domingo, abril 08, 2007

Ambiente e Requalificação Urbana

Em...Almada, "Um cinzento subúrbio da margem sul" lia-se numa conhecida revista, referindo-se a Almada. (clique na foto para aumentar)
A par das paradas carnavalescas - maxi e mini - das marchas e marchinhas, com palanque para os "administradores" e convidados, dos beijos e beijinhos municipais, dos vários festivais pirotécnicos, das exibições/espectáculos musicais, da distribuição de subsídios ao designado Associativismo Popular, companhia & outros , do Festival Anual de Teatro e do futuro que está só a um metro, Almada convive com situações de terceiro mundismo no concelho e de notória degradação ambiental por falta de cuidados e de alguma incompetência da autarquia.
Os problemas são muitos?
Alguns têm menos de trinta anos.
Resolvam-nos para bem de Almada e da sua população.
Olhemos para o mais flagrante exemplo de atraso no tempo: Costa de Caparica
Decidam-se por um genuíno desenvolvimento do concelho e não, só crescimento económico, se é que existe, porque pode haver crescimento económico sem haver desenvolvimento. É preciso criar condições dignas de vivência e não, continuar a explorar as bolsas de miséria e de degradação ambiental existentes, para caça ao voto.
O atraso não pode continuar a ser atribuído aos "outros" aos mesmos, embora seja fácil, mas é pura demagogia tentar atirar areia para os olhos dos menos contemplados pela "sorte" e não só...

11 comentários:

Anónimo disse...

A existência da miséria e dependência económica, qualquer que seja, sempre foi terreno onde germina a sustentação dos que os exploram e os mantêm na linha da subserviência agradecida.

Anónimo disse...

Concordo com este "anónimo" mas, sendo isso verdade, quem deve ser culpado e não foi, pela colocação dessas "bolsas" de miséria e não só?
Quem passou ao lado de uma operação que apesar de feita legalmente constituíu, e constitui, um fardo económico e social muito grande?
Vale a pena pensarmos nisto. Todos.

Helena disse...

Concordo com amigo Reporter. Vale a pena refletirmos sobre esta realidade da cidade de Almada.
Estas imagens degradantes não são dignas de um concelho tão belo como o nosso.
Sem demagogia política, isto é de facto triste, pesem embora alguns aspectos positivos da Câmara Municipal.

Anónimo disse...

Ainda bem que hoje não me atacou, "helena".
Vamos ver uma coisa: a Câmara de Almada faz coisas boas e más. Mas custa sentir, ver, a prepotência com que são tomadas algumas atitudes. O povo tem que ser respeitado para poder, dever respeitar.
De resto, este sentimento de respeito que muitos reclamam, tem que ser recíproco.
Que me perdoe o digno locatário deste blog, pelo abuso na ocupação do espaço mas sinto-me impelido a responder. E, como se vê, não temos que andar aqui a embirrar uns com os outros, pese embora o direito que a todos assiste. O de ter opinião própria.
Saúdo-a, "helena" e apareça lá pelo renovado cantinho.

rouxinol disse...

Não é com conversas da treta para embalar os fiéis que Almada sai do marasmo que diz que anda e não anda, que faz ou que fez e não faz nem fez.. Só os convertidos ou com interesses no status batem palmas ao falso desenvolvimento desta triste, mesmo triste autarquia e envelhecido concelho.
Há gente que critica a Câmara numa roda de amigos, mas por trás aplaude, para receber das esmolas da ti Emilia.
Viva a democracia de fachada que é como pão para a boca de certos personagens oportunistas.

Helena sem aspas disse...

Sr Reporter não é meu habito atacar ninguem. No entanto, não gostei da sua maneira maliciosa de responder ao Sr Amadeu Filipe.
Quanto ao convite gostaria de saber onde e qual é o renovado cantinho?
Uma pergunta: Por razão põe o meu nome entre " ".
Duvida de quê?
Terei que voltar novamente a dizer que me está a decepcionar.
Fico à espera de saber o endereço do seu renovado cantinho...

Anónimo disse...

helena sem aspas :)
Releu o que escrevi ao senhor Amadeu Filipe?
Se o fez, percebeu que não houve malícia alguma. Se não o fez, faça por favor.
Quanto ao cantinho, já sabe a morada.
E sobre as aspas, a opção, muito minha, é de assim tratar (aspas) quem não faz uma identificação adequada. Percebo que este ponto de vista é discutível, mas é o meu.
Segure aí um beijinho.

Anónimo disse...

Então agora o blog ja serve para assédios?
Ó meuszzz amigoszzz...
Vai bem a conversa!
Não desviem o assunto. Até parece que foram contratados para desviar as atenções do assunto que motiva este blog! Será?

Anónimo disse...

Oh "anónimo"
Tem razão. Em parte. Tenho, por isso, que pedir desculpa.
Mas porque será que o seu pensamento foi para onde não devia? Assédio? Desvio de atenções?
E se agora, alguém disser que esta espécie de conversa que você puxou é um desvio de atenção? Ou um assédio? Ou bla bla bla?

Peço desculpa pela utilização, talvez fora de contexto, deste espaço. Mas faço-o ao proprietário do blog e não a si.

Boa semana.

Helena sem aspas disse...

Sem pretender criar problemas ao proprietário do Blog, acho que devo um esclarecimento acerca do comentário infeliz de um comentador anónimo, que embora se reconheça o seu direito de esconder a sua identidade, isso não lhe dá a permissão de utilizar neste blog comentários que são demonstrativos da sua falta de educação.
Quanto so Sr Reporter devo-lhe dizer que certamente no Cantinho que refere, não tem lugar para pessoas tão mesquinhas e maldosas, merecedoras da sua desculpa.
No tempo de Salazar havia contratados para desviar as atenções dos ditos assuntos, não será este anónimo um desses contratados que vulgarmente eram conhecidos por Bufos...
Continua a comentar Sr Reporter e receba uma beijoca da sua atenta leitora.
Helena (sem aspas)

Anónimo disse...

Reitero o pedido de desculpas ao dono do blog que me parece ser um cidadão com os pés bem assentes no chão e com uma grande dose de paciência.
Bem haja.
Quanto ao comentário desse "anónimo", entre muitos foi, de facto infeliz.
Helena, lá no tal cantinho há lápis azul, para quando fôr necessário.
O que espero não aconteça.
Saudações para quem mereça.