segunda-feira, fevereiro 23, 2009

As "Amplas Liberdades" exercitadas pela CMA

Em...Almada, a Câmara Municipal e a sua presidente Maria Emília são exímias defensoras das amplas liberdades e dos direitos e garantias dos cidadãos a exercerem a cidadania em defesa de seus legítimos direitos.
Fotos da referida faixa na rua Capitão Leitão
No passado dia 19 deste mês pelas 10 horas da manhã um grupo de comerciantes da Rua Capitão Leitão asfixiados na sua actividade em resultado da falta de clientes motivada pelas alterações na mobilidade e acessibilidades impostas pela CMA e sua Exª à cidade, resolveram colocar uma faixa à largura da rua e na mesma, com a inscrição " PRECISA-SE CLIENTES".
Na tarde desse dia, funcionários da Câmara ou outros mandados, apareceram e retiraram aquela faixa.
Quem é que ainda acredita na "democracia " desta Câmara Municipal?
Já pensaram o que nos aconteceria se esta gente um dia fosse Governo?
Maria Emília de Sousa actua em Almada como se esta terra seja sua coutada e ela seja donatária do concelho, uma capitania sua.
Que qualidades pessoais e que cultura democrática tem esta gente?
Basta de tanta arrogância, falta de vergonha e de respeito pelos direitos dos cidadãos e munícipes.
Isto é só uma amostra.
Ai do comerciantes que a critique e um dia precise, no exercício de seus direitos, de qualquer serviço da Câmara!
Já muitos tiveram de se autosilicenciar porque precisavam de autorizações ou documentos passados pela CMA.
Estranha forma de democracia em Almada!
EMALMADA agradece a colaboração de cidadão

23 comentários:

Anónimo disse...

Demonstração pura de prepotência. O que não admira. Quem conhece essa senhora sabe-a capaz disso e muito mais.

Ainda se poderia compreender, ou tentar, se com a mesma rapidez outros apêndices informativos - normalmente ligados ao PCP - fossem retirados de cena.

Mesmo assim MES, na sua cegueira e quase demência, pensa que estas suas atitudes lhe dão crédito.
Não! Bem pelo contrário.

Era bem melhor que esta desgraçada administração colocasse cartazes a informar quando estará pronto o parque de estacionamento na Rua Capitão Leitão, ou como está o negócio da fonte cibernética.
Ou quem anda a sustentar os seus desvarios.

Senhora MES, cure-se. Mas bem longe. E já agora leve consigo a vergonha directiva que a acompanha.

Anónimo disse...

Felicito estes arrojados e destemidos comerciantes da Rua Direita de Almada.
São precisas mais acções públicas.
Quando é que os comerciantes de Almada se unem numa frente comum em defesa de seus direitos e interesses perante a prepotência e o autismo cego da presidente da CMA?
Deixem o associado da Maria Emília sozinho.

Anónimo disse...

Notório défice democrático em Almada.
MES e A.J.Jardim de braço dado.

Anónimo disse...

Sim a democracia desta Senhora (MES) é esta mesmo. Ela uma arruaçeira, plenários e manifestações de toda a ordem e algumas camufladas isto sim é democracia e 25 de Abril sempre o povo é que mais ordena. Pois é minha senhora tenha vergonha na cara secalhar pensa que as pessoas não veem isso? olhe para o desmazelo de Almada Velha em vez de mandar alguem tirar o que aflige os comerciantes. A Senhora chega com saldo positivo ao fim do ano economico, gaste e melhor Almada Velha. Olhe minha Senhora digam o que disserem mesmo no tempo da olha "Senhora" havia a preocupação de dar dignidade aquele espaço Rua Direita e periferia, agora a Senhora o que proporcionou foi "bares" e um desgaste à população residente que são vitimas todos os fins de semanas com todo o vandalismo ofensas destruição, pancadaria droga, roubos lixo e tudo afim. VIVA A SRª PRESIDENTE. Ao sábado de manhã são visiveis a "tranquilidade da noite". Almada Velha mais parece um Bairro do 5º mundo. Um simples cartaz feito por alguns comerciantes corajosos teve o tratamento que teve, calar e silenciar vem aí as eleições. Meus amigos comerciantes estou com a vossa luta. Um abraço para voces.

Anónimo disse...

Parabéns comerciantes!
Apreciei a vossa atitude. Tiveram o trabalho de chamar a atenção para os vossos problemas.
Mas não os respeitaram.
Onde está a moral desta gente?
Se fosse propaganda do PCP, ai de quem tentasse destruir seus cartazes.
Aqui "del rey" que lhes estão a roubar a "democracia".

E queixavam-se eles dos tempos da "outra senhora".
Estes fazem o mesmo.
E como alguém aqui dizia, ainda bem que não são governo, pois se fossem, fariam bem pior que a União Nacional de triste memória.

Continuem, comerciantes, pois a vossa luta há-de vencê-los.

Será que o Jerónimo de Sousa, (também tem o apelido da M.ª Emilia)que estão sempre a dizer que apoiam as populações e os trabalhadores, virão também agora ajudar os comerciantes?

Tenho a certeza que não!

Ponto Verde disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ponto Verde disse...

É asqueroso este constante abafar, do sentir genuíno das populações .

Face a esta prática , é pornográfica (e cara ) a propaganda paga na televisão do Fim de Ano , do Natal e agora do "Carnaval em Almada" para quê este constante ficcionar do que não é a realidade almadense para todo o país.

Aquela publicidade televisiva devia ter, como nos filmes de ficção a seguinte frase "Qualquer semelhança dos factos ou personagens aqui narrados, com a realidade, é pura coincidência"

Anónimo disse...

Eis a MES cínica, autoritária, vingativa e repressiva.

Anónimo disse...

Esta é mais uma situação que demonstra o presente em que vivemos, a proibição do Magalhães no carnaval de Torres Vedras, a apreensão cautelar d'A origem do Mundo, na feira do livro em Braga! Tempos houve em que este processo tinha o nome de Inquisição, outros tempos houveram que tinha o nome de censura, hoje chama-se, apreensão cautelar! Quem souber a diferença que me explique.O mais estranho, é que neste caso, o abuso é cometido pelos que através dos anos se têm apresentado como os grandes lutadores antifascistas e defensores da liberdade de expressão. É esta sem dúvida a verdadeira identidade desta gente!!!

Anónimo disse...

Isto cheira a refinado fascismo de uma encapotada e frágil esquerda que enche o peito de autoritarismo, até um dia.

outro anónimo disse...

Me perdoem mas Transcreve-se o comentário porque é importante. Li e não resisti.

Anónimo disse...
Não é só no Monte que vai haver golpada, quem é o canditato que tem tomates para parar a expansão urbanística do concelho e para apostar na renovação e requalificação urbanística a partir dos núcleos urbanos já consolidados. Almada envelhece, as casas e prédios envelhecem, as empresas e serviços saem do centro da cidade para as novas áreas urbanizadas, as novas gerações vão viver para para fora da cidade, para urbanizações amorfas na sobreda e charneca e corroios, são projectados e construídos km de novas redes de infraestruturas quando as que existem ainda não atingiram a sua plena capacidade, são gastos litros de combustível em deslocações de veículos de recolha de resíduos domésticos e de transportes públicos, quem vai pagar esta factura ambiental e económica

Quarta-feira, Fevereiro 25, 2009 11:37:00 AM

Anónimo disse...

Ao "outro anónimo" e a todos vós, a propósito da política de expansão urbanística, convido a visitarem o blog do PSD de Almada, que já fez um debate interno sobre a revisão do PDM, sobre o tema de "Reabilitação Urbana", porque é isso que devemos fazer. Limitar a expansão e apostar a sério na "reciclagem urbana", com a reabilitação, a reconversão e a reutilização da área urbana consolidada, que tem a sua capacidade longe de estar esgotada.

Não é essa a política urbanística da CDU, que desde 1997 parou a renovação urbana. Por isso a cidade está a ficar velha, mesmo com a campanha de "lavar a cara" aos edifícios, como é o "Habitar é conservar".

Mais vale dizer que em Almada "conservar" é só conversa...

Anónimo disse...

Exactamente, façam como nos países civilizados, só há expansão urbana quando os centros urbanos já atingiram um elevado nível de ocupação do solo e das infraestruturas existentes, então são elaborados planos públicos e é permitida a urbanização das áreas periféricas. Em Almada é ao contrário, não é permitida a construção no interior do centro urbano e a ocupação das periferias é precedida de loteamentos sem qualquer critério, como é o caso da quinta de s. teresa, bom retiro e outros

Anónimo disse...

Tem toda a razão quando critica as urbanizações da Quinta do Bom Retiro e da Santa Teresa.

Mas você está a meter o dedo num ninho de vespas, homem... olhe essas urbanizações foram projectadas no gabinete do arquitecto Veríssimo, director do urbanismo e pessoa da máxima confiança da MES.

Esse é o maior escandalo de Almada que toda a gente sabe e ninguém actua.

Porque será?

Anónimo disse...

Então na CMA não se verificam as incompabilidades dos seus colaboradores?
Vale tudo...
Colaboradores dos SMAS a fazerem orçamentos de canalizações particulares nas horas normais de expediente, obras que os próprios vão posteriormente executar e fiscalizar...
Arquitectos a fazerem projectos de urbanizações que os próprios vão posteriormente aprovar...
Assim vai a nossa democracia...

Zé disse...

Mas isto se não é corrupção mental, então o que é?
É outra corrupção concerteza e muita promiscuidade.

Anónimo disse...

É mesmo assim.
Só me preocupa que comam todos pela mesma tabela.
É pena, porque há gente honesta.

Anónimo disse...

Pois é a gente honesta espera que apareça um candidato que seja verdadeira alternativa, mas até hoje, népia!
Os partidos políticos só pensam no umbigo e comportam-se como donos do país e de Almada. Entendem que o povo tem de acatar as suas escolhas com sendo as melhores e indiscutíveis.
Lamentável.

Anónimo disse...

Caros anonimos estas ações são de conhecimento dos municipes, agora imaginem o k se passa dentro da propria instituição.
A ditadura dura á mais de 30 anos nesta pocilga da c.m.a.
Devo tb alertar que se foram trabalhadores da c.m.a k retiraram a faixa foram obrigados a tal.

Anónimo disse...

Se os critérios de qualidade e de desenvolvimento urbano projectados e apreciados pela casa são, a título de exemplo, os referidos num anterior comentário, então estamos esclarecidos sobre a quem está entregue a qualidade de vida da população deste concelho.

Anónimo disse...

Ainda estou à espera de ver uma brigada de trabalhadores da CMA a ser tão diligentemente enviada para as cancelas da herdade da aroeira. Os comerciantes protestam e reclamam por condições que tragam potenciais clientes junto dos seus estabelecimentos e logo a CMA trata de retirar as faixas do descontentamento, os ricos vedam o livre acesso a ruas públicas e não se vê qualquer reacção por parte da mesma entidade.

Anónimo disse...

É óbvio e por demais conhecido o problema.
A CMA não actua, repondo a legalidade, porque lhes interessa estar bem com os meninos e as meninas ricas. Não vá os votos desta rapaziada, a maioria em segunda residência, fazer falta.

Anónimo disse...

Que Grande Patacuada!!! Aposto que vocês, incluindo os blogers-colocadores de fitas, são todos meninos ricos e que nenhum trabalha no comércio em Almada. Toda essa conversa da chacha é notoriamente conversa de quem fala muito e não faz nada.
Ora publica lá esta... Ó Pluralista/Democrata.
XicoXicao