quinta-feira, setembro 20, 2007

Plano de Dificuldade Facilidades XXI

Em...Almada, o Plano de Mobilidade Acessibilidades XXI e a Requalificação Urbana estão a revelar-se um tormento para os cidadãos e moradores, perante o fundamentalismo exacerbado da Câmara Municipal de Almada com a sua cruzada insensata e exagerada contra o automóvel, muito embora os senhores autarcas o continue a usar.
Ainda não vimos nenhum dos que têm assento na Câmara Municipal de Almada a deslocar-se no dia a dia, nem noutro dia, de bicicleta ou a pé por Almada.
A Presidente da Cãmara nem se atreve a isso, perante o descontentamento da população com as obras e traçado do MST.
Recebemos de um almadense este texto e as fotos que se inserem:
"A loucura das rotundas que grassa em todo o País, pois que não há aldeia ou lugarejo que não pretenda ter a sua rotunda, como forma de afirmar a sua importância, ainda se compreende. Agora que em Almada se façam destas aberrações chega a ser o cúmulo do ridículo. uma rotunda para circular à sua volta ainda se entende, mas para passar por cima é que é demais o grau da estupidez. Aí vai um claro exemplo !..."
clique sobre as fotos para aumentar
Rotunda na R. Ramiro Ferrão
As asneiras feitas pela Câmara em Almada são tantas que vale tudo para "desenrascar"e o cidadão que se amole. Afinal uma rotunda não é para ser contornada?
O Código da Estrada não obriga a contornar as rotundas?
Qual é a norma do código da estrada que se aplica num acidente com viatura que galga esta ou outra rotunda?
Só de cabeças excepcionais podem surgir soluções anormais.
Esta não é a Almada dos Almadenses!

4 comentários:

farto de demagogia disse...

Alguém questionou os TST sobre aquela infracção.
Resposta: ou tiram aquela rotunda ou acabamos com a carreira.
Com isto, quem vai saír prejudicado, quem é?

fernando sousa da pena disse...

O absurdo das invasões de rotundas no país parece não ter fim. Por Almada, além das fantásticas rotundas galgáveis (um rotundo disparate), temos uma originalidade. Algum tempo depois de se gastar dinheiro a fazer a rotunda - alegadamente para uma melhor gestão de tráfego - alguém se lembra de que afinal aquilo não funciona, e bom mesmo é plantar semáforos. Mas que raio, se era para colocar semáforos, para que se esbanjou erário público com a rotunda?

Depois, há rotundas com árvores (sempre aparecem no relatório como espaços verdes...), para impedir a visibilidade e favorecer acidentes. Notável ideia!

Há ainda a rotunda do cimo da Rua Cidade de Ostrava, no Pragal. Cheia de semáforos! E quando um peão decide atravessar, em vez de fechar apenas o semáforo respectivo, todo o trânsito à volta pára. Brilhante!

Para não falar da rotunda de 1 metro de raio (que é como quem diz, que raio de rotunda) no Feijó, da rotunda fora do eixo da via, a caminho do Centro Sul, da rotunda em declive na variante à EN10 (um perigo!), ou das rotundas regadas abundantemente, para testar a perícia dos condutores em aquaplaning.

Estimado EMALMADA, vá esperando, que não tardarão mais inovações modernas nesta Almada rumo ao futuro...

farto de demagogia disse...

E a rotunda junto ao antigo tribunal, no Largo Gabriel Pedro?

EMALMADA disse...

Este executivo não reconhece ao cidadão o direito de fazer reparos ao seu trabalho.
Perfeição é com eles. Tudo que sai das suas mãos e cabeças é perfeito e tem de ser sempre perfeito. A imperfeição mora sempre com os outros.
Intervenções criticas (?) só são admitidas aos seus associados e colaboradores porque esses já estão metidos nos eixos e sabem as regras a respeitar, caso contrário serão penalizados ou excomungados por razões de saúde .