quinta-feira, janeiro 07, 2010

Cabecinhas Pensadoras

Em...Almada persiste-se na destruição da cidade. Diariamente vê-se Almada a desaparecer como espaço público para os cidadãos. Diariamente vê-se a vida sócio-económica a definhar. O MST (Metro Sul do Tejo) é uma ameaça permanente à integridade física e ao direito à vida das pessoas. Temos a lamentar recentemente mais uma vida perdida provocada pelo MST.
Foi uma pessoa que perdeu a vida. Uma vida humana que tal como noutras situações semelhantes vai ser menosprezada pelas seguradoras, porque a vítima, apesar de ser uma pessoa com 84 anos, já tinha ultrapassado o limite de esperança de vida e se não tinha alguém a seu cargo será desvalorizada. Toda a afectividade e amor que uma família poderá ter por um seu elemento, serão pulverizados pela análise fria, materialista e desumana das seguradoras, das empresas e entidades. Os responsáveis pelos sucessivos desastres ambientais e pelos falhanços de seus iluminados projectos, continuam pisando a fútil e mundana passerelle, como vedetas celestiais imunes às críticas da "inculta e irracional" plebe que os sustenta. Assim vai o regime em Almada.
EMALMADA é conservador e à maneira antiga para lembrar os bons tempos, podem chamar saudosismo, que daí não vem mal, fez férias "blogueiras" até o dia de Reis.
Para reiniciar a actividade bloguista escolheu esta notícia (a negrito) de 30 de Outubro de 2009 publicada no semanário "Sol", que agradará a uns, enquanto a outros não. Naturalmente todos são democratas, embora uns mais "democratas de esquerda", "ao lado dos trabalhadores" do que os outros, mas isso é outra conversa...
"No Reino Unido
Blogger acusado de provocar demissão maciça em autarquiaO autor de um blogue regional do Reino Unido está a ser acusado de ser o responsável pelo pedido de demissão de 11 dos 15 vereadores de uma pequena autarquia rural, provocando eleições antecipadas. Autor do blogue rejeita a acusação.
O caso teve lugar na localidade de Somerton, onde na reunião camarária desta semana 11 dos 15 vereadores apresentaram demissão, por alegadamente estarem fartos das críticas do blogue Muck&Brass, refere a BBC.O autor do blogue, Niall Connolly, rejeita a acusação afirmando que «se culpar o Muck&Brass ajuda os vereadores a dormirem melhor, tudo bem, mas isso é ignorar a verdade».
Criado em 2006, o site deste habitante de Somerton de 61 anos sempre foi bastante crítico face aos autarcas, utilizando termos como «palhaços» ou comparando um panfleto oficial sobre direitos do eleitor «a uma chamada às armas dos Nazis ou um convite a uma limpeza étnica».
Estes e outros textos levaram vários membros da autarquia a apresentarem demissão por «não terem condições para trabalhar», lê-se numa moção aprovada na última reunião, avança a BBC.Em declarações à estação britânica o antigo vice-presidente da CM de Somerton, Anthony Canvin, defendeu que «não vou tolerar isto quando estou a trabalhar para cidade», por isso resolveu «dizer estou farto e apresentei a demissão», decisão que foi levou outros colegas a seguirem os seus passos.
Quanto ao autor do blogue, continua a afirmar que «estes vereadores ignoraram, durante muito tempo, a comunidade que era suposto servir». Agora a autarquia ficou sem vereadores suficientes e vai ter de marcar novas eleições."
Por cá, também há "democratas" semelhantes e há para aí uma "malandragem" na blogosfera a apoquentar "verdadeiros democratas" eleitos! "É a Vida"...diria alguém. EMALMADA agradece a colaboração de cidadão

8 comentários:

Jorge Alves disse...

Nos acidentes que envolvem vítimas mortais de idade avançada, estas são consideradas friamente excedentes que ultrapassaram o prazo de validade.
Vivemos numa sociedade de atropelos onde ESPERTOS e SÁBIOS são senhores déspotas.

De um cidadão, os meus pesames à familia da vítima.

No concelho nada podemos esperar de democracia dos donos do município.

indigena disse...

A Emília também diz que está a trabalhar para a cidade - Almada.
Mentirosa e Sem vergonha.

Anónimo disse...

Em relação ao idoso , paz á sua alma , e , apesar de ter sido um acidente que resultou na morte de um ser humano , ha que compreender melhor a situação.


" duplo atropelamento causou a morte imediata da vítima, que atravessava a linha a cerca de 20 metros de uma passadeira.


O idoso, que morava nas redondezas, foi traído por alguns problemas de audição de que sofre, pelo que não se apercebeu da aproximação da carruagem do metro de superfície. O maquinista ainda terá tentado travar a carruagem, mas não conseguiu evitar o choque, que teve lugar poucos minutos antes das 08h00.
"

Não estou a desculpar a mst ou a culpar o idoso , mas parar o comboio n é o mesmo q parar um carro , o idoso sofria de problema s de audição, e a 20 metros haveria uma passadeira
para atravesar.

não basta culpar tudo e todos , tem que se ver as coisas como acontecem

fonte:
http://www.correiomanha.pt/noticia.aspx?channelid=00000010-0000-0000-0000-000000000010&contentid=42EEDB31-5F4A-4CCF-B976-1A90E566CE79&goComments=11

Anónimo disse...

Sr. das 3:04, o comboio, não metro, tem preferencia sobre tudo e todo, nas passadeiras o comboio tem tambem preferencia sobre as pessoas.

IMPENSAVEL !!!

Rafael Santos disse...

O Metro, MST, Comboio ou o raio que o parta, é realmente uma ameaça permanente sobre os cidadãos.
E é-o porque quem o quis e mandou instalar em Almada não teve a preocupação de salvaguardar a cidade e as pessoas com um projecto integrador para a cidade.

Prejudicou Almada e os almadenses.

Não quis ter em conta as criticas e opiniões daqueles que se dispuseram a deslocar-se aos comícios da Câmara/PCP ( de louvor ao monstro MST) que agora todos temos de gramar.

A sra Emília pensou tal como os camaradas seus que Almada e nós, os que não aturam incompetentes nem comunistas, teríamos e temos de nos vergar à sua batuta comuista, porque os seus camaradas dizem sempre sim sem pensar.

Mas alguma coisa está errado neste couto!

Vemos todos dias como o comboio circula, sem gente que justifique o investimento.

Vemos todos dias quanto errado foi o traçado escolhido.

Vemos todos dias que Almada nada beneficiou com o metro.

Vemos todos dias que ainda há quem elogie cegamente este transporte erradamente introduzido em Almada com uma inserção errada

Vemos diariamentmente que a população é sacrificada, traumatizada, violada em seus direitos fundamentais por este ruidoso comboio, metro ou o raio que o parta.

Vemos todos os dias o silêncio cúmplice dos senhores da oposição com a situação caótica de Almada.

Vemos diariamenteque que estes senhores têm vergonha de enfrentar a Câmara, a presidente e o PCP.

PORQUÊ?

Vemos todos os dias que a oposição não tem coragem para denunciar os erros grosseiros feitos pela Câmara com o Metro.

Temos de constatar que Almada assim está a perder gás e a resvalar para um pantano mal cheiroso e traiçoeiro.

Quando os povos de leste Europeu se livraram da incompetência dos comunistas e preferiram viver numa sociedade liberal e democrata, porque temos nós almadenses de aturar comunistas incompetentes?

JÁ PENSARAM NISTO?

Al-Ma'dan disse...

Caro Rafael Santos,
Que eles sejam comunistas eu ainda lhes posso perdoar; agora que sejam incompetentes e que estejam a dar cabo de Almada, isso eu não lhes perdoo.
Mas, estamos em Portugal, onde ninguém leva a mal, portanto, faça MES a m...da que fizer nada lhe acontecerá. Aliás, ainda foi reeleita. Cada povo tem o que merece e muitos almadenses não merecem mais que o que têm.

Anónimo disse...

Anónimo de sexta-feira, Janeiro 08, 2010 3:04:00 PM

O Correio da Manhã não apresentou a notícia de acordo como o facto ocorreu.
Logo, não é por essa via que poderemos aferir da verdade das coisas.
Aliás, a grande verdade é que faleceu um cidadão.
Por causa(s) que são directamente atribuíveis à forma deficiente como as estruturas do MST e as que lhe são afectas foram concebidas e aplicadas.

No local onde a vítima foi projectada, poderia ir o eléctrico a uma velocidade que não pudesse ser controlável?

Há muito que repensar tudo isto.
Haja vontade. Que é o que tenho a certeza não existir.

Estamos na presença de três entidades que continuarão a defender as suas posições estupidamente irredutíveis.
MTS (concessionária do MST), Câmara Municipal do Seixal e Câmara Municipal de Almada.

Tiago disse...

Mas a questão que se debate aqui é totalmente falsa, porque se eu for agora atirar-me para cima do metro numa zona onde não existe qualquer passagem para peões e amanha essa noticia vier na CS vão dizer que a culpa é da CMA, CMS e MTS. Se for um TST a atropelar uma pessoa é a estrada que está mal feita?..