domingo, outubro 04, 2009

O Pasquim Que é Espelho da Mentira

Em...Almada, a senda da propaganda e da falta de carácter, de personalidade, de ética, de moral e sobretudo de vergonha revelada pelos mesmos que em 35 anos destruíram Almada e o concelho, é realidade.
Já está na rua o pasquim municipal de Outubro 2009, como jornal de propaganda e reprodutório intensivo de imagens ilusórias para enganar a população de um concelho, onde o desordenamento territorial existe, onde o lixo e a sujidade urbanas são realidade, onde a propriedade privada é vandalizada e a insegurança é uma constante, onde o plano de mobilidade acessibilidades 21 da câmara municipal é uma nulidade, onde o comércio definha, por acção de erros da presidente da Câmara e não do Governo, onde as pessoas sentem-se cada vez menos cidadãos de Almada e do concelho, onde um comboio foi colocado a circular em traçado imposto pela presidente da Câmara à revelia da população, destruindo a cidade, fazendo de Almada um deserto coberto de betão.
Um pasquim, onde a presidente não mostra a sua verdadeira cara, por isso esconde-se, tal como não mostra imagens da degradação de Almada.
Assistimos nos últimos 35 anos à incapacidade do PCP em gerir o concelho, no qual o estado a que chegou a Costa de Caparica é exemplo,
Assistimos nos últimos 35 anos à degradação contínua de Almada e do concelho relativamente a outras cidades e concelhos do país,
Assistimos ainda, actualmente, à mentira descarada dos responsáveis por esta situação, que dizem ter o concelho os melhores índices de desenvolvimento do país,
Com tantas casas à venda em Almada e no concelho, com a população das freguesias de Cacilhas , Almada e Cova da Piedade a verem sair muitos dos seus residentes para a periferia ou para concelhos vizinhos, por erros de gestão camarária, precisará Almada de mais habitação de luxo?
O negócio do imobiliário continua a ser a principal causa porque lutam estes incompetentes.
É daí daí que lhes vem o alimento para a boca e pagamento das lutas políticas de quem só tem no país uma representatividade de 7,88% em acto eleitoral.
O PRAZO DE VALIDADE DESTA GENTE HÁ MUITO EXPIROU
NÃO PODEMOS PERMITIR QUE CONTINUEM A INTOXICAR-NOS
EM 11 DE OUTUBRO
VAMOS VOTAR PARA DEPURAR ALMADA
VAMOS VOTAR PARA DESPOLUIR ALMADA
VAMOS VOTAR PARA DIGNIFICAR ALMADA

18 comentários:

Anónimo disse...

Atenção partidos da oposição

Dia 11 de Outubro nas mesas de voto é preciso muita atenção às mãozinhas dos comunistas e delegados do partido aí presentes e igualmente nas manobras destes nas contagens dos votos.

Anónimo disse...

As novas centralidades de Almada, chamem-lhe Centro Cívico do Pragal ou do Centro Sul, Almada Nascente ou Zona Ribeirinha/Quinta do Almaraz ou Almada forum ( como zona comercial) não passam de novas excentralidades saídas das meíocres cabeças municipais, que os lobbies da especialide aplaudem a lançar fumaça para nossos olhos.
O Cívico do Pragal é um vácuo, ruinoso. O que já venderam?

As excentralidades de Almada numa cidade que perdeu gente pela estupidez dos autarcas, vão ser um excelente negócio imobiliário a contribuir para outra crise que há-de chegar.

Interessante uma Câmara PC a promover e construir luxos.
São estes luxos que dão bons dividendos para os caixas.

A cma enveredou sem sombra de dúvida pelo lado capitalista. Este é o seu "lado certo"

Anónimo disse...

"mediocres" e "especialidade"

perdão pelas gralhas ortográficas.

Ponto Verde disse...

Antes pelo contrário, é a mais pura das verdades sobre o que foram estes trinta e tal anos de ditadura betonizadora CDU e demonstrar que assim vai continuar . Betão e mais betão, urbanizações e mais urbanizações . É isto que queremos ?

Salvo Seja disse...

Até o boletim vive à base do virtual.

Dia 11 votem PS.

João Paulo disse...

Cidade suja
Cidade desleixada
Cidade ferida
Cidade traumatizada
Cidade esburacada
Cidade grafitada
Cidade sem comércio
Cidade sem pessoas
Cidade insegura
Cidade sem vida
Cidade feia
Cidade miserável
Cidade desgovernada
Cidade mal iluminada
Cidade mal amada
Cidade betonizada
Cidade desorganizada
Cidade desertificada
Cidade explorada
Cidade abandonada...

é Cidade perdida.

É Almada!
Mas Almada é Cidade?

Maia disse...

Atenção aos vigaristas da CDU nas mesas eleitorais. estejam atentos.eSTAS ELEIÇOES MEXEM COM MUITO CACAU, eles vão fazer tudo por tudo para que os 15000 dupliquem- Vamos votar PS-

Liberdade disse...

Desde os anos 70 que a CMA/CDU não aprova uma único plano urbanístico preferindo promover a urbanização sem regras e fazendo a vontade dos especuladores.

Qual a urgência de aprovar agora e á pressa o Plano de Urbanização de Cacilhas, quando o governo aprovou a constituição da sociedade do projecto do Arco Ribeirinho, que abrande Almada, Seixal e Barreiro?

Anda aqui negociata no ar...

Anónimo disse...

Eu voto CDS/PP. Os resultados das legislativas mostram que é possível elegerem um vereador. Acho que merecem.

J. Ferreira

João Freire disse...

J. Ferreira, um vereador CDS-PP em Almada? Sinceramente, e com o devido respeito, acho que o concelho ainda não está preparado... Note que vou votar PS, mesmo que no meu íntimo não ache que é o melhor candidato, mesmo não tendo votado PS nas legislativas... Mas parece-me que é o que tem mais hipóteses de derrotar os comunistas... E neste momento, creio que todos os verdadeiros democratas têm um inimigo comum em Almada: Maria Emília e o executivo CDU, que é preciso tirar de lá. Só isso será já um excelente precedente para a nossa terra, que irá criar condições para que isto comece a mudar. Só me dá pena que as forças políticas democratas de Almada nunca se tenham coligado para derrotar a ditadura comunista. Intrigas e rivalidades entre aqueles que deveriam estar do mesmo lado da barricada por um objectivo comum e maior só favorecem o poder instalado CDU. Ou se calhar sou eu que sou idealista...

Anónimo disse...

Tem-se falado aqui neste blog do vandalismo dos fulanos da CDU às montras dos comerciantes. Então e o vandalismo provocado pelos comerciantes ao Metro? Ainda no outro dia vi um poste que dava indicação de se o metro poderia avançar ou não, no chão, todo partido. OBRA DOS COMERCIANTES, DE CERTEZA! E não se trata da destruição de propriedade privada, trata-se de uma questão de segurança dos utentes de um transporte público! Ainda por mais, a hora de ponta! Ainda bem que foi tudo prontamente resolvido pela excelente equipa do MTS.

Anónimo disse...

Filha de idosos atropelados já gastou cinco mil euros

por ROBERTO DORES, S 03 Outubro 2009

Casal foi atropelado pelo metro ligeiro em Julho. O homem morreu e a mulher ficou gravemente ferida. O processo está em tribunal, mas o Metro Sul do Tejo rejeita culpas no acidente. A filha das vítimas já está em dificuldades financeiras

Celeste Teixeira, a filha do casal de idosos atropelado em Corroios (Seixal) pelo Metro Sul do Tejo (MST), a 8 de Julho - acidente de que resultou a morte do pai e ferimentos graves na mãe -, garante que está a passar por dificuldades económicas, depois de já ter gasto cerca de cinco mil euros em despesas de saúde, mas continua sem qualquer sinal de poder vir a ser ressarcida. O processo está em tribunal e o MST insiste em rejeitar culpas no acidente.

As principais despesas prendem-se com o funeral do pai, pagamentos de transportes de ambulâncias para a mãe - Alice Figueiredo, de 74 anos, desloca-se duas vezes por semana entre Vale de Milhaços (Seixal) e Almada, para fazer as sessões de fisioterapia no Hospital Garcia de Orta -, mas Celeste Teixeira contabiliza ainda vários dias de trabalho perdidos desde a tragédia. "Isto está a provocar a nossa revolta, porque eu tenho a certeza de que há culpados pelo que aconteceu aos meus pais e ninguém está a querer assumir responsabilidades", referiu.

O casal foi colhido pela composição do MST quando se dirigia para a paragem do autocarro de Corroios, numa zona muito estreita, com um passeio de aproximadamente 60 centímetros, onde não existe passadeira. A própria PSP disse na altura que os idosos não tinham cometido nenhuma transgressão.

"Perdi o meu pai, a minha mãe ficou sem mobilidade e ainda não sabemos se algum dia vai voltar a ter condições de, pelo menos, ir buscar um copo de água", lamentou ao DN, numa altura em que a progenitora continua acamada, enquanto a MST, que já em Agosto tinha recusado a sua responsabilidade, mantém a mesma posição, reafirmando que já deu cumprimento às suas obrigações de informação, "quer legais, quer contratuais", ficando à espera da decisão do tribunal.

Recorde-se que, por se tratar de um acidente que envolveu terceiros, é preciso disponibilizar um seguro para que o Serviço Nacional de Saúde possa ser accionado a partir do momento em que a idosa teve alta hospitalar (26 de Agosto).

Apesar de não se terem registado acidentes nas últimas semanas com as composições do MST - que totalizam seis sinistros desde o início do ano, havendo a lamentar um morto e dois feridos graves -, os bombeiros e a PSP defendem a promoção de uma campanha que reforce a atenção dos peões, sobretudo dos mais idosos, para as regras de trânsito decorrentes da presença do Metro. Uma das alterações que preocupa as autoridades é a falta de obrigatoriedade do metro parar nas passadeiras.

Fonte: Diário de Notícias

Salvo Seja disse...

Anónimo de Segunda-feira, Outubro 05, 2009 1:27:00 AM
Está em condições de provar o que acaba de dizer?

Salvo Seja disse...

O assunto que aqui é referido pelo anónimo de Segunda-feira, Outubro 05, 2009 1:32:00 AM é cruel.
Foi para o senhor que faleceu, para a senhora ferida com gravidade e, neste caso, para a filha que desesperadamente desabafa.

Porque não se perfila o engº Pedroso, do Conselho de Administração
da MTS e candidato à CMA pelo PSD às autárquicas, avançando com uma proposta/solução para este caso?

Não é conveniente? A sua amiga Maria Emília intromete-se negativamente?
Mas não estamos a falar de conveniências, senhor engenheiro Pedroso.
Apenas de justiça.

Al-Ma'dan disse...

Caro João Freire,
Tem toda a razão. Se há 4 anos tivesse havido coligação
PS/PSD, esta teria tido maioria pois teria ultrapassado os votos da CDU. No passado, há talvez cerca de um ano, fui eu a sugerir, a PS e a PSD, que se fizesse essa coligação para estas eleições, a bem de Almada. Mas, como se sabe, nem um nem outro partido quiseram fazê-la, as razões não as conheço, mas até acho que posso adivinhar.
Mas, aqui e agora, as coisas são o que são, não vale a pena chorar sobre leite derramado e como diz o João Freire, se queremos derrotar a CDU/MES não podemos deixar de votar útil no PS. O voto no CDS-PP, por exemplo, parece-me um bom voto mas reportando-nos a todas as eleições passadas, nunca esta força partidária elegeu um vereador sequer e não é nada fácil que isso suceda agora. Por isso, para derrotar a CDU esse voto não serve. Mesmo o voto no BE não me parece muito acertado pois a presumível vereadora eleita pelo BE já disse alto e bom som que no essencial irá seguir as pisadas de MES e que está pronta para ser sua aliada.
Portanto, para derrotar a ditadura da CDU, a sua cacique MES e os outros caciquinhos, e a bem de ALMADA, só o voto no PS/Paulo Pedroso pode fazer a diferença.

Está na hora de sacudirmos este totalitarismo de 3.º mundo que tomou conta de Almada há 35 anos.

Esá na hora do nosso grito do Ipiranga!

Anónimo disse...

Caros Freire e Al-Ma'dan, viram os resultados das legislativas? Como podem achar que não é possível o CDS/PP eleger um vereador? O que é isso de voto útil? Uma violência sobre a consciência? Por mim acho que o candidato do CDS/PP será uma voz muito importante na câmara municipal. Não aconteça que o vosso voto útil dê mais um vereador ao PCP em virtude do método de Hondt.

Al-Ma'dan disse...

Caro anónimo de Terça-feira, Outubro 06, 2009 12:33:00 AM,
Respeito a sua escolha e já tive oportunidade de dizer que o candidato do CDS/PP me merece bastante credível e com um bom programa.
Ainda assim, e face ao desafio que retirar a câmara à CDU/MES continuo a pensar que o voto no PS é melhor para conseguirmos esse desiderato.
Por isso, no dia 11, vou votar em consciência no PS.
No tocante ao método de Hondt repare que serve essencialmente para permitir a formação de maiorias e é devido a esse método que a CDU ganhou com maioria absoluta as eleições passadas, tendo no entanto menos votos que o somatório dos votos do PS+PSD+BE+CDS. Poranto, o método de Hondt penaliza a dispersão de votos e premeia sua concentração.
Se, por acaso, os votos no CDS/PP não forem suficientes para eleger um vereador, serão votos perdidos que ajudarão outra força política a eleger um vereador, provavelmente tal sucederá à CDU.
Logo, como nós não queremos que tal suceda, é melhor concentrarmos o mais possível os votos.
No entanto, estamos num país livre, felizmente, o voto é livre e por isso o amigo pode e deve votar em quem bem entender.
Só espero é que no dia 11 à noite não lamentemos essas actuações.

Anónimo disse...

Salvo Seja: Não estou, mas os senhores comerciantes estão de provar que os vandalismos foram feitos por gente do PC, como tanto apregoam?