quarta-feira, abril 06, 2011

O drama de munícipes no local de residência

Em...Almada, a Câmara Municipal e a sua presidente não têm qualquer respeito pelos munícipes e sempre que querem usam e abusam da dignidade humana, desrespeitando o cidadão até nos locais de residência, criando condições adversas a uma vida digna e tranquila invadindo espaços e áreas que os prejudicam, alterando condições ambientais em ruído e poluição por gases tóxicos.

Os moradores da Rua Conceição Sameiro Antunes estão a viver graves problemas de poluição sonora e ambiental e, intranquilidade na rua onde residem, porque a presidente da Câmara decidiu alterar as condições de vivência locais, fazendo da Rua um terminal rodoviário 24/24horas, agravado com o ruído constante da circulação das carruagens do comboio MST durante 21 horas do dia, que ali têm uma paragem ao lado da rua.

Os filmes mostram o caos instalado e o sofrimento a que os moradores foram escravizados pela presidente da Câmara Municipal de Almada, a Câmara que ganhou um prémio da semana da Mobilidade, enganando mais de dois milhares de cidades com propaganda virtual, porque a realidade de Almada em mobilidade urbana é mesmo muito desagradável e negativa.

Basta recordar que Almada tem uma designada zona pedonal onde circula qualquer tipo de veículo, inclusive um comboio em dois sentidos e onde o comboio tem prioridade sobre as pessoas, podendo mutilá-las ou matar, sendo a culpa das destas.

A Câmara Municipal de Almada promove a degradação da saúde e qualidade de vida de moradores.

É esta a Câmara que diz defender o ambiente e a qualidade de vida das pessoas.

É esta Câmara que tem como presidente uma pessoa que não respeita os munícipes e faz no estrangeiro, à conta dos munícipes, propaganda enganosa de promoção da sua ( negativa) gestão.

É esta a Câmara e sua presidente que utilizam dinheiro dos munícipes para pagar a propaganda enganosa que faz de Almada nos meios de comunicação social, mesmo na televisão, e em "outdoors".

É esta a Câmara que diz apresentar saldo positivo da gestão, o que só pode ser entendido porque explora os munícipes ficando-lhes com parte da mais valia que estes recebem do trabalho por contra de outrém, através das elevadas taxas, tarifas e impostos que cobra.

É esta a Câmara que usa parte do dinheiro do município para apoiar o designado associativismo popular (subsídio-dependente) que na maioria dos casos não é mais do que células de apoiantes do Partido Comunista, da presidente e desta Câmara comunista.

É esta, uma Câmara comunista cuja presidente explora os almadenses, não dignifica Almada, nem os almadenses.

13 comentários:

Anónimo disse...

A Cámara de Almada e uma vergonha e uma pura mentira. e deve ser denunciada em Bruselas.

Guilhermina Machado disse...

É mesmo vergonhoso!...
Mesmo antes da "mudança" ninguém ouviu os moradores e depois do acto consumado continuam a não ouvir.
Muitas têm sido as tentativas de inverter a situação, no entanto até agora, NADA foi feito, mas como diz a força política que gere a NOSSA CIDADE, a luta continua...temos deveres mas também temos direitos e desses fazem parte um ambiente que, não sendo isento de poluição dado que é um meio urbano, seja pelo menos livre dum terminal/corredor a céu aberto de transportes públicos altamente poluentes e altamente ruidosos. Basta o ruído do MST...

Anónimo disse...

Mas há mais...há ruas que foram construidas para trânsito de um só sentido, ruas estreitas com estacionamento só dum lado porque não há espaço para mais.
Imaginem o que se passa agora, autocarros que sobem e descem a rua, a fazer ponto de embraiagem a meio porque não podem ir para a frente ou para trás...e os habitantes a levar com o cheirinho a gasóleo...lindo...como defesa do municipe...não vi melhor...

Anónimo disse...

Emilia, fora urgentemente !!!

Anónimo disse...

é esse o prémio da mobilidade que a CMA ganhou!!!!! é sempre a mover os comboios, os autocarros...

O que é que pensavam????

José Gonçalves Martins disse...

A oposição dorme...ressona...fecha olhos...dorme...ressona...fecha os olhos...hiberna...fica em letargia inconcebível...colabora...bate com a mão na pança...lixa-nos a todos e depois?
Depois quer estar de bem com a Emilinha...Depois diz que os eleitores não votam, que os eleitores é que têm culpa da desgraça almadense.

É mentira! quem lucra com a situação são os autarcas, o PCP e toda a corja de aldrabões que se alimentam do sangue da população.

Que vá a oposição para o maneta!

Anónimo disse...

Embora Mimi não se inteirou, centos de cidadãos de Almada, denunciaram o mentiroso prêmio da mobilidad ao departamento correspondente da Comunidade Economica Européia, se há mas pessoas que queiram denunciar, lhes posso dar o endereço.

Anónimo disse...

Tambem falta passar ai, o caixote verde com quatro rodas.

Anónimo disse...

Estes videos demonstram bem o inferno que se vive nesta rua.
Acabei de pagar €:266,90 de IMI,1ª prestação, em Setembro há outra igual, para não poder ter uma janela aberta, se a abro deixo de poder ouvir os meus familiares.
A câmara de Almada, comunista é das câmaras que têm uma das taxas mais elevadas.
Os comunistas defendem os direitos adquiridos. Vivo há 36 anos aqui, só existia 1 carreira dos TST e agora diariamento são mais de 500.

margarida.mar disse...

A senhora D. Maria Emília teve a coragem de dizer que nos estava a valorizar as casas. Deve é ir gozar com os seus parceiros de aldrabices.

margarida.mar disse...

A assembleia municipal numa das suas reuniões aprovou uma moção a dar toda a razão aos moradores. Então o que é que já foi feito?
Ainda nos arranjaram mais uma carreira "Rumo ao Marquês" que vem da Charneca, ainda hoje seguia para o Marquês de Pombal com 2 passageiros, cada viagem passa 2 vezes na nossa rua, desce a rua, contorna a rotunda e volta a subir.
Isto é gozar connosco é tudo blá, blá, blá...

Anónimo disse...

Também moro na referida RUA... a frente dos prédios mais atingidos por toda esta problemática, estão virados a sul pelo no tempo quente torna-se necessário abrir janelas para refrescar as casas; assim não vai ser possível.Ao calor junta-se mais ainda o provocado por todos os autocarros a abrandar na lomba,a acelarar à saída, a abrandar para entrar na "mini" rotunda, a parar muitas vezes no sinal para atravessar a linha do metro, pois este tem "prioridade" e ainda com as paragens da carris que chegam a estar aos 3 em fila, com motores a trabalhar para arrancarem ou tomarem o lugar de paragem... enfim, como o País está bem vamos lá consumir mais um pouco em electricidade para os moradores refrescarem as sua casas, senão abrindo as janelas vai ser pior... além de não se ouvirem que vão respirar?...
Será que os políticos não pensam?...
É tudo a agravar....................

EMALMADA disse...

Um dos problemas da nossa sociedade nos dias actuais é que não temos políticos dignos desse nome, temos eleitos vendidos a interesses económicos.
Já não são os eleitos "políticos" a liderar e fazer política para interesse colectivo. Estão lá propuseram-se a ser eleitos para servirem interesses económicos e subjugarem a Política à economia, a um progresso utópico para as populações, à criação de riqueza, mas só para quem os controla e cujos interesses servem e defendem, deixando de servir os eleitores a quem fizeram promessas e mentiram.