quarta-feira, agosto 25, 2010

Almada não pode ser sujidade e lixo

Em...Almada, a Câmara Municipal é principal e grande responsável, sem vergonha, pela permanência do lixo na via pública, pela sujidade e degradação do espaço público e privado, que agride proprietários dos imóveis e os almadenses...que promove, incentiva e demonstra não estar interessada em acabar com este tipo de vandalização do concelho.
Cidadãos com dignidade não aprovam nem pactuam com isto.
Cidadãos com dignidade repudiam quem tal incentiva.
Cidadãos com dignidade rejeitam a miséria mental reinante.
Os almadenses rejeitam este neocolonialismo político, humilhante da cidadania, dentro da democracia.
EMALMADA agradece a colaboração de cidadão

6 comentários:

Anónimo disse...

A oposição decidiu trabalhar!
Vai exigir à Maria Emília este outdoor na 1ª página do boletim municipal de Setembro.

Anónimo disse...

Ela está lindérrima, feliz, hilariante, muito progressista, vazia, na defesa dos seus ideais de Abril. É ela na verdadeira interpretação da democracia oligárquica e do poder autárquico a serviço partidário.
Bem haja EMALMADA por este post.

Anónimo disse...

Acabo de ver na SIC Notícias que o MST matou hoje mais uma pessoa em Almada.

Anónimo disse...

Novo acidente com o comboio de Almada.
http://www.publico.pt/Local/metro-sul-do-tejo-provoca-ferido-grave-em-almada_1453033


Oliveira

Al-Ma'dan disse...

Parafraseando um slogan da câmara:
A nossa casa é a nossa cara!
A nossa cidade é a cara de todos nós!
E o lixo e o laxismo são mesmo a cara da Maria Emília, a pior coisa que aconteceu a Almada nas últimas décadas.

Vejam o estudo do INE sobre o poder de compra per capita concelhio em 2007: Almada que em 2005 estava no TOP 10, limita-se a uma envergonhada 15.a posição tendo sido no distrito de Setúbal destronada por Alcochete, Montijo e Sines.
A perda de 5 lugares no ranking do poder de compra per capita ficou-se a dever ao facto de Almada ter descido de 128% da média nacional para 121%, como também ao facto de outros concelhos terem subido, como por exemplo Alcochete e Montijo.
E recordo-me de em anos mais atrasados Almada andar na casa dos 130.
A tudo isto, o vereador de serviço - António Matos - responde que tal se fica a dever a Almada não ter instaladas grandes empresas no seu território, mas apenas PME.
Mas, pergunto eu, de quem é a culpa, se a CMAlmada sempre primou por hostilidade à iniciativa privada ?
Se apenas recentemente criou um gabinete de apoio ao investidor, quando outras autarquias já fizeram isso há décadas ? Mesmo assim é de temer que esse gabinete sirva apenas de maquilhagem e nada mais.
Por tudo isto, se pode afirmar sem margem para dúvida que Maria Emília de Sousa y sus muchachos são os coveiros de Almada.
Mas, continuo na minha, os principais coveiros são os almadenses que nela votam.
Sempre pensei que vivia numa terra de gente inteligente, culta e informada mas ... desilusão tal não é assim.
Perante uma Almada cada vez mais no fundo, pobre e sub-desenvovida, muitos almadenses teimam em continuar a ajudar a pôr mais uns pregos no caixão.
Posso perdoar tudo, mas isto é imperdoável.

Anónimo disse...

Adorei o Outdoor... melhor era impossivel. Até porque retrata bem a verdade obscura de Almada.

Raquel Prata