sábado, janeiro 09, 2010

Mais um atropelamento MST

Em...Almada, a Câmara Municipal de Almada, a margem sul do Tejo, o Metro Sul do Tejo - o tal MST - comboio da Câmara Municipal de Almada e da sua presidente, continuam a ser notícia pelas piores razões.
Mais um acidente a juntar a tantos outros, uns conhecidos e divulgados na comunicação social, outros não, ...obviamente por interesses políticos e não só....como os económicos e a vontade de controlar e manipular as pessoas.
Os métodos são os mesmos de antigamente, embora as pessoas sejam outras, mas muito piores, porque se dizem de esquerda democrática e defensores amantes da justiça social...blá...blá...blá....
09 Janeiro 2010 - 00h43 Mulher colhida em Corroios "Metro Sul do Tejo faz mais uma vítimaUma mulher de 30 anos, funcionária do infantário Nova Geração, em Vale de Milhaços, Seixal, foi ontem à tarde colhida por uma composição do Metro Sul do Tejo (MST) na altura em que entregava crianças aos pais, em Corroios. O acidente ocorreu a 30 metros do local onde em Julho um idoso morreu ao ser atropelado por uma composição e, garantem testemunhas, "foi uma sorte nenhuma das crianças ter sido colhida". Segundo o CM apurou, a mulher "tinha parado a carrinha e saído com duas ou três crianças, mas, na altura em que atravessavam a linha, uma delas começou a correr". A mulher "assustou-se e ao correr foi atingida pelo metro". A pancada projectou a funcionária para a estrada, onde foi apanhada por um carro. "Ficou com a cabeça quase debaixo de uma roda", relatou ao CM o presidente da junta de Corroios, Eduardo Rosa. A vítima foi transportada para o Hospital Garcia de Orta, onde ficou internada. Desde Julho de 2009 já se registaram dois mortos e cinco feridos graves em colisões com o MST." João C. Rodrigues (Correio da Manhã)
Pergunto
Por que foi aprovado um projecto negativo e esta estúpida inserção do MST?
Por que são os almadenses tão masoquistas?
Esta inserção é uma "ilha" a afundar-se, relativamente ao que vemos por essa Europa culta.
EMALMADA agradece a colaboração de cidadão

20 comentários:

Anónimo disse...

Alguém sabe o que se passou ontem, sexta-feira, na Av. D.Nuno Alvares Pereira, em Almada (entre as 17h e as 18h), ao pé da Alfaiateria Venâncio, em que o comboio estava parado e tinha a presença de uma ambulancia.
Cumprimentos.

Anónimo disse...

"A mulher "assustou-se e ao correr foi atingida pelo metro"."

FOI atingida pelo METRO como podia ter sido atingida por um camião, um carro, uma motocicleta...ou não será assim???

Com isso não quero defender o METRO, pois há muita coisa errada a começar por alguns MAQUINISTAS, que ao volante ou vão agarrados ao telélé, ou então andam no blá, blá, blá com amigos, colegas e até os Seguranças.
Sou só eu, ou regra geral, certos SEGURANÇAS que andam no Metro parecem estarem bêbados????

Mais, e o que dizer dos maquinistas,que enquanto aguardam o sinal de partida na estação de CACILHAS, andam a jogar à bola em pleno trilho do metro???
BELO exemplo que dão aos miúdos!!!!

Mas culpar o METRO de todos os males, também não, pois ainda há muita gente que insiste em atravessar quando o METRO aproxima-se e isto para não falar de uma brincadeira feita entre jovens, que é aguardar pelo Metro na outra plataforma e no momento que esta esta quase a chegar, atravessar a correr.
No dia que um desses jovens for "atropelado" a culpa é do METRO???
E o que dizer daqueles que circulam, de automóvel, com o sinal fechado, passam na mesma, o metro a buzinar e eles a passarem.
Se cada um cumprisse o seu papel, muitos acidentes com certeza que poderiam ser evitados!

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Ponto Verde disse...

Já se percebeu que ninguém assume os erros que têm conduzido a estas situações . Agora, é URGENTE que pelo menos, as autarquias de Almada e Seixal se envolvam numa campanha que devia ter sido feita aquando da inauguração do metro , uma campanha pedagógica sobre como circular numa zona viária e numa zona opedonal atravessada por duas linhas de comboio.

Há dinheiro para outdoors, spots na TV e rádio, há dinheiro para propaganda em jornais e para controlar jornais. Utilize-se também umas migalhas desse dinheiro em proveito dos cidadãos na prevenção de mais vítimas.

O metro devia também fazer uma campanha no mesmo sentido utilizando as suas carruagens e estações para o efeito.

Anónimo disse...

O problema aqui nao sao os maquinistas do metro, pois acreditem que se nao fosse o extremo cuidado e atenção que têm, haveria atropelamentos e cidentes a toda a hora!
É muito triste e vergonhoso ver como as pessoas sao tao burras, mal educadas e nao civilizadas, fazendo brincadeiras de mau gosto aquando da passagem do metro,passando sinais vermelhos, atirando-se para a frente do metro... ainda nao entenderam que o metro nao é um brinquedo!O metro nao tem a capacidade de se imobilizar como um automovel, e por cada vez que um maquinista tem que efectuar uma frenagem de emergência por motivo de uma dessas brincadeiras ou falta de respeito de alguem, os passageiros dentro do metro podem cair e sofrer um acidente, como ja aconteceu e isso responde á pergunta que foi feita sobre o metro estar parado em frente á alfeiataria.
E já para nao falar na enorme quantidade de passageiros do metro que mais sao uns selvagens, pois quando o metro pára por algum desses motivos, partem para a violencia fisica e verbal para com os maquinistas, comerciais e demais funcionarios do metro que nao têm culpa absolutamente nenhuma.

Anónimo disse...

Numa altura em que vários municipios estão a regulamentar a velocidade máxima dentro das localidades para 30Km/h, é no minimo hilariante verificar que o mais moderno meio de transporte de Almada circula a velocidades suicidas tornando-se mais perigoso para os peões que os próprios automóveis. A velocidade contudo, não e o ponto mais importante; a separação sensorial que devería existir entre a via do MST e o restante piso é inexistente. Este pormenor que à partida pode parecer insignificante, é o principal causador dos acidentes pois não chama a atenção para uma via que é perigosa, ademais, os deficientes visuais não são informados da zona onde se situam deixando-os completamente indefesos. Os mais idosos, que pela sua dificuldade em se locomoverem entram fácilmente em estado de confusão, são nestes casos alvos fáceis. Claro que o "período de adaptação", como diz a nossa czarina, leva algum tempo;
Quando os inadaptados forem todos trucidados pelo engenho, digo eu, o período de adaptação terá cumprido o seu papel.
Oliveira

Anónimo disse...

Eis a questão do ano. O Metro parou em frente a Alfaiataria Venâncio? Porque será? Terá sido alguém que viu os saldos e desmaiou? Terá sido o Venancio que se atirou a linha em protesto por a esposa ainda não ser a presidenta da Associação dos Comerciantes? Terá sido o Venancio a fumar os seus habituais cubanos que envenenou algum transeunte e caiu para a linha?
Misteéeeeeeeeriiioooo.

lopes disse...

Se o cubano envena, os residentes de Cuba há muito estão intoxicados com o Fidel e o comunismo, o mesmo defendido pela czarina.
Almada está moribunda, perdida e irremediavelmente irrecuperável.

Fernando Sousa da Pena disse...

Numa zona central em que passeio, faixa de rodagem rodoviária e estrutura ferroviária se confundem num contínuo difuso, só me surpreende não haver mais atropelamentos. Para não falar da ausência de passadeiras. Os peões circulam num espaço alegadamente pedonal verdadeiramente armadilhado.

Anónimo disse...

Almada não tem solução tão próxima.

O engajamento de Ps Psd e BE com o status comunista é evidente.
Os 3 têm algo em comum: a cor do fair-play e o pavonismo social nos encontros culturais promovidos pela Câmara de Almada - feiras de vaidades.
É bem, estar sintonizado quando lhes permite viver sem incómodos e em harmonia com a côrte.
Almada e os almadenses que se lixem quando democraticamente estes partidos estão santamente aliados e o pcp com a cãmara aliada com a Igreja para exturquir os mais carenciados, os pobres, os famintos, os desamparados, os ansiosos por melhores dias, os que acreditaram que o 25 de Abril lhes traria o paraíso democrático.
Enganaram-se estes, porque o 25 de Abril de 1974 trouxe a virtuosa redenção a oportunistas sem escrúpulos.
E Viva a democracia.
Viva o 25 de Abril que proporcionou a frustrados a oportunidade de fazerem aquilo que a outros criticavam e abominavam.

O dinheiro continua a ser a mola real da vida mesmo para muitos democratas pintados de esquerda comunista ou não.

Anónimo disse...

Quem vive em Almada já percebeu que:
-o comboio não lhe trouxe beneficios
-tornou o centro de Almada um deserto
-tornou mais dificil a circulação de peões
-tornou quase impossivel a circulação de invisuais
-a zona pedonal é uma mistificação
Eu, que sou de Almada não percebo o que estes técnicos acolitados por alguns politicos, quiseram fazer na nossa cidade.

Anónimo disse...

O MST vulgo comboio estive imobilizado na passada sexta-feira porque fez mais uma vítima desta vez dentro da carruagem devido a travagem brusca.
Almada é um barato em circulação pedonal. Tem uma linha de comboio prioritário a circular em zona pedonal onde não há passagens para peões.

Estamos todos a ver que foram burros, armados em vivaços para negócios, aqueles que quiseram e aprovaram o metro para Almada.

Anónimo disse...

Alguém sabe informar algo sobre o estado de saúde da senhora que foi atingida pelo COMBOIO?

A população precisa de estar informada sobre estes acidentes e suas graves consequências...

Se os autarcas de Almada tivessem peso na consciência nem levantavam as cabeças do chão. Seriam pesadas como o chumbo!

Anónimo disse...

Só neste blog de treta é que se diz que uma senhora foi atingida por uma carruagem do metro. Mais outro que anda contaminado pelos Havana do Venancio.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...

mas será que só aqui, em Almada não pode hover comboio?.....tem que ser tudo como no antigamente?nunca morreu gente atropelada?....mas que raio de mentes tão iluminadas.....

1 2 3 4 disse...

Tá-se mesmo a ver que o anónimo 7:10:00 é um predestinado para escolher quem deve morrer atropelado.
Ele foi escolhido pelos camaradas para ser um dos sobreviventes juntamente com eles, porque eles como os ditadores é que escolhem quem serão os sacrificados.

São mentes deste tipo que governam Almada e a têm conduzido para o atraso em que nos encontramos.

Que dizer mais desta loucura militante de esquerda medíocre, complexada e poucochinha?

Almada está metida na lama com tal gente.

Anónimo disse...

Almada é puro desperdício por obra de oportunistas auto intitulados comunistas que gerem o município com a colaboração passiva do PS, do PSD e do BE sabujadores das mialhas que os comunistas lhes dão,( enquanto os majores se governam nacionalmente) para se manterem à tona de água captando a suficiente energia solar para viverem numa atmosfera económica desafogada.
A população que se amanhe!

Anónimo disse...

No antigamente, quando havia passagens de nível sem guarda, havia um aviso para quem pretendia atravessar a linha.

ATENÇÃO AOS COMBOIOS
PARE, ESCUTE E OLHE.

Nas passagens de nível sem guarda existentes em Almada (ditas passagens de peões), não há aviso nenhum...

Mais, quando em qualquer cidade se pretende que o trânsito circule a TRINTA QUILÓMETROS POR HORA, vejam qual a velocidade a que circula o comboio regional ALMADA / MOITA, na MAIOR ZONA PEDONAL DA EUROPA...

Se não fosse tão triste, porque as vítimas têm sido tantas, até daria vontade de rir!

Anónimo disse...

nada melhor que votar nos unicos que fazem algum então. E não são aqui falados!! CDS-PP