!

Anónimo disse...

epá ó falâncio pá, afinal não vamos pó mfa pá, agora a luta pá, vai ser na rotunda do brejo pá, vamos pa lá fumamos umas ervas daninhas pá e mandamos umas bacoradas e guitarradas pá!
kirikirikirikiriki kirikiiii

Bernardo disse...

O primeiro anónimo pertence à PVDE?
PVDE foi a polícia anterior à PIDE mas com as mesmas funções.

Agora é Polícia de Vigilância e Defesa da Emília.

Anónimo disse...

Eu só queria dizer ao anormal e javardo comunista das 11:17 que o mal que o MST veio fazer, não foi a cada um de nós... foi à cidade de Almada (agora mais vila...).
Eu, pessoalmente, nem o Metro vejo...
Continuo a deslocar-me de viatura (para tua raiva de alta cilindrada) sem problemas...
Tenho garagem em casa e na empresa e não cruzo o centro de Almada.
Portanto ó animal, o tanso és tu que andas a pé e agora de Metro, aproveita...
Quanto ao EmAlmada é continuar a luta...
Há que mandar estes estalinistas para a terra deles, que não é esta!
Como diria Eça de Queiróz (ó animal sabes quem foi?) Almada não é uma cidade é um sítio mal frequentado...

Anónimo disse...

A emília esqueceu-se de mandar limpar o local.
Na madrugada de 26 andaram a fazer barulheira nas ruas.Ela mandou lavar a passelle do eléctrico e varrer tudo.
Está-se a ver que alguém vai para o olho da rua por ter esquecido da rotunda do Brejo.

Anónimo disse...

Ao Bernardo apenas digo que felizmente, ao contrário do que ele certamente muito gostaria, longe, muito longe, vão os tempos da sua certamente amada PVDE (a que existiu, claro) e PIDE.

Ao anónimo "normal" e "asseado" das 1:12 AM (curiosamente um minuto depois do Bernardo ...) apenas digo que Almada é, de facto, um sítio muito mal frequentado por alguns. Basta ele andar por cá ... Mas ao contrário deste "normal" e "asseado", eu não quero expulsá-lo para lado nenhum. Apetecia-me, mas não quero ...

Anónimo disse...

Claro que não houve faixas pretas, ovos ou tomates, para que tudo isso houvesse sería necessário irreverência de adolescente irresponsável, tudo o que os prejudicados de Almada não são. A consciência de que o prejuízo individual sería maior depois de uma exposição desse tipo, revela não só bom senso, mas tambem receio. Trinta e três anos depois de Abril, o receio está de volta e de boa saúde! Não se podem levar a sério os comentários ressabiados de quem ironiza com a ausência de tal manifestação, manifestam tão sómente uma vitória de pirro por inconsciência da sua própria perca pois, na verdade, como lacaios que são, ignoram que na comunidade onde vivem, o prejuízo de alguns, significará um futuro mais limitado para todos os seus vindouros. Compreender isto, não é, de facto, para todos.
Oliveira

Anónimo disse...

O caos no trânsito instalou-se em Almada por vontade democrática da presidente da Câmara Maria Emília Neto de Sousa.
Cá de baixo e a seus pés beijo amão da senhora pela sua sensilidade e oportunismo para conseguir soluções ambientalmente sustentáveis e democráticas.
Lamento o atraso do mundo por falta de Emílias.

Al-Ma'dan disse...

O próximo ano, ano e meio, vai ser fundamental para se perceber as vantagens e desvantagens do metro.
Será também fundamental para perceber como a CMAlmada vai lidar com a manutenção dos espaços públicos adjacentes ao espaço canal.
Normalmente, a CMAlmada não sabe, nem quer cuidar dos espaços públicos. Quanto aos do espaço canal, vamos ver no próximo ano a ano e meio, vamos dar o benefício da dúvidas, mas sinceramente conhcenedo bem como conheço o mau trabalho da câmara nesta área, não tenho muitas esperanças.
Continuo a acreditar que para Almada se qualificar são necessárias outras pessoas à frente da câmara, porque estas já demonstraram à saciedade que não sabem nem querem fazer melhor.

Anónimo disse...

-epá ó falâncio pá, vamos apoiar estes anónimos pá, que dizem que vão fazer pá, melhor do que fazem os outros todos pá, toca aí uma guitarrada...
kirikirikiriki kirikiii
-pera aí pá, se são anónimos não sabemos quem são pá...

ex-cdu disse...

Não me espantam as imagens de lixeira e falta de cuidado da CMA com os arranjos de espaços exteriores,tais como este referido pelo emalmada.
Sempre foi assim.
É a vida... da miséria de uuma incompetência de pessoas que só são autarcas em Almada devido ao 25 de Abril.

Anónimo disse...

Vimos ontem no lançamento do eléctrico em Cacilhas uma desavergonhada presidente da Câmara de Almada e um Governo sem vergonha.

Ela, a comuna, ao lado do ministro Jamé (ex-comuna), em frente seus caciques ( dela ) a contestarem decisões do Governo que desagradam aos comunas e também a comuna Luisa Ramos, deputada municipal servidora da Emília e ex-membro de um sindicato da Tap que veio embora com indemnização,quando os trabalhadores que sairam ao mesmo tempo nada receberam, intitulada líder de uma comissão de utentes controlada pelos comunas/CMA a protestar também acordos estabelecidos entre Governo,CMA e MTS sobre tarifário do electrico.

Tal está o negócio.
Não há paciência para tanta promiscuidade na política promíscua dos autarcas de Almada e Governantes.
Aqui mora o fracasso do eléctrico MST.

o mesmo Anónimo disse...

O Governo não tem vergonha porque pagou todos os devaneios da CMA, responsável única pelo atraso das obras do eléctrico.

Anónimo disse...

Os PCs mostram que têm Polícia recauchutada da PIDE na Rua.
O bichinho está-lhes no sangue.

Anónimo disse...

Oh Sr. Oliveira, pelo menos as contas, faça-as bem. Não são 33 anos, são 34 quase 35 anos de 25 de Abril! Parou no tempo ...?

Mas o importante não é isso. O importante é não ter havido a tal manifestação de panos e bandeiras pretas. Agora, Sr. Oliveira, é só desvalorizar o apelo terrorista, fascizante, que aqui foi feito (se calhar com a sua participação, quem sabe?) para que o "povo" descontente protestasse dessa forma no dia da inauguração do Metro. E esse apelo foi feito de forma insistente, quase desesperada, tantas vezes em letras maíúsculas! Não foi uma nem duas vezes. Foram dias seguidos de apelo!

Quando foi altura desses apelos, eram imensas as certezas de uma grande mobilização, era enorme a "ameaça" de que agora - com as tais bandeiras pretas, ovos e tomates (e sabe-se lá que mais) - é que "eles" iam ver a força desse tal "povo" descontente! Povo, Sr. Oliveira? Você é povo, Sr. Oliveira? O Sr., quanto muito, é um dos (poucos) "prejudicados" de Almada - se calhar tem mais dificuldades em andar de pópó, por isso se sente prejudicado. Não sei, sou eu apenas a dizer ... Agora povo, o Sr. Oliveira certamente não é. Porque o Povo quer o Metro, o Povo que utilizar o Metro, o Povo sabe que o Metro é um benefício!

Ah, ah, ah, para si, Sr. Oliveira! A montanha não pariu um rato! A montanha pariu uma ratazana enormíssima!

Até porque, afinal, quem protestou - e a meu ver, com toda a razão! - foram aqueles que entendem que o Metro é bom para Almada, mas também tem que ser bom para os cidadãos. Aqueles que o querem utilizar, e que justamente não entendem (e não aceitam) que tenham que ser ainda mais sacrificados pelo facto de querer usar um bem que é comum!

Ah, Sr. Oliveira, como as coisas são, não é verdade? Falar "de cátedera" é fácil, o problema é depois ...

E de facto compreendê-lo não é para todos, não senhor! O seu discurso, próprio de um "mau pagador", é tão indecifrável ao simples e comum mortal, que certamente nem você próprio, quando o voltar a ler, entenderá o que pretendeu dizer. De tal maneira consegue enrolar-se nas suas próprias palavras ...

Anónimo disse...

Cada dia menos pessoas nas ruas de Almada, se transformou em um deserto, só há cimento e pedra e um comboio fantasma que viaja a muita velocidade por esse trilho em que se transformou a principal avenida. Lojas vazias, cafés vazios,caos circulatório, gente triste. Almada, triste Almada.

Luíz.

Anónimo disse...

Nenhum homem é uma ilha isolada; cada homem é uma partícula do continente, uma parte da terra; se um torrão é arrastado para o mar, a Europa fica diminuída, como se fosse um promontório, como se fosse a casa dos teus amigos ou a tua própria; a morte de qualquer homem diminui-me, porque sou parte do género humano. E por isso não perguntes por quem os sinos dobram; eles dobram por ti”.
Oliveira

Anónimo disse...

Vamos lá a atinar.
O que importa que não haja limpeza se temos um Metro?
O que interessa que a cultura seja mal tratada se temos um Metro?
De que serve olhas para o concelho em todas as suas vertentes se temos o Metro?

O que interessa falar mais no assunto se temos um colossal veio de comunicação que é esse vomitante anónimo que fala por todos mesmo que só diga disparates?

Caro Em Almada, já uma vez deixei aqui escrito que o seu blogue põe a nu problemas sérios que provavelmante passariam ao lado de muita gente caso não o fizesse?

Disse-lhe e digo que nem sempre terá a razão total mas não há ninguém perfeito e nunca podemos dar-nos ao luxo de querer ser os donos da razão.

Só conheço duas pessoas que nunca dizem disparates. A patética presidente da Câmara :P e o escrevinhador oficial do reino.

Divirto-me a ler algumas coisas que esse atrasado mental aqui apresenta como se de verdades se tratassem.
E a patética presidente é como a hiena. Ri de quê?

Anónimo disse...

Tá visto que os gajos acagaçaram-se com a perspectiva de verem os panos pretos, os ovos e os tomates contra a tia e acompanhantes.
Não são capazes, porque lhes falta o engenho e as qualidades pessoais necessarias de mandar limpar o lixo que grassa por Almada.
Podera, nem o da cabeça limpam apesar de andarem sempre a oscilá-la para cima e para baixo a bajular a tia.
São inseguros e de personalidade clonada pelo partido.
Até da própria sombra têm medo.

Anónimo disse...

o "Luíz" era aquele senhor que estava ao lado do ministro lino quando este disse que a margem sul é um deserto, certo? bem me pareceu... ainda agora vim do centro de almada e vi tanta gente...

Anónimo disse...

ah ah ah aposto como deve ser o anónimo (?!) autor deste blog que mais deita lixo para o chão!

Anónimo disse...

Se deitarmos o lixo no lixo lá se vão alguns anónimos para o aterro sanitário.

O da voz da dona, por exemplo.

Anónimo disse...

O anónimo das 3:11PM continua o mesmo.
Naturalmente foi dele o apelo às faixas pretas.
É um forma habitual de provocação.
Lançam esses apelos para ver se pegam para depois fazerem a critica como ele a está fazendo.
Só que essas provocações já são conhecidas e as pessoas conscientes não vão atrás.
Essas provocações faziam-se no "outro tempo" quando a Legião Portuguesa enviava os seus esbirros para o meio da multidão, provocando desacatos, para depois vir a Pide e destroçar a mesma manifestação.
Este anónimo deve ter saudades desse tempo e talvez fosse um desses esbirros. Não me admira nada...
Só que agora mudou de casaca e aproveitou os novos tempos.
Vamos ver ainda, onde ele irá parar...

João Pereira disse...

Então e a pessoa que morreu hoje com o metro em cima, isso esses animais comunistas da Camara de Almada já não falam pois não?!

revolution disse...

este anónimo acérrimo defensor dos comunistas e da MES(pela conversa deve ser o pedro), devia deixar de ser estúpido nas suas conversas. As conversas de encomenda são um estilo desta gente. Já agora escusas de escrever várias vezes para parecer que são muitos. ~Deves estar a candidatar-te a algum lugar dentro do partido..... Ou dentro da CMA!!!! Não chega o curso que te andam a pagar????

EmAlmada, continua que estás a fazer um ótimo trabalho

João, podes esclarecer onde foi o atropelamento?

RAMALHENSE disse...

SÓ NAO HOUVE OVOS E FAIXAS PRETAS PORQUE A CMA ALTEROU OS PLANOS DE INAUGURAÇAO E FEZ COM QUE A COMITIVA NÃO PASSA-SE NA RAMALHA.


Se o percurso tivesse sido Cacilhas-Monte GARANTO A ESTES COMUNISTAS TODOS QUE O METRO FICAVA ESTRELADO E BEM PASSADO.

Se a MILINHA não tivesse desviado a inauguraçao da Rua Lopes de Mendonça e Justino Lopes, havia concerteza ovos. Ela deve ter percebido que, desde a inauguração do ultimo troço, as pessoas da Ramalha não olham com bons olhos para o que ela lhes fez.

PARA COMPROVAR O QUE DIGO ESTÁ AQUI O PLANO DESENHADO PELA DITA CUJA PARA A INAUGURAÇÃO.

http://www.m-almada.pt/portal/page/portal/CMA/NOTICIAS/NOTICIAS_DET/?noticias_det=14040870&cboui=14040870


NIGUEM CONSEGUE DORMIR COM A BARULHEIRA QUE O COCHE REAL DE ALMADA FAZ AS 2 E 5 DA MANHÃ. ESTAS OBRAS TODOS O QUE NOS DERAM NO FINAL FORAM 3 HORAS DE SONO... JÁ O RESTO DO NOSSO SONO É TODAS AS NOITES APREENDIDO PELA ECALMA (PVDE OU PIDE, PARA QUEM GOSTA) EM ESTREITA COLABORAÇÃO COM A MTS E CMA.

ana martins disse...

chiça! este blog é que não é bom para a saúde...

Lisboeta disse...

Como Lisboeta com família a viver em Almada ainda não percebi muito bem a alegria dos comunas locais com o seu novo eléctrico...
Transcende a minha mais criativa imaginação... até falam em progresso?!...
Será que não sabem que já há eléctrico em Lisboa desde 1929 (não é gralha)?...
Com uma enorme vantagem... é que esse não atrapalha o trânsito!...
Passei a gostar mais dos comunas de Lisboa... chiça!

Anónimo disse...

Ah pois é, os "gajos" da Ramalha (Ramalhense é da Ramalha, não é?) é que são "homens" a sério! Homens e mulheres, está bem de ver ... Esses é que tinham os ovos, os tomates e as bandeiras pretas, tudo muito bem preparadinho, para a "festa".

Mas azar dos azares, que diabo. Logo o Metro não passou no "seu" território no dia da inauguração! É preciso mesmo muito azar, caramba. É mais uma desfeita inaceitável para a "minoria civilizada" que se diz da Ramalha.

E lá ficámos nós todos privados de uma "manifestação de força democrática" destes "oveiros" e "tomateiros" ...

Anónimo disse...

Ainda por cima, mentirosos. Com quantos dentes têm na boca. O programa de inauguração do Metro foi elaborado pelo Ministério das Obras Pública, Ramalhense "democrata". Pelo menos, era o logotipo do Ministério que constava do cabeçalho dos convites que tive a oportunidade de ver.

Se calhar, no seu mundo fantasioso de perseguições e malfeitorias aos "democratas" da Ramalha, esse é mais um exemplo da "manipulação" do Ministério (e já agora, de todo o Governo) por parte da CM Almada, mais propriamete da sua Presidente.

Ainda não entendeu o ridículo dos seus argumentos, Ramalhense despeitado?

Anónimo disse...

Só quero que me expliquem uma coisa, como se eu fosse loura.
Os tipos (as) que fazem parte da dita comissão de utentes, ou seja, os militantes do pc de serviço para aquela área de guerrilha urbana, não pertencem ao mesmo partido que esteve nas negociações para o estabelecimento dos preços do comboio?
É só para a gente entender.

Anónimo disse...

ó loura, quem negociou os preços foi o min.dos transportes e a empresa do mst.

Blackbird disse...

O atropelamento foi na Av. Afonso Henriques, em frente ao café Meltejo, um pouco abaixo do Supermercado Baratão.

Mas ao que ouvi, a senhora foi atropelada por um autocarro e não o eléctrico!

Não foi nada que já não se esperasse.
Estou admirado com ainda ninguém foi atropelado naquele passeio/estrada/via férrea da Praça MFA.

João Pereira disse...

As minhas desculpas pela demora, revolution tal como o blackbird disse foi a Av.Afonso Henriques mas foi de facto pelo metro.

Abraços!

Anónimo disse...

Depois da porcaria feita, em vez de almoços, festanças, foguetórios, encartes nos semanários e anúncios pagos nas televisões, não seria mais contrutivo promoverem campanhas de sensibilização e segurança junto dos almadenses para estes, embora contrariados, se habituarem a conviver com mais um assassino na cidade, o MST?
Os irresponsáveis autárquicos, e outros, nem precisam de grande imaginação...
Bastará copiarem, traduzindo obviamente, as campanhas televisivas que foram feitas nos canais de televisão das Ilhas Baleares aqui da nossa vizinha Espanha...

Anónimo disse...

A Senhora foi atropelada mortalmente por um autocarro quando fugia do COMBOIO regional...

As "fontes oficiosas" tentam minimizar as reais origens desta tragédia resultante do PROGRESSO e das excelentes acessibilades proporcionadas pelo Plano Imobilidade XXI...

A quem interessa deturpar a verdade?

Anónimo disse...

Mais uma vítima mortal a juntar a outras não divulgadas e desconhecidas, de cidadãos que vieram a falecer em consequência de quedas no espaço de obra, por não terem sido cumpridas normas de segurança.

Os autarcas não têm mínimo respeito pela integridade física e pela vida das pessoas.
Têm duas palas laterais no rosto. Só vêem dinheiro e aquilo que designam saldo positivo devido a "boa" gestão.

Anónimo disse...

Só para esclarecer alguns espiritos toldados.
Em relação ao preço dos bilhetes e à comissão da treta, aqui fica o que um reputado membro da nomenklatura local disse ao Diário de Noticias, em 2007, enfim já lá vai algum tempo e eles não se lembram...


José Manuel Maia considera que o preço (85 cêntimos o bilhete simples e 15 euros o passe) até é aceitável para toda a linha, mas lamenta que "o ponto de vista económico tenha falado mais alto nesta primeira fase".

In “Diário de Noticias de 16.05.07

Anónimo disse...

Não houve ovos nem tomates, mas vontade não faltou, principalmente a quem está agora a ser sacudido de 15 em 15 m pela chiadeira do metro na RLM. Há também que atender que os descontentes estão a trabalhar às 11 da manhã de um dia de semana, logo não estão para tirar o dia para atirar ovos ao governo e seus lacaios locais. Mas que a coisa meteu medo, meteu, porque tiveram de chamar a tropa de choque dos trabalhadores do arsenal (já não têm os da Lisnave), não fosse alguém esperar a comitiva a Cacilhas.