quinta-feira, setembro 17, 2009

A CMA destroi Património Arqueológico

Em...Almada, a defesa do nosso património pela Câmara Municipal de Almada está cheia de retórica barata, tal como de ruído de fundo e peixeirada verbal, área em que é reconhecido o mérito de algumas chefias.
A febre delirante do betão iniciada pela Câmara de Almada nos anos 80 e continuada pela actual "dinossaura" (segundo os media) do poder local, com o projecto de urbanização da Ramalha de construção cega e intensiva, detruiu um valioso património, em nome do capital para servir interesses especulativos e cumulativos de mais valias fáceis.
Este "dossier" referente à Ramalha, publicado na Revista "Almadan" do Centro de Arqueologia de Almada publicado no nº 3- Maio/Novembro 1984 dá-nos ideia do processo destruidor de património arqueológico, iniciado e consumado pelo poder local comunista de Abril, que domina a CMA, o qual se diz muito ecologista e defensor do património monumental e cultural do concelho.
clique sobre os doc.para aumentar e ler
Embora o Estudo de Impacte Ambiental alertasse para cuidados a observar durante os trabalhos na zona, com as obras para implantar o comboio MST na Ramalha, a Câmara Municipal de Almada deu a machadada final no pouco que ainda havia e seria possível preservar. As escavações e os aterros selvagens com a consequente betonagem do solo para o comboio tudo sepultaram. Actualmente assiste-se ao sepultamento desnecessário da área envolvente da Capela da Ramalha com toneladas de ferro e betão, agora sob a máscara de um Centro Social para a prática de "caridade" e apoio a famílias "desestabilizadas". Foi mais uma oportunidade de negócio, onde até o passeio público vai ser roubado para nele implantar... mais betão, pois então! Tudo é destruído debaixo da máscara do progresso para dar cobertura aos negócios fáceis do betão. Há 35 anos, o betão foi eleito o elemento padrão do crescimento do concelho de Almada.

18 comentários:

Anónimo disse...

A Maria Emília é definitivamente o coveiro de Almada.

Al-Ma'dan disse...

Esta gentinha que tem governado Almada não é nem nunca foi ecológica nem defensora do património: o que eles fazem é servirem-se de dois temas que sabem estar na moda para se fazerem passar por muito modernos e evoluídos, coisa que não são nada.
Ser comunista aqui e agora (salvo muito raras excepções) é estar na retaguarda do pensamento e da acção.
Achei curioso que, ontem, a santa do pau-oco chamada MESousa, tenha declarado que a oposição se está a servir do protesto dos comerciantes para tirar dividendos políticos.
Olha, olha, a santinha, então não é o partido dela que quando há qualquer onda de protesto social se serve dela para aparecer e cavalgar a onda ?! E quando não há, eles logo tratam de arranjar uma.
São useiros e vezeiros nessa estratégia e agora vem a santinha MES qual inocente ofendida, criticar a oposição almadense de o fazer ! É preciso descaramento e pensar que os outros andam todos a dormir na forma.
Obviamente, a oposição está a fazer o seu papel, pena que só agora isso aconteça. Se há mais tempo a oposição fosse uma verdadeira oposição, a santinha já tinha sido corrida para para outro altar e tinham-se evitado males maiores para Almada.

Anónimo disse...

A "santinha" é uma pecadora convicta e das piores porque conta com alguns "amigos" para lhe branquearem os pecados diante da população.

Nos tempos da colonização do Brasil Sec. XVI esteve por lá um bispo, o Bispo Sardinha, que perdoava pecados em troca de penas pecuniárias que instituía, em conformidade com o seu cardápio, e lhe eram entregues em mão pelos pecadores.

Apesar das cotas de pesca impostas pela comunidade europeia, por cá ainda há muito sardinha para satisfazer a gula de algumas pessoas.

Anónimo disse...

O tema do post anterior não está esgotado embora tenha lido este como amortecedor quero voltar aos candidatos.

Boa observação foi feita por um comentador quando disse que houve subserviência paternalista quando, com excepção de Fernando Pena trataram Emília de Sousa por SRªPresidenta (como diz o povo).

Fernando Pena esteve igual a si próprio o mesmo se diga de Emília de Sousa.
Isto só revela que muitos de nós têm andado distraídos e a comunicação social tem tratado Almada da política como um subúrbio.

Soube agora que os funcionários da câmara em vez de trabalharem fotografaram e filmaram a manifestação dos comerciantes.
Não chega o Nabais a filmar e a fotografa oficial da Câmara agora há mais candidatos a jornalistas oficiais?

Já quanto à Helena do Bloco não seguiu a tradição de outros camaradas do Bloco que por pensarem mais livremente foram afastados das lides autárquicas do seu partido. Ela pouco mais diverge da CDU do que na gestão do dossiê reivindicativo dos sindicatos da autarquia..

Anónimo disse...

Almada troca
lixo por viagens
AMBIENTE. Trocar resíduos
recicláveis por um bilhete
grátis nos transportes públicos.
Eis uma medida da
Câmara de Almada que a
Comissão Europeia aponta
como exemplar e que
serviu de modelo na apresentação
da Semana Europeia
de Mobilidade.
A ideia vai ser posta em
prática já este sábado.
Além da troca de “viagens
por lixo” – materiais recicláveis
como latas, garrafas
ou baterias –, a autarquia
almadense oferece
também sessões de cinema
gratuitas e ao ar livre
com filmes sobre as alterações
climáticas.
A 8ª edição da Semana
da Mobilidade, tem este
ano o lema “Melhorar o
clima nas cidades”.

"no Jornal Metro".

FUI ENTREGAR a Emília mas disseram-me que ninguém a quer para reciclar.

Resultado: vou continuar a usar o automóvel.

Anónimo disse...

O bloco de esquerda tem também um candidato à assembleia municipal grande amigo do PCP e da MES.
Não sei se é por estar ligado à construção naval parece um submarinista.

Anónimo disse...

Eu tb tentei trocar o lixo da vereação comunista por bilhetes de borla mas tive o mesmo resultado e resposta-NÃO ACEITAMOS LIXO TOXICO-.
E.H

Al-Ma'dan disse...

Caro anónimo de Quinta-feira, Setembro 17, 2009 1:33:00 PM
Não lha aceitaram porque toda a gente sabe que a MES não é reciclável, deita-se no lixo, e pronto, já está.
No tocante às filmagens feitas pelos funcionários da câmara, fica a lgeira sensação da actuação de uma espécie de polícia política da autarquia.
Lembra-me um velho comunista controleiro, que nos idos anos 80, no Largo 5 de Outubro da Cova da Piedade, controlava à vista desarmada que jornais é que os outros camaradas liam e ia depois bufar isso na sede do partido, que por sua vez, chamava à atenção dos transgressores.
É que a mania do controlar tudo e todos, principalmente as ideias, está-lhes na massa do sangue.

Anónimo disse...

VIO PROGRAMA E SENTI UMA REVOLTA TREMENDA! TIREM DE LA ESSA MULHER! OS JOVENS QUE VOTEM ACABEM COMESTE MORRER DA NOSSA CIDADE

João Freire disse...

Coragem, amigos. Sente-se uma revolta e uma mobilização fora do comum, em Almada. Tenho esperança que é desta. É uma surpresa boa para todos aqueles que, há DÉCADAS, estão fartos dessa mulher e da sua corja. As alternativas não são as perfeitas, mas havemos de concordar que, nesta fase, qualquer coisa é melhor do que os do costume. Batemos no fundo. Almada é uma cidade-fantasma com um eléctrico a passar no meio e a abalroar quem se atreve a aventurar-se no centro. A Costa da Caparica está abandonada e entregue à escumalha. O resto do concelho está pior que a morte lenta. Havemos de encontrar-nos, na rua, na noite após as eleições, gritando COMUNISMO NUNCA MAIS na maior festa que esta terra algum dia viu.

Liberdade disse...

Eu já tenho uma garrafa de espumante preparada para 11 de Outubro!

Anónimo disse...

A Maria Emília vai comer figos secos para o Algarve porque depois ninguém a quer no extinto MST e o José Manel Maia fica na casa onde reside em Lisboa recordadndo os tempos da ferrugem em que não bolia à sombra de se dizer comunista da comissão de trabalhadores, um parasita dos operários.

Al-Ma'dan disse...

Caros amigos,
Não vamos embandeirar em arco antes do tempo, até porque a MES não sendo inteligente é esperta, é pode haver sempre alguns trunfos na manga!
Por isso, há que estar alerta e tudo fazer nestas poucas semanas para pregar mais um prego no caixão.

Liberdade disse...

Tens toda a razão Al-Ma'dan, é preciso não parar o combate...

Anónimo disse...

Mais uma vez ficou demonstrado que as televisões estão amordaçadas...

A troco da publicidade PAGA PELA MES, não deram qualquer cobertura à justa manifestação dos comerciantes e moradores.

São como as prostitutas. SERVEM QUEM LHES PAGA...

Ex. Parasita da LIsnave disse...

O José Maia é outro parasita da sociedade. Armou-se em comunista para não fazer nenhum na vida. É presidente da Assembleia Municipal e nunca habitou no concelho. vamos acabar com este tacho. Rua com estes oportunistas. É mais outro carreiras. eles parasitas vieram todos da lisnave. Sempre votei CDu, nestas vou votar PS

Al-Ma'dan disse...

As televisões privadas servem quem lhes paga, são as regras.
Agora, o que já não se pode aceitar é a mesma postura vinda da televisão pública.
Sempre me pareceu que há uma espécie de pacto de silêncio relativamente a Almada por parte dos principais portagonistas e partidos políticos nacionais.

Anónimo disse...

Este é que é o cerne da questão:"Almada tem estado na comunicação social na medida em que isso satisfaz os interesses das autoridades locais". Será porque a Câmara é uma boa cliente?

Os comerciantes soltaram as amarras e foram a primeira classe a fazê-lo:
tomando o destino da sua associação nas mãos decidiram reorganizar-se e suspender todos os poderes. Será que o sr. Luís Rodrigues deixou de ser o interlocutor respeitoso e o elo de ligação com a Câmara Municipal?

Paira grande incerteza de como evoluirá esta relação e vamos assistir a modificações das quais só nos aperceberemos à medida que os dias passam.
Os comerciantes, como muitas outras classes transportaram a CDU durante estes 35 anos na sua mota.
Este classe disse para se apear ao passageiro.