quarta-feira, maio 07, 2008

A Face Verdadeira do Futuro de Almada

Em...Almada, a CMA tem vindo a prometer aos almadenses o futuro.
Após 34 anos, temos excelentes exemplos vivos do futuro que nos foi proporcionado por uma gestão municipal de ruína, de descaracterização e desconfiguração da nossa Almada.

1. Propriedade privada em Almada Velha, objecto de vandalismo urbano e péssima imagem desta Almada que é tão maltratada pelos autarcas.

2. Edifício em Almada antiga, na designada Rua Direita, a Rua Capitão Leitão. A CMA nunca soube incentivar a recuperação dos edifícios, separadamente da propaganda política para se perpetuar na cadeira do poder.

2. O lamentável estado a que deixaram chegar o velho edifício da Academia Almadense.
Onde está o dinheiro dado pela edilidade ( pelos munícipes) para recuperação deste edifício?
3. O que vemos numa zona de urbanização recente, no Pragal.
Abandono, promiscuidade, desleixo, degradação, ausência de limpeza e conservação dp espaço público.
A autarquia também não dá bons exemplos. Tem edifícios seus em adiantado estado de degradação por abandono.
4. Exemplo de atentado à propriedade privada.
Provavelmente isto é arte fomentada por gente atirada p´ra "frentex"! Será?
Por que a CMA não põe termo, com os seus fiscais em colaboração com a PSP e GNR a este exemplo de vandalismo urbano?
Considera que os proprietários são inimigos do ambiente, fascistas ou burgueses?
Talvez. Por não terem carros amigos do ambiente iguais aos que os autarcas usam ou BMWs, pagos por todos nós. Almada, exemplo de subdesenvolvimento urbano, um subúrbio de Lisboa.
Os almadenses não vêem oposição política dos Partidos, nem alternativa a este estado de coisas.

12 comentários:

Anónimo disse...

Isto é muito pouco do mal que grassa pelo concelho de Almada.

Anónimo disse...

Pois.
Isto é uma pequena, mas muito pequena mesmo, amostra dos males almadenses.

Juro que queria encontrar meia dúzia de coisas boas a valer mas não consigo.
Será que estou a pedir muito?

Sotnas disse...

Um dó d'alma. É uma situação miserável que faz qualquer pessoa normal revoltar-se. Quanto aos autarcas almadenses, esses que têm a obrigação de zelar pela imagem do concelho, nada fazem e estão-se nas tintas.
Aliás, por vezes, apetece perguntar para que serve a CMAlmada.

Anónimo disse...

Como sempre a culpa é SEMPRE da Câmara de Almada claro..
Aliás se faz calor ou chove ou tá nevoeiro a culpa é obviamente da Câmara..
A Câmara ainda não têm poderes para adquirir automáticamente prédios privados em ruinas e recuperá-los para arrendamento jovem como eu e muita gente defende.
Mas porque não têem as Câmaras esses direitos?? Porque o GOverno recusa-se a dar mais autonomias ao Poder Local.
A culpa é de sucessivos Governos, não é apenas da Câmara..
É apenas esta a minha opinião.
Já agora quais são as Câmaras modelo do pais seja que matéria for??
E que tipo de modelo é esse?

sousa disse...

Uma Câmara não deveria investir na recuperação do seu património urbano?
Uma Câmara não deve tratar da limpeza e higiene urbanas?

Não seria mais importante termos uma cidade limpa e embelezada do que andar a derreter-se dinheiro em nichos de potenciais eleitores existentes no mascarado Associativismo Popular?

Que interesse há em dizer que a CMA é a 1ª em Boas Contas quando o concelho se encontra em ruinas?

Porque a CMA gasta milhares de euros em anúncios nas televisões e propaganda, festas, festinhas, músicas e folclores quando se impõe cuidar do concelho, das necessidades básicas e de cuidados indispensáveis em certas áreas/zonas?

Anónimo disse...

Ao anónimo das 11:44: PM reconheço a boa vontade e a boa fé ao procurar subtrair algumas das responsabilidades da autarquia.
Apenas, se me permite, lhe chamaria a atenção para o facto de ser legalmente possível a qualquer autarquia proceder, juridicamente, à solução destas questões.
É, não temos dúvidas.

Quanto a autarquias modelo, é evidente que não existem. Tal como não existe a perfeição no ser humano.

Cumprimentos

Anónimo disse...

É o velho problema de a culpa nunca ser nossa...há sempre alguém a quem atribuir culpas.
Nós é que nunca somos os culpados.
Quando um dia, começarmos a assumir as nossas culpas, por pequenas que sejam, e procurarmos soluções, então sim, vamos no bom caminho.
Até lá é o que se vê.

Anónimo disse...

Quanto aos grafitos e tags que inundam Almada, é óbvio que não é MESousa que anda a pintá-los. Mas, é a MESousa quem compete zelar pela imagem do concelho e daí que já devesse há muito tempo ter tomado alguma atitude para contrariat esta tão perniciosa moda.
Até já fiz sugestões nesse sentido. Mas, é claro que cairam em saco roto. Tudo, porque não há vontade de mudar, tudo porque vivemos no regime da poupadeira, tudo porque, há dinhero para o acessório mas não para o essencial. Se cortassem nem que fosse 20% aos gastos sumptuários com a propaganda, calculem o número adicional de coisas que se poderiam fazer. Mas, propaganda é prioridade, limpeza e qualificação do espaço urbano não é.
Assim, vai Almada. Vai mal.

moradora ex-rua L.Mendonça disse...

Vai mal, muito mal Almada.
Hoje temos mais uma falta de água na Ramalha devido às obras do metro de s. Exª a Srª dona Emília.
Os sacrifícios para o povo trabalhador pagador dos prejuízos, porque os benefícios são para os inteligentes autarcas que obrigaram e sujeitaram os almadenses a este desperdício e para a concessionária MTS.
É desenvolvimento sustentável da progressista Exma Srª Emília.

Residente em Almada disse...

A D.Emilia e os seus "Boys" não têm tempo para se preocuparem com os problemas dos Almadenses nem com a qualificação urbana.

A propaganda na televisão, as festanças o associativismo, os foguetes do 25 de Abril de S.João e do Passagem do Ano, levam-lhe o tempo todo, porque dão mais votos, que os problemas dos Almadenses..

Residente Pragal disse...

Falta de água mais uma vez ...

E os almadenses que se lixem
Mais uma vez as obras do MST deixaram os moradores da freguesia do Pragal sem água...

No final do mês pagamos a mesma factura e no final do ano todas as taxas autarquicas e de saneamento ....

Vejam se têm mais cuidado, e os Senhores Autarcas têm obrigação de defender os direitos e os bens essenciais aos seus municipes....

Anónimo disse...

Não é só no Pragal, mas também na zona do Pombal, freguesia de Almada .
E não uma vez por outra. É demais esta situação.